E se o campeonato acabasse na 23ª rodada?

William070915

O Corinthians terminaria campeão fazendo um clássico divertidíssimo.

O jogo no Allianz Parque foi eletrizante, um primeiro tempo a 220 volts, onde a empolgação e vontade de ambos foi tanta que sobraram buracos e falhas na defesa. Não acho que tenha sido o melhor jogo do campeonato, mas foi o mais legal até agora.

O Galo seria o vice campeão com uma vitória tranquila sobre o Vasco. Que segue sua campanha sofrível no Brasileirão, Eurico já pensa em montar na Sibéria um pojetu com Luxa para ser campeão por lá.

O G4 seria completado por Grêmio e São Paulo, o tricolor gaúcho vai surpreendendo o blogueiro aqui, Roger vai se mostrando uma grata surpresa e o time tem conseguido com elenco justo manter um bom ritmo e segue na zona de classificação para a Libertadores. Da mesma forma o tricolor paulista, Osório enfim chegou ao G4, assim como Roger, com elenco limitadíssimo, El Profe vai fazendo o Sâo Paulo crescer e continuar sonhando com Libertadores.

Na zona intermediária, destaque para o Fla x Flu, nem tanto pela vitória em si, mas pela situação de ambos. O Flamengo vive o efeito Oswaldo, onde ele ganha as cinco primeiras depois sabe-se lá o que virá, já foram 4 vitórias seguidas que colocam o clube pertissímo do G4.

Já o Flu amarga a quarta derrota consecutiva, Enderson começa a passar de promessa do banco para um técnico mediano, o Flu que chegou a cogitar brigar com o Corinthians agora despenca ladeira abaixo na tabela.

E para fechar, na zona da confusão, o cenário fechou, com a chegada de Mano, o Cruzeiro irá subir a tabela e portanto, a briga pelas três vagas restantes na Série B é da Ponte para baixo. Três vagas, porque o Vasco já foi, agora resta saber quando Eurico irá para a Sibéria.

A 23ª rodada terminou com 3 vitórias dos mandantes, 3 dos visitantes e 4 empates. Foram 28 gols, e o destaque foi William Bigodinho, seu reencontro com Mano Menezes teve muito amor envolvido, muita alegria para o meu time do Cartola e quatro gols marcados.

Quadrilha… de treinadores…

IMG_6385x

E se as quatro primeiras rodadas do campeonato pareciam estranhas, as duas seguintes já relembraram o que é o nosso futebol.

Ao final das quatro primeiras rodadas nenhum treinador havia sido demitido, em um campeonato onde normalmente a média é de um por rodada, esse cenário era esperançoso, contudo, rapidamente já vemos 7 trocas de comando.

Flamengo, Fluminense, Cruzeiro, São Paulo, Avai, Joinville e Palmeiras já não possuem o mesmo treinador que dirigiu o time na primeira rodada. Dentre eles, apenas o São Paulo possuia a situação de um interino e anunciou seu novo comandante já com o campeonato rolando.

Contudo, já nem sei o que me incomoda mais.

Se a decisão de jogar tudo para o alto e simplesmente rasgar sem o menor pudor o planejamento.

Se a prostituição dos treinadores, ao aceitarem qualquer elenco, qualquer proposta, apenas para ter um contrato polpudo e de preferência com uma boa multa em caso de rescisão.

Se a imprensa, como já dito em texto da semana passada, que adora uma polêmica e mina o trabalho de qualquer um sem a menor preocupação.

Ou se os jogadores que também adoram um corpo mole e o poder de derrubar um treinador.

Só para se ter uma idéia, Cristovão que não servia para o Fluminense, agora serve para o Flamengo, onde Luxa não servia, mas agora serve para o bicampeão brasileiro, que mandou Marcelo Oliveira embora e que provavelmente irá para a vaga de Oswaldinho que não servia para o Palmeiras, que também saiu recente do Santos onde nem ele, nem Enderson serviam, Enderson que assumiu o Fluminense lá do começo do parágrafo.

