O melhor dos clássicos!!

spfc-3

E ontem dois clássicos agitaram o futebol brasileiro, clássico com os quatro clubes com as maiores torcidas do Brasil, Flamengo, Corinthians, São Paulo e Vasco.

Entre todas as pataquadas da arbitragem, o que mais deu o que falar foi a comemoração de Maicon, zagueiro do São Paulo que abriu o placar em um Majestoso que foi mais horroroso do que majestoso.

Na comemoração, Maicon fez uma provocação ao rival Corinthians, tal qual o famoso porquinho de Viola. Sabiamente, o jogador após a partida evitou entrar em polêmica e não assumiu o motivo óbvio da comemoração afim de evitar qualquer punição dos aparecidos dos tribunais desportivos.

E logicamente reacendeu o debate de como estamos policiando demais o futebol ao invés de permitir essas manifestações tão naturais e se alguém se exceder seja dentro ou fora de campo ter a sanção correta e aplicada.

O que mais gostei na situação toda é como o time do Corinthians está lidando com tudo isso, talvez até por não ter percebido na hora, o time tem dado declarações com muita boa esportividade e estimulando a continuação disso de forma sadia, prometendo troco e mais comemorações provocativas nos próximos duelos.

Futebol precisa disso, apesar de ter várias ressalvas contra a atitude em campo de Felipe Mello, suas frases provocativas e seus gestos tem resgatado um pouco disso, o futebol na rua é isso. Quem nunca mandou mensagem mexendo com o amigo após uma vitória, quem nunca compartilhou diversos memes nos grupos de whatsapp, e o melhor quem nunca fez isso e estava ali tomando uma cerveja com o amigo e rindo das brincadeiras.

Futebol é um esporte e tal como tal tem a parte séria da competição, da disputa por título, do respeito pelo adversário que é companheiro de profissão, entre outras coisas, e tem também a brincadeira, a aposta valendo almoço, a aposta valendo ajudar uma instituição de caridade, a comemoração do gol e se possível no dia seguinte, um abraço celebrando a paz.

Sou contra a expressão pelo fim do futebol moderno, sou a favor da modernização sempre do futebol, mas com o respeito e a manutenção de seus valores e cultura.

Brincadeiras e comemorações criativas fazem parte da cultura do futebol, assim como bandeiras e tudo mais.

 

2017 e o desafio da nova safra de treinadores

klopp02012017

E começou 2017!

Acho que entre todas as expectativas que surgem em todo o inicio do ano, a minha maior é sobre os treinadores.

Existe uma geração nova chegando e com enormes desafios pela frente. Entre os 20 times da Série A + o Internacional, são 3 treinadores que estão na faixa de 61 a 70 anos, 6 na faixa de 51 a 60, 9 na faixa de 41 a 50 anos e incríveis 3 na faixa de 31 a 40.

Distribuídos da seguinte forma:

De 61 a 70 anos: Carpegiani, 67 (Coritiba), Abelão, 64 (Fluminense), Autuori, 61 (Atlético-PR)

De 51 a 60 anos: Cristovão, 57 (Vasco), Dorival, 54 (Santos), Mano, 54 (Cruzeiro), Renato Gaucho, 54 (Grêmio), Guto Ferreira, 51 (Bahia) e Silas, 51 (Avaí).

De 41 a 50 anos: Marcelo Cabo, 50 (Atlético-GO), Vagner Mancini, 50 (Chape), Zago, 47 (Inter), Eduardo Baptista, 46 (Palmeiras), Zé Ricardo, 45 (Flamengo), Carille, 43 (Corinthians), Ceni, 43 (São Paulo), Argel, 42 (Vitória) e Roger, 41 (Atlético-MG).

De 31 a 40 anos: Jair Ventura, 37 (Botafogo), Felipe Moreira, 35 (Ponte) e Daniel Paulista, 34 (Sport Recife).

E se pensar que independente dos motivos, esse ano nenhum dos treinadores a seguir estarão iniciando no comando de algum clube da série A nacional: Vanderlei Luxemburgo, Oswaldo de Oliveira, Joel Santana, Leão, Falcão, Muricy Ramalho, Levir Culpi, Marcelo Oliveira, Felipão e Celso Roth. 10 nomes que normalmente estariam em algum clube e se não fosse o Fluminense que anunciou Abel Braga, era um time completo.

Entre os com mais de 60, além do Fluminense a dupla do Paraná (Furacão e Coxa) também estão com os sexagenários.

Agora ainda para a turma da renovação, temos SP como um destaque, dos 4 grandes, 3 vem com treinadores novos, sendo que São Paulo e Corinthians com treinadores de primeira viagem, ótimas apostas e podem contribuir muito para novos conceitos para o futebol local.

Isso sem falar na turma abaixo dos 40, Sport, Ponte Preta e Botafogo estão iniciando o ano com treinadores que até ontem eram jogadores ou que poderiam ainda estar em campo.

