Futebol é olímpico?

Messi110816

Passada a histeria sobre a nossa seleção e com a classificação enfim assegurada, lanço uma pergunta, será mesmo que ainda existe espaço para o futebol nas Olimpíadas?

E nem falo isso sobre a performance da nossa seleção, porque aí ficaremos discutindo com os comentaristas de quarta e domingo, onde um dia Neymar é mimado, no outro é genial, depois é mala, depois está amadurecendo, aí ele sai demais, ou a vida é dele ele faz o que quer. Portanto, vamos esquecer isso.

Vamos pensar no ideal olímpico, a conquista da medalha como maior conquista esportiva para os atletas, maior consagração da sua carreira, no futebol isso ficou para trás a muito tempo. Salve as primeiras conquistas uruguaias e húngaras, depois foi-se perdendo esse valor.

Basta olhar para os times que vieram para o Brasil, qual é o grande nome entre as 12 seleções? Neymar, e estendo quem mais? Tente escalar uma seleção olímpica com os que aqui estão presentes.

Se o Brasil já tivesse essa medalha de ouro, arrisco dizer que nem Neymar estaria.

Até porque a Olimpíadas já perdeu a representatividade no meio futebolístico, tanto que o calendário não para por causa dela, os principais campeonatos europeus começam nesse fim de semana e aqui para baixo da linha do Equador os campeonatos seguem a todo vapor.

Em discussão com amigo e frequentador dos comentários aqui no blog, o André Russo, ficamos aqui elocubrando inclusive sobre a saída do futebol masculino e entrada do futebol de areia e futebol de salão, duas modalidades que merecem mais holofotes e teriam os principais atletas disputando o ouro.

No futebol, a Copa do Mundo se tornou muito maior que a Olimpiadas, para os atletas até as competições continentais são maiores, um atleta do futebol se sente mais consagrado ganhando uma Champions ou uma Libertadores do que a Olimpiadas.

Acho que é chegado o momento de repensar a participação do futebol na competição, ele parece descolado dos demais esportes, a emoção de Phelps, o choro de Djokovic, a superação de Rafaela Silva, a luta de Alisson e milhares de outros exemplos que vão acontecendo desde o dia 04 no Rio de Janeiro parecem distantes do futebol.

Messi desconsolado na Copa América ou mesmo Cristiano emocionado na Euro é algo impensável nas Olimpiadas.

Portanto, acho bom Neymar e companhia aproveitarem a chance e ganharem essa medalha logo, porque ao meu ver, começar a não fazer sentido a relação Futebol Masculino e Olimpiadas.

E vocês o que acham?

Anúncios

Nossas seleções olímpicas de futebol…

martaneymar100816

Ontem acompanhei pela primeira vez com olhar mais atento ao jogo da seleção feminina, depois resolvi assistir ao primeiro tempo contra a Suécia apenas como efeito comparativo.

E é extremamente curioso como aquilo que destaca na feminina é o mesmo que destaca no masculino, a organização tática. Só que enquanto as mulheres sobram nesse quesito entre as rivais, os homens patinam a muito tempo nesse conceito e seguem tornando o 7×1 apenas uma evidência.

A organização tática é fundamental hoje em dia para que o talento individual apareça. Guardiola diz isso da seguinte forma em seu livro, “Só com organização tática, eu posso virar para o talento e falar vai lá e faz o que quiser!”.

A frase é curiosa, chega a parecer discordante, mas é a essência dos tempos atuais, enquanto eu não tiver o conceito coletivo, a organização do time como uma unidade única, eu não posso me permitir sair fazendo as coisas de forma desordenada, até a desordem do drible é sustentada por uma organização após o êxito ou erro do movimento.

E aí, chegamos na nossa seleção. Na verdade, chegamos nos nossos treinadores, canso de bater nessa tecla, não temos mais que os dedos das mãos, a quantidade de treinadores que realmente conseguem uma organização tática razoável para bom no Brasil.

