Se o campeonato acabasse na 2ª rodada…. (Pitacos)

84747

Galera do blog, ontem mais uma rodada do Brasileirão terminou. Sei que os velhos chavões de “Se o campeonato acabasse hoje…” irão surgir, mas dois times surpreendem pela mudança abrupta no time em um intervalo tão curto de tempo.

Santos e Fluminense.

O Fluminense parece ter despertado de um sono profundo. De um time sem movimentação, apático e sem criatividade nenhuma para esse time envolvente com uma postura ofensiva e recheada de bons jogadores na frente. Cristovão conseguiu rapidamente acertar a casa e aproveitar ao máximo o talento de Wagner, Conca, Sóbis e Fred juntos.

O time venceu tranquilo o Figueirense e também não passou sustos contra o Palmeiras. O time que corria risco de não estar na Série A e que começou o campeonato sob a desconfiança de sua torcida, agora mostra um futebol convincente e estará no alto da tabela.

Já o Santos que mostrou um futebol moleque mais uma vez nesse Paulista. Um time recheado de moleques e que chegou até a final do Paulista, parece ter sentido o baque da derrota para o Ituano. A molecada parece ter experimentado pela primeira vez a decepção como profissional e a falta de bagagem parece ter feito o time sentir mais golpe.

Oswaldo terá muito trabalho para resgatar a confiança da molecada, enquanto isso o time vai contando com a fase de Aranha, Cícero e demais veteranos para segurarem a barra. O time que enfrentou Sport e Coritiba se mostrou apático e presa fácil para os rivais. Foram dois empates e a certeza de que o time precisará melhorar.

Além dos dois mencionados, outros dois grandes que já não inspiravam confiança deram sinais que o campeonato será complciado. Flamengo e Palmeiras precisam reforçar urgentemente os times, o Palmeiras com a eminente perda de Kardec precisa ir as compras, assim como o rubro-negro.

E vocês o que destacam “se o Brasileirão acabasse hoje..”?

Juridicão com poucos gols e um começo interessante tricolor!

Luciano 21042014

Galera do blog, fim da primeira rodada do Brasileirão. E entre um jogo e outro, a decepção pela falta de gols. 16 gols em 10 jogos, sendo que os tricolores carioca e paulista foram responsáveis por 6 desses 16 gols. Talvez, tenha sido a tristeza dos times em não ter mais Luciano para narrar seus gols.

Surpreendeu a boa vitória do São Paulo, não pelo placar, mas pela postura do time, a movimentação de Pato e aposta em Boschilla, tudo deu certo. Além disso, a apatia do rival também foi grave. O Botafogo parece não ter entrado em campo.

O jogo foi muito tranquilo para o tricolor, Muricy surpreendeu ao tirar os atacantes Pabon e Osvaldo para promover as entradas de Pato e Boshilla. Pato era certo, mas a dúvida era quem dos atacantes permaneceria no time, a opção por Boschilla, deu mais consistência ao meio e permite a Ganso um repertório intenso de jogadas, já que Pato e Boschilla se movimentaram muito, abrindo diversos espaços, tanto para Ganso aparecer na área como no terceiro gol, como para criar jogadas.

Douglas teve atuação impecável, dentro do que eu espero de Douglas. Parece que finalmente a camisa parou de pesar para o lateral, ou a chegada de um jogador que realmente poderia ameaçar sua titularidade, ligou o alerta no lateral que resolveu jogar.

O time ainda carece de qualidade defensiva. A dupla de zaga não passa confiança nem nos pais dos mesmos. Muricy me surpreendeu com o esquema adotado, mostra que sabe muito mais do que o Muricybol. Foi apenas um jogo, mas quem sabe meu palpite com o coração, não se materialize de forma real ao fim do campeonato.

Cristovão parece ter dado vida ao Fluminense, ainda é muito cedo, mas o time mostrou uma atitude ausente até então e o quadrado mágico, Conca, Wagner, Sóbis e Fred pode funcionar muito bem.

O treinador decidiu dar qualidade ao meio e acertar os jogadores de defesa, o time mostrou boas opções com Wagner e Conca se revezando na construção das jogadas e Sóbis está fechado com Cristovão e promete fazer um campeonato espetacular. Da mesma forma que o São Paulo, gostei muito do que vi no primeiro jogo do Fluminense, mas foi apenas um jogo.

Já Mano Menezes começa a ser o novo Luxemburgo, a única diferença é que Mano não tem o currículo de Luxa. O treinador parece não acertar mais seus times. Ficou quase um mês para preparar o time, e a atuação diante de um Atlético com a cabeça na Colômbia foi decepcionante. O jogo foi chato, e pelo jeito, os jogos do Corinthians serão chatos até o final do ano. O time pode até ir longe, com esses oxo e 1×0, mas será chato ver jogo do Timão.

Meus favoritos não encantaram. Grêmio jogou contra o Furacão e perdeu por 1×0, o Galo topou a chatice corintiana e o Cruzeiro venceu o Bahia com dois gols iguais, mas não dá para dizer que o resultado foi justíssimo. O Baeaa, merecia sorte maior.

