Porque não Jonas?

jonas 150917.jpg

E Tite soltou sua última lista para as eliminatórias da seleção.

E como sempre iremos cornetar a lista. Até porque acredito que seja uma ótima oportunidade para fazer os últimos testes e vejo poucos espaços disponíveis para fechar o plantel.

No gol, o coro segue por Vanderlei do Santos. Nada contra os três escolhidos, mas como a seleção já está classificada, acho que valeria ver como o atleta se comporta no grupo, caso o treinador precise de alguma opção por lesão ou queda de rendimento no primeiro semestre do ano que vem.

Nas laterais e zaga, nada demais, meu questionamento é apenas por opção, mas não consigo questionar as escolhas de Adenor, chamaria Geromel ao invés de Jemerson.

No meio, achei surpreendente a escolha por Arthur, apesar de achar que o menino é acima da média, portanto, importante já permitir a ele participar do grupo. No restante, tudo ok, talvez escolhas diferentes, mas não critico.

E chegamos ao ataque, eu acho que é uma implicância minha, mas não entendo as poucas chances de Jonas. Para mim, só existe uma vaga em aberto na seleção, e aberto mesmo, do tipo, sei lá quem eu levo, é o quarto homem de ataque, Jesus, Firmino e Neymar estão certos, mas quem será o outro?

Hoje nossas opções são escassas, são veteranos, incógnitas e promessas. Só que para mim, Jonas no balaio desse restante é aquele que atua em um clube grande da Europa, constantemente participa da maior competição de clubes e já é o segundo maior artilheiro estrangeiro da história do clube.

E não que eu ache ele muito superior a Tardelli por exemplo convocado agora, minha única questão é que ele quase nunca é sequer lembrado por ninguém. A questão é que as chances são desiguais ou mesmo a cobrança pela convocação.

Jô que nunca conseguiu ter uma carreira sólida por clube algum e agora vive seu melhor momento por apenas 9 meses no Corinthians é constantemente lembrado por diversos canais de comunicação, enquanto Jonas recebe algumas lembranças de maneira bem pontual por aí.

E de novo, Tardelli, Jô, Jonas, Fred, Ricardo Oliveira, e os demais centroavantes estão equiparados para mim, sem nada de destaque, portanto porque não Jonas?

Outro nome que me chama a atenção é Richarlison que saiu do Fluminense e tem iniciado bem a temporada no Watford.

Anúncios

Metade já se foi e uma seleção curiosa…

post090913

Galera do blog, o primeiro turno do Brasileirão acabou. Ainda falta um jogo ou outro pendente que foram adiados, mas que pouco mudará no cenário da tabela. Cruzeiro, Botafogo e Grêmio avançam como os principais candidatos ao título. Estou torcendo pelo Botafogo, muito mais pelo carisma de Seedorf e pelas aparições de Hyuri, Vitinho e Elias. Já que o Cruzeiro mostra o melhor futebol neste campeonato.

Inter e Corinthians até podem assombrar os três de cima, mas precisariam engatar uma sequência logo, coisa que não aconteceu até agora, são dois ótimos times, mas que até agora oscilam muito e não convencem.

Na parte debaixo, o São Paulo já precisa começar a fazer as contas para os benditos 45 pontos. O time que fez apenas 18 no primeiro turno, precisa achar 27 pontos nesse returno. Sim, já é a hora desse time fazer essa conta, porque o rebaixamento está próximo. Naútico já está na B, Ponte, Lusa, Bahia, Vitoria, Criciuma e São Paulo “disputam” as três vagas restantes.

Uma coisa é fato nessa edição do Brasileirão. A qualidade dos times cairam muito, se antes existiam mais times fortes e combativos, hoje a diferença de Cruzeiro, Atlético-MG, Botafogo, Corinthians, Inter e Grêmio para os demais é assombrosa. Apesar de assistir um Seedorf, Alex ou Zé Roberto em campo, vemos que a safra está bem rala no nosso futebol.

Aproveitando que estamos falando de safra, vou montar a minha seleção desse primeiro turno.