O que podia se esperar dos meninos olímpicos, a mesma coisa. É uma judiação, condenar, bater em mais uma geração de jovens que atuam em uma seleção completamente espalhada em campo, como o próprio Neymar pode se destacar em um time tão desordenado?

Compare o Neymar do Barça com a da seleção? Se você acha desleal por ele ter Messi e Suarez, compare então o Jesus da seleção com o do Palmeiras, ou mesmo Gabigol com o que ele atua no Santos em relação a amarelinha.

Sinceramente, o Brasil continua com chances gigantescas nas Olimpiadas, pode faturar o ouro inédito, assim como pode ser eliminado hoje no final do dia, porque no caos da nossa seleção, o resultado é completamente imprevisível.

Diferente da seleção feminina, que além do conjunto adquirido ao longo do tempo, possui atletas fixas na seleção, você vê que o time dificilmente será batido e que tirando a seleção americana, esse conjunto sobre no meio feminino e deverá colocar a turma de Marta na final contra as americanas.

Já a turma de Neymar precisarão fazer valer a única coisa que temos de sobra ainda, o talento, porque não temos jogo coletivo.

Os 120 milhões de euros sobre Pogba!!

Pogba210716

Apesar de outros jogadores melhores que Pogba, o momento diz que ele irá se tornar a maior transferência da história do futebol. E são vários os motivos:

O primeiro é que trata-se de uma transação de dois gigantes do futebol, a Juventus não faz questão de vendê-lo, ele é peça fundamental para a disputa da Champions nessa temporada que irá iniciar, assim como o Manchester outro gigante que terá que pagar caro para enfraquecer a Juve.

Outro fator é falta de posição do francês, diferente de Cristiano, Messi e até mesmo Neymar, Pogba não diz se quer continuar na Juventus ou ir para o Manchester, ele deixa em aberto e isso torna o movimento de especulação ainda maior.

Da mesma forma, parece que o dinheiro que gira em torno do futebol, quase exclusisvamente na Europa, é cada vez maior, pois quando vemos que a Napoli deverá vender o esforçado centroavante Higuain por 95 milhões de euros, pensar no montante de 120 milhões pelo francês parece até pouco.

Brincadeiras a parte, só quero dizer que Pogba não é apenas pouco mais de 20% melhor que Higuain.

Por enquanto, Gareth Bale é o jogador mais caro da história, custou 100 milhões de euros aos cofres do Real Madrid.

Só para se ter uma idéia, hoje saiu uma matéria na UOL, contando que o São Paulo lideran o ranking de receita de vendas de jogadores nos últimos 6 anos com o total de 351,4 milhões de Reais ou pouco menos de 100 milhões de euros.

Sim, só a venda do Pogba, renderá muito mais a Juventus o que o maior clube em vendas nos últimos 6 anos conseguiu no Brasil. Isso serve apenas para mostrar a diferença da qualidade dos nossos espetáculos. Na verdade, nem acho que precisamos disputar da maneira igual, pois perderemos sempre, precisamos repensar o nosso.

Voltando ao Pogba que é o tema principal, o mais impressionante é o time que o Manchester começa a desenhar para a temporada de Mourinho no comando, salvo o tempo de adaptação dos jogadores, é o favorito para o Inglesão e obrigatório estar na Champions do ano que vem.

A expectativa sobre o que será essa British Premier League só aumenta, ainda faltam pouco mais de 20 dias para o seu início, e depois da zebra de Leicester, tem tudo para ser um campeonato frenético.

E os valores de Pogba, podem ter certeza que esses números irão sofrer grandes mudanças, pois quando Pogba se torna o jogador mais caro e Graziano Pellé o sexto maior salário da atualidade, é porque o mundo ainda está acertando os ponteiros dos valores do futebol.

Nossas previsões e um possível tormento para Messi…

portugal-goal.jpg.size.custom.crop.1086x662

O ser humano tem uma sanha em tentar prever coisas, arriscar palpites, fazer previsões, tudo isso para quando acertar, jogar na cara, fazer o famoso eu falei, eu já sabia e todos os demais jargões.

