O que esperar do Neymar?

 

Neymar13112018.jpg

Como sempre esse é o texto perfeito para virar piada depois, uma tentativa de escrever sobre o que o presente nos mostra, porém completamente cheio de incertezas e que pode ser apenas um texto sem sentido lá na frente.

É engraçado como Neymar se acostumou a ser holofote no futebol, necessita estar nos “trending topics” do nosso cotidiano, mas faz tempo que quando o assunto remete a Neymar muito se fala em cifras, Marquezine, Barcelona ou qualquer outra transferência e pouco ou quase nada sobre futebol.

Sinceramente, vejo que Neymar entrou em uma etapa da carreira que ele precisa decidir realmente o que veio fazer no futebol, se é apenas mais um cheio de talento ou se realmente quer entrar para a história.

E aí, farei um paralelo onde sofrerei criticas de muita gente, Neymar caminha para se tornar mais um Robinho melhorado ou Ronaldinho Gaúcho piorado. Jogadores com um potencial de habilidade gigantesco, que chegaram a iniciar voos grandiosos, mas abortaram suas missões pelo caminho e não quiseram o protagonismo na história do futebol.

Antes da chuva de criticas mais pesadas, não estou botando os três no mesmo balaio de qualidade, apenas no mesmo balaio da minha frustação versus potencial desperdiçado. Robinho poderia ter sido um grande jogador, não para marcar a história, mas para marcar um periodo em algum clube, já Ronaldinho poderia ameaçar coroas no futebol, marcar de forma inquestionável sua passagem pelo futebol, mas ficou pelo caminho, foi um gigante na história do Barça, mas pelo que fez em pouco tempo, brincou de jogar e não jogar futebol.

Sendo assim, e preparado para uma possível chuva de reclamações, voltemos a Neymar, e dele o que esperar?

Acho que independente de clube, o que Neymar precisa colocar na cabeça é o que ele realmente quer do futebol, ser um grande jogador milionário e muito escalado no videogame ou ousar brigar por algo grandioso no Olimpo do futebol?

Essa é a principal resposta que ele precisa se dar, não precisa contar para mim, para alguém, nem para o paizinho dele, precisa contar para ele e daí em diante seguir sua decisão, se vai ser no PSG, Barça, Real ou algum outro time, tanto faz, a postura daquilo que ele quer é que fará a diferença para sua história.

Neymar tem números impressionantes, ganhou os principais titulos como clube, fez parte da seleção olimpica que conquistou o ouro inédito, tem tudo para individualmente ser o maior artilheiro da história da maior seleção de futebol do mundo, ou seja, tem tudo para estatisticamente marcar seu nome, precisa também mostrar com atitude.

A idade ainda é ótima, com quase 27 anos, ainda tem uma Copa do Mundo em alta performance (quiça duas), e vários anos para firmar de vez seu protagonismo no futebol.

Resta esperar, o que ele quer?

E vocês, o que acham?

Anúncios

Bola de Prata do Cadê Meu Camisa 10?

622_c9333db0-e932-343c-ae26-c872aa2d790a

E ontem teve a premiação do Bola de Prata. O prêmio que leva em consideração notas que os jogadores obtem durante os jogos, teve a seguinte seleção final:

Jailson (PAL), Jean (PAL), Rever (FLA), Geromel (GRE), Fabio Santos (ATMG), Arão (FLA), Tche Tche (PAL), Moisés (PAL), Dudu (PAL), Jesus (PAL) e Robinho (ATMG). Tec. Cuca (PAL).

E logicamente nesse exercício de montar uma seleção, o Cade Meu Camisa 10 não poderia ficar de fora, meus critérios são um pouco mais simples do que o Bola de Prata, simplesmente é de quem eu gostei na posição.

Vejam os meus eleitos:

Jailson (PAL), Jean (PAL), Mina (PAL), Geromel (GRE), Jorge (FLA), Tche Tche (PAL), Renato (SAN), Moisés (PAL), Diego Souza (SPO), Marinho (VIT) e Robinho (ATMG).

