A passagem de Bauza foi boa?

Paton 020816

Analisar a passagem de Bauza pelo São Paulo vai além dos números, que aliás, são péssimos.

Sim, quando você olha os números de Bauza pelo São Paulo, seu aproveitamento foi pífio, não teve conquistas e o time não mostrou um futebol vistoso.

Contudo, é inegável que ele fez o papel que lhe foi pedido, recuperou o brio do grupo, criou enfim um sentimento de grupo no elenco, para que os jogadores se dediquem uns pelos outros e consequentemente pelo time.

Bauza tem outros números interessantes, enfim fez o time ganhar um clássico, depois de um longo jejum o São Paulo venceu o Palmeiras pelo Brasileirão, enfim o time não perdeu na nova casa do Corinthians, o time voltou a ser mais respeitado nos clássicos, briga mais e não se torna presa fácil.

Paton, deslanchou de vez Ganso e fez o nosso 10 enfim ir tentar o sonho da Europa, fez torcida ter paz com Michel e Wesley mesmo que a qualquer momento, isso pode acabar. Mas também insistiu em Centurion e agora deixou Chavez ai para a gente.

Ele sai com o time tendo a terceira melhor defesa do Brasileirão, algo inimaginável no começo do ano. Em contrapartida, o time precisa melhorar muito no ataque, é o 5º pior do campeonato.

Por fim, acho que a passagem de Bauza foi positiva, muito mais pela alma reconquistada do que pelos resultados e no fim a saída neste momento, diferente da de Osório, foi conveniente para todos.

Bauza poderá ter uma oportunidade única na vida, caiu no colo a chance de dirigir uma seleção argentina, uma série de fatores contribuíram. Em compensação para o São Paulo a oportunidade vem em boa hora, com o time sendo reconstruído e com a sensação de que estava difícil Bauza tirar algo a mais do time, era uma boa hora para um sangue novo.

Cabe agora ao São Paulo escolher bem a continuidade do trabalho de Bauza, além da filosofia de jogo parecido, tem que ser alguém que não tenha restrição com estrangeiros e que rapidamente siga o que o São Paulo pode oferecer, remontar o time durante o Brasileirão e fazer frente pela Copa do Brasil.

Para Bauza, fica um muito obrigado e que não tenha tanta sorte na Argentina, ou que mantenha o desempenho de aproveitamento igual foi no meu tricolor..rs..

Além disso, a dúvida que fica agora é se o São Paulo traz outro gringo para virar técnico de seleção daqui 6 meses ou se investe em algum brasileiro.

De longe, eu apostaria em Diego Aguirre, Ricardo Ferretti, mas acho que São Paulo pode estar olhando Abelão também.

E você são paulino, quem você queria ver no tricolor?

Anúncios

O São Paulo vive…

Michel290416

Ah, o futebol.

Não costumo escrevo posts como torcedor, apesar de sempre deixar claro meu amor pelo São Paulo, mas é inevitável tecer algumas linhas após a atuação de gala do time nos primeiros 45 minutos de ontem. O segundo foi de inteligência, mas o primeiro é quase um exemplo, uma obsessão para o time buscar sempre.

Bauza, enfim teve uma semana para trabalhar e o resultado foi incrível. Aliás, Bauza merece mais um caminhão de elogios pelos dois últimos jogos, duas escolhas acertadas (Centurion e Wesley), o grupo parece fechado com ele.

A crise dentro do elenco que sondava os corredores do Morumbi foi resolvido ao melhor estilo Telê, na base da disciplina, do entendimento da responsabilidade e entendendo que não adianta fazer biquinho, amanhã alguém que você não gosta continuará lá, aprenda a conviver.

E no meio disso tudo, o protagonismo de Ganso. O que Paulo Henrique está jogando nesse ano é formidável, Ganso assim como o time parece ter retomado o tesão por jogar bola, seu talento sempre o acompanhou e permitia ele dar demonstrações dele em alguns jogos, mas aliado ao tesão que ele readquiriu, seu futebol aparece sempre no tricolor.

Bauza, Lugano, Maicon, Pintado, Cunha e Leco ressucitaram a alma do São Paulo. Não sei até onde o time irá, ainda é cedo, mas acima de tudo o time ganhou alma e coração, o sangue volta a correr nas veias.

