Pitacos: O melhor jogo da semana, com destaque para Muriel, Neymar e Ricci!!

Galera do blog, ontem foi dia de acompanhar o clássico entre Santos e Inter. Os dois últimos campeões da Libertadores entraram em campo para decidirem suas vidas na próxima fase do torneio.

E o jogo começou com a pressão inicial do time da casa, o Inter tentou superar o time santista na empolgação da torcida. Mas o time esbarrava na própria falta de criatividade, com as ausências de Oscar e D’Alessandro, a criação ficava apenas para Dátolo.

Mas, apesar de toda a pressão, o Inter abriu o marcador na bola parada. Em cobrança magistral de Nei, o time colorado abriu o marcador. O gol deu uma maior tranquilidade para o Inter que passou a criar mais chances, contudo essa tranquilidade relaxou um pouco o time que começou a deixar o Santos jogar.

E Neymar começou a aparecer, ainda bem marcado e sem pode contar com a ajuda de Ganso e Borges, ambos muito apagados na partida, a jóia santista viu o primeiro tempo terminar com o placar de 1×0 para o Inter sendo justo por aquilo que os times criaram.

Veio a segunda etapa, e o Santos voltou melhor, em parte pela relaxada do time gaúcho na marcação, e parte por Neymar conseguir mais espaços para criar suas jogadas. Até que Muricy resolveu lançar Kardec em campo e tirar um lateral, uma mudança bem ofensiva e que fez o Santos abrir mais a defesa do Inter e dar espaços para Ganso, Neymar e Juan.

E foi Juan que fazia uma partida burocrática que fez ótimo cruzamento que encontrou Kardec que conseguiu mesmo bem marcado testar a bola e empatar a partida.

O gol abalou a confiança colorada e o Santos passou a dominar as ações, principalmente com o craque. Neymar começou a mostrar todo o seu repertório e dar muito trabalho para o Inter, principalmente para Muriel. O goleiro do Inter terminou como um dos destaques da partida, pelas ótimas defesas que fez no segundo tempo. Muriel defendeu pelo menos três bolas complicadíssimas.

E o segundo tempo foi caminhando dessa forma, o Santos muito superior criando oportunidades e o Inter tentando acertar um contra ataque. No fim, 1×1 que de certa forma, ficou bom para todos.

No Inter, destaque individual, além de Muriel, para Dátolo e Tinga que fizeram uma bela partida. Em compensação, Damião e Dagoberto foram peças nulas na partida. No Santos, Neymar e Arouca foram bem, enquanto Borges vive uma péssima fase.

Outro ponto muito positivo, foi a atuação de Sandro Ricci. Diferente do que seus amigos europeus fizeram ontem e terça, o árbitro não quis ser protagonista mesmo em meio a toda a polêmica. O árbitro foi muito bem e controlou uma partida que podia ser complicada. Parabéns para Ricci.

Foi por pouco Ceni…

Galera do blog, ontem aconteceu o primeiro confronto entre São Paulo e Internacional pela Libertadores. O jogo terminou 1×0 para o Colorado e foi pouco, o time do Sul merecia melhor sorte, mas encontrou Ceni inspiradíssimo, o goleiro foi ao meu ver o nome do jogo.

No primeiro tempo, o tricolor paulista mostrou que vinha para se defender exclusivamente, tanto que Dagoberto e Fernandão praticamente não jogaram, pois a bola não chegava, o jogo ficou concentrado em metade do campo. De certa forma, o São Paulo mostrou uma pegada e uma força na marcação que estava ausente nos últimos jogos. Do lado Colorado, ficou claro que quem seria o personagem da partida seria Taison, o jovem atacante infernizou o setor direito da defesa são paulina, do outro lado o bom lateral Nei subia bem e apoiava bastante.

Enquanto isso, a única válvula de escape do São Paulo era Marlos, o jovem meia por várias vezes aparecia em boas condições de armar o contra ataque, mas seu excesso de “fome” acabava com qualquer esperança do time de Ricardo Gomes, aliás o jovem meia possui muita capacidade, mas precisa lembrar que futebol se faz coletivamente.

E assim andou o primeiro, literalmente andou, o Inter pressionava o São Paulo que acuado tentava sem sucesso contra atacar, mas Marlos insistia em prender a bola.

