3ª Rodada do Brasileião!

Galera do blog mais querido, a terceira rodada do Brasileirão terminou. O Corinthians segue na liderança com 100% de aproveitamento, enquanto na parte debaixo, o Goiás segue sem marcar nenhum um ponto. Não consegui acompanhar nenhum jogo no Sábado, em compensação no Domingo assisti aos dois jogos da TV, primeiro Inter x São Paulo e depois Avaí x Vasco, confesso que prefereria ter visto ao contrário. Seguem os comentários:

Internacional 0 x 2 São Paulo: O São Paulo foi eficiente, não jogou melhor que o Colorado, mas soube aproveitar as poucas chances que criou. O Inter jogou a maior parte do tempo sem o “provável” time titular, mas já ficou claro que será um grande duelo pela smifinal da Libertadores, pena que vai demorar tanto.

No primeiro tempo, o jogo começou truncado, muita marcação no meio de campo e consequentemente muitos passes errados. Nos primeiros trinta minutos, o principal lance foi a fisgada que Miranda sentiu e deu lugar a Xandão. Só na parte final que o Inter começou a fazer Ceni trabalhar. Contudo, o tricolor que abriu o marcador, Hernanes cobrou a falta na barreira, a bola voltou para o seu pé, o camisa 10 não pegou em cheio no rebote, mas foi devagarinho no canto e surpreendeu a todos. Resultado, falha de Abbondazieri e 1×0 São Paulo. Assim os times foram para o vestiário.

Na etapa complementar, o Inter voltou mais agressivo na vontade de atacar, tanto que Ceni teve que mostrar o que sabe embaixo das traves, aliás o camisa 01 tricolor está em grande fase nesse primeiro semestre. Mas assim como na primeira etapa e nos dois jogos contra o Cruzeiro, o tricolor soube novamente liquidar a partida em um contra ataque muito bem encaixado. Dagoberto carregou a bola pela esquerda, tocou livre para Hernanes que na linha de fundo só teve o trabalho de levantar a cabeça e tocar para Fernandão dentro da pequena área só empurrar para o fundo da rede. O jogador em respeito ao Inter não quis comemorar muito, mas o time do Sâo Paulo em peso foi para cima do jogador comemorar.

Dessa forma, o tricolor vence mais uma, o time titular segue a rotina de não tomar gols. o trio Hernanes-Dagoberto-Fernandão tem funcionado muito bem, enquanto Alex Silva e Ceni estão sendo dois monstros na defesa. O São Paulo está longe de apresentar um futebol tão bonito quanto o do Santos, mas já não mais aquele futebol burocrático duro de assistir.

Avaí 2 x 0 Vasco: O jogo foi complicado de assistir, primeiro por que a qualidade dos dois times é fraca e segundo porque a chuva que tomou conta do Ressacada agravou isso. A diferença no placar foi exclusivamente o conjunto, o Avaí está com uma série de desfalques, mas tem padrão de jogo e organização tática, enquanto o Vasco é um amontoado de gente correndo atrás de uma bola.

No primeiro tempo, o time vascaíno dominava as ações no meio de campo, mesmo jogando com quatro volantes no meio e mais um como lateral direito, o time partia bem para o ataque, ora com Léo Gago, ora com Souza. Philippe Coutinho estava mais acordado, porém Élton estava afim de perder todas as chances de gol. Essas chances desperdiçadas, contaram também com a boa atuação do jovem goleiro Renan que jogou muito bem. De tanto, Élton jogar fora as oportunidades, o Vasco foi castigado aos 27 minutos, em uma presepada da defesa, a bola sobrou tranquila sem ninguém na frente para Roberto bater firme e abrir o marcador para os donos da casa. A primeira etapa, seguiu com Élton jogando fora as chances e o Avaí tentou achar um bom contra ataque.

Roth colocou mais um atacante em campo, recuando um pouco mais Coutinho para o meio. O panorama não mudou, continuou o Vasco sendo mais presente no ataque e o Avaí mais perigoso. Na verdade, a única mudança no Vasco, foi que Élton ganhou um companheiro para perder gols com ele, Rafael Coelho em um lance daqueles inacreditáveis, perdeu um gol sem goleiro. E assim, seguia o segundo tempo, da mesma forma como terminou a primeira etapa. Contudo aos 46 do segundo tempo, o Avaí encontrou o tal bom contra ataque, em boa trama dos atacantes, Robson que havia substituído Roberto apareceu livre pela direita, seu chute ainda contou com o desvio de Dedé antes de morrer no fundo da rede, dando números finais a partida.