O São Paulo vive…

Às vezes 4×0, às vezes 0x4…

image

E o São Paulo ontem venceu o Vasco por 4×0.

Pato, Michel, Wesley e Boschilia foram os autores dos gols. Pato e Wesley foram os melhores, aliás um volante não é um jogadorzaço, mas nem de longe é aquela draga que passou pelo vizinho aliverde de muro.

Já Pato é aquela velha máxima, nunca se sabe qual virá a campo. Futebol sobra, um dos melhores atacantes do Brasil, mas por apenas 10-15 jogos no ano, tem sempre algum devaneio que atrapalha sua continuidade dentro de campo.

Centurion tem exagerado, ficado demais com a bola no pé, mas é inegável que ele precisa começar jogando, tem gás para o jogo todo e é o tipo jogador chato de enfrentar.

De qualquer forma, a ideia de jogo proposta por Osorio (além do esquema 4-1-4-1, para em breve virar o seu 3-3-1-3) precisa de entrosamento e comprometimento alto dos jogadores.

Como o time opta por ditar o ritmo de jogo, a movimentação para criar espaços e a velocidade para recompor tem que estar bem ensaiada, pois quando a bola do Pato bate na trave, o São Paulo corre o risco de perder de quatro, quanto a zaga cochila e Pato acerta o gol, o São Paulo pode ganhar de 4.

Futebol também é detalhe, aliás são eles que compõe o todo e fazem um time vencer ou perder uma partida.

O São Paulo ainda é um esboço, passível de ganhar e perder de 4×0 nesses testes para chegar a versão final.

Rapidinhas do Camisa 10 – 23.04.2014

Rapidinhas 23042014

Vai ter Copa com jeitinho… O maldito jeitinho brasileiro está sendo exemplificado para o mundo através do Itaquerão! A Fifa já desistiu de anunciar alguma data para a inauguração do estádio, já aprendeu como se faz aqui, entregeu nas mãos de Deus (acreditando na brasilidade dele) e que no final tudo vai dar certo. Vai ter Copa sim!

Pelo menos, tivemos lesões! O jogo entre Chelsea e Atletico de Madrid foi truncado, dois times que são experts em contra-ataques ficaram enroscados na intermediária ofensiva do colchoneros, mas pouco criaram. Pelo menos, as lesões sofridas pelos jogadores do Chelsea permitiram a todos nós apreciarmos os atributos médicos de Eva Carneiro. Com certeza, a melhor em campo!

Ganso de bico para cima… Paulo Henrique Ganso jogou a modéstia de lado e voltou a falar. Em coletiva após treino do São Paulo, o meia disse que considera não vê ninguém acima da média como ele. Disse ainda, que entende as cobranças feitas, já que ele sabe que poderia ter rendido muito mais do que rendeu nas últimas temporadas. Apesar de todo esse talento, o meia cravou que não tem mais esperança de Copa esse ano. Mas 2018, tá logo aí!

Do vinho para a água… O Palmeiras está longe de ter um grande elenco, mas conseguiu montar um time bom e competitivo para esse Brasileirão, contudo, o time precisará fazer as contas certinhas para conseguir encaixar no orçamento a permanência de Wesley e Kardec, caso contrário o time passará a candidato a parte debaixo da tabela imediatamente.

Coragem ou covardia? O que você faria se com menos de 30 minutos de jogo, você já tivesse dado um gol para o adversário e feito um contra? Bom, Paulão do Bétis, não teve dúvida, vendo que sua atuação estava desastrosa deu um sinal para o treinador e pediu sua troca. Muitos o chamaram de covarde, eu considerei corajoso admitir que estava em um dia péssimo.

Pagando para jogar por aí! O Corinthians tem tentado diminuir os gastos de sua folha de pagamento emprestando jogadores com altos salários, contudo, em virtude disso, o time gasta quase um milhão em salários para jogadores que não jogam pelo clube. Só Pato, Sheik e Douglas somados custam ao Timão mais de 800 mil reais.

Elenco de 20 jogadores, sim… Em compensação, o Cruzeiro mostra como é possível montar um elenco fortíssimo para o nosso calendário insando. O time que enfrentou o Bahia na estréia do Brasileirão, pode ser considerado o time B da Raposa atualmente. O time tinha Tinga, Nilton, Borges, William Bigode e a promessa Marlone no time.