E eu como todo ser humano, brinco das minhas previsões e logicamente irei trazer apenas os meus acertos. Como dizem por aí, cada um conta a história que convém.

Acertei a final da Euro em duas etapas.

A primeira foi afirmar que a França era a favorita, não só pelo fator casa, mas porque tem um elenco que considero o mais forte atualmente e agora ainda acrescento que possui o jogador com capacidade para bater a hegemonia da dupla CR7 e Messi, Griezmann tem essa chance.

Depois, para fechar a dupla finalista, minha previsão foi ao formar o chaveamento das oitavas da Euro, quando vi o lado que Portugal estava, com todo respeito as demais seleções, apesar de boa parte ser superior a de Portugal, eu me apeguei ao chavão da camisa.

E olha, não que Portugal tenha uma camisa pesada como seleção, mas entre as agrupadas nesse lado do chaveamento, talvez a de Portugal seja a mais pesada, além de mais um chavão, em terra de cego, que tem CR7 pode ser rei. Guardada as adaptações, dentro de um lado com poucas seleções expressivas e sem tradição, que tem um dos melhores do mundo pode se sobressair.

Eis então que antes da oitavas iniciarem eu cravei, a final será Portugal x França.

Sinceramente, é inegável que a França é favorita, assim como meu palpite inicial era que ela seria a campeã, porém é um ótimo jogo para Portugal. jogará como franco atirador, da forma como prefere e poderá ter Cristiano com mais espaço para contra golpear a forte seleção francesa.

Minha torcida recaiu agora para Portugal, principalmente para acalorar a, para mim sadia, competição incrível entre Cristiano e Messi. Se Cristiano conseguir levar Portugal a um título da Euro, a pressão sobre Messi será imensa.

E antes que alguém diga que a pressão sobre resultado na seleção é muito maior sobre Messi do que Cristiano, eu concordo, e digo que é óbvio. Messi tem uma seleção que sempre estará competindo e possui companheiros de alto nível, sua chance é maior, portanto, tem que ser cobrado sim.

Já Cristiano tem poucas opções para fazer Portugal ter chance, algo um pouco melhor do que Ibra com sua Suécia. A cobrança de resultado na seleção é proporcional a capacidade de título que a seleção de cada um tem. Cristiano tem uma chance de potencializar essa cobrança sobre o argentino.

E o melhor, se não conseguir, tudo bem também.

Posso errar dessa vez, mas acho que teremos zebra no domingo e comemoração característica.

Por que não Douglas Costa?

douglascosta010716

E para fechar a semana, vamos falar da seleção olímpica!

Na verdade, entre uma escolha e outra, gostamos de parar na questão sobre os acima de 23.

E aí, eu pergunto, por que não Douglas Costa?

Sinceramente, não seria minha opção, fico preso a ideia de experiência, de um jogador que contribua com a molecada para acalmar os ânimos, para não deixar o impeto do jovem jogar contra em alguns momentos, acho importante sabe dosar e essa molecada na grande maioria, excede em determinados momentos.

Porém, quem realmente tem essa expertise, qual atleta é uma referência dentro do nosso futebol para os jovens, que faz um papel de mentor? E soma-se o fato de ser temido pelos rivais? Eu busquei, busquei, busquei, cheguei com muito custo no Kaká, por ser o último melhor do mundo fora a dupla Messi-CR7.

Mas Kaká não parece o mesmo e nunca foi um grande conselheiro e lidera pelo exemplo, corre mais que todos e faz os outros se sentirem mal por isso. Para os jovens, falta aquele cara que senta e fala, escuta aqui moleque e blablabla…

Eu gosto muito do Renato, do Santos, além de jogar o fino, organiza o meio e vive em um clube onde cuidar dos jovens é obrigação diária para ele, porém é um desconhecido do público estrangeiro, ou melhor, é nada temido.

Os demais, na sua maioria zagueiros, não teriam a liberação de seus clubes.

