E se o campeonato acabasse na 07ª rodada?

Ruidiaz130616

O Inter seria o campeão.

O time do 1×0, resolveu fazer 3×1 na última rodada e terminaria em primeiro lugar. Completando o G4, o Palmeiras com boa atuação no clássico está em uma crescente e se posiciona como um potencial candidato. Aliás, o G4 todo é composto por times que salvo algum vendaval que a janela de transferência possa causar, serão os candidatos ao título.

Eu ia incluir o meu tricolor, mas esse tipo de derrota contra o Atlético-PR é daquelas que você tem certeza de que farão muita falta. Mas vamos esperar o andar da carruagem.

No meio da tabela, destaque negativo para o Santinha que embalou a terceira derrota seguida e precisa se reencontrar rapidamente, o time tem boa organização mas falta qualidade mesmo, algo parecido com o que acontece ao Botafogo.

O destaque positivo vai para o Cruzeiro, a vitória no clássico serve para dar moral e principalmente tranquilidade para que Paulo Bento possa trabalhar, além disso o time começa a esboçar os primeiros sinais do que o português quer.

Na zona da degola, a derrota no clássico faz o Atlético acender o sinal de alerta, Marcelo Oliveira chegou e até agora nada de ganhar jogos, e um elenco que é fortíssimo que deveria estar brigando pelo topo do campeonato.

Completam a lista, Sport, América e Botafogo, que também se não aproveitarem a janela para fazer algo, tem grandes chances de ficarem por aí de ponta a ponta. E o mais incrível, não acho que nenhum deles seja problema do homem do boné.

A 7ª rodada teve 28 gols, com 5 vitórias dos mandantes, 2 empates e 3 vitórias dos visitantes. Meu destaque da rodada vai para o braço de Ruidiaz que eliminou o Brasil da Copa América e faz Dunga ferver no banho maria. Dois tabus de 62 anos somados cairam e a expectativa é se Dunga cairá também.

E para vocês, como seria se o campeonato acabasse na 7ª rodada?

Anúncios

E se o campeonato acabasse na 6ª rodada?

edmilson060616

O Corinthians seria o campeão pela disciplina, o time paulista terminaria com números idênticos ao Grêmio, porém o critério de desempate de cartões seria fundamental para definir o campeão.

Completando o G4 estariam Internacional e Palmeiras, destaque para o time de Cuca que vai apresentando um futebol bacana de se ver, apesar das oscilações normais de um time ainda em construção.

No meio da tabela, destaque positivo para a Chapecoense, que segue como a única invicta do campeonato, são duas vitórias e quatro empates. Do lado negativo, o Galo que ainda não venceu com Marcelo Oliveira e fica patinando na 14ª posição.

Na parte debaixo da tabela, América-MG, Cruzeiro, Coritiba e Botafogo. Raposa e Fogão estão montando o elenco durante o campeonato, o que pode se tornar um grande problema, América e Coritiba parecem que terão grandes dificuldades para sair dessa situação.

Por fim, a 6ª rodada teve 22 gols, com destaque para o 4×4 entre Galo e Sport. Foram 6 vitórias dos mandantes, 2 empates e 2 vitórias dos visitantes. Meu destaque individual vai para o Edmilson do Sport, que chegou como desconfiado e agora virou o Edmito da Ilha do Retiro.

E para vocês, como seria se o campeonato acabasse na 6ª rodada?

Esquentando a cuca…

622_8c3686ab-4a2d-3f14-bb57-253cfa271842

E o Palmeiras começa o ano em uma turbulência completamente esquisita.

O clube conseguiu cifras expressivas em 2015, a Allianz Arena é um sucesso, o time conseguiu enfim um presidente que deixa a crise de bastidores para lá e o time inclusive foi campeão da Copa do Brasil.

Porém, tudo virou do avesso em 2016, parece que nada que foi feito prestou. Marcelo Oliveira caiu, uma baciada de jogadores foi contratada e mais uma xícara de jogadores esse ano. O elenco é taxado como o melhor do Brasil, porém corre risco de ficar de fora do Paulistão e da Libertadores.

