Pitacos: São Paulo 1×2 Flamengo

Galera do blog, ontem eu acompanhei São Paulo 1×2 Flamengo, gols de Dagoberto pelo mandante e Thiago Neves e Renato pelo visitante. Um jogo bem movimentado, com expulsões e emoção até o final do jogo.

O São Paulo veio a campo com uma formação um pouco mais ofensiva do que o habitual, já que optou por um meia de verdade, além da dupla de ataque, Dagoberto e Luis Fabiano,

O Flamengo veio a campo apenas desfalcado de Leonardo Moura na direita, mas com seu quarteto titular.

O São Paulo começou dominando as ações do jogo e em busca do gol, porém esbarrava na forte marcação rubro-negra e na incapacidade do time mandante em atacar pelas laterais. Primeiro pela ineficiência de Wellington e Juan, segundo porque ninguém se apresenta para tabelar com os laterais.

Dessa forma, o jogo fica amarrado no primeiro tempo. As melhores chances surgiram em bola parada ou nos descuidos do Flamengo na marcação. Foi assim que Cícero apareceu na primeira oportunidade pelo São Paulo, ou na única bola que Luis Fabiano dominou livre para chutar cruzado, ou ainda, na bola parada com Rogério Ceni.

O Flamengo assustou apenas no final da primeira etapa com Thiago Neves, mas Ceni apareceu para fazer grande defesa, essa seria só a primeira dele nessa partida. Assim, acabava o primeiro tempo.

Veio o segundo tempo e o São Paulo tratou de resolver tudo nos minutos iniciais, deixou o jogo aberto e partiu para cima com tudo do Flamengo. Criou duas boas oportunidades, mas aos 9 minutos o panorama mudou. Lucas recebeu merecidamente o segundo amarelo e deixou o São Paulo com um a menos e sem nenhuma criação.

Para piorar, o Flamengo começou a pressionar e não adiantou Ceni fazer três milagres seguidos, na quarta tentativa, Thiago Neves subiu sozinho e abriu o marcador para o Flamengo.

O Flamengo continuou melhor, mas aí foi a vez de Willians dar sobrevida ao tricolor paulista em um lance bobo, o volante rubro-negro exagerou, fez falta dura e recebeu o segundo amarelo.

Aí, foi a vez do São Paulo buscar o empate. Foi quanto Dagoberto apareceu mais uma vez no ano, em jogada individual, o atacante são paulino fez um golaço para empatar a partida.

O São Paulo cresceu e com o apoio da torcida buscava a virada, porém em um lance despretensioso, o Flamengo empatou a partida. Renato Abreu chutou de longe, Carlinhos desviou a bola e matou Ceni, era a vitória rubro-negra.
Por tudo que as duas equipes produziram, o empate seria mais justo.

De qualquer forma, e depois vendo os demais resultados, não dá para esperar muita coisa deste Brasileirão, os dois times continuam na briga pelo título. Para o Flamengo, basta repetir a atuação de ontem, para o São Paulo basta manter sua performance fora de casa e melhorar a sua dentro de casa.

FICHA TÉCNICA
SÃO PAULO 1 X 2 FLAMENGO
Local: Morumbi, São Paulo (SP)
Data/Hora: 02/10/2011 – 16h

Árbitro: Fabrício Neves Correia (RS)
Auxiliares: Bruno Boschilia (PR) e Júlio César Rodrigues Santos (RS)
Público total e renda: 63.871 pessoas/ R$2.647.330,00

Cartões amarelos: Lucas, Wellington, Dagoberto (SPO); Aírton, Willians (FLA)
Cartões vermelhos: Lucas, 9’/1ºT (SPO); Willians, 24’/2ºT (FLA)

GOLS: Thiago Neves, 18’/2ºT (0-1); Dagoberto, 33’/2ºT (1-1); Renato Abreu 39’/2ºT (1-2)

SÃO PAULO: Rogério Ceni; Wellington, João Filipe, Rhodolfo e Juan; Casemiro (Henrique, 13’/2ºT), Denilson, Cícero (Rivaldo, 25’/2ºT) e Lucas; Dagoberto e Luis Fabiano (Carlinhos, 14’/2ºT). Técnico: Adilson Batista

FLAMENGO: Felipe, Rafael Galhardo, Alex Silva, Welinton, e Junior Cesar (Maldonado, 24’/2ºT); Aírton (Diego Maurício, 11’/2ºT), Willians, Renato e Thiago Neves (Fierro, 29’/2ºT); Ronaldinho Gaúcho e Deivid. Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Pitacos: 07ª rodada do BR-2011

Galera, ontem acompanhei os dois jogos dos últimos invictos do Brasileirão 2011, primeiro assisti a vitória do Flamengo por 3×2 sobre o América-MG e depois acompanhei a vitória corintiana sobre o Bahia por 1×0.

