Clássico de verdade na Vila Belmiro

Galera do blog, ontem Neymarolândia e Corinthians se enfrentaram. Que jogão, principalmente porque o Santos voltou a ter aquele ímpeto ofensivo do primeiro semestre. O alvinegro praiano não se preocupou em defender, apenas buscou o gol.

O jogo começou em alta rotação, com os dois times lançados ao ataque, aos poucos o jeito de Adilson Batista vai tomando conta do time corintiano, o treinador que tem como característica por onde passa deixar seus times ofensivos está começando a por em prática essa filosofia no Corinthians. Pelo Corinthians, Elias, Jucilei e Bruno Cesar se movimentavam e criavam as melhores chances pelo time da capital. Já o Santos era Neymar, o pivo de toda a polêmica mostrou que é craque, apesar de tudo que aconteceu na semana, não fugiu da partida e mostrou seu bom futebol em campo.

O Santos abriu o marcador logo aos dois minutos em cobrança de escanteio, a bola sobrou para Durval que bateu como um atacante e abriu o marcador. Contudo, logo depois o Corinthians encontrou a igualdade, Jucilei fez ótima jogada e deixou Iarley com a obrigação de empatar, o atacante que desandou a fazer gols não perdeu a chance e empatou a partida. O Santos continuava marcando forte a saída de bola do Corinthians, entretanto, o meio campo do Corinthians dá orgulho, com calma e trocando passes com maestria, o time de Adilson tem sempre o domínio da partida, apenas em lances isolados que o time é assustado.

E foi em um lance isolado que o Santos voltou a ficar com vantagem no marcador, Marcel chutou uma bola fácil, mas Julio Cesar não foi feliz e soltou a bola nos pés de Neymar que só teve o trabalho de empurrar para o fundo das redes. Explosão na Vila, e Dorival já virou coisa do passado. Com o gol, o panorama continuou inalterado, o Santos tentava marcar a saída de bola do Corinthians, mas a qualidade do meio de campo voltou a falar mais alto. Com calma, o Corinthians foi chegando perto do gol e quase no final do primeiro tempo, foi a vez dos outros dois personagens do meio de campo aparecerem, Bruno Cesar deu passe açucarado para Elias que só teve o trabalho de tirar de Rafael e empatar a partida. Assim, terminava o segundo tempo.

Veio o segundo tempo, e o Corinthians conseguiu levar o jogo em ritmo mais cadenciado. Contudo, um jogo que tinha todos os ingredientes de uma grande partida faltava o pior deles, a arbitragem, em dois lances, veredictos diferentes, e decidido o placar do jogo. No lance do Corinthians, o bandeirinha não viu o impedimento de Danilo, o lance seguiu e o cruzamento do meia corintiano encontrou Paulo André que desviou de cabeça e colocou o Corinthians na frente. No lance santista, o bandeirinha viu o impedimento de Marcel, que dessa forma anulou o que seria o gol de empate santista. No final, vitória do Corinthians por 3×2.

Em resumo, grande jogo. O Corinthians vive grande momento, hoje é o time a ser batido.

Jogos de Quarta!!

Ontem não consegui acompanhar o jogo do meu time do coração, então resolv assistir a Vitória x Atlético-MG no Barradão e Santos x Guarani na Vila. Após os jogos, digo aos meus amigos santistas, principalmente o Rafa London, que pediram tanto que eu assistisse ao jogos do alvinegro praiano que para o bem do futebol, prefiro ver apenas os VT’s, não dei muita sorte para o time. Vamos a eles:

Vitória 4 x 3 Atlético-MG: O bom jogo, onde os dois times abriram mão de defender e pensaram exclusivamente no ataque. Schwenck e Ricardinho foram os nomes da partida, mas Evandro roubou a cena no final.

