Rapidinhas do Camisa 10 – 05.12.2012

Imagem

Gol, um detalhe fácil… Pelo menos para o craque Messi fazer gol é muito simples. Enquanto a maioria dos jogadores se matam para conseguir um mísero gol, La Pulga precisa apenas de pouco mais de 3 finalizações para marcar um gol. Como comparação, Cristiano precisa de 7 finalizações para conseguir marcar um gol, no Brasileirão cada gol saia após dez finalizações. Alguém duvidava da capacidade de Lionel?

O preço da soberba… Hulk pode estar com os dias contados no Zenit. O jogador que chegou com uma das maiores transações da história, causou ciúmes no grupo e a falsa sensação de que ele seria intocável no time. Porém como todo time profissional, em alguns jogos a substituição é inevitável. Hulk está arrumando confusão com o técnico por besteira, a fama subiu a cabeça. Pode sair pelas portas do fundo de um time sem expressão.

Eu pensei que era jóia rara…e Lulinha era bijuteria. O jogador que surgiu na base do Corinthians como a grande revelação, com o histórico de mais de 300 gols pela base e com multa de 50 milhões de reais, está no fim do seu contrato com o Corinthians e não será renovado, ou seja, poderá ir de graça para qualquer time.

Mexendo no vespeiro… Confesso que ainda não tenho confiança nas intenções do craque da pequena área e deputado Romário, mas a iniciativa que colher assinaturas para uma CPI em cima CBF é de se louvar. Basta entender, o quão sério será essa investigação e quem realmente irá fornecer a assinatura, porque se depender do que foi a premiação do Brasileirão, Marin está só sorriso para a bancada política.

Um certo desapontamento… Falando da premiação do Brasileirão, estive presente no HSBC (antigo Tom Maior) para acompanhar o evento e fiquei decepcionado com a organização dele. Considerei o evento feito de qualquer forma, com um certo improviso, um Cleber Machado atrapalhado, sem muita interação dos principais personagens (atletas)e puxa saquismo com vários políticos. Esperava mais de um evento organizado pela Globo. De bom, foi as conversas com Fred e LAOR (presidente do Santos), duas figuras incríveis.

Fique atento… Marcelo Campos Pinto, diretor de esportes da Globo, voltou a usar o microfone para falar bobagem. Usou a premiação para fazer um discurso ameaçador. Falou que espera maior exclusividade dos clubes com a emissora e que espera um modelo igual ao inglês, onde dentro do campo apenas a emissora que detém os direitos de transmissão. Ou seja, na cabeça do cara que prefere pontos corridos, a Globo tem “pouco espaço” pelo que paga.

Nos bastidores o time está bom… Pelo menos é assim que vejo o Vasco. Renê Simões foi contratado como diretor executivo do clube, ele se junta a Mauro Galvão e Ricardo Gomes para tentar montar um Vasco novamente competitivo. O primeiro desafio é manter Juninho no elenco, o segundo é acertar nas peças de reposição para começar bem 2013. Por enquanto, as escolhas administrativas foram excelentes.

Para a Série B serve… Fernando Prass, Ayrton, Henrique, Cleber (vindo da Ponte) e Juninho; Souza (que estava no Naútico), M. Assunção, Denoni, Valdivia, Edno (o próprio) e Barcos esse é o time ideal que o Palmeiras espera para estreiar no Paulistão. A primeira vista, parece melhor que o time que terminou o campeonato, é necessário mais algumas peças, mas já nota-se uma evolução.

Reconhecimento do ninho.. O Flamengo já tem um novo presidente. Eduardo Bandeira de Mello assume o clube com um enorme desafio, voltar a tornar um Flamengo um grande no futebol, principalmente de forma sólida para que o time volte a entrar nos eixos e consiga montar grandes times. A primeira ação é entender o que Patricia fez durante a sua gestão, depois definir quem será o responsável por construir o time do Flamengo para 2013.

Ahh, as especulações… Entre todas as especulações que rolam no mercado, a mais engraçada envolve dois argentinos. A primeira é Montillo, sempre aparece alguém disposto a levar o meia, mas a Raposa insiste em segurá-lo de qualquer jeito. O segundo é Riquelme, ele é o primeiro jogador que planta as próprias especulações, agora é a vez do Santos. Aliás, o Peixe está querendo os dois argentinos mais enrolados.