Do primeiro ainda acho exagero, do segundo acho difícil o time avançar.

Cuca chega e já é questionado, e aí resolve jogar para imprensa e pedir jogador. De duas uma, ou Cuca está assumindo que não sabe trabalhar com o que tem ou quem contratou todos esses, contratou muito mal.

Paulo Nobre e Alexandre Mattos precisam agir de maneira mais firme. Se tem certeza do que contrataram, precisam ver o que está acontecendo dentro do vestiário, inclusive se precisar medidas mais drásticas. Agora, se eles têm dúvidas do que contrataram, precisam ser cobrados pelos erros.

Está na hora de comanda o clube esquentar a cuca e da maneira correta se possível.

De volta aos trabalhos!!

msn

De volta aos trabalhos!

Depois de um periodo com muitas dificuldades de acesso a Internet, além de pouca coisa interessante para se escrever nesse início modorrento dos estaduais e pela primeira vez no blog seguindo o mantra que o ano só começa depois do Carnaval, aí vamos nós.

Para atualizar o blog e deixar ele mais próximos dos últimos acontecimentos, vamos passar um apanhado geral para ficar no mesmo instante.

Apesar de não ter rolado o Inglesão essa semana, queria dar um destaque para o campeonato que dá grandes indícios que teremos um time diferente do normal levantando a taça. Pelo futebol apresentado, tanto Leicester quanto Tottenham possuem grandes chances, além disso, Tite falar do Leicester foi mais uma daquelas declarações de Tite com oportunismo e onde eles habilidosamente envolve toda a imprensa.

No nosso Brasilzão, a sensação que o Tite possui uma capacidade impar de engajar o grupo, o time ainda está naquela fase, vence mas não convence, mas foi assim no início do Brasileirão passado, a tendência mostra-se excelente para a torcida.

Já o meu tricolor padece de gente com vontade de estar no Sâo Paulo e tanto faz se é porque torce ou porque quer, mas principalmente alguém que queira aproveitar a chance da camisa e realmente fazer história em time grande, sabe aquela famosa frase “uns estão pela glória e muitos pelo dinheiro”, então.

Já Marcelo Oliveira me faz pensar qual realmente é o seu potencial, seu curriculo é vencedor, mas minha expectativa era de alguém com uma proposta de jogo mais bonita, mas por enquanto, parece que foi apenas uma oportunidade que teve no Cruzeiro, sua vontade é apenas de ganhar, jogar talvez.

Ao que tudo indica, ainda não vi jogo de ninguém fora do Eixo RJ-SP, apenas me baseando em melhores momentos, que o Galo começa o ano com o melhor futebol tupiniquim

Voltando para a Europa, para mais dois comentários, que bom que temos Champions e como jogam bola o trio MSN, até pênalti a la Cruyff teve, sim eu sei que todo mundo fala isso, mas queria deixar registrado mais uma vez no meu blog.

Pitacos enquanto a bola não rola…

roger-machado-bob-8771872729

Ontem, Atlético-MG e Inter entraram em campo pela Flórida Cup.

E apesar de ainda faltar alguns dias para o nosso futebol voltar com tudo, será interessante ficar de olho em como os times irão render para 2016. A sensação que tenho é que estamos partindo para um salto qualitativo da questão tática e organização dos times.

Fico com a sensação de que 2016 será um bom ano aqui pelo Brasil. E aqui vai alguns pontos que quero ficar de olho ao longo do ano.

1 – Tite e o Corinthians: Após a China sair as compras, a pergunta que fica é o que esperar do atual campeão brasileiro, como Tite irá dar liga para esse time e como remontará a estrutura dele.

2 – Aguirre e o Galo: Para mim é o time a ser batido nesse início do ano, manteve a base, treinador novo e bons reforços para compor o elenco. Cazares jogou pouco ontem, mas mostrou que pode realmente ser interessante e que Datolo terminou bem o ano passado e já começou bem de novo.

