Galo forte, vingador e exorcista!!

Galo

“Diziam que o Galo era azarado, que eu era azarado, pronto, acabou! Azar, p…a nenhuma!” foi assim que Cuca desabafou ontem após Gimenez errar o quinto pênalti do Olimpia garantindo a vitória por 4×3 para o time mineiro.

Na sequência, Ronaldinho completou, “falavam que eramos renegados, que o Ronaldinho acabou, que o Jô acabaou, que o Gilberto Silva acabou, que esse time não tinha vontade, tá aí, vão falar o que agora?”

Foi assim que começou a trajetória desse time mineiro que ganhou um capítulo extraordinário ontem, com a conqusita da Taça Libertadores da América. Um time que começou na fase de grupos atropelando todo mundo. Só perdeu para o São Paulo na última partida, derrota essa que fez com o que o Galo encontrasse novamente o time brasileiro nas oitavas e aí o fantasma da “zica” que assombrava Atlético e Cuca começava a ser exorcizado.

O São Paulo começou fulminante o primeiro jogo no Morumbi, abriu o marcador e sufocava o Galo na busca pelo segundo gol. Eis que os caras lá de cima, resolveram ajudar e fizeram Lúcio ter uma atitude totalmente destemperada e ser expulso ainda no primeiro tempo. A partir dali, o Galo fez valer a superioridade numérica, virou o jogo e depois venceu com sobras no Horto.

O próximo adversário seria o Tijuana, time sem tradição e que tinha como diferencial apenas o campo de grama sintética, ou seja uma presa fácil para o time de Kalil. Para melhorar a história, o Galo conseguiu segurar o empate no México por 1×1 e veio tranquilo para cumprir seu papel dentro do Horto. Mas , só foi começar o jogo para o fantasma voltar a assombrar. O time jogou muito mal (provavelmente a pior atuação do time dentro de casa) não criava nada e o Tijuana ainda arriscava contra ataques perigosos. E quando tudo caminhava para uma classificação por 0x0 de forma preocupante, um pênalti aos 47 do segundo tempo para o Tijuana mostrava que o fantasma precisava ser exorcizado mesmo. E mais uma parte dele foi exorcizada, pois Victor resolveu pegar com os pés a cobrança e manter o Atlético vivo na competição.

Chegava a vez de enfrentar, o time mais forte da competição, o Newells Old Boys. Para mim, o time argentino foi tão bem quanto o Galo na competição, mas alguém precisa seguir em frente. Aí foi a vez do Galo fazer uma péssima partida na Argentina, o time foi engolido pelo Newells e saiu com um 2×0 perigoso na conta. No jogo de volta, um gol logo no começo e só. Depois, o Newells começou a controlar a partida mesmo sem a bola, especialidade argentina. Parecia que o time poderia jogar dias e dias que nunca seria assustado pelo Galo. Apenas uma luz salvaria o Galo.

E a luz veio, mas veio indo embora. Um apagão no estádio da Independência paralisou o jogo por cerca de 15 minutos e foi o tempo suficiente para Cuca reorganizar o time mineiro para jogar uns 15 minutos finais em cima do time argentino. E a luz (ou falta dela) foi fundamental para o resultado, o time continuou abafando, mas agora de forma mais concreta e foi achar o gol com Guilherme. Sim, aquele que os atleticanos chamavam de “Maria” (referência ao histórico do jogador no maior rival) e que havia entrado no lugar de ninguém menos do que Tardelli.

Com o gol, a decisão foi para os pênaltis e o exorcismo continuava, o time conseguiu uma virada nas cobranças de pênaltis, aumentou ainda mais a idolatria dos torcedores por Victor e o time carimbava o passaporte para final contra o apenas tradicional Olimpia do Paraguai.

O primeiro jogo foi feio, com o Galo errando muito e o Olimpia mostrando que era apenas um time esforçado, porém achou dois gols, sendo um no final da partida que deram uma vantagem significativa para uma final. 2×0. E ontem o fantasma foi exorcizado de vez.

