Como é bom vencer em casa

Ontem, os outros dois brasileiros decidiram a sua sorte na Libertadores, e ficou claro comoé importante o jogo em casa. Tanto no aspecto positivo quanto no negativo, o primeiro jogo em casa foi fundamental para decidir o resultado final.

Estudiantes (ARG) 2 x 1 Internacional: O Colorado segue na disputa com dois gols feitos aos 43 do segundo tempo, 01 no Beira Rio e outro em Quilmes. O time jogou muito bem na Argentina, dominou as ações, mas foi surpreendido por dois minutos e tomou dois gols. O 2×0 tirava o Inter da próxima fase, o time gaúcho pressionava mas sem criar chances claras para de gol. O Inter só conseguiu dar o primeiro chute aos 30 do primeiro tempo.

Dessa forma, o Inter foi melhorando enquanto do lado argentino, Veron e Perez eram os únicos lúcidos do time. Quando veio o segundo tempo, Fossati resolveu mexer no time, primeiro tirando o bom lateral Nei e colocando Walter. De cara, preferia que ele tirasse algum dos três zagueiros, mas com o tempo me convenci que ele fez a coisa certa. Aos 30 do segundo tempo, Fossati fez a mudança que daria a vaga, tirou D’ Alessandro que estava mais preocupado em brigar com Veron do que jogar bola e colocou o menino Giuliano.

E aos 43 do segundo tempo, assim como no Beira Rio, o Inter teve uma chance e não despediçou. Giuliano apareceu livre na direita e mandou para os fundos da rede, o estádio que cantava enlouquecidamente a classificação ficou mudo e junto com ele o abatimento do time. Verón era o retrato disso, La Brujita parecia não acreditar no que estava acontecendo, era o atual campeão sendo eliminado e o time Colorado seguindo firme na batalha. Semifinal incrível entre São Paulo e Internacional, talvez Fernandão possa empatar a conta, eliminando dessa vez o Inter e se tornar mais ídolo ainda no Beira Rio.

Universidad do Chile 1 x 2 Flamengo: E o Flamengo fez boa partida, garra e empenho não faltou. O Império do Amor talvez tenha se despedido marcando dois gols, o time não teve técnica e habilidade, mas compensou com muito empenho. O rubro-negro jogou fora sua classificação no Maracanã, um time que almeja chegar a final de uma Libertadores não pode jogar tão displicentemente como o time jogou em seu territótios. O preço foi sua eliminação.

Durante o jogo, o Flamengo resolveu tomar a iniciativa do jogo, no ímpeto, principalmente com Love e Imperador, os dois queriam jogo, buscavam bola no meio de campo, partiam para cima do adversário no intuito de conseguir um gol logo no primeiro tempo, além deles os dois laterais contribuiam muito. Do lado chileno, o time mostrou que possui boa troca de passe e quando tinha a bola tentava ganhar tempo trocando passes. Kléberson foio aspecto negativo do time, parecia sonolento, o jogador parece que ainda comemora a convocação tem jogado em ritmo lento.

O Flamengo pressionava mas não criava uma chance clara de gol, além disso aos 36 foi surpreendido em uma bobeira da zaga, Montillo fuzilou o travessão rubro-negro, parece que o chute assustou o time que voltou a pressionar, e no final da primeira etapa o Império do Amor resolveu aparecer, Imperador cruzou e Love só teve o trabalho de cabecear para as redes.

No segundo tempo, o rubro-negro continuou pressionando, mas aos 28 veio o balde de água fria e de forma fantástica. Montillo aprontou e fez um golaço para os chilenos. O rubro-negro até conseguiu descontar, mas a derrota no Maracanã nunca doeu tanto. O time sai com a sensação de que podia facilmente estar na semifinal da Libertadores, agora resta esperar o ano que vem.

Esse é o time a ser batido!!

Galera do blog mais querido, ontem tiveram alguns jogos complementares da Libertadores, entre eles o jogo do Estudiantes. Pode ser exagero por ainda não ter visto os outros times jogarem, mas o Estudiantes é o time a ser batido.

O atual campeão da Liberteadores se reforçou e vem com tudo para a disputa desse torneio, ontem aplicou 5×1 no fraquissimo Juan Aurich do Peru.

