A estrela e as estrelas…

146500-futebol_brasileiro1

Ao que tudo indica esse Brasileirão será decidido pela estrela. E não estou dizendo daquele jogador que tem status de diferente, de acima da média, de Seedorf e Alex por exemplo. Estou falando de estrela daquele conceito futebolístico que se mistura muito com sorte ou com aquele algo a mais que um time campeão acaba tendo.

Eu sei que você dirá então, que olhando dessa forma, é lógico que a estrela decidirá o campeão, já que ele “é pré-requisito” para que o clube conquiste o título a diferença é como elas estão se apresentando nos candidatos ao título.

Começamos pelo Cruzeiro, o qual digno que “as estrelas” decidirão pelo clube mineiro. O time celeste que optou por montar um elenco forte sem um destaque principal, vem colhendo frutos por isso. Quando não é a estrela de Everton Ribeiro que brilha, é a de Lucas Silva, é de Borges, é de Julio Baptista, ontem foi a do William, amanhã pode ser Dagoberto, Luan, Nilton, Dedé, Fábio, Ricardo Goulart, ou qualquer outra peça do elenco.

Cruzeiro optou por uma das máximas do futebol, só com o elenco forte é capaz de disputar o título e Marcelo Oliveira tem conseguido dentro de um padrão tático muito bem definido, misturar e revezar essas peças buscando o melhor aproveitamento sempre. O certo é que ultimamente o Cruzeiro ganha e os outros que corram atrás.

O mais perto nessa corrida é o Botafogo. E o Botafogo que recebe a alcunha de estrela solitária conseguiu reverter nesse campeonato uma outra alcunha que o segue. “Tem coisas que só acontecem com o Botafogo”, essa alcunha parece revertida, se antes situações prejudiciais aconteciam ao Botafogo em momentos cruciais, por enquanto o contrário tem sido mais constante. Basta lembrar que as duas últimas partidas, o time venceu com um gol no final do jogo.

E essa estrela que ilumina o time como um todo e não sobre um jogador específico em determinadas partidas que pode levar o Botafogo ao título. Estrela que também tem iluminado a juventude do time, seja com Vitinho, com Hyuri ou até mesmo com o menino Elias. O que seria motivo de preocupação para muito times, no Botafogo a fórmula tem funcionado muito bem.

E por último o Grêmio que apesar de não agradar a todos e praticar um futebol mais pragmático, o time também está por perto. E como carrega a alcunha de imortal, todo gremista acredita que a força da sua estrela está no seu brilho durar mais do que as duas anteriores. Algo como, a sua é mais bonita e mais forte, mas vai acabar mais rápido do que a minha.

O time que resgatou o ídolo Renato Portaluppi para o comando do time, sabia que ele também resgataria o estilo de jogo que tornou o time vencedor na década de 80. Um time aguerrido, com muita força e que vende caro qualquer derrota. Individualmente tem mais peças acima da média do que os rivais. Dida, Elano, Zé Roberto, Kleber, Vargas e Barcos compõe esse esquadrão que espera no final ter mais pilha na estrela do que seus rivais.

Apesar de achar justo e gostar dos três times, minha torcida está para toda aúrea que gira sobre o Botafogo nesse ano.

Anúncios

Metade já se foi e uma seleção curiosa…

post090913

Galera do blog, o primeiro turno do Brasileirão acabou. Ainda falta um jogo ou outro pendente que foram adiados, mas que pouco mudará no cenário da tabela. Cruzeiro, Botafogo e Grêmio avançam como os principais candidatos ao título. Estou torcendo pelo Botafogo, muito mais pelo carisma de Seedorf e pelas aparições de Hyuri, Vitinho e Elias. Já que o Cruzeiro mostra o melhor futebol neste campeonato.

Inter e Corinthians até podem assombrar os três de cima, mas precisariam engatar uma sequência logo, coisa que não aconteceu até agora, são dois ótimos times, mas que até agora oscilam muito e não convencem.