Exorcizado pelo volume de jogo criado, exorcizado, porque conseguiu devolver o placar e vencer nos pênaltis, exorcizado porque apesar de ter um jogador a mais, não pode aproveitar porque Bernard se lesionou, exorcizado porque quando Ferreyra correu em contra ataque e deixou Victor para trás, os deuses do futebol trataram de lhe darem uma rasteira que fez com que o atacante não silenciasse o Mineirão. Exorcizado porque Cuca montou o São Paulo campeão dessa competição em 2005 e no Cruzeiro montou times impecáveis que cairam pelo imponderável, portanto já era merecido a tempos.

Venceu o melhor, e venceu aquele que venceu 8 adversários. O Galo venceu Arsenal-ARG, São Paulo 2x, The Strongest, Tijuana, Newells, Olimpia e principalmente, ele mesmo!

Parabéns Clube Atlético Mineiro, Galo forte e vingador!!

Para uns falta vontade e para outros talento…

Galera do blog, vamos falar sobre três jogos que consegui ver ontem.

Alemanha 0 x 1 Argentina: Era para ser um amistoso, mas como os dois times continuam em dívida com suas torcidas, ambas as seleções trataram o jogo como de Copa do Mundo. O jogo foi tenso, brigado, parecia fase de mata-mata de Copa do Mundo. No final a Argentina venceu com uma vitória magra, mas a certeza ficou para as duas torcidas, as duas seleções entrarão na Copa muito mais com o coração do que com o talento.

No primeiro tempo, o jogo foi duro, de assistir, a Alemanha tinha dificuldade em criar jogadas, Ballack, Muller e Ozil parecem que entraram em campo proibido de criar, Lahm era o refugo alemão para algumas jogadas. Pelo nossos hermanos, Messi continua sofrendo a crise de “Ronaldinho” não joga nada na seleção argentina, em compensação Di Maria parecia ser o único provido de cerébro na partida, tanto que foi dele o passe ao final do primeiro tempo para Higuain anotar o único tento da partida.

São Paulo 0 x 0 Oeste: O jogo teve cara de “amigos do fulano contra amigos do ciclano”, ou “solteiros x casados”, tal era a facilidade de jogar no meio campo, nenhum time marcava forte, e o que era um cenário típico para muitos gols, mostrou na verdade que os times queriam mais que a partida acabasse logo para começar o “churrasco”.

O São Paulo veio a campo, com o time próximo do titular, talvez apenas Cicinho e Hernanes tenham sido poupados ontem, porém parecia que o time não estava com muita vontade de jogar. Milton Cruz até tentou, quando o Oeste teve um jogador expulso ainda no primeiro tempo, o interino colocou Fernandinho em campo, fazendo o time atuar com três atacantes, sem sucesso. Dagoberto jogou bem no primeiro tempo, mas cansou no segundo, Washington não fez gol, portanto não fez nada, Cléber Santana procurou mais o jogo dessa vez, mas jogou tudo para o espaço ao ser expulso.

Esse jogo é um pouco do que se resume o São Paulo de hoje que me incomoda um pouco, trata-se de um grande time, porém um time excessivamente cadenciado, em nenhum momento o time tem capacidade de alterar o ritmo da partida. Possuímos oito jogadores no meio de campo que seriam titulares em todos os times do Brasil, porém nenhum que dê velocidade ao time quando ele precisa contra-atacar rápido.

Palmeiras 1 x 3 Santo André: Provavelmente, hoje de manhã o muro do Parque Antartica vai ter sido pixado pela torcida com frases do tipo: “Vergonha”, “Diego pipoqueiro”, “Fora racista”, “Belluzzo pede para sair” e outras coisas do gênero, mais uma vez o carrasco Santo André apareceu no caminho alviverde e o que parecia ter sido resolvido, volta a assombrar o Palestra.

Durante o jogo, o Palmeiras se mostrou apático e como sempre com as mesmas falhas defensivas que eu tanto insisto, não é possível que ninguém consiga perceber isso, o problema do Palmeiras nunca foi na parte ofensiva, por pior que sejam a maioria dos jogadores de frente, Diego é um baita jogador e consegue decidir uma partida sozinho, o problema está na defesa.

Insisto em dizer que o único com qualidade necessária no time alviverde na defesa é o Pierre e é muita coisa para ele ficar responsável por toda a marcação palmeirense. O time precisa repensar na forma de jogar, na minha opinião se faz necessário volume de jogadores na defesa inicialmente para pelo menos preencher espaço, contudo Souza não pode voltar a entrar em campo tão cedo, todas as vezes que ele jogou seu setor estava sempre descoberto, o jogador sempre chegou atrasado nas bolas. Não adianta Ewerthon’s e Lincoln’s, o time precisa de peça de defesa.