Veio o segundo tempo e a proposta do jogo permaneceu a mesma, o São Paulo se limitava a defender, enquanto o Inter tentava acuar cada vez mais o time do Morumbi. Como havia dito, Nei e Taison continuavam a criar as melhores chances pelos flancos do campo, enquanto Jean e Junior Cesar eram peças mortas no time de Ricardo Gomes.

A única esperança do cenário mudar era uma intervenção da sorte, e foi o que aconteceu, Celso Roth teve estrela e tirou Andrezinho para colocar Giuliano, e o ótimo meia colorado entrou e marcou um belo gol. Parecia que com o gol, o cenário iria mudar, mas as emoções continuaram nas mãos de Ceni em suas ótimas defesas. Ricardo Gomes até promoveu mudanças interessantes, mas que não surtiram efeito.

Aliás mudança é o que o time tricolor precisa, principalmente de campeão, alguns membros do time parecem não possuir essa estrela que acompanha por exemplo Rogério Ceni, além do que jogadores como Hernanes e Dagoberto precisam chamar o jogo para si, se não conseguem, já pensem em mudar de ares, pois faz tempo que os dois não rendem metade do que podem dentro do São Paulo.

No fim das contas, todos sairam felizes, o Inter porque ficou com a sensação de que possui time muito superior ao do São Paulo e um gol no Morumbi praticamente decreta a classificação, e o São Paulo que pelo jogo o resultado foi razoável e agora terá a força da sua casa para decidir a sua classificação.

Só lembrando que o São Paulo ainda não ganhou depois da Copa, enquanto o Inter só ganhou depois da Copa.

Fim de semana ruim para os tricolores…

Galera do blog mais querido, ontem aconteceram vários clássicos e alguns jogos complementares. Assisti a vários deles, dois ao vivo e mais um pelo VT e outro pelos melhores momentos, seguem meus comentários:

Corinthians 1 x 0 Palmeiras: O Corinthians venceu a partida jogando com um menos o jogo inteiro, encerrou um jejum que durava mais de 03 anos e virou o líder do campeonato. Tudo isso com um gol de cabeça do “baixinho” Jorge Henrique, que junto com Felipe foram os melhores em campo.

Durante a partida ficou claro uma coisa, o Muricy nunca consegue ganhar uma partida com um a menos, o Palmeiras teve 65% de posse de bola, mas as poucas chances criadas encontraram Felipe inspiradíssimo. Ainda pelo lado alviverde, me assustou o nervosismo de Armero, da mesma forma que Edinho surpreendeu fazendo uma boa partida. Pelo lado alvinegro, como já disse Jorge Henrique foi o melhor em campo para mim, aliás eu o considero o jogador mais importante do time, enquanto Roberto Carlos fez papelão, e nos poucos 08 minutos que jogou, errou passe, falhou na marcação e ainda foi expulso justamente.

Sertãozinho 2 x 2 São Paulo: O tricolor continua jogando mal e contando com a sorte, ontem o time empatou com um gol no final da partida. Pelo Sertãozinho, Thiago Silvy e Mendes marcaram, enquanto Léo Lima e Wagner (contra) marcaram pelo São Paulo.

O São Paulo foi para Ribeirão Preto com um time misto, mas que no papel poderia dar bom resultado, porém o que se viu foi um time apático. Essa apatia em muito se deve a Hernanes que estava adormecido ontem e Léo Lima que vive dormindo em campo. Aliado a isso, a defesa tinha Andrè Luis e Renato Silva, só isso já bastava para o Sertãozinho sair vencedor. Gostei muito do Carlinhos Paraíba joga parecido ao Richarlyson, porém com disciplina tática e as entradas de Sergio Motta e Jorge Wagner melhoraram o time.

Internacional 1 x 0 Grêmio: Grande jogo, aguerrido como deve ser um Gre-Nal e como sempre decidido no detalhe, com um gol do sempre contestado Alecsandro, o Inter venceu o primeiro Gre-Nal do ano. Fica a certeza que o Rio Grande do Sul possui 02 dos 06 melhores times do Brasil.