Na parte debaixo, o São Paulo já precisa começar a fazer as contas para os benditos 45 pontos. O time que fez apenas 18 no primeiro turno, precisa achar 27 pontos nesse returno. Sim, já é a hora desse time fazer essa conta, porque o rebaixamento está próximo. Naútico já está na B, Ponte, Lusa, Bahia, Vitoria, Criciuma e São Paulo “disputam” as três vagas restantes.

Uma coisa é fato nessa edição do Brasileirão. A qualidade dos times cairam muito, se antes existiam mais times fortes e combativos, hoje a diferença de Cruzeiro, Atlético-MG, Botafogo, Corinthians, Inter e Grêmio para os demais é assombrosa. Apesar de assistir um Seedorf, Alex ou Zé Roberto em campo, vemos que a safra está bem rala no nosso futebol.

Aproveitando que estamos falando de safra, vou montar a minha seleção desse primeiro turno.

Vamos no tradicional 4-4-2, dois volantes, dois meias, um atacante e um centroavante. Veja como ficou:

Goleiro: Vanderlei (Coritiba). O goleirão do Coxa vem fazendo mais um grande campeonato, quando Alex não resolve lá na frente, ele tem conseguido segurar a barra lá atrás, ótimo goleiro, meu tricolor podia ficar de olho nele após a aposentadoria do Ceni. Outro que merece menção honrosa é Lauro da Portuguesa que vem fazendo grandes defesas ao longo do campeonato.

Laterais: Victor Ferraz (Coritiba) e Alex Telles (Grêmio). Nas laterais, duas gratas surpresas, uma já tinha feito um bom campeonato no ano passado pelo próprio Coxa. Victor sempre substituia bem o lateral Ayrton que viveu grande fase no Brasileirão do ano passado. Já Alex do Grêmio tem feito sucessivas partidas consistentes e ainda aparecem muito bem na bola parada. Duas ótimas forças para seus times. Pela direita, destaco ainda Léo do Atlético-PR.

Zagueiros: Gil (Corinthians) e Dória (Botafogo). Uma dupla de zaga firme. Gil se tornou um monstro e peça fundamental para essa muralha alvinegra que tomou apenas 8 gols nesse primeiro turno. E Dória assumiu como um veterano a defesa do Botafogo dando muita tranquilidade para o time, lembrando que o “veterano” tem apenas 18 anos. Outros que merecem meu destaque é Bruno Rodrigo do Cruzeiro e Edu Dracena do Santos. O primeiro é para mim, um grande mistério, pois quando atuou pelo Santos nunca esperei que pudesse render, o que está rendendo hoje no Cruzeiro e Dracena que parece ter reencontrado o bom futebol e feito ótimas partidas pelo Santos.

Volantes: Nilton (Cruzeiro) e Elias (Flamengo). Nilton é outro que parece ter sido enfeitiçado no Cruzeiro. O jogador está jogando muito bola pelo Cruzeiro, nem parecendo aquele mesmo volante desengoçado que passou por Vasco e Corinthians. Já Elias, parece perfeito no esquema de Mano Menezes. Após uma temporada fraca na Europa, o volante é a principal peça desse Flamengo em reconstrução. Além deles, um destaque para Willians do Internacional, Ralf do Corinthians e o garoto Ramiro do Grêmio. Os dois primeiros pela autêntica função de cão de guarda, o outro como uma boa promessa.

Meias: Seedorf (Botafogo) e Alex (Coritiba). O que esses vovôs estão jogando é um absurdo. Ensinando a muito moleque o que é tratar bem a bola. É impressionante como o futebol do dois é um nível acima dos demais mortais que disputam o Brasileirão. Para mim, com a saída de Vitinho, o título de melhor jogador do campeonato tem que ficar com um dos dois. Gênios da bola. Everton Ribeiro do Cruzeiro, Zé Roberto do Grêmio e o eterno Paulo Baier também poderiam ocupar bem essa cadeira, os três tem feito um campeonato acima da média. Everton pela primeira vez, Ze Roberto mais uma vez e Paulo Baier ainda.