Dúvida da semana. Quem tem a tarefa mais difícil? Felipão, Eduardo Bandeira Mello ou Gilson Kleina?

Anúncios

Rapidinhas do Camisa 10 – 14.11.2012

Imagem

Algo de errado na comida… O diretor Zinho (adoro a piada pronta…) disse que o Flamengo tem tudo para terminar como o segundo melhor carioca do campeonato e que além disso mais três/quatro reforços o time estará pronto para 2013. Sinceramente desconfio que o cozinheiro do Flamengo é o Gargamel, pois só muito chá de cogumelo para alguém sair dizendo isso e realmente acreditar. O time no máximo passa o Vasco, o que será difícil, e o time quase inteiro precisa ser reformulado. É querer enganar torcedor alienado.

Ainda não aprenderam.. Outro time que parece não compreender o que acontece dentro do próprio clube é o Palmeiras. César Sampaio veio a público dizer que o time ainda não pensou em nenhum planejamento, pois vai esperar a definição de qual divisão o time irá disputar. Alguém precisa explicar para o Sampaio que é possível traçar dois planejamentos para já ir executando e ganhando tempo. Por exemplo, a lista de dispensa já deveria estar pronta. Nomes que poderão compor o elenco também. O melhor é esperar para decidir na hora, as opções serão….. as que sobrarem..

Segunda chance… Se Palmeiras e Flamengo parecem alienados, o Vasco parece decidido a se dar uma segunda chance. O time acabou de fechar com Ricardo Gomes o cargo de diretor técnico, ele terá participação na formação do elenco e poderá contribuir no desenvolvimento do trabalho do time junto de Gaúcho que será oficializado como auxiliar técnico. O time ganha uma chance de dar continuidade ao trabalho que foi interrompido por um AVC após a conquista da Copa do Brasil. A parceria Gomes & Vasco tem tudo para dar certo.

De um jeito ou de outro… Quem parece não querer mais segunda chance é Alexandre Pato. O jogador após ter uma excelente temporada de estréia, resolveu praticamente não jogar mais devido as lesões e agora que elas parecem ter dado um descanso, ele resolveu isolar um pênalti e deixar a torcida revoltada. Pato parece precisar respirar novos ares, o problema é querer buscar esse novo ar de forma artificial. O tubo de oxigênio oriundo de Itaquera parece ter feito o menino gostar da idéia de experimentar novos ares.

Qual o real tamanho dele? Outro que já tem data para respirar novos ares é Ganso, sua estréia foi confirmada para o próximo domingo diante do Naútico dentro do Morumbi. A expectativa em torno de Ganso será enorme daqui para frente, será que voltará a ser o grande jogador que todo mundo enxerga nele ou será mais um que ficou pelo caminho. Acredito que o São Paulo fez uma grande contratação e que a principal lesão de Ganso eram os problemas extracampos, principalmente a cisma da DIS que o Santos que separou a dupla Ganso – Neymar.

A pior entrevista… Richarlyson protagonizou a entrevista do fim de semana, quando no final da partida do seu time contra o Vasco foi entrevistado pela reportagem do Sportv. No início da reportagem, o Galo ainda tinha chances de brigar pelo campeonato já que o Flu apenas empatava, mas no meio da entrevista, Fred marca o terceiro gol decreta a vitória tricolor, define o campeonato paulista e faz o jogador do Atlético-MG sair visivelmente frustado da entrevista. Pelo menos, ainda vemos um pouco de coração e comprometimento com o time em alguns casos, já que vemos tantas entrevistas egoístas sem o menor amor ao clube que atua.

Ainda não é um Adriano… Balotelli continua aprontando pela Inglaterra. Insatisfeito com a reserva, o jogador ainda aproveitando as festas por mais tempo do que deveria nas vésperas do jogo, deixando Roberto Mancini cada vez mais descontente com o polêmico atacante. Super Mario é outro que precisa realmente decidir o que quer da vida, talento ele tem de sobra e seria atacante titular de qualquer time do mundo hoje em dia, mas precisa querer fazer isso. Ou teremos um substituto ideal para o Imperador no futebol.