Vamos no tradicional 4-4-2, dois volantes, dois meias, um atacante e um centroavante. Veja como ficou:

Goleiro: Vanderlei (Coritiba). O goleirão do Coxa vem fazendo mais um grande campeonato, quando Alex não resolve lá na frente, ele tem conseguido segurar a barra lá atrás, ótimo goleiro, meu tricolor podia ficar de olho nele após a aposentadoria do Ceni. Outro que merece menção honrosa é Lauro da Portuguesa que vem fazendo grandes defesas ao longo do campeonato.

Laterais: Victor Ferraz (Coritiba) e Alex Telles (Grêmio). Nas laterais, duas gratas surpresas, uma já tinha feito um bom campeonato no ano passado pelo próprio Coxa. Victor sempre substituia bem o lateral Ayrton que viveu grande fase no Brasileirão do ano passado. Já Alex do Grêmio tem feito sucessivas partidas consistentes e ainda aparecem muito bem na bola parada. Duas ótimas forças para seus times. Pela direita, destaco ainda Léo do Atlético-PR.

Zagueiros: Gil (Corinthians) e Dória (Botafogo). Uma dupla de zaga firme. Gil se tornou um monstro e peça fundamental para essa muralha alvinegra que tomou apenas 8 gols nesse primeiro turno. E Dória assumiu como um veterano a defesa do Botafogo dando muita tranquilidade para o time, lembrando que o “veterano” tem apenas 18 anos. Outros que merecem meu destaque é Bruno Rodrigo do Cruzeiro e Edu Dracena do Santos. O primeiro é para mim, um grande mistério, pois quando atuou pelo Santos nunca esperei que pudesse render, o que está rendendo hoje no Cruzeiro e Dracena que parece ter reencontrado o bom futebol e feito ótimas partidas pelo Santos.

Volantes: Nilton (Cruzeiro) e Elias (Flamengo). Nilton é outro que parece ter sido enfeitiçado no Cruzeiro. O jogador está jogando muito bola pelo Cruzeiro, nem parecendo aquele mesmo volante desengoçado que passou por Vasco e Corinthians. Já Elias, parece perfeito no esquema de Mano Menezes. Após uma temporada fraca na Europa, o volante é a principal peça desse Flamengo em reconstrução. Além deles, um destaque para Willians do Internacional, Ralf do Corinthians e o garoto Ramiro do Grêmio. Os dois primeiros pela autêntica função de cão de guarda, o outro como uma boa promessa.

Meias: Seedorf (Botafogo) e Alex (Coritiba). O que esses vovôs estão jogando é um absurdo. Ensinando a muito moleque o que é tratar bem a bola. É impressionante como o futebol do dois é um nível acima dos demais mortais que disputam o Brasileirão. Para mim, com a saída de Vitinho, o título de melhor jogador do campeonato tem que ficar com um dos dois. Gênios da bola. Everton Ribeiro do Cruzeiro, Zé Roberto do Grêmio e o eterno Paulo Baier também poderiam ocupar bem essa cadeira, os três tem feito um campeonato acima da média. Everton pela primeira vez, Ze Roberto mais uma vez e Paulo Baier ainda.

Atacantes: Vitinho (Botafogo) e Walter (Goias). Uma dupla de ataque inusitada. Um que já foi levar seu futebol para o Leste Europeu, mas que em pouco tempo, mostrou um futebol diferenciado, para um atacante alto como ele, a velocidade e habilidade combinavam de forma assustadora para os zagueiros. O outro um centroavante nato, que mesmo exibindo uma forma de tiozão do churrasco, segue balançando as redes com facilidade única. Vale a pena comentar que Barcos (Grêmio), William (Ponte Preta), Ederson (Atlético-PR), Maxi (Vitória) e Rafael Marques (Bota) também fizeram bonito lá na frente!

E vocês o que destacam desse primeiro turno?

Rapidinhas do Camisa 10 – 31.07.2013

1045214_583226171716579_236511046_n

Cássio e Romarinho em versão Minions!!