Durante a partida, grande destaque para os laterais de ambos os times, Nei e Kléber do lado colorado e Lúcio e Joílson pelo lado tricolor. Foi pelas pontas que o jogo pegou fogo, os dois times abusavam das jogadas pelos flancos fazendo seus laterais correrem muito. Os dois times criaram muito, talvez o Grêmio um pouco mais, mas pecava muito nas finalizações, enquanto do lado vermelho, as chances eram sempre perigosas e exigiram mais esforço do Victor para defender. No final, resta ao Inter segue firme no projeto com a certeza de estar no caminho certo e para o Grêmio o mesmo recado, o tricolor não pode deixar essa derrota desestabilizar a casa.

Fluminense 3 x 5 Flamengo: O clássico carioca acompanhei apenas os melhores momentos, do lado tricolor Alan, Conca e Cássio anotaram seus gols, enquanto Adriano (3), Vagner Love e Kleberson marcaram na vitória rubro-negra.

Pelo que deu para entender, foram dois jogos, no primeiro tempo um passeio tricolor que acabou saindo barato para o Flamengo sair para o intervalo perdendo por “apenas” 3×1. Veio o segundo tempo e aí foi a vez do Flamengo passear em campo e marcar quatro gols e virar o jogo que parecia certo para o Fluminense. De resumo, fica a sensação de dois bons times do meio para frente, mas que são fracos na defesa. Nota negativa da partida foi a desavença entre Petkovic e o vice presidente Marcos Braz no intervalo e pode ter determinado o fim do ciclo Petkovic no Flamengo.

Especulando as especulações do mercado da bola!

Meus caros, seguindo com as tão queridas especulações, vamos a elas:

Time sonhado – Marcos, Danilo, Edmilson e Xandão, Figueroa, Pierre, Cleiton Xavier, Conca e Armero, Diego Souza e Vagner Love – O alviverde conta com a parceria da Traffic para tornar o time mais forte, o principal sonho é trazer Conca para o time. Com a permanência do time do Fluminense na Série A, ficará bem mais difícil tirá-lo. De qualquer jeito, o mais importante é o time reforçar seu setor mais frágil, a defesa, o nome de Xandão do Barueri surge como opção, o mesmo vem sendo cogitado pelo São Paulo também, mas acho que o Palmeiras devia ousar mais e trazer zagueiros de verdada para o time, já que os jogadores que existem hoje são uma verdadeira lástima.

Time sonhado – Rafael, Mariano, Digão, Gum e Dieguinho, Diguinho, Diogo, Marquinhos e Conca, Fred e Maicon – O Fluminense me surpreendeu comecei a olhar o elenco do time e me deparei com algo que não aceitei muito bem ainda, o time possui um bom plantel. Hoje, vejo que o tricolor precisa na verdade de jogadores mais experientes na lateral e no meio, na minha opinião, três peças experientes seriam suficientes para o elenco do próximo ano. Por enquanto, a maior especulação no time é a saída do seu trio ofensivo, Conca, Fred e Maicon, mas ao que tudo indica, apenas Maicon tem grandes chances de sair, os outros dois dificilmente sairão do clube.

Time sonhado – Carini, Nei, Benitez, Caceres, Marcio Careca, Marcio Araujo, Correa, Ricardinho e Danilo, Tardelli e Eder Luis – O meu querido Galo, montou um bom elenco ao longo do campeonato, porém o time ainda não deu liga, na minha opinião, deve se dar esse tempo antes dos estaduais para o time se entender de vez, além disso, é nítido a necessidade de trazer boas peças de defesa para o time, Caceres é o preferido da massa atleticana, e se bem conheço Kalil, o presidente não medirá esforço para trazer o preferido da torcida. Além disso, o que parecia pouco provável, agora é quase certeza, Tardelli não sairá do Atlético.

Time sonhado – Lauro, Danilo Silva, Bolivar, Indio e Kleber; Guinazu, Sandro, D’Alessandro e Giuliano, Marquinhos e Taison. O time gaúcho por si só já é uma força, pretende trazer algumas peças apenas para compor elenco e uma delas é excelente, o time já tem tudo acertado com Thiago Humberto do Barueri, na minha opinião o Colorado irá trazer o melhor jogador do time do Barueri, mas o grande mistério está em que vai assumir a cadeira de treinador do time, apesar de todos desconfiarem do fã de manicures, aposto que quem virá é um ex-treinador de muito sucesso.

Bom, é isso galera, quem quiser contribuir com mais informações, pode mandar a vontade. Na próxima quinta, trarei mais quatro times e as tão “especulativas especulações”…