Quem entra? EU! Seguindo os passos do Baixinho Romário, Ryan Giggs irá ser treinador-jogador no Manchester United. Após a fracassada empreitada de Moyes, o jogador símbolo da geração Fergunson assume o clube provisoriamente até o final da temporada. Acho sempre curioso, pensar que duramente o jogo, o técnico pode decidir simplesmente que ele entrará em campo!

Maracanazzo liberado… Do ex-jogador Raí, ao jornal alemão ‘Suddeutsche Zeitung’: “O futebol ainda é a grande paixão do meu país, mas já não se dá a ele a excessiva importância de tempos atrás. Hoje, no Brasil, há outras coisas muito mais relevantes que o futebol. Por isso, se a seleção não ganhar a Copa, não será nenhuma tragédia.” Ufaaaaa….

Dúvida da semana… Renato Augusto, falha na revisão ou na fabricação?

Displicência: um pecado que termina em 1×0.

Palmeiras 07032013

Galera do blog, ontem eu acompanhei os jogos de Palmeiras e Corinthians pela Libertadores. Os dois jogos terminaram 1×0 para o time adversário, mas os resultados poderiam ser bem diferentes.

Vamos começar pelo Palmeiras, o time alviverde foi para a Argentina preocupado demais com a violência do time adversário e com uma possível recepção hostil da torcida local e abdicou de jogar no primeiro tempo. Aliás quase não teve futebol no primeiro tempo, os times foram excessivamente burocráticos e com pouca movimentação.

Veio o segundo tempo e o jogo só melhorou com as entradas de Maikon Leite e Patrick Vieira, o time ganhou mais velocidade e Valdivia começou a aparecer no jogo, foi quando o Palmeiras começou a perder gol atrás de gol, culminando com Kleber que ao tentar dar um drible a mais jogou fora uma chance claríssima de gol para o alviverde.

Para piorar o castigo veio logo depois. Em cobrança de falta que encontrou Ferreira livre que jogou a bola para dentro da pequena área, Prass hesitou e Penalba só teve o trabalho de empurrar para o fundo das redes.

Resultado injusto pelo o que o Palmeiras criou, mas existem algumas considerações. Patrick Vieira tem que ser titular, a promessa está bem melhor que Wesley, o jovem me lembra o Julio Baptista que passou pelo São Paulo, jogador muito forte, mas com boa velocidade, para mim com ele o time fica mais intenso e Valdivia aparece mais para o jogo.

Na classificação, o Palmeiras tem uma boa tabela agora, faz duas partidas em casa e a única fora é contra o rival mais fraco, é possível fazer 7 pontos ou até mesmo 9 e terminar classificado para a próxima fase.

Indo para o jogo do Corinthians, lá tivemos mais futebol. Os dois times buscaram mais o jogo durante os noventa minutos e a partida teve mais alternativas.

O time do Tijuana é um time bem montado, tipicamente mexicano, marcação firme e jogo de muita profundidade pelas laterais, mesmo assim o Corinthians não fez um grande jogo, mas conseguiu criar mais oportunidades.

É fato que o alvinegro sofreu no início para se adaptar ao gramado sintético e para suportar a famosa “pressão inicial” dos times mandantes, mas com o passar do tempo, o time equilibrou a partida e chegou a ter dois gols com Paulinho impedido.

No segundo tempo, o Corinthians dominou ainda mais o jogo e controlou a posse de bola para evitar que os mexicanos assustassem e obteve sucesso nos primeiros quinze minutos. Na primeira tentativa de pressionar mexicana, eles conseguiram um gol. Em bola parada e falha de Cássio, os mexicanos chegaram ao gol com Gandolfi. Lance duvidoso, que inicialmente pareceu normal e depois a Globo tratou como impedido.

Dali em diante, foi o Corinthians tentando buscar o gol pressionando a defesa mexicana e os mexicanos buscando Riascos ou Martinez (o Neymar equatoriano) para puxar o contra ataque.

No fim, o resultado não foi anormal, mas o Corinthians poderia ter ao menos saído com o empate da partida. De qualquer forma, nada que vá atrapalhar a classificação do time para a próxima fase.

Em tempo, sobre o lance do impedimento, abomino qualquer imagem de TV com o lance parado, é impossível determinar se aquele “freeze” da imagem é no exato momento que a bola saí. Olhei algumas vezes o VT do lance com a bola em andamento, sem ficar parando a imagem, e para mim não há o impedimento.