Algo não cheira bem… A saída de Renê Simões ainda não foi muito bem esclarecida, principalmente porque após a nota oficial, alguns dos envolvidos deram entrevistas e muitas frases com informações nas entrelinhas foram ditas. Sinceramente, a distância parece ter um certo protecionismo dentro da base tricolor, Renê sempre pareceu um profissional de enorme caráter, sua saída foi repentina e após um curto período nesse novo desafio, acho que JJ precisa ficar um pouco sóbrio para tirar algumas peças viciadas desse jogo.

A culpa é do zagueiro! Mano Menezes parece decidido a procurar confusão. Depois de todo apelo popular pela convocação de Fred e Cavalieri, eis que o treinador cede e traz os dois jogadores alegrando a massa. Só que o treinador resolveu convocar Durval para a seleção. Respeito a história construída pela único jogador decacampeão consecutivo estadual, mas não é um jogador de seleção brasileira hoje com 32 anos. Existem alguns zagueiros que com mais perfil para serem levados nesse momento do que Durval. Mano gosta de brincar com fogo.

Você sabia que… por enquanto, Atlético-GO e Figueirense já cairam para a Série B, assim como só Goiás garantiu o acesso para a elite. Ipatinga e Barueri desceram da B para a C. Chapecoense, Icasa, Paysandu e Oeste subiram para a Série B, enquanto Salgueiro, Guarany de Sobral, Santo André e Tupi foram para a D. E para fechar Sampaio Correa, CRAC, Baraunas e Mogi Mirim irão conquistarão o acesso a Série C no próximo ano. Falta pouco para esse vai e vem acabar.

Dúvida da semana. Entre Santos, Galo e Fluminense quem será que vai ligar as caixas de som à toa por causa do leilão Assis?

Rapidinhas do Camisa 10 – 07.11.2012

Imagem

Agora pode tirar do armário… Vagner Love parece ter se oferecido para jogar no Corinthians. A história ainda está um pouco nebulosa, mas que Love merecia jogar em um time melhor, merece. Além do que, o estilo de jogo do atacante encaixa perfeitamente no esquema de Tite, seria uma ótima para os dois. Para a torcida corintiana, um alívio, poderiam tirar do armário a famosa camisa 09 com o nome de Love estampado nas costas.

Falando em armário… A Federação holandesa resolveu inovar e lançou uma campanha para que os jogadores homossexuais que disputam o campeonato local saiam do armário. A campanha é pioneira em um meio excessivamente hipócrita, já que se esconde no conceito machista mesmo sendo conhecido por muitos que a homossexualidade faz parte do dia a dia no futebol. Resta esperar para ver se terá resultado e quem irá se transferir para o futebol holandês em Janeiro.

Base em campo… O Barcelona está prestes a realizar um feito que dificilmente alguém mais repetirá, dentro dos próximos meses são grandes as possibilidades do time entrar com 11 jogadores formados em “La Masia”, a base do time catalão. Tito Vilanova projeta escalar o time com Valdez, Montoya, Pique, Puyol, Alba, Busquets, Xavi, Iniesta, Fabregas, Messi e Pedro. Sem falar de Tello, Thiago Alcantara e outros jovens que estão surgindo. Praticamente, um time autosuficiente.

Imperador nunca perdeu. Pelo uma coisa o Imperador pode alegar, que com ele o time do Flamengo nunca sofreu derrota dentro de campo. Já fora de campo, a passagem final de Adriano pelo Flamengo foi desastrosa para o clube. Expôs demais o clube, deixou as figuras administrativas ocupadas com seus problemas ao invés de se dedicarem ao clube. Resultado, o time teve um ano de time mediano, um absurdo para o tamanho do Rubro-negro.