Pitacos da rodada!!

Galera do blog mais querido, ontem alguns jogos consegui assistir, ou ao vivo ou por vt.

Santos 2 x 1 Corinthians: Ótimo clássico, os dois times fizeram um bom jogo, onde o time alvinegro praiano soube aproveitar melhor as chances que teve. Neymar e André marcaram pelo Santos enquanto Dentinho descontou pelo Corinthians.

Durante o jogo, o que se viu foi um jogo movimentado com chances para os dois lados, no primeiro tempo uma ligeira vantagem para o Santos, que com boa atuação de Marquinhos, criavam boas chances. Neymar chegou a jogar um pênalti fora, grande defesa de Felipe, mas se redimiu fazendo um gol de atacante, recebendo a bola e virando com rapidez para abrir o marcador.

No segundo tempo, Dentinho resolveu mostrar seu bom futebol, se no primeiro tempo ele quase fez um golaço, no segundo ele resolveu para o alvinegro da capital e empatou a partida. Foi ai que o arbitro resolveu aparecer e perder o controle da partida, na minha opinião expulsou erroneamente Moacir, que já no primeiro lance não merecia cartão, na sequência grande jogada do ataque santista e o gol da virada.

Depois disso, o árbitro ao meu modo de ver poupou cartões ao elenco santista, e expulsou corretamente Roberto Carlos. Acho complicado dizer que um árbitro influenciou no resultado. Simplesmente, digo que ele errou.

Monte Azul 1 x 5 São Paulo: Novamente o São Paulo jogou dois tempos distintos, mas dessa vez ao contrário, jogou um primeiro tempo horrível e um bom segundo tempo. Pelo tricolor, o jogo valeu pelas estréias de Alex Silva, Rodrigo Souto e Fernandinho. Aliás o último fez os torcedores acreditarem que agora vai.

No primeiro tempo, o time do Morumbi fez um jogo burocrático, porém em um chute despretensioso de Léo Lima abriu o marcador em Ribeirão Preto, porém o que se viu dali pra frente foi um jogo mediocre, com o time do Monte Azul tomando as ações do jogo.

Em compensação no segundo tempo, a estrela de Fernandinho brilhou, o jogador entrou no segundo tempo e marcou 04 gols, alguns mostrando grande habilidade e em outros muito oportunismo. Fernandinho criou uma dúvida na cabeça do treinador, ele é titular, mas para isso quem sai? Além disso, Alex Silva e R. Souto fizeram boas partidas, e dessa forma o elenco tricolor começa a ficar pronto para as competições, resta saber quem é a equipe titular.

Uberlânida 2 x 5 Atlético-MG: O que dizer de um atacante que em dois jogos marca 08 gols, por mais fracos que tenham sido os adversários são números respeitáveis, é por essas e outras que Obina segue vivendo entre a cruz e a espada. Ele pode não ser um craque, mas joga com uma vontade e com um amor a camisa que todo o torcedor sente orgulho dele.

Durante o jogo, o Galo até se complicou no começo, demorou para dominar as ações em campo, precisou que a estrela de Obina surgisse para o time abrir o placar, dali em diante parecia que era só jogar bola para o baiano que ele resolveria. Foram mais dois gols dessa forma. Nota negativa para o Galo, foi a certeza de que Aranha não se adaptou a responsabilidade de vestir o manto atleticano, o goleiro sempre que tem chance vem errando bizonhamente.

Rio Claro 1 x 0 Palmeiras: O campo estava impraticável para o futebol, o jogo foi complicado de assistir, chegando às vezes dar vontade de ver um filme ou o Fantástico, mas uma coisa ficou claro, o Palmeiras é um com o Pierre e outro sem ele.

Durante o jogo, o time palmeirense tentou jogar bola no pasto que virou o gramado, porém faltava inspiração na parte ofensiva. Enquanto isso, o Rio Claro arriscava moderadamente subir ao ataque, com o passar do tempo o time do interior percebeu o quão frágil o time da capital estava ao não contar com Pierre a frente da zaga.