Rapidinhas do Camisa 10 – 10.10.2012

Camisa 10 Coxa Branca… Bom, agora começam as manifestações sobre Alex. Cruzeiro, Palmeiras, Coritiba, Santos e Grêmio são os primeiros times a manifestarem interesse no camisa 10. Contudo, tenho a sensação de que Alex ficará muito dividido, mas acredito que a idade pesará e a decisão em ficar perto da família depois de tanto tempo na Turquia irá pesar. O Couto Pereira pode preparar a festa.

A redenção do outro 10 ou 8… Kaká sempre preferiu a camisa 08, mesmo sendo reconhecido como 10. E o amistoso de amanhã contra a tradicional seleção iraquiana servirá para a redenção dele, diante da escassez no setor e a incógnita chamada Ganso, Kaká é um dos poucos remanescentes de 2010 que poderá ser protagonista em 2014.

Nossa amarelinha desbotada… Além da atração de ter o Zico no banco adversário, o amistoso contra a fortíssima seleção iraquiana traz uma formação no meio de campo interessante, Ramires, Paulinho, Kaká e Oscar formam um meio de campo onde todos sabem jogar e todos possuem rápida transição da defesa para o ataque se todos renderem como a enxergar um Brasil forte, surpreendentemente.

Só para não passar em branco. Mencionei um pouco no post de segunda, mas é necessário reforçar. Todo mundo deveria ver o VT do primeiro tempo de Atlético-MG e Figueirense pela 28ª rodada. A atuação de Ronaldinho Gaúcho é de encher os olhos de qualquer pessoa, mesmo daqueles que sempre o criticaram durante toda sua carreira, eu por exemplo.

Advogados com o apito. Entendo a atuação do STJD dentro do futebol, mas algumas coisas deveriam ter limites. Acho um pouco absurdo, decidirem suspender um jogador que nem cartão recebeu durante a partida. Novamente, tentar remendar a atuação dos árbitros só piora a situação. Prefiro que o STJD mande o árbitro para um curso de reciclagem do que decidir após o jogo por ele.

Os bastidores do melhor time. Recentemente foi lançado um livro com histórias do Barcelona, onde em uma delas Ronaldo foi flagrado dentro do Camp Nou em um ménage. Agora foi a fez de um ex-segurança dizer que Messi era proibido de sair com mulheres, mas que ao mesmo tempo tinha que ir buscar jogadores que faziam sexo dentro das baladas. Acredito que algumas coisas se explicam para a performance do time.

A culpa é do joelho de porco. Calma, não se trata do prato alemão. É que em 2012 o Palmeiras já teve seu sexto jogador afastado dos campos por lesão no joelho. Fernandinho, Maikon Leite, Vinicius, Wesley, Marcos Assunção e agora Valdivia foram os premiados. Acredito que o problema todo seja o peso da responsabilidade sobre as costas que atingem os joelhos.

O técnico sempre paga o pato… As eleições começaram no Internacional e independente de oposição ou situação vencerem uma coisa é certo, Fernandão é muito melhor como diretor de futebol. É consenso que a aposta no vitorioso atleta colorado foi furada e que é preciso alguém de nome para fazer o elenco recheado e talentoso sair do papel. Acho que Felipão mesmo com o sangue azul, vem aí…

Haja espaço no armário. Uma pesquisa divulgada pelo site Sportingintelligence mostra que Manchester United e Real Madrid são os times que mais vendem camisas oficiais no mundo, cerca de 1,4 milhões por temporada. Na sequência, Barcelona com 1,15 milhões, Chelsea (910 mil), Bayern (880 mil), Liverpool (810 mil), Arsenal (800 mil), Juventus-ITA (480 mil), Inter de Milão (425 mil) e Milan (350 mil).

Morrendo afogado.. Zinho resolveu declarar que todo mundo pode ser campeão, menos o Galo. O culpado não é o dentuço e sim o presidente atleticano Alexandre Kalil. Segundo o diretor zinho, Kalil cria rivalidades desnecessárias. Kalil respondeu que pato novo, precisa aprender a falar pouco para não morrer afogado. Só não entendi qual o problema de criar rivalidades, pode isso Arnaldo?

Dúvida da semana. Tite deveria escalar Zizao contra o Flamengo para dar graça para o confronto?