No ano em que nosso melhor técnico está na seleção e consolidando seu trabalho, 2017 vem com a boa nova de dar espaço para novas cabeças mostrarem seus trabalhos aqui no Brasil.

Eu sei que a garantia de inovação é incerta, até porque tem muito novo com espirito de velho e vice-versa. O mais certo é que será tudo novo, com muita gente buscando seu espaço.

Espero de verdade que no final de 2017, possa olhar para esse post e ver que ao final bons e novos nomes surgiram, mesmo que ao mesmo tempo alguns não tenha vingado ao longo do ano. E para os “veteranos” que também surpreendam e mostrem que novos conceito nunca fui atrelado a idade.

Grande abraço Brasileirão 2016!

palmeiras121216

Ainda que pegando leve no blog, a rotina de trabalho e tragédia da Chape me faz escrever com parcimônia. Por fim, o Brasileirão acabou e nada melhor que um resumo, para voltarmos a falar de futebol da melhor maneira.

O Brasileirão 2016 acabou e o campeão de forma incontestável foi o Palmeiras. Incontestável pelos números obtidos, nem tanto pelo futebol apresentado. Olhando pelos números, o Palmeiras teve um returno espetacular, além de melhor ataque, etc, etc, etc.

Mas e o futebol? E aquilo que se mostrou dentro de campo? O Palmeiras foi eficiente, mas não envolvente, mesmo nas grandes partidas, não teve um jogo de encher os olhos. Grêmio no início, Flamengo, Santos e Atlético-MG mostraram mais beleza com o trato da bola em alguns momentos.

Achei bacana em linhas gerais o que cada um conseguiu. Os quatro melhores realmente ficaram entre os 4 e os outros dois que irão representar o Brasil na Libertadores foram premiados pelas suas campanhas, mesmo que o acesso a fase de grupos pode preparar uma primeira fase árdua, mas os times poderão respirar a atmosfera da Libertadores.

Corinthians, São Paulo, Cruzeiro, Fluminense e Inter foram os grandes com campanhas decepcionantes, porém São Paulo e Fluminense deveriam prever essas campanhas ao olhar o elenco que termina no campeonato, não dava para esperar uma grande campanha. Corinthians e Cruzeiro erraram em um campo que não erravam a um tempo, trocaram demais o comando.

E o Inter? Ah, o Colorado seguiu a risca a cartilha de como ser rebaixado para a Série B, seguiu o manual de maneira perfeita, encerrando com atos finais desesperadores e uma atuação melancólica dentro de campo no final.

A troca entre os rebaixados e promovidos é até parecida. Sai o Santa, entra o Bahia, times de torcidas apaixonadas e mantendo a força do Nordeste. Sai Figueira, entra Avai, nem preciso comentar nada. Sai América-MG, entra Atlético-GO, é o típico caso do time que foi a sensação da B e por fim, sai Inter, entra Vasco, mantendo o ritmo de sempre ter um considerado grande para reforçar a Série B.

Por fim, o que fica para mim é que 2017, os time comecem a pensar em marcar uma época pelo futebol mostrado, mais do que o resultado, que a ordem do pensamento seja, primeiro o legado, depois o resultado.

Porque o futebol do Palmeiras representa nosso olhar para o jogo, desaprendemos a olhar o “jogo jogado” e começamos a querer cuidar demais dos dados, nossa lente é para o futebol de resultados. Queremos ver o número frio. Por mais times campeões incontestáveis na bola do que no scout.

Grande abraço Brasileirão 2016!

 

 

Restam 16 na Copa do Brasil

copadobrasil030816

Ontem foram definidos os confrontos e os mandos de campo das oitavas de final da Copa do Brasil.

Foi o momento onde 6 clubes são incluídos, somando-se aos dez que chegaram até este momento. Dessa forma, os confrontos ficaram da seguinte forma, respeitando que o time que está a esquerda do confronto, joga a primeira em casa:

São Paulo x Juventude: Duelo teoricamente fácil para o tricolor paulista, teoricamente, porque daqui para frente o time do São Paulo volta a ser uma incógnita, primeiro pela enorme mudança do time principal com a saída das principais peças e agora com a expectativa de quem será o treinador do clube. Time por time, o São Paulo é mais forte, mas essa interrogação que paira no Morumbi pode ser a chance do time de Caxias.

Fluminense x Corinthians: Um duelo interessante, pois apesar do Corinthians ser o atual líder do campeonato, o time parece não convencer todo mundo do lugar que está, em compensação o tricolor carioca recebeu algumas peças na janela e tem o retorno de Scarpa após lesão com a grande força do time, agora é esperar para ver o que Levir conseguirá tirar do time.

Santos x Vasco: Outro bom duelo, apesar de parecer que o Santos possui um leve favoritismo, não pode se ignorar a força desse time do Vasco que após um início avassalador na Série B, patina nas próprias pernas na competição, e pode recuperar a energia para esse duelo. Promessa de bons jogos.