Falta um plano B… E nosso querido bigodudo manteve praticamente todo mundo que foi convocado para a Copa das Confederações. Como Felipão optou por apenas 20 atletas para esses amistosos, Cavalieri, Rever e Jadson foram poupados, enquanto Filipe Luis fui substituído por Maxwell. Sinceramente, insisto, queria ver William (Anzhi) e Alex (Coritiba) nessa seleção, o Brasil precisa de mais alguém com capacidade de decisão, além de Neymar.

Pojetu de volta para a cidade maravilhosa… Luxemburgo assume a vaga de Abel Braga no Fluminense. O discurso de Luxa continua o mesmo, assim como o meu sobre ele. Luxa vem melhorando suas entregas nos últimos anos, fez um bom trabalho no Flamengo e tinha feito um bom trabalho no Grêmio, falta ainda segurar seu ego em querer ser Manager. Capacidade técnica tem, elenco também, basta saber o seu lugar.

Neymar em dia de Casemiro. O Casemiro chegou na Espanha para jogar pelo time B do Real Madrid e conseguiu rapidamente chegar ao time principal. Neymar estreiou ontem pelo Barcelona, mas suas condições foram parecidas com a de Casemiro. O time catalão ainda está poupando vários titulares e quando lançou Neymar para o jogo, o time era inteiro composto por apenas promessas do time, ou seja, oficialmente Neymar estreiou, porém ainda não “ESTREIOU” no Barcelona.

0x0 é a placaralibidade do time… O Corinthians consegue uma proeza nesse momento no campeonato brasileiro. O time tem a melhor defesa entre os 40 times que disputam a Série A e B, apenas 5 gols tomados. Em compensação, o time possui o pior ataque entre os mesmos 40 times, com apenas 6 gols. Ou seja, tá dificil de sair do 0x0 a partida.

E no fim, ele tava certo mesmo.. Acho no mínimo curioso que depois de um mês da saída de Ney Franco, Autuori chegou a mesma conclusão. Afastou Lúcio do time e colocou Ganso no banco. Será mesmo que o treinador que não tinha suas convicções ou a pressão da diretoria por manter algumas peças atrapalharam o andamento do trabalho de Ney?

Só para deixar claro… Duvido que o título do Brasileirão desse ano não fique entre Inter (35%), Cruzeiro (25%), Grêmio (25%) e Botafogo (15%) nessa ordem de potencial. Assim como o título da Série B fica entre Chapecoense (51%) e Palmeiras (49%) também nessa ordem. Na Série A, pode até ser que Corinthians e Galo fiquem com um quarta vaga, mas não terão chances de título.

Janela chocha… Não lembro de uma janela de transferência tão mixuruca como essa do meio do ano. Tirando as saídas de Neymar e Paulinho, poucos jogadores sairam, assim como poucos também chegaram. Gremio, Inter e Cruzeiro foram os únicos que passaram no Free Shop do futebol e trouxeram algumas peças. Destaque pra Scocco e Alex pelo Inter e Julio Baptista pelo Cruzeiro.

Il commence à faire bon… O Campeonato francês receberá a atenção deste blogueiro mais de perto nessa temporada. Com muitos e muitos petrodólares limpinhos chegando no campeonato, o torneio promete muitos craques em campo, principalmente no Paris Saint Germain e agora o Mônaco. Além disso, times como Marseille, Lyon e Saint Ettiene mantiveram seus times. Ainda está atrás de alguns, mas já começa a ter graça assistí-lo.

Seleção Armando Nogueira.. Caso, o critério para definir a seleção do Brasileirão fosse o prêmio Armando Nogueira do site globoesporte.com, a seleção seria: Vanderlei (Coritiba), Nino (Vitoria), Bruno Rodrigo (Cruzeiro), Chico (Coritiba), Carlinhos (Flu), Gabriel (Bota), Elias (Fla), Alex (Coritiba), Seedorf (Bota), Maxi (Vitoria) e Rafael Sobis (Flu). E aí? Gostou?

Dúvida da semana… Quem conseguirá terminar sabendo a placa do caminhão? Santos ou São Paulo?

Pitacos: Recorde de público, Galo e Vasco patinam e o Fluminense agradece.