Tudo que é bom dura pouco. Para mim, esse foi o melhor campeonato de pontos corridos. Ainda que muitos erros de arbitragem e vários times fracos, gostei do campeonato. Porém como uma obra do Sobrenatural de Almeida, esse foi o campeonato que todas as definições já aconteceram. Fluminense será campeão, Galo, Grêmio e São Paulo na Libertadores. Assim, como Atlético-GO, Figueira e Palmeiras já estão na Série B, só Lusa e Sport decidem a última vaga do descenso.

Galo forte e vingador… Apesar do provável vice-campeonato, o Galo sai desse campeonato como um dos times mais fortalecidos do campeonato, após dois anos de um início promissor e um final desastroso, dessa vez o time está lutando pelo título até as últimas rodadas. Além disso, Kalil dá sinais da manutenção do time, incluindo Cuca e o recuperado e melhor jogador do campeonato Ronaldinho. Com esse pensamento simples, mas tão ausente nas demais diretorias, o Galo está traçando um caminho que em breve lhe dará as glórias merecidas.

Chama o Zagallo… E o Brasil atingiu a posição de 13º no ranking da FIFA. Confesso que apesar da lógica desses rankings, não dá para usar de parâmetro FIFA e IFFHS para muita coisa. Por exemplo, o Brasil está atrás de Colômbia, Croácia, Rússia e Grécia. A única coisa é a acreditar na tradição do Zagallo e pensar que essa posição é um sinal de sorte, de que daqui para frente tudo irá de vento e popa.

Canhota boa nas palavras… “Hoje acontece uma coisa, e aí você espera uma semana para resolver, para você julgar. Isso não existe. O que o árbitro faz lá? Então põe uma câmera, porque o juiz nem autoridade tem mais” frase dita pelo craque Rivelino, que retornou suas atividades como comentarista no Cartão Verde da TV Cultura. Essa foi apenas uma das várias frases que ele disse. Começou ganhando minha admiração.

Grande Sr. Adenor… Tite foi eleito pela revista Alfa o homem mais influente do ano, desbancando o ministro do STF Joaquim Barbosa, o autor de Avenida Brasil João E. Carneiro e o ator Reynaldo Gianecchini. Tite conseguiu um grande feito, graças a conquista do título que faltava para uma torcida que possui enorme devoção ao time. Com certeza, para quase 30 milhões a influência de Tite é diária em 2012. Parabéns ao Sr. Adenor!!

Uma vitória maior do que um título. Ricardo Gomes foi liberado para exercer a função que desejar, inclusive de treinador. Uma vitória incrível do treinador que venceu um grave AVC. Sem demagogia, Gomes tem tudo para ser um grande treinador, não acompanhei sua carreira no exterior, mas seu trabalho no São Paulo e no Vasco o credenciam para entrar na elite de treinadores do Brasil.

Dúvida da semana. O que vem primeiro o titulo do Flu ou o rebaixamento do Palmeiras?

O merecido título!

Neste campeonato tão equilibrado, chegamos a última rodada com três times ainda na disputa. Corinthians, Vasco e Fluminense.

Nesse momento, sempre surgem as teorias de quem merece ou quem fez uma história digna de um campeão. Bom, vou mostrar um pouco da história desses três clubes ao longo do campeonato para que vocês decidam quem merece.

Vamos começar pelo líder, o Corinthians, que tem como maior trunfo a regularidade. O time ficou 35 rodadas no G4, só esteve de fora na primeira rodada. Ficou 22 rodadas em primeiro lugar. Em um campeonato, onde todos oscilam, o time conseguiu passar por essa fase e não despencar na tabela.

Na minha opinião, se o título vier, o principal responsável será Andrés Sanchez. O presidente corintiano bancou a permanência de Tite e mostrou que estava certo em sua aposta. Na sequência, o mérito deve ir para Tite. O treinador aproveitou o apoio irrestrito da presidência para montar o time a sua forma. Conseguiu não precisar de Adriano, conseguiu barrar o até então intocável Chicão. Montou um esquema de forte pressão na marcação, só possível quando um treinador conquista a confiança de todos.

Pode ser que o time fique pelo caminho, mas estará bem contada sua história nesse campeonato.

