O que esperar do Neymar?

 

Neymar13112018.jpg

Como sempre esse é o texto perfeito para virar piada depois, uma tentativa de escrever sobre o que o presente nos mostra, porém completamente cheio de incertezas e que pode ser apenas um texto sem sentido lá na frente.

É engraçado como Neymar se acostumou a ser holofote no futebol, necessita estar nos “trending topics” do nosso cotidiano, mas faz tempo que quando o assunto remete a Neymar muito se fala em cifras, Marquezine, Barcelona ou qualquer outra transferência e pouco ou quase nada sobre futebol.

Sinceramente, vejo que Neymar entrou em uma etapa da carreira que ele precisa decidir realmente o que veio fazer no futebol, se é apenas mais um cheio de talento ou se realmente quer entrar para a história.

E aí, farei um paralelo onde sofrerei criticas de muita gente, Neymar caminha para se tornar mais um Robinho melhorado ou Ronaldinho Gaúcho piorado. Jogadores com um potencial de habilidade gigantesco, que chegaram a iniciar voos grandiosos, mas abortaram suas missões pelo caminho e não quiseram o protagonismo na história do futebol.

Antes da chuva de criticas mais pesadas, não estou botando os três no mesmo balaio de qualidade, apenas no mesmo balaio da minha frustação versus potencial desperdiçado. Robinho poderia ter sido um grande jogador, não para marcar a história, mas para marcar um periodo em algum clube, já Ronaldinho poderia ameaçar coroas no futebol, marcar de forma inquestionável sua passagem pelo futebol, mas ficou pelo caminho, foi um gigante na história do Barça, mas pelo que fez em pouco tempo, brincou de jogar e não jogar futebol.

Sendo assim, e preparado para uma possível chuva de reclamações, voltemos a Neymar, e dele o que esperar?

Acho que independente de clube, o que Neymar precisa colocar na cabeça é o que ele realmente quer do futebol, ser um grande jogador milionário e muito escalado no videogame ou ousar brigar por algo grandioso no Olimpo do futebol?

Essa é a principal resposta que ele precisa se dar, não precisa contar para mim, para alguém, nem para o paizinho dele, precisa contar para ele e daí em diante seguir sua decisão, se vai ser no PSG, Barça, Real ou algum outro time, tanto faz, a postura daquilo que ele quer é que fará a diferença para sua história.

Neymar tem números impressionantes, ganhou os principais titulos como clube, fez parte da seleção olimpica que conquistou o ouro inédito, tem tudo para individualmente ser o maior artilheiro da história da maior seleção de futebol do mundo, ou seja, tem tudo para estatisticamente marcar seu nome, precisa também mostrar com atitude.

A idade ainda é ótima, com quase 27 anos, ainda tem uma Copa do Mundo em alta performance (quiça duas), e vários anos para firmar de vez seu protagonismo no futebol.

Resta esperar, o que ele quer?

E vocês, o que acham?

Anúncios

Drogba, Van Persie e outros medalhões

gerrard-pirlo

Ultimamente alguns renomados nomes do futebol internacional estão sendo especulados para jogar no Brasil. Contudo, entre uma história mais distante, outras que realmente quase aconteceram ou que podem acontecer, as dúvidas que pairam na minha cabeça são, será que vale a pena e porque ainda é tímido a vinda desses jogadores.

Esqueçam aqueles com nacionalidade brasileira, ou seja,  não vale os retornos de Ronaldo,  Roberto Carlos, Kaka, Gaúcho,  Deco e Rivaldo, quantos jogadores de renome internacional atuaram no Brasil?

Ao meu ver, somente Seedorf, e isso porque ele é casado com uma brasileira e sempre nutriu essa vontade de atuar por aqui. Ou seja, algo em nosso futebol não atrai os jogadores de renome.

E vou aqui de longe especular algumas possibilidades, porque essa recusa, trata-se de uma via de mão dupla. Os clubes precisam se interessar muito por esse tipo de reforço e o jogador precisa gostar muito da proposta.

A primeira questão para mim é, o clube brasileiro realmente acha importante trazer um jogador desse tipo?

Eu tenho a sensação que quase todos torcem o nariz para isso, julgam nosso campeonato altamente competitivo e que o jogador desse em final de carreira não conseguiria atuar, e todos os nomes acima mostram que é uma lenda. Nosso campeonato é competitivo, mas fisicamente muito inferior aos europeus, o cara que chega aqui mais veterano ainda possui um ritmo amplamente satisfatório para atuar no Brasil.