Diante disso, o time do Rio Claro começou arriscar um pouco mais, e ainda no primeiro tempo chegou a gol que daria a vitória no final dele. Aliás o gol foi um lance isolado na partida, pois fora ele, quase mais nada poderia ser aproveitado como lance de jogo.

Jogos do Domingão!!

Galera do blog, vamos falar sobre alguns jogos que aconteceram no fim de semana.

Palmeiras 2 x 0 São Paulo: Ficou claro que os jogadores do Palmeiras não queriam mais Muricy no comando, o que os jogadores correram hoje foi impressionante, em compensação parece que os tricolores estão querendo derrubar Ricardo Gomes.

O placar foi construído após a expulsão discutível de Xandão, de qualquer forma isso não serve como justificativa para a derrota, mostra apenas que o time palmeirense é realmente limitado, porém quando se esforça muito pode dar trabalho para os adversários. Do lado são paulino, a sensação que fica é que parece que o Ricardo precisa de uma pré-temporada de pelo menos uns dois anos para ele conseguir colocar em campo o que ele pensa. O time mostra-se totalmente desorganizado, Cicinho foi resgatado da Roma porque precisavamos de um lateral direito, porque ele foi parar no meio de campo. Jorge Wagner é um excelente meia, porque está de lateral-esquerdo e Paraíba já disse que é um meia, porque ele estava no ataque.

No jogo, destaque positivo pelo lado palmeirense para Pierre e Lenny, do lado tricolor para apesar da posição errada Jorge Wagner e Ceni mesmo tendo tomado um susto no segundo gol fez boas defesas. Destaque negativo, para Diego Souza que quando bem marcado fala mais do que joga, Marcelinho Paraíba que não pode jogar no ataque, Cicinho que não foi para o estádio ontem, Cléber Santana que fiquei na dúvida se ele acertou algum passe e o Sr. Ricardo Gomes que na minha opinião não passa a confiança necessária para ser técnico do São Paulo.

Botafogo 2 x 0 Vasco: Falando em zebra, olha ela ai de novo. Vi apenas alguns lances, mas parece que apesar do Vasco ter comandado o jogo, o Botafogo foi mortal assim como contra o Flamengo.

Na verdade esse controle vascaíno, se trata de um falso controle, onde um time tem a maior posse de bola, porém sem efetividade nenhuma, já que o outro está só aguardando o momento certo para dar o bote e marcar o gol.

Pelo lado alvinegro, a estrela de Joel Santana e Loco Abreu foram fundamentais para essa conquista. Pelo lado vascaíno, faltou mais maturidade e vontade de suas peças fundamentais, enquanto Carlos Alberto tentou o que pode voltando de lesão, Philippe Coutinho sentiu a pressão de sua primeira decisão e Dodô estava na sua costumeira sonolência.

Dá-lhe Rebolation!!

Galera do blog estou de volta. Ainda faz parte do meu cérebro Rebolation e Abre o Corredor, mas em breve elas terão ido embora.

Vou comentar sobre três jogos que aconteceram ontem, onde assisti um ao vivo, outro pelo VT e outro vi apenas os melhores momentos.

Mogi Mirim 0 x 3 Corinthians: O Corinthians jogou bem, sem fazer muita força, aliás nesse Paulistão está me surpreendendo a fragilidade dos times do interior, apenas Santo André e a Ponte Preta mostram times mas fortes tecnicamente, o alvinegro ganho com dois de Souza que parece enfim estar cumprindo seu papel.

Durante o jogo, fica claro qual é o único problema do Corinthians atual, a frente da sua zaga, Chicão e William (ontem jogou o Paulo André) forma uma excelente dupla, porém pesada, precisa de um cão de guarda a frente para melhorar o combate do time, a saída de Cristian ainda não foi reposta, Marcelo Mattos e Ralf tem apenas jogado “direitinho”.

Flamengo 1 x 2 Botafogo: Joel Santana é o cara mais sortudo jogando no Rio de Janeiro, venceu o Flamengo por 2×1, fez o Botafogo encerrar um jejum de 10 jogos contra o rubro-negro e se classificou para a final contra o Vasco.

