E se o campeonato acabasse na 4ª rodada?

marquinhosgabriel300516

O campeão seria o Grêmio! Aliás, a dupla gaúcha terminaria dividindo as duas primeiras posições, mas o tricolor ficaria com o caneco.

Os comandados de Roger possuem dez pontos em quatro jogos e a marca interessante nesse início de não ter levado nenhum gol. O time tem mostrado bom conjunto e dá sinais de que a traumática eliminação da Libertadores já ficou muito no passado.

Completando o G4, está a sensação Santa Cruz do ótimo Milton Mendes e o Corinthians que parece aos poucos voltando ao normal, porém São Paulo (5º), Flamengo (6º) e Fluminense (7º) que estão empatados com o time de Tite, porém com saldo de gols inferior.

Destaque inclusive para a vitória do tricolor paulista no clássico contra o Palmeiras, apesar do placar mínimo, o time mostrou que será um time difícil de ser batido e que poderia ter ganhado com maior folga se não fosse por Prass.

O destaque de atenção é para o Galo, o time parece ainda patinando na recuperação pós eliminação na Libertadores, muito pelos desfalques, mas também tem ainda um “quezinho” de confiança. É time para brigar na ponta da tabela, mas precisa reagir rápido antes que fique tarde.

Na parte debaixo da tabela, Figueirense e América-MG dão indícios que terão dificuldades para sair dessa zona, enquanto Sport tornou-se imprevisivel e o Cruzeiro precisa ver quanto tempo o time precisará para entender Paulo Bento.

Por fim, a rodada voltou a decepcionar nos gols, foram apenas 19, com 4 vitórias dos mandantes, 3 empates e 3 vitórias dos visitantes. O meu destaque individual será apenas pelo gol, fiquei entre o drible desconcertante de Kelvin no veterano Zé Roberto, ou o golaço de Marquinhos Gabriel, em respeito ao Zé, coloquei Marquinhos na foto.

E para vocês, como seria se o campeonato acabasse na 4ª rodada?

Silêncio nas quatro linhas…

MarquinhosGabriel040615

Ontem, acompanhei o clássico paulista do meu tricolor contra o Santos. Partida agitada com cinco gols e vitória do tricolor por 3×2. Inclusive com mais um gol de Ceni que empatou com Raí e entrou para o Top 10 dos artilheiros da história do São Paulo.

Contudo, entre mais uma boa atuação do tricolor, principalmente no primeiro tempo e um Santos com um futebol leve, gostoso de ver, o que resolvi trazer para o blog hoje foi a expulsão no final do jogo de Marquinhos Gabriel.

O atacante santista foi expulso por reclamar acintosamente (provavelmente com algum palavrão impublicável) com o árbitro por uma suposta falta não marcada.

Nem vou entrar no mérito se foi ou não falta.

O que acontece é uma nova recomendação que os árbitros receberam de coibir essas reclamações durante o jogo.

Particularmente, acho um exagero a expulsão olhando no indivdual, contudo acho realmente válida do ponto de vista de educação do jogador.

É completamente ridículo a quantidade de vezes que aqui no Brasil, os jogadores se aglomeram em cima do árbitro para reclamar, conversar, palpitar na decisão, e qualquer outro tipo de interação desnecessária ao andamento da partida.

Vi muita gente chamando a atitude como lei da mordaça instalada. Eu particularmente, acho que temporariamente terá essa percepção haja visto o caso de Marquinhos Gabriel ontem, contudo como disse acho importante para que o jogo ande mais.

Nunca vi uma conversa de jogador, mudar a decisão de um árbitro, no máximo o homem do apito fica nervoso e passar a errar ainda mais.

Eu acho mais ridículo do que a expulsão essa necessidade incontrolada de rodear e tentar acuar o árbitro toda vez.