Tudo bem, muitos irão aproveitar que eu disse fraquíssimo para dizer que é por isso que o time se destacou.

Mas os méritos estão na qualidade dos jogadores, o time dos Estudiantes mostrou uma força que vi em poucos times em 2010. O time argentino tem algo parecido com o Corinthians do primeiro semestre de 2009 ou o com o São Paulo de 2006, o time parece que sabe que vai ganhar e é uma questão de tempo para o time vencer. Mais ou menos, como se o time resolvesse dentro de campo a hora que quer ganhar.

Destaque para a maestria de Veron, o meia parece não sentir a idade e continua a gastar o seu futebol, além dele o atacante Boselli é uma peça rara no futebol, atacante que não tem vergonha de chutar, tem força e agilidade, gira com muita facilidade em cima dos zagueiros e chuta com as duas pernas. O sistema defensivo é muito forte e sai muito rápido em contra-ataques.

Para mim, do que eu vi é o time a ser batido na Libertadores.

Dale Brujita!!

Post retirado do blog La Pelota.

Imaginem este cenário: um jogador sul-americano, experiente, valorizado, de seleção, atual campeão da Libertadores e eleito melhor jogador do torneio, com passaporte europeu e em fim de carrera. Imaginem agora ele recebendo uma proposta milionária do Manchester City, um dos clubes mais rico do mundo.

O que você acha que o jogador fez???

Pois é, 99 entre 100 atletas teriam aceitado a proposta. Partiriam para o velho continente em busca de euros. Mas não estamos falando de um jogador comum. Estamos falando de Juan Sebástian Verón!

O capitão do Estudiantes e meia da seleção argentina confessou ontem que recebeu uma proposta de 11 milhões de dólares para jogar no Man City. Uma fortuna para um jogador com 34 anos.

Verón fez algo que parece bastante improvável. Recusou a proposta!!!

A declaração de La Brujita chega a ser poética:
“Apresentei a proposta para os dirigentes do Estudiantes para eles analisarem, para ver se interessava. Da minha parte não tenho muito que pensar, minha resposta foi instantânea. Não posso ir. Estaria traíndo minhas convicções, estaria traíndo a mim mesmo e as pessoas que acreditam em mim”.

Futebol é um esporte. O esporte é um entretenimento. Entretenimento pode ser feito por prazer pessoal ou como negócio. Verón deu um tapa na cara daqueles que acreditam que o dinheiro sempre fala mais alto. Sem amor a camisa, não existe futebol!

Dale Brujita!!!!

Opinião do blogueiro: São raros os casos como esse de Véron, cada vez mais vemos o futebol tratado de maneira desmoralizada, entendo a necessidade do profissionalismo o qual defendo integralmente, porém algo anda se perdendo nessa trajetória, estão confundindo carreira meteórica com atropelar etapas, estão optando por muito dinheiro instântaneo em pouco tempo, ao invés de dinheiro por um longo prazo. A molecada sonha em jogar no Barcelona, Real Madrid, Milan, Internazionale, entre outros, mas nem cogita de ir jogar na seleção.

Perdemos algumas coisas básicas por puro preciosismo. Que Véron habite os corações de mais jovens no futebol.

Quarta é Gol, no CMC10!!

fonte: globoesporte.com

fonte: globoesporte.com

Vamos a análise dos jogos de ontem:

Cruzeiro 0x2 Atlético-PR: Alguém pode me explicar o que aconteceu? O Cruzeiro se perdeu completamente, parece que o fantasma ou “la brujita” Veron ainda assombram o time mineiro. Adilson precisa dar um choque no elenco.

São Paulo 3×1 Botafogo: O São Paulo começou meio desligado, precisou tomar o gol dos cariocas para acordar, daí pra frente foi um massacre tricolor, Dagoberto e Jorge Wagner na minha opinião foram os melhores da partida, estamos chegando!!

Coritiba 0x1 Santos: O jogo das máscaras, foi apático, ambos os times não estão jogando o que o elenco dos times permite, mas a estrela do bom jogador Ganso brilhou, ele foi oportunista e guardou o único gol da partida.