Atacantes: Vitinho (Botafogo) e Walter (Goias). Uma dupla de ataque inusitada. Um que já foi levar seu futebol para o Leste Europeu, mas que em pouco tempo, mostrou um futebol diferenciado, para um atacante alto como ele, a velocidade e habilidade combinavam de forma assustadora para os zagueiros. O outro um centroavante nato, que mesmo exibindo uma forma de tiozão do churrasco, segue balançando as redes com facilidade única. Vale a pena comentar que Barcos (Grêmio), William (Ponte Preta), Ederson (Atlético-PR), Maxi (Vitória) e Rafael Marques (Bota) também fizeram bonito lá na frente!

E vocês o que destacam desse primeiro turno?

Pênaltis estranhos, resultados normais…

960_ffbe4707-c586-3fa5-a90a-57d306f90899

Galera do blog, estou de volta. Depois de passar 10 dias na Alemanha volto para escrever no blog com a sensação de que nada mudou nas terras tupiniquins. O São Paulo continua com o time possuído pela zica, até quando faz um joguinho mais ou menos, perde um pênalti no final e não consegue voltar a vencer. Já o Corinthians consegue um pênalti bem duvidoso no final da partida e entra de vez na briga pelo topo da tabela.

Ainda acompanhei nesse fim de semana, o jogo entre Galo e Colorado. O jogo estava equilibrado até a expulsão de Fernandinho (sim, é aquele que era do São Paulo) pelo lado atleticano, a partir daí o time de Porto Alegre foi pressionando cada vez mais o time mineiro, mas a sensação era de que poderiam jogar por horas e horas que nunca sairia um gol. Os ataques do Inter paravam na trave, jogador salvando em cima da linha, Victor e tudo mais. A mandinga tinha sido bem feita ontem a noite e nada parecia que iria atravessar a meta atleticana.

Voltando ao São Paulo, o time além de toda a má fase ainda esbarra em um elenco com pouca personalidade, ou sem DNA de campeão. É um apanhado de jogadores esforçados, que correm muito, às vezes de forma errada, mas que pouco produzem para o time. Acredito que Autuori tem nos próximos dois jogos a chance de mostrar se é apenas um técnico de grife ou se é um técnico top de verdade. Terá tempo para treinar e buscar alternativas para o time. Ainda assim, acho que o São Paulo precisa urgente ir atrás de um zagueiro e um atacante. Minhas sugestões Rafael Marques do Atlético MG e Lima do Joinville.

Agora, retomando a parte de cima da tabela. Como é bom ver o time do Botafogo jogar, principalmente a dupla Seedorf e Vitinho, o holândes parece sempre disposto a criar uma situação nova na partida, é sempre algo a parte, ontem além das jogadas e da participação em quase todos os gols, ainda teve tempo para dar uma bronca exagerada no lateral Gilberto. Sidão tinha razão, mas exagerou na bronca em público. De qualquer forma, essa molecada tem muito a aprender com a passagem de Sidão pelo Botafogo, basta saber aproveitar.

Outro time que vem mostrando um futebol envolvente ofensivamente e me surpreendendo a cada rodada é o Cruzeiro. Com 31 gols, é o melhor ataque do Brasileirão. Nilton é um dos grandes destaques desse time que ainda tem em Ricardo Goulart e Vinicius Araujo duas gratas surpresas. Sobre o Nilton, eu vou dizer que ainda torço o nariz para sua atuação, ainda acho que é apenas boa fase, vamos esperar mais para mudar um pouco meu conceito sobre o jogador.

Essa semana tem Copa do Brasil no meio dela e Brasileirão só no fim de semana, o primeiro turno está quase acabando e está bem interessante esse campeonato.