Na defesa, coloquei Mina e Jorge, para mim foram mais importantes para seus times e contribuiram em vários momentos importantes para o time, além de com a bola no pé os dois mostrarem mais futebol do que seus concorrentes.

No meio trouxe Renato e Diego para os lugares de Arão e Dudu, Trouxe o Renato porque todos os jogos do Santos que eu vi, a atuação dele foi impecável, muita classe e capacidade para ser o porto seguro da molecada, já Diego foi o cara do Sport, terminou artilheiro do campeonato e sua atuação individual foi fundamental para a manutenção do Leão na primeira divisão.

No ataque, a polêmica maior do meu time, tirei o menino craque Jesus. Coloquei Marinho. Confesso que vi alguns jogos do Palmeiras uns 15, e apesar de saber de todo o potencial dele, não vi ele sendo tão importante e tão decisivo para o clube nesses jogos, diferentemente do Marinho para mim, que todo jogo do Vitória que ele estava era fundamental para a campanha do time baiano.

Outra ressalva importante, fiz uma escolha muito mais emocional do que técnica. Jailson no gol foi bem demais e carrega a estatística de não ter perdido nenhum jogo, mas para mim, ninguém foi tão exigido (por motivos óbvios) e pegou tanto, quanto o Danilo Fernandes, o goleiro do Inter assim como em 2015 pelo Sport, fez outro campeonato brasileiro gigantesco.

Para técnico, escolho Jair Ventura, os números do Cuca são inquestionáveis, mas no início do campeonato qual era a pretensão do Palmeiras? Sim, jogar pelo titulo. E qual era a do Botafogo, mesmo com G6 ninguém ousava dizer que o time brigaria pela Libertadores, não só brigou, como ficou com a vaga, por isso meu voto vai nele.

E para vocês, qual a sua seleção do campeonato?

E se o campeonato acabasse na 28ª rodada?

moises-041016

Ah, o Palmeiras seria o campeão.

O alviverde que ainda não perdeu no segundo turno e acumula 11 jogos sem perder, fez uma partida emocionante e divertida contra o Santinha e venceu por 3×2. O Cucabol segue excelente agora com o melhor ataque, melhor saldo, terceira melhor defesa e melhor visitante e pelo jeito está querendo lançar um desodorante que elimina qualquer cheirinho.

Completando o G4 vem o Flamengo, Atlético-MG e Santos. Apesar que agora virou G6, mas particularmente, acho que esse G4 não muda, assim como o Fluminense será o 5º, a questão é que a briga ficou boa pelo sexto lugar. Tinha gente que achava que ia jogar na turma do marasmo e de repente abriu uma possibilidade. Hoje a última vaga seria do Furacão, o que seria um prêmio ao bom trabalho de Autuori e companhia.

No meio da tabela, destaque positivo para Botafogo, Coritiba e Vitória. O primeiro se afastou de vez de qualquer sombra do Z4 e agora pode inclusive almejar uma vaga para a Libertadores tem mostrado consistência para isso, já Coxa e Vitória respiraram bem nessa rodada tornando o Z4 uma sombra real para os grandes.

O destaque negativo fica para Grêmio e São Paulo, os tricolores patinam na tabela, enquanto para os gaúchos isso faz com que o time apenas fique cada vez mais distante de qualquer pretensão no Brasileirão (ainda que reste o G6), para os paulistas o sinal de alerta toca alto no Morumbi, o time tem uma sequência duríssima de onde precisa somar pontos para o desespero não bater de vez nas últimas rodadas.

Na parte debaixo, América-Mg e Santa ficam aguardando quem serão os outros dois companheiros, a sensação é que o Figueirense que resolveu trocar de novo de treinador corre sérios riscos de ser um candidato, depois disso, Inter que precisa ver como atuará no próximo jogo é o principal candidato.