Galera do blog, a 26ª rodada teve o recorde público em um jogo, no Morumbi mais de 40 mil pessoas foram dar as boas vindas ao Ganso. O Fluminense devagarinho vai abrindo vantagem. Vasco e Galo começam a patinar e o Palmeiras alimenta a esperança. A rodada teve 24 gols, 4 vitórias dos mandantes, 3 empates e 3 vitórias dos visitantes.

O sábado começou com a vitória do Fluminense por 2×1 contra o Naútico. O time não empolga, mas tem conseguido as vitórias, Fred marcou mais uma vez e é o artilheiro do campeonato, Deco voltou a jogar e o Naútico deixa claro como é dependente dos Aflitos. O time pernambucano é o visitante mais querido dos adversários.

Ainda no sábado o Palmeiras teve Marcos Assunção de volta e ficou evidente como o time era dependente dele. O volante fez um gol e deu uma assistência para garantir a vitória por 3×1 sobre o Figueirense. Além disso, os ânimos parecem melhores. A tarefa ainda é dificílima, mas Assunção já dá sinais de que é possível.

Para fechar o sábado a Portuguesa atropelou o Santos por 3×1. A Barcelusa poderia ter feito mais de tão fácil que foi o jogo. É impressionante a Neymardependência do time, o Santos sem o Neymar tem aproveitamento de time rebaixado. LAOR precisa sentar urgente com Muricy e desenhar o processo de contratação e dispensa no elenco.

Botafogo e Corinthians empataram em 2×2. Foi um jogo muito bom, com dois times muito bem montados, o primeiro tempo o Corinthians foi superior, já o segundo foi do time carioca. Seedorf segue sua rotina que após um descanso voltar marcando gols, ontem anotou os dois. No final, empate justo, mesmo com o excesso de presepadas da arbitragem.

Mais de 40 mil pessoas foram ver a apresentação de Ganso e uma péssima partida no Morumbi com Osvaldo o melhor em campo e Lucas apagado que terminou com a vitória por 1×0 do tricolor. Culpa da proposta “apequenada” do Cruzeiro e da falta de talento do São Paulo em superar essa marcação. O time mineiro deve ser o time que mais comete falta no campeonato, pois essa é a sua estratégia.

O Flamengo conseguiu algumas façanhas em Goiânia. A primeira foi ganhar o jogo contra o Atlético-GO, a segunda foi apostar em Cléber Santana como 10 e ter êxito na primeira aparição. A terceira foi ver Love perder um gol incrível. No fim, uma vitória que não muda nada. O Flamengo continua de sobreaviso e o Dragão perigosamente pronto para o rebaixamento.

Em Campinas, tivemos o pior jogo da rodada. Ponte e Vasco empataram em 0x0, aliás o time campineiro está no quarto empate seguido, sendo os dois últimos por 0x0. O jogo foi fraquíssimo, sem nenhum grande lance, para o Vasco o velho dilema ressurgiu, Felipe e Juninho parecem que não ajudam mais o Vasco quando estão juntos em campo.

Galo e Grêmio também empataram em 0x0, mas esse foi um ótimo jogo. Muito pegado, muito brigado, os dois times valorizaram cada jogada, pois sabiam da importância da partida. As duas duplas de zaga foram perfeitas ontem. Marcelo Moreno teve a bola do jogo, mas conseguiu perder com o gol vazio.

O Sport venceu o Coritiba por 1×0. O jogo teve um amplo domínio do time pernambucano. Vanderlei foi muito bem, evitando um placar mais elástico, o gol só saiu aos 47 do segundo tempo em cobrança de pênalti. No fim, os dois continuam como candidatos ao rebaixamento.

Para fechar o Inter fez a lição de casa e venceu o Bahia por 3×1. Após ter tropeçado em seus domínios na rodada passada, o Colorado entrou mais ligado e construiu o placar com muita tranqüilidade. Até Forlan marcou um gol na partida. Na próxima rodada, o Inter enfrenta o Cruzeiro em Minas Gerais para embalar de vez ou patinar mais uma vez.