Entenderam?

 

Carlos Drummond parece ter escrito “Quadrilha” para essa dança dos treinadores.

QUADRILHA

João amava Teresa que amava Raimundo
que amava Maria que amava Joaquim que amava Lili
que não amava ninguém.
João foi pra os Estados Unidos, Teresa para o convento,
Raimundo morreu de desastre, Maria ficou para tia,
Joaquim suicidou-se e Lili casou com J. Pinto Fernandes
que não tinha entrado na história.

Troque nomes masculinos por treinadores e femininos por clubes que dá para se ter uma ideia.

E aí, gostaram do seus professores?

03abr13---tecnico-jose-mourinho-aprova-atuacao-do-real-madrid-na-partida-contra-o-galatasaray-pelo-liga-dos-campeoes-no-santiago-bernabeu-1365022106265_615x300

Esse final de ano o mercado que tem chamado a atenção é o dos treinadores.

Com as famosas especulações sobre possíveis reforços, que a cada ano que passa aprendemos a desistir disso e apenas comentar quando alguém veste a camisa do seu time, exceto o Renato Gaúcho, porque esse pode vestir e não jogar.

Tiramos um pouco o foco dos jogadores e vemos a intensa movimentações dos clubes para acertar os seus comandantes.

Particularmente, vejo como um movimento positivo, assim o planejamento para elenco do ano que vem será feito com aquele que deverá ser o técnico ao longo do ano. (Vamos tentar acreditar nisso)

Cruzeiro, Galo, São Paulo, Flamengo, Fluminense e Grêmio renovaram com seus treinadores. Entendo que a manutenção é o melhor caminho. E sem sombra de dúvida, todos os acertaram. Curiosamente, entre os dez primeiros do Brasileirão, apenas Santos, Corinthians e Inter optaram por mudanças.

Santos definirá a situação de seu treinador em breve, uma possível reunião nessa quinta irá selar a permanência ou não de Enderson. Corinthians optou por descontinuar o trabalho de Mano e trazer Tite novamente.

Não gosto de Mano, pura empatia, não o conheço. Mas, acho que ele merecia concluir seu trabalho. O treinador fez toda a reformulação necessária, começou a organizar o time e terminou com o time mais arrumado, teria 2015 para deslanchar suas ideias e eis que o ciclo é encerrado e agora Tite terá a responsa de entender que time é esse, vencer uma difícil pré-Libertadores e entender que seu trabalho sempre será comparado ao anterior.

Outros grandes em situações mais drásticas resolveram trocar seus treinadores. Botafogo, Palmeiras e Vasco começam 2015 com novos professores.

Dois acertaram e um errou. Vasco foi muito bem, trouxe Doriva, cara novo, barato e com um bom trabalho já realizado. Pegará um Vasco com $$ limitado, terá que montar um time competitivo dentro das opções escassas que terá, além de usar a molecada da base. Fez bem no Ituano e teve pouco tempo no Furacão. Foi uma boa aposta, contudo a intervenção constante de Euricão pode dificultar o trabalho.

Palmeiras mandou muito bem. Oswaldinho desde sua volta do Japão tem feitos bons trabalhos, contudo o rótulo dado para a imprensa, faz com que se fale pouco dele. Tenho certeza que se for permitido, fará ótimo trabalho no Palmeiras e com toda certeza será um ano bem mais tranquilo para os palestrinos.

Em compensação, o Botafogo errou feio. Buscou alguém que ganhou um nome por um trabalho na Jamaica, nunca conseguiu sucesso no Brasil e sempre saiu reclamando do mundo e de todos, o alvinegro poderia buscar Ricardo Drubscky, Ricardinho, Gilson Kleina ou até mesmo a manutenção de Mancini. Renê é andar para trás.

E o Inter, ah o Inter gostou de imitar seu eterno rival e ficará brincando que coloca a caixa de som e tira a caixa de som. Acho que o Inter deve fechar logo com o Mano ou achar uma aposta logo.