Por fim, a 28ª rodada terminou com 25 gols, uma média razoável, onde tivemos 6 vitórias dos mandantes, 1 empate e 3 vitórias dos visitantes. Meu destaque da rodada, apesar da grande atuação do Vitória em Chapecó, vai para um cara que tem sido fundamental para o sucesso alviverde, o meia Moisés, ele é o verdadeiro motor desse time e responsável pelas partidas boas ou ruins do alviverde favorito ao título, portanto, agora que faltam apenas dez jogos para acabar, achei por bem dar o mérito.

Aliás, Moisés, Robinho e Diego (quem diria que depois de 14 anos a dupla voltaria a ser destaque em uma mesma edição de Brasileirão), são para mim os candidatos a melhor do campeonato.

E para vocês, como seria se o campeonato acabasse na 28ª rodada?

E se o campeonato acabasse na 22ª rodada?

Diego300816

E o Palmeiras seguiria como o campeão, o alviverde que teve ótima rodada, pois viu quase todos os seus rivais não vencerem na rodada, com exceção do novo e velho vice-líder, o Flamengo.

O rubro negro carioca parece o time que entrou no eixo de vez, Diego como era de se esperar deu o equilibrio final para o meio de campo do time e como eu tenho dito pelos corredores, apesar da posição na tabela, eu tenho comigo que Flamengo e Galo irão disputar pelo título.

Só para explicar rapidamente, talvez depois escreva um texto mais completo, mas acho que apesar da disputa entre o trio, o Palmeiras é o único que não tem aquele jogador que no jogo difícil decide, Jesus apesar do potencial é novo e não deve ser cobrado por isso, em compensação, os rivais pelo título possuem esses jogadores.

Voltando, o Galo e o Corinthians completariam o G4, sabendo que o Grêmio com um jogo a menos pode tomar essa vaga do alvinegro paulista.

No meio da tabela, destaque positivo para Ponte e Cruzeiro. O primeiro está a três jogos sem perder, sendo que enfrentou Palmeiras e Corinthians nesse intervalo, o time é consistente e irá passar um Brasileirão tranquilo, já o Cruzeiro encaixou com a chegada de Mano e está a 5 jogos sem perder e vai se afastando da zona da degola e não parece ser o grande candidato a rebaixamento.

Enquanto isso, o Inter após mais um jogo sem vitória, o 14º seguido, enfim entrou na zona de rebaixamento. O time parece não conseguir reagir, o cenário é crítico, mas ainda tem tempo para escapar e o time tem brigado mais recentemente. Completam a lista, o Figueira, Santa e América. Sinceramente, eu aposto que o Coritiba entra aqui e aí, Inter briga com Vitória e até mesmo com o São Paulo se continuar ladeira abaixo pela última vaga na Série B.

Por fim, a 22ª rodada terminou com 19 gols, uma média baixa, foram 4 vitórias dos mandantes, 3 empates e 3 vitórias dos visitantes. E o destaque resolvi escolher alguém do Flamengo e não só Diego está bem como o próprio Damião estreou bem pelo rubro negro, contudo a escolha vai ser no camisa 10 pela sensação de que ele é o responsável por esse equilíbrio. Portanto, o destaque da 22ª rodada vai para o Diego que quase 15 anos depois parece que irá disputar com o amigo Robinho o prêmio de melhor do campeonato.

E para vocês, como seria se o campeonato acabasse na 22º rodada?

E se o campeonato acabasse no primeiro turno?

Foto: Thomas Santos/AGIF

Foto: Thomas Santos/AGIF

Na verdade, ele ainda não acabaria, já que quatro times tiveram jogos adiados e o primeiro turno só terminará no meio do segundo turno. Sim, é pra ficar confuso mesmo.

Mas, de qualquer forma, independente dos resultados das partidas pendentes, o Palmeiras seria o campeão do primeiro turno, depois de três rodadas sem ganhar, o time voltou a vencer e contou com os tropeços dos co-irmãos para terminar em primeiro ao fim do turno.