Ou seja, dá para arriscar sim em bons nomes para disputar uma temporada por aqui.

Segunda questão é, o jogador europeu tem qual referência e atratividade para jogar aqui no Brasil?

Parece que apenas nossas belezas naturais atraem o estrangeiro, a falta de uma agenda mais organizada, um calendário menos intenso afastam um pouco, além da falta de habilidade de um dirigente em negociar todas essas condições com um jogador.

Vou dar um exemplo bobo para não me prender muito nesses detalhes, será que ninguém faz um contrato com o atleta  sugerindo uma agenda onde ele atuará por no máximo 45 partidas e somente 5 vezes poderá acontecer de jogar duas vezes na semana.

Sinceramente, acho nosso mercado potencial para trazer Van Persie, Sneijder, Pirlo, Drogba, Eto’o, Gerrard, Lampard, entre outros, acho que agregaria não só com práticas que eles tiveram no mercado e poderiam compartilhar com todos, mas para trazer aspectos culturais que são importantes em virtude do país de origem e etc. Além de trazer visibilidade mundial ao ter nomes como esse atuando por aqui.

O Brasil tem capacidade para ser um mercado forte para quem não tem mais espaço nas grandes ligas européias?

E para vocês, porque “os gringos” não vem para o Brasil?

Carta de Ronaldinho para Ronaldinho

ronaldinho130117

Caro Ronaldinho de 8 anos de idade,

Amanhã, quando você voltar para casa depois de ter jogado futebol, vai ter muita gente em sua casa. Seus tios, amigos da família e algumas pessoas que você não vai reconhecer estarão na cozinha. A princípio, você pensará que se trata de uma festa. Todos estarão lá para comemorar os 18 anos de seu irmão, Roberto.

Geralmente, quando você volta para casa depois do futebol, sua mãe está sempre rindo ou fazendo algum tipo de piada.

Mas desta vez ela estará chorando.

Então, você vai ver Roberto. Ele colocará o braço em volta dos teus ombros e vai te levar para o banheiro para que vocês possam estar num local mais reservado. Ele vai te contar algo que você não irá compreender.

“Houve um acidente. Papai se foi. Ele morreu”

Essa notícia não fará sentido para você. O que isso quer dizer? Quando é que o papai volta? Como é que ele pode ter ido embora?

O papai é quem dizia para você para usar e abusar da sua criatividade em campo; é ele quem dizia para você fazer o jogo bonito – para você apenas brincar com a bola. Ele acreditou em você mais do que qualquer outra pessoa. Quando Roberto começou a jogar profissionalmente pelo Grêmio no ano passado, o papai disse: “Roberto é muito bom, mas prestem atenção no irmão mais novo dele que está chegando”.

O papai foi um super-herói. Ele gostava tanto de futebol que, mesmo depois de trabalhar durante a semana, ele ainda trabalharia na segurança do estádio do Grêmio nos finais de semana. Como é que você jamais o encontraria novamente? Você não entenderá o que seu irmão Roberto está contando para você.

Você não ficará triste imediatamente. A tristeza virá com o tempo. Daqui a alguns anos, você aceitará que o papai jamais retornará à terra. Mas o que eu quero que você entenda é que, todas as vezes que você estiver com a bola nos pés, papai estará com você.

Quando você tem uma bola de futebol aos seus pés, você está livre. Você está feliz. É quase como se você estivesse ouvindo música. É aquela sensação que faz você querer espalhar alegria para os outros.

Nas imediações onde você mora, em Porto Alegre, existe tráfico de drogas e criminalidade e todo esse tipo de coisa. Vai ser difícil, mas enquanto você estiver jogando futebol – nas ruas, no parque, com seu cachorro – você se sentirá seguro.

Sim, eu disse isso mesmo: seu cachorro. Ele será um defensor incansável.

Você jogará com Roberto. Você jogará com outros garotos e com rapazes mais velhos no parque. Mas, eventualmente, todo mundo ficará cansado – e você vai querer continuar jogando. Portanto, sempre leve seu cachorro, Bombom, junto com você. Bombom é um vira-lata. Um típico cachorro do Brasil. E no Brasil até mesmo os cachorros gostam de futebol. Bombom será perfeito para praticar os dribles e para colocar em prática seu estilo… e talvez Bombom seja a primeira vítima de um dos seus famosos elásticos.