E aí, gostaram do seus professores?

Para uma média de 2 gols, um técnico precisa sair…

E ainda faltou Coritiba, Santos e Inter, em apenas 7 anos. E ainda pode pintar mais um clube nas próximas horas.. Ele está errado?

E ainda faltou Coritiba, Santos e Inter, em apenas 7 anos. E ainda pode pintar mais um clube nas próximas horas.. Ele está errado?

Se alguém lhe dissesse que a média por rodada de técnicos que saem do Brasileirão é apenas metade da média de gols por jogo, você acreditaria?

É essa a conta do nosso campeonato.

São 18 rodadas com 379 gols em 180 jogos, o que dá uma média de 2,11 gols por jogo. Já no banco de reservas, a cada uma rodada, um treinador sai. Ou seja, se o campeonato não traz emoção nos jogos, os clubes dão um jeito de conseguir alguma.

Ontem, Oswaldo e Gareca cairam. O primeiro sem um motivo mais grave, já que tinha conquistado boa vitória na Copa do Brasil e vinha em boa colocação no Brasileirão, o segundo foi o típico caso onde sobrou paciência com os resultados, mas a escolha foi completamente errada.

Gareca não podia assumir um time no meio do campeonato mais importante, sem o menor conhecimento do futebol brasileiro.

Contudo, tirando a questão de conhecimento do nosso futebol, a outra questão (assumir no meio do campeonato) deveria ser critério de sucesso para todo presidente de clube. Basta olhar quem são os únicos clubes que não trocaram o comando.

Adivinha?

Cruzeiro, Inter, São Paulo, Corinthians e Fluminense, curiosamente os cinco primeiros. Apenas uma grata surpresa.

E ainda tem mais curiosidade, para mostrar que trata-se de uma questão cultural, veja, vamos comparar com nossa querida Alemanha.

Vocês sabiam que em 100 anos de história da nossa seleção canarinha, tivemos 54 professores? O número alto, pensando na quantidade de partidas que a escrete faz por ano. Contudo, vamos ver como são as coisas na turma do 7×1.

A Alemanha em seus 106 anos de existência teve o absurdo número de 10 treinadores. Sim, a quantidade exorbitante de 10 Trainer. Basta ver Joachin Low que era assistente de Klinsmann e assumiu a seleção desde 2006. 08 anos e que prometem ultrapassar a média deles de 10 anos.

É chato bater na tecla do 7×1, mas algo precisa ser feito para parar com essa constante dança de cadeiras de treinadores. É necessário cobrar seriedade de quem comanda, inclusive para ver quem é realmente treinador.

No nosso formato atual, não criamos treinadores, criamos apagadores de incêndio.

Depois é difícil entender porque nenhum dá certo lá fora e porque nunca Guardiola teria sucesso aqui.

Se o campeonato acabasse na 2ª rodada…. (Pitacos)

84747

Galera do blog, ontem mais uma rodada do Brasileirão terminou. Sei que os velhos chavões de “Se o campeonato acabasse hoje…” irão surgir, mas dois times surpreendem pela mudança abrupta no time em um intervalo tão curto de tempo.

Santos e Fluminense.

O Fluminense parece ter despertado de um sono profundo. De um time sem movimentação, apático e sem criatividade nenhuma para esse time envolvente com uma postura ofensiva e recheada de bons jogadores na frente. Cristovão conseguiu rapidamente acertar a casa e aproveitar ao máximo o talento de Wagner, Conca, Sóbis e Fred juntos.

O time venceu tranquilo o Figueirense e também não passou sustos contra o Palmeiras. O time que corria risco de não estar na Série A e que começou o campeonato sob a desconfiança de sua torcida, agora mostra um futebol convincente e estará no alto da tabela.

Já o Santos que mostrou um futebol moleque mais uma vez nesse Paulista. Um time recheado de moleques e que chegou até a final do Paulista, parece ter sentido o baque da derrota para o Ituano. A molecada parece ter experimentado pela primeira vez a decepção como profissional e a falta de bagagem parece ter feito o time sentir mais golpe.