O que significa muito nos pontos corridos, nas 13 edições desde 2003, apenas 3 vezes o vencedor do turno, não levou, em compensação, em uma dessas vezes, era o próprio Palmeiras, portanto vale atenção.

Até porque o novo vice líder vem voando, o Atlético MG embalou cinco vitórias seguidas e está apenas um ponto do alviverde, o considerado melhor elenco do Brasil parece ter dado liga, vamos ver se o embalo segue forte no returno. Fechando o G4, Corinthians e Flamengo.

No meio da tabela, destaque positivo, mas nem tanto, para a recuperação dos tricolores. Os cariocas parecem aos poucos melhorando seu jogo e a volta de Scarpa contribui muito para isso, já os paulistas, vão se recuperando e nos últimos dois jogos, o principal contestado após a saída de Bauza virou solução provisória, Chavéz fez 3 gols nos últimos dois jogos.

O destaque negativo fica com os gaúchos, o Grêmio pela queda de produção sem Luan, são três jogos e apenas um gol marcado, já o Inter o cenário trágico está desenhado, 11 jogos sem ganhar, mais uma troca de treinador e a certeza de a diretoria é o velho cachorro na mudança.

Na parte debaixo, o Cruzeiro começa a mostrar como Mano consegue arrumar rápido seus times, minha única critica a ele e o pós, o time parece estagnar no ponto de evolução, não que isso seja ruim no nosso cenário nacional de treinadores, Mano ainda é um dos poucos treinadores de destaque.

Mas voltando a parte debaixo, o Cruzeiro deve sair nas próximas rodadas, abrindo espaço para um novo integrante, conforme eu disse do 14ª para baixo com exceção do Cruzeiro, a disputa ficará aí, resta saber se o Inter vai acordar ou vai querer brigar com essa turma.

Por fim, a 19ª rodada teve 24 gols em 9 jogos, uma boa média. Foram 5 vitórias dos mandantes, 3 empates e uma vitória do visitante. Fiquei na dúvida sobre quem seria o craque da rodada, Robinho ou Scarpa, mas como o rei da pedalada é para mim o craque do primeiro turno, usarei isso como critério desempate e Robinho é o craque da rodada.

E para vocês, como seria se o campeonato acabasse no primeiro turno?

 

E ele já chegou ao topo!

neymar

E Neymar chegou ao pódio.

Com 23 anos, o brasileiro volta a colocar o Brasil entre os principais jogadores do mundo. O último tinha sido Kaká em 2007, inclusive no que Messi e Cristiano disputavam pela primeira vez a coroa. Kaká levou e de lá para cá, ou Messi, ou Cristiano foram ganhando o prêmio.

Neymar rapidamente chega para ser o postulante a tirar a coroa da dupla, não será ainda esse ano, seu companheiro de clube de ficar com sua quinta bola de Ouro. Mas Neymar segue assombrando, principalmente os modinhas por aqui.

Sim, eles que acham legal continuar condenando nossa geração, tratando nossas joias como lixo logo ao primeiro erro, reflexo da nossa sociedade, que não dá condição nenhuma para um jovem e no seu primeiro erro já quer colocá-lo na cadeia.

Nossa geração imediatista que não quer ver um projeto, mas quer a vitória a qualquer custo. Mas para eles, até isso Neymar dobrou, imediatamente já chegou ao topo.

É bom demais ver um craque brasileiro novamente surgindo, depois de uma entressafra, onde aqueles aí sim que eram para ser não vingaram ou ficaram refém das lesões, ou simplesmente não quiseram, Kaká, Ronaldinho, Robinho e Adriano eram a geração pós Rivaldo, Ronaldo e Romário e deveriam ser a anterior a Neymar e cia.

O Brasil ainda é gigante pela própria natureza futebolística e vai colocando mais um membro no topo dessa cadeia.