Daqui a alguns anos, quando você estiver jogando na Europa, alguns defensores farão você se lembrar de Bombom.

Pense no que o Pai disse: jogar livre e apenas brincar com a bola. Jogue com alegria. Isso é algo que muitos técnicos não entenderão, mas quando você estiver em campo, você jamais irá calcular. Todas as coisas vão acontecer naturalmente. Antes de você ter tempo para pensar, seus pés já terão tomado a decisão.

A criatividade te levará mais longe do que o cálculo.

Como posso dizer a uma criança que nasceu uma casa de madeira em uma comunidade como será a vida na Europa? É impossível. Você não vai entender, mesmo que eu te diga. A partir do momento em que você sair para Paris, Barcelona e, em seguida, Milão, tudo vai passar muito, muito rápido. Alguns dos meios de comunicação na Europa não vão compreender o seu estilo de jogo. Eles não vão entender por que você está sempre sorrindo.

Bem, você está sorrindo porque o futebol é divertido. Por que você ficaria sério? Seu objetivo é espalhar a alegria. Vou dizer novamente – criatividade antes do cálculo.

Permaneça livre, e você vai ganhar uma Copa do Mundo para o Brasil. 

Permaneça livre, e você ganhará as Ligas dos Campeões, La Liga, Serie A.

Permaneça livre, e você ganhará uma Ballon d’Or.

Quando teu pai deixar esta terra, você não terá nenhum filme dele. Tua família não tem muito dinheiro, então seus pais não possuem uma câmera de vídeo. Você não será capaz de ouvir a voz de teu pai, ou ouvi-lo rindo novamente.

Mas entre suas posses, há uma coisa que você sempre terá que lembrar dele. É uma foto de você e ele jogando futebol juntos. Você está sorrindo, feliz com a bola em seus pés. Ele está feliz em te ver.

Quando o dinheiro vier, e a pressão, e os críticos, permaneça livre.

Jogue como ele disse para você jogar.

Brinque com a bola.

3x Ronaldo…

ronaldo191216

E a discussão sobre qual o melhor Ronaldo voltou, na verdade, acompanhando o Linha de Passe ontem, esse debate voltou. Confesso que fazia tempo que não acompanhava o programa, mas achei interessante esse debate, até porque quando esse blog iniciou o melhor Ronaldo era um e minha sensação é que agora mudou.

Quando trazem os 3 Ronaldos como atletas a serem comparados, a minha única certeza é que o Gaúcho não merece participar da disputa. Ronaldinho talvez tenha sido o jogador que mostrou o futebol mais sensacional durante um ano, mas foi só e depois consumiu a nossa esperança de que talvez voltaria. Nunca mais se viu, foi apenas um cometa daqueles que passam rápido e se o dia estiver nublado você perdeu e nunca mais verá.

Ronaldinho fica como o “terceiro Ronaldo” muito distante dos outros dois, mas muito distante.

Aí chegamos a final (rs), Fenômeno e Cristiano, quem é o melhor Ronaldo?

Eu até dois anos atrás ria dessa pergunta, porque colocava o Fenômeno tranquilamente na frente, acho que por algumas questões emocionais (o cara ser brasileiro), sua história de superação e tudo mais que cerca a carreira do Ronaldo brasileiro.

Porém, os últimos anos, o Portuga trouxe a consolidação de números incríveis a uma capacidade ímpar de mostrar até onde um atleta pode ir, tudo isso coroado com um 2016 espetacular do ponto de vista de números individuais.

Eu digo que Cristiano que vive esse duelo contra o genial Messi ao longo de toda a carreira, só consegue competir com o argentino, porque ele é o maior atleta da história do futebol desde Pelé. Cristiano elevou a máxima potência o que um atleta pode atingir, o quão próximo ele pode se equiparar a aqueles que nascem com o dom do futebol.

Cristiano briga de igual para igual com Messi porque é esse atleta todo. Por isso hoje, acho que o português tem começado a assumir a dianteira de quem é o melhor Ronaldo da história.

Gaúcho para mim é um folclore, aquele conto que será narrado para os mais novos e eles duvidarão que surgiu e durou tão pouco.