Oswaldo terá muito trabalho para resgatar a confiança da molecada, enquanto isso o time vai contando com a fase de Aranha, Cícero e demais veteranos para segurarem a barra. O time que enfrentou Sport e Coritiba se mostrou apático e presa fácil para os rivais. Foram dois empates e a certeza de que o time precisará melhorar.

Além dos dois mencionados, outros dois grandes que já não inspiravam confiança deram sinais que o campeonato será complciado. Flamengo e Palmeiras precisam reforçar urgentemente os times, o Palmeiras com a eminente perda de Kardec precisa ir as compras, assim como o rubro-negro.

E vocês o que destacam “se o Brasileirão acabasse hoje..”?

Rapidinhas do Camisa 10 – 19.02.2014

Rapidinhas 19022014

Gentileza gera.. confeccionar camisas novas.. E o Flamengo do Piauí quis ser gentil e ficou sem camisas. Em amistoso do clube, Edílson e Amaral atuaram pelo clube e ficaram com as camisas 10 e 5 como recordação. O problema é que o clube só tinha elas e desde então, o clube joga o campeonato piauiense sem essas camisas no jogo.

Curitiba na Copa com pé na bunda… “Eles acabaram de chegar. um pouco tarde para a coletiva, mas a tempo para a Copa do Mundo, espero”, esse foi o tom da Fifa para anunciar que Curitiba permanece como sede da Copa do Mundo. Valcke confirmou o estádio, mas deu um belo chute no traseiro da cidade.

Argentina x Argentina.. Para Sabella, a própria Argentina é a maior rival dela mesma. Sim, os Hermanos acreditam que se conseguirem impor o futebol do qual são capazes, o time é favorito ao título. Sinceramente, é por isso que eles ficam no caminho.

Gordinho matador… E para quem achava que só no Goiás que ele marcaria seus gols, cairam do cavalo. Nosso gordinho Walter precisou de apenas 36 minutos para marcar 3 gols pelo Flu, Conca e Michael também anotaram 3 tentos, mas com 714 e 341 minutos respectivamente.

Copa na TV… E o nosso querido Ricardo Teixeira está no Brasil! Mas não ficará para ver a Copa, veio apenas acertar seu divórcio e volta para Miami. Já tava achando que ele tinha vindo pegar um ingresso com Marin, mas pelo jeito vai assistir em Boca Raton com o amigo Sandro Rosell.

Ele já está de volta… Neymar voltou! Fez um golaço no fim de semana, na vitória do Barça e nessa terça entrou no segundo tempo da Champions e com pouco menos de 15 minutos teve tempo de tabelar com Daniel Alves e deixar o lateral livre para marcar o segundo gol da vitória sobre o City.

Pesquisa: Eu já sabia! Saiu o resultado de uma pesquisa e nela foi apontado que 80,2% da população discordaram da utilização de dinheiro público para a construção das arenas. Mas “apenas” 50,7% disseram que votariam contrário a realização da Copa, caso a votação fosse hoje. Sinceramente, eu já sabia sem precisar de pesquisa.

Ibracadabra… Eu ainda não acredito que Ibra não estará na Copa. O sueco faz golaço por bosta, é praticamente um golaço por semana. Ele pode estar abaixo de Messi e Ronaldo, mas ainda assim é monstro do futebol atual. Reforço a campanha #naturalizaibra

Agora mudou tudo.. Foi esse o tom da entrevista coletiva de Pato. Tentando fugir de uma polêmica sobre sua passagem pelo Corinthians, o jogador tentou mostrar que não é esse jogador desinteressado traçado pela imprensa e acredita que mesmo com poucos jogos poderá mostrar seu futebol e sonhar com uma vaguinha na seleção. É esperar para ver!

Dúvida da semana… Até qual rodada, Oswaldinho vai bancar Damião no ataque santista?