 

Rapidinhas do Camisa 10 – 17.04.2013

Vasco17042013

Daqui para frente é outra coisa. O dia do grande jogo chegou. Hoje o São Paulo decide o que será do seu 2013. Independente de classificar ou não, e tampouco vencer a Libertadores, o que vale no jogo de hoje é ter a certeza de que esses jogadores conseguem vestir a camisa de um grande clube, se não houver dedicação na partida, cabeças vão rolar.

Será o fim da carreira? Carlos Alberto foi pego no exame antidoping. Ainda falta a contraprova e o próprio departamento médico do Vasco acredita em contaminação devido ao tratamento ortomolecular pelo qual o atleta passa. O problema é que a suspensão pode chegar a dois anos. Carlos Alberto ainda é novo (28 anos), mas seu histórico pode acelerar o fim da sua carreira com essa suspensão. Uma pena, sempre gostei muito do futebol do meia.

Ataque da Raposa… Devagar e aos poucos, mas precisa como uma raposa, o Cruzeiro vai montando um time forte novamente. Conseguiu convencer Dedé a não ir para o todo poderoso Corinthians e acertou com a Celeste, Ricardo Goulart é um atacante desconhecido, mas que teve ótima temporada no Goiás, esse Brasileirão de 2013 promete e muito.

Zoropeada Rápida… Pela Champions, nada de clássicos regionais, Barça pega o Bayern e Real pega o Dortmund, com os espanhóis fazendo o segundo jogo em casa. Apesar de Messi como Saci ainda ser genial, aposto em Bayern e Real na final. Na Liga Europa, Fener x Benfica e Chelsea x Basel, aposto em Chelsea e Fener na final.

A propaganda é a alma do negócio: O instituto Hello Research apurou que 47% dos brasileiros desconhecem os patrocinadores da Copa-14. O índice sobe para 67% entre as pessoas com mais de 60 anos. O aspecto mais curioso da pesquisa foi a constatação de que o brasileiro confunde patrocinador da Copa, com patrocinador da seleção canarinha. Só para exemplificar, a Brahma patrocina a seleção, mas a Budweiser é quem patrocina a Copa.

Fazia tempo… que Luxemburgo não abria a boca para falar uma bobagenzinha. Dessa vez, ele desdenhou da classificação palmeirense alegando que o grupo era fraco. Concordo com Luxa, o grupo do Palmeiras é provavelmente o mais fraco dessa Libertadores. Contudo, vencer de Huachipato e Caracas não é nenhum desafio também.

Ainda nos pampas… O Colorado volta a dar sorrisos no Beira-Rio. Damião parece ter reencontrado o caminho do gol e sua atuação no primeiro tempo da seleção, parece ter garantido o menino na Copa das Confederações. Além disso, Forlan tem compensado o investimento feito. Como disse em um tópico atrás, esse Brasileirão começa prometendo ainda mais.

Mais um bom time neste início de temporada… Outro time que sempre me encanta e fico sempre esperando mais é o Botafogo. O time está sobrando no campeonato carioca, seria uma injustiça o time não ganhar. Lodeiro, Seedorf, o jovem Vitinho estão voando. Pensando bem, vai ser bem difícil ficar entre os cinco primeiros esse ano no Brasileirão.

Bola quadrada ou redonda? Carlos Villagran, o Kiko do seriado Chaves, foi escolhido como embaixador da cidade de Porto Alegre para a Copa 2014. Eu, apoio a decisão de um personagem midiático de ótima aceitação no Brasil, não acho que precise ser necessariamente uma figura brasileira.

Programa obrigatório… Para quem viu, reveja, para quem não viu, vá logo atrás de um VT, a entrevista de Alexandre Kalil para o Bate bola da ESPN foi espetacular. Entre várias histórias, algumas revelações, inclusive a de como Sanchez foi instruído a implodir o Clube dos 13 em troca de um estádio.

Dúvida da semana… Caso se concretize a compra do Maracanã pelo empresário Eike Batista, o estádio passará a se chamar Maracanax?