Seguindo agora, vamos ao Vasco. O time da Colina talvez possua a história mais dramática a ser contada. Foi esse mesmo Vasco que começou o ano apanhando de todo mundo no campeonato carioca, sob a batuta de PC Gusmão. Dinamite resolveu trocar por Ricardo Gomes e deixar o treinador trabalhar. O simpático treinador encontrou no elenco do Vasco uma semelhança com ele, todos estavam desacreditados, era hora de reverter esse quadro.

O trabalho começou a ser feito e ainda no próprio Carioca o time chegou a disputar a final, não levou, mas recuperou a estima. Veio então a grande cena do time, a Copa do Brasil. O time foi firme, mostrou um futebol coletivo aliado a alguns talentos individuais, como o incrível Dedé. Faturou a Copa do Brasil e firmou de vez sua volta ao topo. Porém, o time que jogava um Brasileiro tranquilo e até despreocupado, viu seu líder sofrer um AVC. E o motivo de tristeza, trouxe força novamente ao time e a decisão que seu líder merecia um prêmio, um presente para a sua recuperação.

O time veio para o returno com outra atitude e decidiu ganhar as duas competições restantes para homenagear seu líder. O time até agora continua vivo nas duas competições e poderá até fazer um filme deste ano histórico, caso seja o campeão.

Restou o Fluminense, que nos últimos anos tem se especializado em destruir regras, teorias, matemáticos e afins. Em 2009, a arrancada para escapar do rebaixamento após ser condenado pelos matemáticos. Em 2010, Corinthias e Cruzeiro disputavam o título e o Flu faturou o caneco. Esse ano, novamente, o Flu faz um returno formidável e tem o “endiabrado” Fred disposto a derrubar novamente os matemáticos.

O time joga hoje o melhor futebol do Brasileirão. Deco, Fred e Sóbis estão gastando a bola e também não ficaria feio para o campeonato se o título parasse em mãos tricolores.

E aí, quem merece mais?

Mestres do exagero!!

De Vitor Birner

Reproduzo abaixo o texto principal de minha coluna, sábado passado, no Lance!

Algumas pessoas precisam entender coisas óbvias:

Os competentes erram.

O melhor trabalho nem sempre termina em título.

Não existe ser humano perfeito.

E nem críticos infalíveis.

Mestres do exagero

O exagero e o maniqueísmo estão arraigados em nossa cultura. Boa parte do povo adora o carnaval e suas excentricidades.

Quem não faz parte da maioria, em regra, detesta a festa popular. A considera perda de tempo e futilidade tupiniquim.

O fervor religioso é outra marca do brasileiro. Ele gera enormes discussões e até brigas entre cristãos seguidores de doutrinas diferentes.

Os indivíduos também são rotulados.

Heróis ou vilões, certos ou errados, bandidos ou cidadãos decentes, exemplos ou vergonha social…

Você já deve ter escutado de tudo.

Veja o caso do zagueiro Leandro Castán, que atirou sem querer no amigo.

O pai do ferido sempre disse que foi acidente.

A palavra de quem ama o filho não bastou para os sujeitos metidos a Deus.

No dia seguinte eles chamaram o jogador de assassino.

As avaliações desmedidas, pouco inteligentes e em tom de julgamento
também são tradicionais no futebol.

O técnico Ricardo Gomes era ruim até a última quarta-feira.

Agora que ganhou o título da Copa do Brasil as opiniões mudaram. Ele nunca deixou de ser competente.

Nem sempre o trabalho bem feito rende títulos.

Há mais profissionais acertando noutras equipes

Faltou pouco para o Coritiba levantar a taça. Se tivesse conseguido, quem modificou a avaliação sobre o treinador vascaíno hoje pensaria de maneira diferente.

Muricy Ramalho, comandante do favorito ao título da Libertadores, recebe muitos e merecidos elogios porque melhorou o sistema defensivo santista.

Na prática, trocou a ofensividade radical por um baita ferrolho.

O Peixe sofreu contra o América e Once Caldas.

Ainda bem que não tomou gol no fim dos jogos.

Assim evitou que os elogios à força de marcação virassem críticas à postura covarde e à destruição do belo futebol do time.

Telê Santana sofreu com a fama de perdedor até comandar o São Paulo de Raí.

