3ª Rodada do Brasileião!

Galera do blog mais querido, a terceira rodada do Brasileirão terminou. O Corinthians segue na liderança com 100% de aproveitamento, enquanto na parte debaixo, o Goiás segue sem marcar nenhum um ponto. Não consegui acompanhar nenhum jogo no Sábado, em compensação no Domingo assisti aos dois jogos da TV, primeiro Inter x São Paulo e depois Avaí x Vasco, confesso que prefereria ter visto ao contrário. Seguem os comentários:

Internacional 0 x 2 São Paulo: O São Paulo foi eficiente, não jogou melhor que o Colorado, mas soube aproveitar as poucas chances que criou. O Inter jogou a maior parte do tempo sem o “provável” time titular, mas já ficou claro que será um grande duelo pela smifinal da Libertadores, pena que vai demorar tanto.

No primeiro tempo, o jogo começou truncado, muita marcação no meio de campo e consequentemente muitos passes errados. Nos primeiros trinta minutos, o principal lance foi a fisgada que Miranda sentiu e deu lugar a Xandão. Só na parte final que o Inter começou a fazer Ceni trabalhar. Contudo, o tricolor que abriu o marcador, Hernanes cobrou a falta na barreira, a bola voltou para o seu pé, o camisa 10 não pegou em cheio no rebote, mas foi devagarinho no canto e surpreendeu a todos. Resultado, falha de Abbondazieri e 1×0 São Paulo. Assim os times foram para o vestiário.

Na etapa complementar, o Inter voltou mais agressivo na vontade de atacar, tanto que Ceni teve que mostrar o que sabe embaixo das traves, aliás o camisa 01 tricolor está em grande fase nesse primeiro semestre. Mas assim como na primeira etapa e nos dois jogos contra o Cruzeiro, o tricolor soube novamente liquidar a partida em um contra ataque muito bem encaixado. Dagoberto carregou a bola pela esquerda, tocou livre para Hernanes que na linha de fundo só teve o trabalho de levantar a cabeça e tocar para Fernandão dentro da pequena área só empurrar para o fundo da rede. O jogador em respeito ao Inter não quis comemorar muito, mas o time do Sâo Paulo em peso foi para cima do jogador comemorar.

Dessa forma, o tricolor vence mais uma, o time titular segue a rotina de não tomar gols. o trio Hernanes-Dagoberto-Fernandão tem funcionado muito bem, enquanto Alex Silva e Ceni estão sendo dois monstros na defesa. O São Paulo está longe de apresentar um futebol tão bonito quanto o do Santos, mas já não mais aquele futebol burocrático duro de assistir.

Avaí 2 x 0 Vasco: O jogo foi complicado de assistir, primeiro por que a qualidade dos dois times é fraca e segundo porque a chuva que tomou conta do Ressacada agravou isso. A diferença no placar foi exclusivamente o conjunto, o Avaí está com uma série de desfalques, mas tem padrão de jogo e organização tática, enquanto o Vasco é um amontoado de gente correndo atrás de uma bola.

No primeiro tempo, o time vascaíno dominava as ações no meio de campo, mesmo jogando com quatro volantes no meio e mais um como lateral direito, o time partia bem para o ataque, ora com Léo Gago, ora com Souza. Philippe Coutinho estava mais acordado, porém Élton estava afim de perder todas as chances de gol. Essas chances desperdiçadas, contaram também com a boa atuação do jovem goleiro Renan que jogou muito bem. De tanto, Élton jogar fora as oportunidades, o Vasco foi castigado aos 27 minutos, em uma presepada da defesa, a bola sobrou tranquila sem ninguém na frente para Roberto bater firme e abrir o marcador para os donos da casa. A primeira etapa, seguiu com Élton jogando fora as chances e o Avaí tentou achar um bom contra ataque.

Roth colocou mais um atacante em campo, recuando um pouco mais Coutinho para o meio. O panorama não mudou, continuou o Vasco sendo mais presente no ataque e o Avaí mais perigoso. Na verdade, a única mudança no Vasco, foi que Élton ganhou um companheiro para perder gols com ele, Rafael Coelho em um lance daqueles inacreditáveis, perdeu um gol sem goleiro. E assim, seguia o segundo tempo, da mesma forma como terminou a primeira etapa. Contudo aos 46 do segundo tempo, o Avaí encontrou o tal bom contra ataque, em boa trama dos atacantes, Robson que havia substituído Roberto apareceu livre pela direita, seu chute ainda contou com o desvio de Dedé antes de morrer no fundo da rede, dando números finais a partida.

Para os dois times, o melhor seria o intervalo da Copa chegar logo, para os catarinenses seria o tempo necessário para recuperar os desfalques, enquanto para o Vasco era a chance de Roth botar ordem na casa.

Anúncios