Palmeiras x Botafogo-PB: O confronto mais certo da rodada, o alviverde tem tudo para resolver tudo no primeiro jogo e ir a passeio para João Pessoa, acho difícil uma surpresa nesse jogo. O Palmeiras tem tudo para avançar sem grandes sufocos.

Atlético-PR x Grêmio: Para mim, o duelo mais parelho. O time paranaense tem mostrado um bom conjunto, aliás, o primeiro bom trabalho de Autuori após alguns anos patinando, lógico que o Grêmio tem vantagem, mas por serem dois times com muita força quando jogam em casa, o jogo tem chance de ser decidido no gol fora ou até mesmo uns penaltis para definir.

Internacional x Fortaleza: Um duelo que também parece óbvio mas não é. O Inter em condições normais teria tudo para passar fácil pelo Fortaleza, porém o cenário atual é duvidoso. Primeiro, porque o Inter está em fase péssima, segundo porque o Fortaleza vem bem na Série C e já eliminou o Flamengo na competição.

Botafogo x Cruzeiro: Bom confronto, se fosse agora de imediato diria que o Botafogo até teria chance, mas esses quinze dias parecem um bom tempo para Mano arrumar a casinha e tornar o jogo complicado para os cariocas e aí, elenco por elenco o do Cruzeiro é superior.

Atlético-MG x Ponte Preta: Ótimo confronto, talvez seja o mais divertido de se ver, dois bons times, contudo o Galo é consideravelmente mais forte, para a Ponte resta aplicar um bom jogo e torcer para uma noite infeliz dos mineiros.

Por fim, meus pitacos indicam que São Paulo, Corinthians, Santos, Palmeiras, Grêmio, Internacional, Cruzeiro e Atlético-MG avançam e aí, vai ficar divertido demais essa Copa.

 

Parabéns Peixe!!

romario

50 anos.

Mais de 1000 gols.

Mulheres e frases polêmicas na mesma proporção.

O melhor jogador dentro da área, nunca vi ninguém parecido. Tive o prazer de ver pelo menos uma dúzia de jogos do Baixinho, incluindo o tapa na cara de Andrei e a virada pelo Vasco em cima do Palmeiras pela Mercosul.

E não cansado, Romário vai surpreendendo como político, continua com a língua afiada e passa a sensação de que vai tentando fazer o certo.

Foi protagonista máximo em 94, de todas as Copas que tenho a lembrança viva, 90 foi a primeira, não lembro de ninguém com tamanho protagonismo.

Parabéns Peixe!

DataCMC10 informa: Exibições de camisas em 2015

Encontro do Colecionadores de Camisa de Futebol de Minas Gerais

Entra ano, sai ano eu sigo com minhas maluquices a respeito do futebol. Mas uma delas acontece a 6 anos e continuo compartilhando com vocês aqui no blog.

Eu conto quantas vezes quantas camisas de time eu vi durante o ano. Sim, anoto no celular, qual o time e vou consolidando essa informação ao longo do ano. E agora mostro para vocês.

O curioso desse movimento é perceber os times que estão bem, a dominância de tal time em determinado estado, como está a nossa seleção e quais times “gringos” estão no gosto da galera.

Em 2015, com minha mudança para o Rio de Janeiro em Março, veremos números que representam muito a realidade aqui no Rio, contudo, passei inúmeras semanas também em São Paulo. Vamos dizer que podemos dividir os números em 70(RJ) / 30(SP). Sendo que a amostra foi superior a 5000 exibições no ano.

Vamos a eles:

graficocmc10

Foram 75 times diferentes, limitei aos 18 que apresentaram números acima de 1%.

Enquanto em minhas outras análise era evidente o quanto o Corinthians vencia, aqui a diferença é gigantesca, Flamengo sobra em torcida dentro do estado, tendo sozinho um pouco menos que os demais rivais.

Outro destaque é o São Paulo, se o meu tricolor pouco apareceu nas ruas da capital paulista, aqui pelas orlas cariocas, o pessoal exibiu a camisa sem crise, fazendo com o time terminasse na frente de seus rivais.

Olhando para os times internacionais, vou colocar o TOP 10:

1 – Barcelona
2 – Real Madrid
Milan
4 – PSG
5 – Chelsea
6 – Man. United
7 – Bayern
8 – Boca Jrs
9 – Inter ITA
10 – Man. City

Destaque para os novos ricos que chegaram de vez, o PSG que com a legião brasileira já começa a almejar um top3 e o City que já figura no topo, deixando até então Arsenal e Liverpool para trás.

E aí, o que acharam?

Quer saber se seu time apareceu na lista, ou curiosidade por qualquer outro time, mandem perguntas.

Abraços,
Cadê Meu Camisa 10

Siga no twitter: @cademeucamisa10