Polônia, a cabeça de chave…

Polonia14092017.jpg

Acabei de ler uma notícia que explicava que Brasil e Rússia já estavam certos como cabeças de chave para o sorteio que definiria os grupos da Copa do Mundo, eis que para minha surpresa quando fui ler toda a matéria, me deparei que seguindo os critérios da FIFA, são grandes as chances da Polônia ser uma das cabeças de chave da Copa 2018.

Sim, a Polônia. Sim, ela está em 6º no ranking de seleções da FIFA. O Ranking, para quem não conhece possui a seguinte fórmula, P = M x I x T x C. Onde M é os pontos obtidos na partida (3 em caso de vitória, 1 no empate e 0 na derrota),   I é a importância da partida, que vai em uma escala 1 (amistoso) a 4 (final de copa do mundo), T a força do oponente, medida pela posição dele no ranking no dia da partida e C, o coeficente de relevância de cada Confederação.

Sinceramente, acho um ranking válido para classificar as seleções, busca dar um cenário de como elas andam, quem vem bem e etc. Por exemplo, a Polônia faz boa campanha no seu grupo das eliminatórias, lidera e tem tudo para terminar em primeiro.

Contudo, porém, todavia, pensar na Polônia como cabeça de chave me deixou intrigado, então resolvi pensar em um ranking que respeitasse a campanha das seleções na Copa do Mundo. Fiz um ranking das seleções nas Copas do Mundo pegando as últimas 5 Copas, a sugestão de ranking, campeão 50 pontos, vice, 25, semifinalistas, 15, quartas 10 e oitavas 5. Pronto.

Fazendo a projeção o ranking ficou da seguinte forma, coloquei apenas os nove primeiros: 1º Alemanha 115, 2º Brasil 110,  3º França 85, 4º Espanha e Itália 65, 6º Holanda 60, 7º Argentina 55, 8º Inglaterra 30 e 9º México 25.

Curioso que somente Brasil, Alemanha e o México estiveram presente em todas as fases de mata-mata nas últimas cinco Copa do Mundo.  Até fiz uma projeção contando apenas as últimas três, mudaram a ordem de alguns, mas os 7 primeiros continuaram os mesmos.

E aí, apesar de não achar que a Itália e a Argentina estejam sobrando nas eliminatórias não dá para negar que são seleções que costumam chegar nas fases finais da Copa, mesmo que a Argentina a muito tempo não belisca o caneco.

Gosto do ranking, acho válido como disse para entender o momento atual das seleções e vislumbrar que a Polônia poderá ser um osso indigesto para qualquer seleção favorita na Copa do Mundo,  mas não consigo imaginar que um grupo poderá ter Polônia, Chile, Nigéria e Japão, enquanto outro pode ter Brasil, França, Bélgica e um coadjuvante.

E vocês, gostam da Polônia, cabeça de chave?

Anúncios