Para os dois times, o melhor seria o intervalo da Copa chegar logo, para os catarinenses seria o tempo necessário para recuperar os desfalques, enquanto para o Vasco era a chance de Roth botar ordem na casa.

Anúncios

Pitacos do fim de semana..

Meus caros, ontem foi encerrada a 15ª rodada do Paulistinha. Fica a certeza de que Santos, Santo André e São Paulo já garantiram vaga para as semifinais, resta uma última já que o Corinthians tropeçou nessa rodada e deixou tudo embolado na disputa por essa última vaga, mesmo assim acho que o alvinegro belisca essa última vaga.

Vamos agora, a análise dos jogos que acompanhei:

São Paulo 3 x 0 Mogi Mirim: O São Paulo jogou tranquilo, para o gasto. Novamente, o gol fez o time melhorar um pouco, mas isso durou apenas o primeiro tempo, no segundo tempo o time continuou sonolento. Novamente a deficiência técnica dos adversários tem facilitado a vida do tricolor.

No começo do jogo, a partida estava trancada, e o São Paulo tentava desafogar pelas laterais, mas ambos estavam contidos no começo do jogo. Até que em um lance bobo, o zagueiro do Mogi atropelou Washington na área, pênalti bem marcado pelo juíz e bem batido pelo capitão Ceni. Era o 1×0.

Era de se esperar uma melhora na reação do time, mas continuou na mesma, o São Paulo sucumbia pela própria vagarosidade e o time do interior nada criava. Como sempre o tricolor recorreu a lances individuais para chegar ao gol, Cléber Santana fez boa jogada pela esquerda e concluiu para o gol marcando o segundo da partida. Poucos minutos depois terminava o primeiro tempo.

Se o primeiro foi complicado, o segundo conseguiu superar, foi difícil de assistir, o terceiro gol veio em jogada de Hernanes já nos acréscimos dando números finais a partida. Apesar de tudo, gostei das atuações de Cleber Santana e Junior Cesar, mas principalmente da entrada de Marlos. Em compensação, Fernandinho e Cicinho foram horríveis na minha opinião.

Prudente 2 x 0 Corinthians: O bom de ver o jogo em locais públicos é que conseguimos ver dois jogos ao mesmo tempo. O Corinthians criou diversas chances, merecia sorte maior no jogo, mas como de costume em 2010, a defesa não foi bem e tomou dois gols decretando a derrota do time.

No primeiro tempo, poucas chances, o Prudente até tentou pressionar no início da partida, mas sem resultado, com o passar do tempo, o Corinthians foi acordando e tentando ficar com o maior domínio da bola, aí começou a “zica” que acompanhou o Corinthians, Danilo mandou uma bola na trave. Assim terminou o primeiro tempo.

Veio a segunda etapa e o cenário não mudou, o Corinthians criava as melhores chances, mas esbarra na trave, na zaga ou no inspirado goleiro Márcio. E como não era dia do time do Mano, o Prudente achou um gol com o atacante Róbson. E ainda para piorar no final do jogo, o mesmo Robson deu números finais a partida.

Santos 9 x 1 Ituano: O que dizer sobre o jogo, nove gols, o time jogando para cima o tempo todo. Parece que a bronca que o time tomou pelo segundo tempo contra o Corinthians deu resultado, o time tem jogado para cima sem desrespeitar o adversário.

O jogo começou com o Ituano assustando, logo no primeiro minuto, o time do interior abriu o marcador surpreendendo o time do litoral paulista. Mas foi só um susto, o time santista impôs o seu volume de jogo e foi fazendo gol, gol, gol e gol. Assim acabou a primeira etapa 4×1. Com dois gols de André, um de Ganso e um do Madson.

Veio o segundo tempo e o Santos continuou pisando no acelerador como antecipou Ganso, no intervalo do jogo, o meia disse: “Não vamos tirar o pé não!”. Foram mais cinco gols na segunda etapa. Nem adianta fazer muitas análises sobre o time do Santos, o resultado fala por si só. Dá gosto ver o time da Vila jogar.