Sendo assim, eu volto a pergunta, por que não Douglas Costa?

Se eu não tenho nenhum atleta experiente e de alta performance disponível, porque não levar os dois melhores brasileiros em atividade pelo mundo?

Quem jogou mais que Neymar e Douglas nessa temporada?

Posso entender que faria escolhas diferentes que o Micale, mas não dá para questionar seu raciocínio, é lógico, tem tudo para funcionar e deixou a responsabilidade de tiozão do time apenas para Prass, lá na frente, os rivais que marquem o melhor ponta do Barça e o melhor ponta do Bayern.

Aliás, só fazendo o adendo, em nenhum momento tinha pensado no Prass, mas ainda bem, achei a escolha ótima, é o melhor goleiro do momento no quesito experiência e performance, além de parecer um cara querido por todos no meio.

O ouro é garantido, nunca é, conseguimos criar um fantasma na nossa história do futebol sobre a competição, mas entre as 6 Olimpiadas que eu lembro, 92 ainda era muito moleque para levar a sério, esse parece o time menos pressionado, mais solto para poder atuar, quem sabe.

E quem sabe o gol do título não seja de Douglas Costa, e aí, perguntarei novamente:

– Por que não Douglas Costa?

 

A fala de Messi…

messi300616

Enfim, falarei de Messi.

O craque argentino, atualmente melhor jogador do mundo disse que não jogará mais pela seleção argentina. Após mais um vice campeonato, o terceiro consecutivo pela seleção e o segundo seguido nos pênaltis contra o Chile, o argentino disse que não dá mais para ele, que só quem está ali sabe o que eles passam e queriam trazer o título.

Sinceramente, do ponto de vista profissional, não entendo em nada a decisão de Lionel. O campeão se faz também com as derrotas, um craque também se destaca na superação dos revés que o futebol proporciona, pular fora assim, parece que algo de alguém que está apenas acostumado com a “facilidade vitoriosa” que o Barcelona proporciona.

Contudo, até pelo Barça algumas derrotas aconteceram e nem por isso ele se mostrou assim.

Ainda no ponto de vista profissional, Messi está na sua melhor forma pela seleção, foi regular em 2014, melhorou em 2015 e tem estado muito bem em 2016, além disso, se tornou o maior artilheiro da sua seleção ao superar Batistuta e ainda tem muita lenha para queimar, o craque possui apenas 29 anos, estará ainda voando no Qatar-2018.

Portanto, algo maior parece ser a motivação.

E não estranhamente, vários jogadores parecem rumar para a mesma posição de Messi, a de pular fora da seleção. Sendo assim, duas opções se tornam as mais prováveis, ou é a comissão técnica ou é a galera do escritório (AFA) que andam incomodando os jogadores.

Eu li que Messi quem indicou Tata, não sei o quanto é verdade, sinceramente acho o trabalho do treinador mediano, não soube trabalhar no Barça e seu único feito (se é que é mérito dele) é fazer Messi render mais na seleção. Mas, pensando no potencial que essa seleção tem, deixa muito a desejar.

Portanto, não descarto a possibilidade de ser apenas um motim contra o comando técnico.

Porém, desde o vice campeonato da Copa do Mundo que pipocam reclamações sobre o que a Confederação tem feito com nossos hermanos, desde um mal planejamento das viagens para os jogos, até instalações em condições precárias, e antes que muitos falem que é frescura, pode até ser, mas parece um pouco surreal que a seleção argentina não tenha condições razoáveis para hospedar o time, sem falar nos acertos financeiros combinados que dão a entender que seguem confusos.

Por isso, minha opinião diante do cenário recente (últimos dois anos) é que Messi teve um arroubo de decepção por não conseguir mais um título, mas que essa declaração confusa sobre continuar ou não tem muito mais nas entrelinhas do que apenas a tristeza.

Até porque se for apenas emocional a decisão, Messi pode ter parado na escadaria que leva rumo ao Olimpo dos craques.