No jogo do Flamengo, comecei a olhar a escalação e me assustei como no papel o time é ofensivo, o rubro negro do meio pra frente começa com Willians, Renato Abreu, Thiago Neves, Ronaldinho, Negueba e Deivid, contudo na prática a proposta é um pouco diferente, basicamente é “tudo mundo se mata, menos o Ronaldinho”, brincadeiras a parte, é impressionante a doação dos demais jogadores para que o camisa 10 possa se dedicar somente ao ataque, Willians é um monstro na frente da defesa, ele parece jogar por três, Renato Abreu foi outro que me surpreendeu, tem aparecido pouco no apoio, mas sua cobertura as subidas dos laterais adversários tem dado muita segurança a defesa flamenguista.

Soma-se a isso que Ronaldinho está jogando bem e Deivid desencantou. Ontem o dentuço, não apareceu tanto, mas foi decisivo sempre que teve espaço, marcou dois gols e teve atuação destacada. Bom, ver Ronaldinho mostrando seu talento em terra brasilis, a questão é se agora ele deslancha de vez, ou se é apenas reação momentânea a cobrança da Magnética. De qualquer forma, pelo que eu vi no jogo de ontem, mudou um pouco minha opinião sobre o Flamengo, esse time pode ir longe, ainda mais se o dentuço deslanchar. Quanto ao Coelho, o time é esforçado, tem bons atacantes e bons zagueiros, mas seu jogadores de meio são bem limitados, o time mineiro vai lutar para não cair.

Vamos agora para o jogo do Corinthians, bem mais real dessa vez, o jogo foi bem disputado e o melhor da partida foi Júlio César, o que mostra que o Corinthians tirou a sorte grande na noite de ontem. A partida foi bem distinta, um tempo para cada time, no primeiro tempo, o time paulista foi superior e no segundo, domínio do time baiano.

No Corinthians, Liédson fez boa partida novamente, diferente de Danilo que pouco apareceu, assim como William, aliás, Alex e Emérson jogaram pouco minutos, e mostraram ótimo potencial, acho que com o tempo, ambos podem ganhar a titularidade, dessa forma o Corinthians assume a liderança e carimba de vez o time como candidato ao título, ainda assim não é um time que encanta, algo parecido com o Flamengo, são dois times competetivos, mas que ainda não convencem.

Pelo Bahia, o time mostrou que tem um time bem arrumadinho e com alguns talentos individuais que podem fazer a diferença em alguns jogos, ontem gostei muito da atuação do zagueiro Paulo Miranda, marcou Liédson de forma leal, diferente da disputa entre Fahel e Jorge Henrique, como sempre o pequeno jogador corintiano cria polêmica na partida ao deixar se famoso cotovelo no umbigo dos adversários. Nada que transforme Fahel em um santo, o volante ex-Botafogo também é famoso pelo seu estilo MMA de jogar. Voltando ao tricolor baiano, acredito que o time poderá fazer uma campanha digna e de repente até beliscar uma vaguinha na Sulamericana.

Destaque para o Cruzeiro que está subindo na tabela e conquistando a posição que lhe é de direito. Em compensação, o São Paulo, digo os jogadores, parecem ter se cansado de Carpegiani.

E vocês, o que acharam dos jogos de ontem?

Pitacos: Flamengo 1×1 Corinthians

Galera do blog, ontem acompanhei boa parte de América-MG 2×4 Internacional, e vi o VT do jogo entre Flamengo e Corinthians. Apesar do jogo entre o Coelho e o Colorado ter sido um pouco mais divertido, foi comentar minhas percepções sobre o jogo do Flamengo.