Revi o jogo inteiro pelo VT, pelo lado rubro-negro, é impressionante como o time sofre da mesma dependência do Corinthians, a frente da zaga, a perda de Airton foi duramente sentida, ainda mais porque seu substituto é Toró, jogador mediano que sempre chega atrasado na bola. Pelo lado alvinegro, ficou claro que foi uma vitória da vontade e da disciplina tática, o time botafoguense é muito limitado, possui uma ótima dupla de ataque que vem se afinando com o passar do tempo e um bom lateral esquerdo, são essas as peças-chaves do Fogo.

Palmeiras 1 x 4 São Caetano: Acompanhei os melhores momentos do jogo , enquanto assistia a transmissão do jogo do Corinthians. Nada de novidade para mim, com relação ao Palmeiras, eu já disse inúmeras vezes, os jogadores defensivos do Palmeiras merecem no máximo jogar em um Atlético-PR, eu salvo apenas Pierre e Léo, o resto é muito fraco.

Agora, surpreendido fiquei com o Azulão, principalmente pela mudança de postura, desde que surgiu para o cenário do futebol nacional, o São Caetano sempre foi um time de defesa muito forte e saídas rápidas para o contra-ataque, porém ontem o que eu vi foi totalmente diferente, um time que vai para cima, Mandi, Everton Ribeiro e Eduardo são bons jogadores.

Especulando as especulações do mercado da bola!

Meus caros, seguindo com as tão queridas especulações, vamos a elas:

Time sonhado – Marcos, Danilo, Edmilson e Xandão, Figueroa, Pierre, Cleiton Xavier, Conca e Armero, Diego Souza e Vagner Love – O alviverde conta com a parceria da Traffic para tornar o time mais forte, o principal sonho é trazer Conca para o time. Com a permanência do time do Fluminense na Série A, ficará bem mais difícil tirá-lo. De qualquer jeito, o mais importante é o time reforçar seu setor mais frágil, a defesa, o nome de Xandão do Barueri surge como opção, o mesmo vem sendo cogitado pelo São Paulo também, mas acho que o Palmeiras devia ousar mais e trazer zagueiros de verdada para o time, já que os jogadores que existem hoje são uma verdadeira lástima.

Time sonhado – Rafael, Mariano, Digão, Gum e Dieguinho, Diguinho, Diogo, Marquinhos e Conca, Fred e Maicon – O Fluminense me surpreendeu comecei a olhar o elenco do time e me deparei com algo que não aceitei muito bem ainda, o time possui um bom plantel. Hoje, vejo que o tricolor precisa na verdade de jogadores mais experientes na lateral e no meio, na minha opinião, três peças experientes seriam suficientes para o elenco do próximo ano. Por enquanto, a maior especulação no time é a saída do seu trio ofensivo, Conca, Fred e Maicon, mas ao que tudo indica, apenas Maicon tem grandes chances de sair, os outros dois dificilmente sairão do clube.

Time sonhado – Carini, Nei, Benitez, Caceres, Marcio Careca, Marcio Araujo, Correa, Ricardinho e Danilo, Tardelli e Eder Luis – O meu querido Galo, montou um bom elenco ao longo do campeonato, porém o time ainda não deu liga, na minha opinião, deve se dar esse tempo antes dos estaduais para o time se entender de vez, além disso, é nítido a necessidade de trazer boas peças de defesa para o time, Caceres é o preferido da massa atleticana, e se bem conheço Kalil, o presidente não medirá esforço para trazer o preferido da torcida. Além disso, o que parecia pouco provável, agora é quase certeza, Tardelli não sairá do Atlético.

Time sonhado – Lauro, Danilo Silva, Bolivar, Indio e Kleber; Guinazu, Sandro, D’Alessandro e Giuliano, Marquinhos e Taison. O time gaúcho por si só já é uma força, pretende trazer algumas peças apenas para compor elenco e uma delas é excelente, o time já tem tudo acertado com Thiago Humberto do Barueri, na minha opinião o Colorado irá trazer o melhor jogador do time do Barueri, mas o grande mistério está em que vai assumir a cadeira de treinador do time, apesar de todos desconfiarem do fã de manicures, aposto que quem virá é um ex-treinador de muito sucesso.

Bom, é isso galera, quem quiser contribuir com mais informações, pode mandar a vontade. Na próxima quinta, trarei mais quatro times e as tão “especulativas especulações”…