E sempre foi um mestre.

Este autor chato e pragmático do texto não tem a menor pretensão de colocar seus pés no chão.

A vida de emoções, ilusões e personagens é mais prazerosa.

Só tente ser justo com perdedores e vencedores

Pitacos: Coritiba 3×2 Vasco

Galera do blog, ontem liguei a TV e minha intenção era assistir ao jogo do São Paulo, mas quando vi a escalação dos dois times entupidas de volantes, confesso que desisti de sofrer, resolvi trocar de canal e acompanhar a final da Copa do Brasil, acho que acertei.

Primeiro porque assisti a um jogo emocionante e segundo que meu time venceu sem precisar da minha torcida.

Agora, vamos falar da final da Copa do Brasil, o encontro final trazia o melhor mandante contra o melhor visitante. O Coritiba começou a partida como deveria ser, pressionando o Vasco e tentando dar fim a vantagem adversária logo no começo. O Coritiba mostrou porque é o time sensação desse primeiro semestre, trocou passes, fez triangulações e criou inúmeras oportunidades.

Mas na primeira bola que o Vasco resolveu colocar no chão ele chegou ao gol, em boa trama de Diego Souza e lançou Eder Luis em profundidade que teve calma para achar Alecsandro livre, tendo só trabalho de empurrar para as redes. Era 1×0 para o Vasco o que obrigava o time paranaense a vencer por dois gols de diferença. Apenas um parentese, Alecsandro é sempre questionado, foi assim no Cruzeiro, foi assim no Inter e aconteceu no Vasco também, mas é inegável a capacidade dele fazer gols.

Quem esperava que o Coritiba abaixasse a cabeça depois do gol, se enganou profundamente, o Coxa voltou a se organizar e a pressionar o Vasco em busca do gol e ele aconteceu aos 29 minutos com Bill, se parecia impossível a torcida apoiar mais aquela altura o que aconteceu no Couto Pereira foi fora do normal, a torcida do Coritiba parecia insandecida, um verdadeiro caldeirão virou o Couto Pereira, de fazer a Bombonera parecer piada. Esse gás todo, serviu para o time virar a partida no final do primeiro tempo com Davi. O Coritiba terminava o primeiro tempo vencendo por 2×1 e precisando de só mais um golzinho no segundo. Para o Vasco restava ou segurar a partida até o final ou buscar também um gol que complicaria a vida do Coritiba.

Veio o segundo tempo e apesar da enlouquecida torcida do Coritiba, o Vasco parecia confiante no título, o time soube suportar melhor a pressão alviverde e a cena do primeiro tempo se repetia com uma leve inversão de papéis. Após a pressão inicial, o Vasco conseguiu encaixar um contra ataque logo aos 11 minutos, mas dessa vez, Alecsandro ajeitou para Edér Luis que entrou em velocidade na defesa do Coxa e contou com um desvio do zagueiro para tirar completamente Edson Bastos da jogada, o Vasco empatava e obrigava o Coritiba a ir atrás de 02 gols para levar a taça.

Mesmo que o Coritiba quisesse entregar os pontos, era impossível com o apoio incondicional da sua torcida, então Marcelo Oliveira fez as substituições e colocou o Coritiba de vez no ataque, e o Coxa foi premiado logo aos 21 minutos do segundo tempo, o bom volante William acertou um belo chute e colocou o Coritiba novamente na frente, agora restavam pouco mais de 25 minutos para fazer mais um gol. O Coritiba pressionou muito, mas não cirou chances claras de gol, a única foi com Bill que parou no ótimo zagueiro Anderson Martins.

O Vasco sagrou-se campeão da Copa do Brasil, mas ficou a sensação na final de que os dois mereciam o título, dois grandes times muito bem montados. Ambos podem ir longe nesse Brasileirão.

P.S.: Medalha de honra para Ricardo Gomes, o treinador saiu desacreditado do São Paulo, com fama de ser bonzinho demais, pegou um Vasco com vários jogadores contestados e que iniciou o Carioca tenebrosamente, mas chegou arrumou a casa e com seu “jeito bonzinho” venceu a Copa do Brasil.