3 – Flu e Eduardo Baptista: O treinador tem a chance de ouro, após bom trabalho no Sport, assumiu o Fluminense e agora teve tempo de impor seus conceitos, além disso, o time saiu as compras e montou um bom time, pode dar liga.

4 – Falcão e Sport: O time também foi desmontado do meio pra frente, mas buscou boas peças e vem se consolidando como uma força nos últimos anos, o que acho incrível, a grande questão é se Falcão enfim, vai decolar.

5 – Palmeiras e Marcelo Oliveira: Novamente o time saiu as compras, com ímpeto menor que no ano passado, mas ainda sim, foram 08 contratados, Marcelo é ótimo treinador, mas tá na hora de fazer esse time jogar bem.

6 – Bauza e São Paulo: O tricolor parece iniciar uma nova era, sem Ceni, o time trouxe um treinador mais copeiro e manteve boa parte do grupo que terminou o ano, no papel parece um bom time, resta ver se Bauza além de liga, conseguira junto com Lugano dar brio para esse time.

7 – Roger e Grêmio: Para fechar coloquei aquele que para mim sai na frente em 2016. O Grêmio foi o único que acabou o ano bem, conseguiu manter praticamente o time inteiro, não perder ninguém importante, trazer reforços pontuais, e manter o treinador. A tendência é que evolua em relação ao ano passado. O único problema é o grupo dificílimo que caiu na Liberta, um tropeço que não seria absurdo pode jogar todo esse planejamento fora.

Poderia ainda incluir Inter e Cruzeiro nessa lista, mas não vi algum fato de destaque nesses times, apesar da curiosidade por aguardar o trabalho de Deivid.

Abs,
Cadê Meu Camisa 10

Siga no Twitter: @cademeucamisa10

“Uns pelo dinheiro, outros pela glória”

image

E ontem assisti a entrevista de Osório ao programa Fox Sports Radio. O programa tinha sido na segunda, mas só ontem consegui acompanhar ele na integra.

Primeiramente, fiquei ainda mais feliz pela contratação do colombiano para o meu time. Osório é da verdadeira turma de professores, no Brasil, incluo ele, Marcelo Oliveira, Levir Culpi e Tite nesse grupo. São aqueles que educam os jogadores sobre o que esperam taticamente e como administrar os egos e conflitos do dia a dia.

Além de tudo, esse grupo, são daqueles que gostam de falar de futebol, que você para para ouvir as suas histórias e explicações sobre o funcionamento do jogo. Portanto, para quem não viu, assista, é sempre bom escutar essas pessoas falando sobre futebol.

E entre muitas coisas faladas, várias sobre as aves tricolores, proposta de jogo e outras mais, uma frase sempre me chama atenção.

“Uns estão pelo dinheiro, e outros pela glória.”

Já é a quarta ou quinta vez que ele a diz nesse primeiro mês de São Paulo.

A frase se refere ao caminho que os jogadores trilham no futebol, e ele reforça que os atletas de alta performance, os grandes jogadores, já nem ligam para o dinheiro, ele vira pela consequência de sua competitividade, vira porque é bacana ele saber que ele é o atleta mais bem pago, não pelo dinheiro, pelo reconhecimento.

Mostra como ele usou dessa conversa sobre esses propósitos para fazer Pato render o que está rendendo pelo São Paulo.

A pergunta que fica é: e o Ganso qual o propósito dele no futebol? Será que Osório achará o tal botão que ele diz que fará o craque são paulino jogar o fino sempre?

Minha teoria é que Ganso precisa reconhecer em outro meia, um competidor para ele, realmente achar que um fulano é melhor do que ele ou do mesmo nível, tipo Messi-Cristiano, Nadal-Djoko-Federer, Lauda-Piquet e todos aqueles que precisavam desse desafio diário. O próprio talento de Pato, pode ser um desafio a Ganso mostrar que pode jogar mais que o atacante.

Da conversa que vi ontem de Osório, ele é uma boa chance (a melhor) de Ganso conciliar sua genialidade com competitividade.

É aguardar para ver!