A partida marcava a despedida de Petkovic, e o Corinthians tentou aproveitar esse clima de festa logo no início para abrir o marcador, pressionou nos minutos iniciais e chegou ao gol aos 18 minutos com William. Weldinho que estreou na lateral direita, fez um bom jogo e parece pronto para ser titular da lateral no Corinthians, já que Alessandro joga “uma” partida por mês e Moradei e Moacir assustam.

Voltando ao jogo, após o gol a postura dos dois times mudaram, o Corinthians e o seu “Titês dominante” começou o processo de “retrancabilidade” que lhe é imposto, enquanto o Flamengo percebeu que a festa tinha acabado e que era hora de ir para o jogo. Neste momento, ficou claro como os dois times são parecidos, estão bem organizados, mas não possuem nenhum poder ofensivo, dificilmente veremos esses times com aquele apetite ofensivo.

Tanto é que o Flamengo chegou ao seu gol apenas na bola parada, em ótima cobrança de Renato aos 41 do primeiro tempo. Depois disso, restava apenas deixar o primeiro tempo acabar e deixar Petkovic fazer sua festa de despedida. Merecidissima, Petkovic se deu muito bem com a camisa do Flamengo.

Na volta do segundo tempo, Negueba entrou no lugar de Pet, na expectativa de melhorar a velocidade do time, contudo ele quase marcou um gol de cabeça no escanteio, o Corinthians respondeu na mesma moeda com Liédson, porém no desenrolar da jogada Felipe e Liédson trombaram e sobrou o pior para Liédson que teve que ser substituído logo em seguida. Um parentêses aqui, nada me tira da cabeça que Felipe fez de propósito no lance, não com a intenção de machucar Liédson, mas de cavar uma falta a seu favor.

Bom, voltando a partida, foi a vez do “querido” Tite aparecer, seu time está empatando fora de casa, mas você está jogando de igual para igual, inclusive criando as melhores chances, seu atacante se machuca e você coloca Edenílson, um volanta, vindo do Caxias, a chance dele ser um volanta ao melhor estilo Galeano é enorme. Não quero crucificar o menino, mas a entrada dele, fez o futebol do Corinthians sumir no segundo tempo.

O jogo ficou lento, apenas Negueba parecia fora desse “Slow Motion”, mas era insuficiente para criar reais chances de gol, Tite continuou com suas ótimas substituições trocando sono por mais sono e o jogo foi assim até o final.

Pelo Flamengo, acho que Diego Maurício mereça ser o titular do ataque, tem mais força física e presença de área, Vanderley é uma espécie de talismã tem que entrar durante o jogo. Quanto ao Gaúcho, entrou na vala comum, as pessoas ainda esperam dele uma grande atuação, mas ele se tornou apenas um bom jogador, alguns dias mais inspirados e outros dias menos. Se tirarmos a responsabilidade dele em ser Ronaldinho Gaúcho, ele tem feito boas partidas.

Pelo Corinthians, a chegade Alex e Emerson ganhando ritmo de jogo parecem fechar o time, o Corinthians estará sempre entre os primeiros, mesmo com suas substituições mirabolantes. Vai ver ele está certo, e o resto errado.

E o mercado da bola volta a se mexer.

As janelas ainda nem se abriram, mas as especulações já começaram.

No Grêmio, a ideía é repatriar Rafael Carioca (recém saído do próprio Grêmio) e  Renato (meia, ex Flamengo e Corinthians).

No Fluminense, um empresário ligado ao principal patrocinador do clube ofereceu Gilberto (lateral esquerdo) e Mineiro (volante). O clube carioca mostrou interesse e como Parreira já treinou ambos na seleção, contudo um dirigente já alegou que não haverá negociação.

O São Paulo volta suas forças para trazer o meia atacante Edno da Portuguesa, enquanto isso o clube já fechou com Roger, meia que estava no Mirassol com passagem nas categorias de base do Inter gaúcho.

O Palmeiras, na sua quitanda de jogadores, começa a falar de uma limpa nos defensores, e ao invés de trazer zagueiros, está interessado em Kieza, atacante do Americano, vai entender.

Agora, a notícia mais incrível vem do Corinthians, um empresário que se entitula responsável pelo passe de Vieri, disse que o atacante italiano tem grandes chances de vestir a camisa alvinegra. Verdade ou mito, até o Souza é mais atacante do que o italiano, e o melhor com certeza muito mais barato.