Avaí 1×0 Santo André: Os opostos, enquanto o Avaí continua subindo a ladeira da classificação, o Ramalhão largou o carro na banguela, demitiu Sergio Guedes e o time se perdeu completamente começa a se aproximar perigosamente da zona do rebaixamento.

Goiás 3×2 Flamengo: Que jogo maluco, o Goiás dominou a partida inteira e não soube liquidar a fatura, deixaram o Flamengo crescer e o rubro negro chegou ao empate e ai era a vez do Flamengo liquidar a partida, não conseguiu. Iarley fez no finalzinho e garantiu a vitória do time esmeraldino que se consolida na turma do G4.

Náutico 1xo Corinthians: Que joguinho ruim de se ver, Dentinho resumiu bem o momento do Corinthians “Não adianta, o time ainda não entrosou, o time que jogava certinho se conhecia por pensamento, acabou, temos que nos reencontrar de novo, mas é questão de tempo.”, o problema é Quanto tempo, Dentinho?

Cornetem sem moderação!!!

Ainda bem que chorar, lava a alma!

Pode chorar!!!

Pode chorar!!!

Antes de qualquer pessimismo que desmereça a campaha do Cruzeiro na Libertadores, duas rases resumiram bem o que aconteceu. De um lado Zezé Perrela disse, “Só perde quem chega”, do outro Boselli disparou “Só ganha quem acredita até o final”.

Essa foi a crônica do jogo, o Cruzeiro jogou extremamente desesperado e nervoso.como se acreditasse no título, mas tinha que esperar o apito final para erguer a taça.

Em compensação, o Estudiantes mostrou porque sempre os argentinos roubam a taça de nossas mãos, mostrando uma frieza incrível, o time comandado por “La Brujita” Veron, parecia que sabia que mais cedo ou mais tarde a taça seria deles era uma questão de tempo.

O jogo foi pegado, nervoso como toda final de Libertadores, mas não foi desleal. O Gladiador soube se segurar e não entrar na catimba alheia, em contrapartida alguns jogadores que sempre se mostraram serenos, estavam completamente ansiosos na decisão. Gerson Magrão, Léo Silva e principalmente Ramires mostraram um nervosismo totalmente anormal.

De qualquer forma, o Cruzeiro mostrou suas fragilidades e inexperiência com a competição intercontinental, mas fica claro uma coisa, a saída de Ramires e a provável saída de Kleber Gladiador irão enfraquecer demais o time mineiro.

Véron calou a boca dos críticos e mostrou como é importante ter alguém como ele no elenco, totalmente consciente de seu papel e atuante na conquista do 4° título da Libertadores pelo time argentino.

Parabéns Cruzeiro e principalmente, parabéns Estudiantes!!

Que luta!

Um jogo brigado, jogo de Libertadores, isso foi o primeiro jogo da final.

Cruzeiro 090709

Cruzeiro e Estudiantes fizeram um ótimo primeiro jogo, criaram oportunidades principalmente o Estudiantes e Fábio foi perfeito na meta cruzeirense.

Como sempre o Estudiantes pressionou o Cruzeiro no começo da partida, tentando com a empolgação da torcida marcar logo o seu gol e tornar as coisas mais fáceis para os argentinos, mas do outro lado estava o Cruzeiro que mostrou forte e firme segurando a pressão adversária.

Essa foi a crônica da partida o Estudiantes pressionou muito durante o jogo inteiro, e o Cruzeiro contra atacava, próximo ao fim do jogo esse ímpeto argentino de atacar tornou-se desespero e foi aí que a melhor chance do jogo apareceu, e foi para o Cruzeiro nos pés de Kleber Gladiador, em um cruzamento de Wagner, o goleirão argentino espalmou e ela sobrou nos pés do atacante com o goleiro caído e ele jogou para fora.

E assim foi o jogo, destaque positivo do Cruzeiro, as atuações de Wagner, Fábio pelo lado argentino, Véron e Fernandez foram os melhores.

Para a partida de volta a certeza que fica é que ambos os times jogaram essa final com muita determinação e garra, os dois times fizeram jus a final e mostraram porque mereceram chegar nela.

Para o jogo de volta, o normal é o Cruzeiro vencer e se tornar campeão,mas terá que jogar com muita vontade também, o Estudiantes não entregará de bandeja o título.