Jogos de Natal e Ano Novo

papaisnoeis040117

E entre o fim do Brasileirão e o início dos queridos estaduais ficamos apenas com o futebol dos amigos de fulano x amigos de ciclano, ousadia x alegria, entre outros. Mas será que era possível ter algum jogo nesse intervalo valendo algo?

Quando olhamos para as ligas europeias, apenas a inglesa segue com seus jogos nessa semana e até de maneira muito intensa, com os times jogando dois jogos entre os dias 26/12 a 01/01.

A italiana e a alemã tiveram jogos até bem próximo do Natal e só.

Já nos EUA, as ligas de basquete e futebol americano seguem a todo vapor nessa época, acho que o Hóquei também.

Confesso que como telespectador acho ótimo, porque durante o ano todo tem sempre algum esporte para ver, mas olhando pelo conceito total do esporte, acho temerário forçar a barra assim. Ontem mesmo, estava assistindo a Bournemouth 3×3 Arsenal, os Gunners tinha jogado domingo e voltaram a campo na terça, cerca de 48 horas de diferença, era nítido que a qualidade técnica do time caiu muito.

Eu sou a favor de fazer outras competições para atender essa época, por exemplo, torneio sub-20 para que o torcedor assista mais a molecada do time dele, um campeonato curto feminino para criarmos vergonha na cara e começar a transmitir mais nossas meninas.

Para o nosso formato de calendário, onde dezembro é o fim da temporada, os jogos entre Natal e Ano Novo atrapalhariam toda uma pré temporada, diferentemente dos campeonatos europeus, onde esse período é o meio da temporada.

E mesmo a rodada inglesa entre Natal e Ano Novo deveria ser melhor cuidada para não ficar desgastante, poderia ser dois jogos entre Natal e Ano Novo e depois só no final de semana seguinte para ter tempo de descanso, mantém a tradição, mas também adapta-se as realidades de calendário como o de 2016/2017.

Por fim, agradeço a Premier League que me permitirá nos últimos 10 dias assistir a 5 jogos (Leicester 0x2 Everton; Liverpool 4×1 Stoke; Liverpool 1×0 Manchester City; Bournemouth 3×3 Arsenal e hoje Tottenham x Chelsea), mas aqui em terras tupiniquins vamos deixar do jeito que está, ainda precisamos arrumar o nosso calendário antes de fazer um jogo com o Papai Noel.

E vocês o que acham? Alguma ideia?

Me sigam nas redes, Instagram, Twitter, Facebook

Cadê Meu Camisa 10?

Anúncios

Super Bowl ou Premier League?

superbowl

Super Bowl ou Premier League?

O que você prefere para o nosso campeonato brasileiro?

Um modelo com mais cara de entretenimento, com finais, shows e tudo mais ou um modelo de campeonato de pontos corridos, com uma liga forte, com bastante dinheiro e recheada de craques brasileiros e mais alguns de fora.

Sinceramente, vejo vantagens em ambos. Basta dizer que prefiro acompanhar a Premier o ano todo, mas acho formidável ver o jogo em si que é o Super Bowl, o evento todo em volta dele. Não acompanho a NFL, mas o Super Bowl é quase assunto obrigatório para quem gosta de esporte.

O mais importante é despertar na cabeça de cada amante do nosso futebol, quais são os possíveis destinos de sucesso que queremos que nosso amado esporte tome. Acho que escolher entre copiar a Premier ou a NFL é garantia de sucesso para ele.

Hoje, nosso espetáculo está fadado a fracasso. Pouco atrativo, seja pelo conjunto (shows, atividade extrajogo, lazer dentro do estádio), ou simplesmente pela mercadoria própria (baixa qualidade dos jogadores, estaduais chatos, etc.)

Pelo tamanho que o Brasil tem e pelo amor que temos ao futebol, defendo que podemos fazer um campeonato brasileiro com cara de Premier League e uma Copa do Brasil com cara de NFL.

E você prefere um campeonato com cara de NFL ou com cara de English Premier League?

European Football - UEFA Champions League - First Knockout Round MD8 - Liverpool FC v Real Madrid CF

Que o futebol aprenda com o football..

Galera do blog, dia de falar de polêmica, resolvi colocar o meu parecer sobre todo essa balbúrdia criada sobre as cotas de televisão.

Sim, cotas de televisão, são elas as responsáveis por dividir os clubes em unidades e deixar Ricardo Teixeira todo cheio de si, com a sensação de que ele será o todo poderoso do futebol.

Não sei se o clube dos 13 é o formato ideal para os clubes, o que sei é que a “exclusividade global” acabou, a concorrência está liberada, e finalmente poderemos saber exatamente quanto vale o nosso futebol para a mídia. Mas, os dirigentes de clubes resolveram se comportar como crianças na Disney World, querem tudo e só para eles, esse imediatismo que tanto condena o nosso país ao longo do tempo, volta a dar as caras neste momento importante.

Era chegada a hora deles se reunirem, se fortalecerem e conquistar um dinheiro de forma coletiva nunca conquistado antes. E digo mais, era a hora de aprender com o esporte mais rentável (em termos de mídia), a NFL, a liga de Futebol Americano adota como premissa do direito de transmissão, dividir igualitariamente os valores entre todos os clubes, isso mesmo. Ou seja, condições iguais pra todos os clubes pelo menos nesse quesito, as diferenças ficariam para patrocínios e arrecadação nos jogos. Sou totalmente sonhador quanto a idéia de qeu um dia chegaremos nesse nível de democracia no futebol.

Hoje, o modelo implantado cria enormes distâncias entre os “times populares” e os “times regionais”. Eu não sei quanto a vocês, mas eu não gostaria de ver o campeonato brasileiro condenado a virar um campeonato espanhol, onde apenas dois times disputam o título.

Separei alguns links, de posts em alguns blogs que concordo integralmente com o que foi dito. Não reescrevi aqui, pois ficaria imenso o post.

Para pensar antes de dormir.

O Motim acabou.

Gostaria muito que vocês dessem suas contribuições nesse post, até por toda a polêmica envolvida.