Fenômeno é novela, daquelas que te prende até o final, parece conter histórias forçadas demais, te emociona e você fica feliz com o final mesmo não concordando 100%.

Cristiano é história pura, é documentado, mostrado e a cada jogo ela é escrita com mais um capítulo informativo da grandiosidade dela.

E nesse duelo todo, o portuga está na frente atualmente para mim.

E para vocês, qual ordem que os Ronaldos ficam?

E ele já chegou ao topo!

neymar

E Neymar chegou ao pódio.

Com 23 anos, o brasileiro volta a colocar o Brasil entre os principais jogadores do mundo. O último tinha sido Kaká em 2007, inclusive no que Messi e Cristiano disputavam pela primeira vez a coroa. Kaká levou e de lá para cá, ou Messi, ou Cristiano foram ganhando o prêmio.

Neymar rapidamente chega para ser o postulante a tirar a coroa da dupla, não será ainda esse ano, seu companheiro de clube de ficar com sua quinta bola de Ouro. Mas Neymar segue assombrando, principalmente os modinhas por aqui.

Sim, eles que acham legal continuar condenando nossa geração, tratando nossas joias como lixo logo ao primeiro erro, reflexo da nossa sociedade, que não dá condição nenhuma para um jovem e no seu primeiro erro já quer colocá-lo na cadeia.

Nossa geração imediatista que não quer ver um projeto, mas quer a vitória a qualquer custo. Mas para eles, até isso Neymar dobrou, imediatamente já chegou ao topo.

É bom demais ver um craque brasileiro novamente surgindo, depois de uma entressafra, onde aqueles aí sim que eram para ser não vingaram ou ficaram refém das lesões, ou simplesmente não quiseram, Kaká, Ronaldinho, Robinho e Adriano eram a geração pós Rivaldo, Ronaldo e Romário e deveriam ser a anterior a Neymar e cia.

O Brasil ainda é gigante pela própria natureza futebolística e vai colocando mais um membro no topo dessa cadeia.

E se o campeonato acabasse na 16ª rodada?

image

O Galo doido seria o campeão! Com uma ótima vitória na quarta-feira sobre o meu tricolor, naquela que para mim foi a melhor partida do campeonato até agora.

O vice-campeão seria o Corinthians que segue sem muito alarde, sem perder muito e a mais tempo invicto, já são 8 jogos sem perder.

Completando o G4, estaria o Flu e o Sport Recife. Ronaldinho estreou, nem foi excelente, mas nem foi péssimo, de certa forma até me surpreendeu, atuou por 90 minutos e foi importante no lance do único gol, com belo passe para Wellington Paulista ajeitar para Marcos Jr concluir.

Quanto ao Sport apesar de todo o oba-oba e com razão, pela primeira vez, senti o time cansado, com dificuldade para manter sua energia durante todo o jogo, agora é aproveitar a semana, descansar bem o time e voltar com tudo na próxima rodada.

Na parte intermediária, destaque para o Furacão em 5º e a Chape em 9º. O Furacão anulou o Palmeiras e encostou na parte de cima da tabela, o time é bem montado pela revelação Milton Mendes e tem bons nomes como destaque para o Brasileirão, além é claro de Waltinho que tem sido bem utilizado durante os jogos para mostrar sua técnica.

Já a Chape mostra que um time que sabe usar seus domínios pode almejar pelo menos um lugar no meio da tabela, a Chape em casa é uma (6v-1e-1d) e completamente outra fora (1v-1e-6d).

Na zona da confusão ou próxima dela, destaco Ponte Preta e Coritiba. Ambos os times estão a 7 jogos sem vencer. Na Ponte mais da metade desse jejum coincide com a saída de Renato Cajá, no Coxa basta ver que se trata do time que menos venceu no campeonato apenas 2 partidas.

Vasco, Joinville e agora o Goiás se juntam ao Coxa no Z4. Apesar de ainda restarem 22 rodadas, acho que apenas Avaí e dependendo de como continuar a queda vertiginosa da Ponte conseguem “roubar” alguma vaga desse grupo.

A 16ª rodada terminou com 21 gols, 5 vitórias dos mandantes, 4 empates e apenas um 1 vitória dos visitantes. O craque da rodada sem dúvida foi Lucas Pratto pelo três gols na quarta-feira diante do São Paulo.

E para vocês, como seria se o campeonato acabasse na 16ª rodada?