E para vocês, como foi a primeira rodada do Juridicão?

Fugindo da Influenza!

Enquanto a Gripe suína chega cada vez mais aqui no Brasil, alguns jogadores com medo ou simplesmente afim de receber uma bolada partem para a Europa. Está chegando o maior filme de terror dos torcedores e a maior bilheteria dos dirigentes, é a Nossa Querida Janela de Transferências.

Dono do Mundo 150709Se trata de um filme pior que a Serra Elétrica, já nem sei em qual versão está, mas como sempre promete. Veja dentro dos clubes da Série A, quem pode sair em cada clube:

Corinthians: Por ser o clube que atravessa o melhor momento no futebol, é o clube que possui o maior número de possíveis saídas. Entre eles estão, Felipe, Chicão, André Santos, Elias, Douglas, Dentinho e Lulinha. Acredito que dos 7 citados, A. Santos, Douglas e Lulinha sejam os únicos que saiam, o mais incrível é que nem cogita a saída do Fofômeno.

Palmeiras: Por se tratar de uma barriga de aluguel da Traffic, tudo é possível, mas de antemão acredito apenas na saída de Diego Souza, o futebol alemão está muito interessado em seu futebol.

São Paulo: Apesar da má fase, o clube ainda atrai os olhares dos europeus, o Milan comandado por Leonardo tem interesse em levar de uma vez só Hernanes e Miranda, além de Borges que espera uma oportunidade na janela de jogar no futebol europeu, é esperar para ver.

Santos: Após a saída de Mancini, a única provável saída do time é do artilheiro Kleber Pereira que novamente está pleitando aumento na renovação, mas dessa vez Marcelo Teixeira não está cedendo. Não escutei ainda nenhuma proposta para o garoto Neymar e muito menos para o craquinho (por falta de tempo ainda) Ganso.

Cruzeiro: O provável campeão da Libertadores já perdeu Ramires, e possui grandes chance de ser ainda mais sondado caso o time conquiste efetivamente o caneco, jogadores como Kleber Gladiador, Gerson Magrão, Wagner e Leo Silva podem receber propostas.

Internacional: Fechando a lista, o Colorado sofre forte pressão dos gringos que querem o talento de Nilmar em campos europeus.

Os demais clubes, pelo menos do que se vê comentando nos sites e blogues parecem não sofrerem tanto com essa influência.

Isso me faz lembrar de uma frase que o atacante Kleber Gladiador mencionou segunda no programa Bem Amigos do quase insuportável Galvão, “Quando eu sai do Palmeiras e fiquei sabendo que iria jogar no Cruzeiro me deu um certo frio na barriga, não pela estrutura do clube, até porque o Cruzeiro é um dos maiores clubes do Brasil, mas pelo fato de que lá fora eles só enxergam o eixo Rio – São Paulo.”

De fato, o comentário do Gladiador se faz certo, visto que dos 20 clubes da Série A do Brasileirão, apenas 6 deles tem os nomes de seus jogadores mencionados constantemente em possíveis transações com o mercado europeu. Curioso é observar a não inclusão dos times cariocas, até porque tirando a saída de Ibson do Flamengo nenhum outro nome foi especulado até o momento.

A pergunta que não quer calar, será que a janela de Agosto causará estragos nos clubes, principalmente no Corinthians, ou por essa janela dessa vez só entrará uma gripizinha inofensiva?

Que luta!

Um jogo brigado, jogo de Libertadores, isso foi o primeiro jogo da final.

Cruzeiro 090709

Cruzeiro e Estudiantes fizeram um ótimo primeiro jogo, criaram oportunidades principalmente o Estudiantes e Fábio foi perfeito na meta cruzeirense.

Como sempre o Estudiantes pressionou o Cruzeiro no começo da partida, tentando com a empolgação da torcida marcar logo o seu gol e tornar as coisas mais fáceis para os argentinos, mas do outro lado estava o Cruzeiro que mostrou forte e firme segurando a pressão adversária.

Essa foi a crônica da partida o Estudiantes pressionou muito durante o jogo inteiro, e o Cruzeiro contra atacava, próximo ao fim do jogo esse ímpeto argentino de atacar tornou-se desespero e foi aí que a melhor chance do jogo apareceu, e foi para o Cruzeiro nos pés de Kleber Gladiador, em um cruzamento de Wagner, o goleirão argentino espalmou e ela sobrou nos pés do atacante com o goleiro caído e ele jogou para fora.

E assim foi o jogo, destaque positivo do Cruzeiro, as atuações de Wagner, Fábio pelo lado argentino, Véron e Fernandez foram os melhores.

Para a partida de volta a certeza que fica é que ambos os times jogaram essa final com muita determinação e garra, os dois times fizeram jus a final e mostraram porque mereceram chegar nela.

Para o jogo de volta, o normal é o Cruzeiro vencer e se tornar campeão,mas terá que jogar com muita vontade também, o Estudiantes não entregará de bandeja o título.