Durante o primeiro tempo, o Galo começou melhor, dominava as ações do jogo, mas insistia muito no jogo com Tardelli, único jogador que foi realmente marcado nesta partida. O Vitória tinha em Nino seu único desafogo, e foi em uma jogada casual onde Nino apareceu livre na direita, que o jogador cruzou forte e Schwenck anotou seu primeiro gol na partida. O jogo continuou aberto e em um lançamento primoroso de Ricardinho, Muriqui completou tão bem quanto e anotou um bonito gol para o time mineiro. Antes de acabar o primeiro tempo, o Vitória encontrou outro gol, Egídio cruzou e Schwenck só teve o trabalho de empurrar para as redes. O primeiro tempo terminava 2×1 Vitória.

Veio o segundo tempo, e junto dele o mesmo ímpeto ofensivo dos times, porém logo aos 10 minutos do segundo tempo, em um lance bobo Nino recebeu o segundo amarelo e foi para o chuveiro mais cedo. A expulsão foi o lance que o Galo precisava para acuar o time baiano, de tanto tentar aos 22, Ricardinho de bola parada anotou um belo gol para empatar a partida. Era o momento para o Atlético apertar e conseguir fazer o resultado fora de casa, mas Marcelo resolveu aparecer e ser vilão do time mineiro, em uma falha bizonha do goleiro atleticano, a bola sobrou para Schwenck anotar seu terceiro gol na partida.

O Galo ainda teve poder de reação, conseguiu empatar a partida com Tardelli, foi quando apareceu Evandro, o jogador récem chegado ao Vitória vindo do Atlético-MG, entrou na partida e quase no final dela marcou o tento da vitória.

Santos 3 x 1 Guarani: Ia começar a ver o do Corinthians, quando lembrei que estava passando o do Santos, resolvi assistir, antes que meus leitores santistas reclamassem que perdi outra oportunidade de ver o time jogar, contudo parece que botei olho gordo no time, a molecada não rendeu.

No começo do jogo, o Santos parecia que seria o Santos de 2010, partiu para cima de forma agressiva e logo aos dois minutos, Ganso deu um passe magistral para Neymar o atacante cortou o zagueiro e bateu, a bola saiu fraca, mas o desvio do beque foi o suficiente para enganar o goleiro. O cenário era propicio para outra goleada santista, mas o time parou, não produzia mais nada durante o primeiro tempo, na verdade Mazolla resolveu atormentar a defesa santista, o atacante tentou várias investidas. O Bugre passou a dominar as ações e conseguiu o empate aos 37, com o veterano Baiano em cobrança de falta. E assim terminou a primeira etapa.

Quem achava que Dorival conseguiria mexer com o brio dos meninos no intervalo, se frustou. O time continuou apático e com o Guarani tomando conta, porém o time não conseguia converter esse domínio em gol. Apenas aos 41 minutos da segunda etapa, que o time santista pareceu ter despertado do sono profundo, em duas boas jogadas pelas laterais, Marcel e André marcaram para o time santista que terminou com uma vitória que não refletiu o que foi o jogo.

Pitacos da 30ª Rodada!!

Está virando rotina, esse cara aparecer por aqui, hein... Ele merece!!

Está virando rotina, esse cara aparecer por aqui, hein... Ele merece!!

Galera do meu Brasil, chegamos ao final de mais uma rodada e cada vez mais esse campeonato fica empolgante, essa rodada serviu para colocar o Galo na vice-liderança e o Flamengo de vez na disputa pelo título. Vamos a análise dos jogos:

Palmeiras(1º) 0 x 2 Flamengo(5º): Eu podia resumir a partida em uma palavra: Petkovic. O sérvio joga muita bola, antes da partida disseram que era o duelo entre os dois melhores jogadores do campeonato, Imperador x Diego Souza, esqueceram de avisar o Pet. Pelo lado do Flamengo, a certeza que o título é possível, o rubro-negro chegou de vez e se manter o embalo, poderá ser o Jason do ano. Pelo lado alviverde, fica a lição do Grêmio do ano passado, sinal de alerta ligado e a partida considerada fácil contra o Santo André ganha proporções um pouco maiores. Gols da partida: Petkovic(2).

Sport(19º) 2 x 0 Corinthians(11º): É impressionante a displicência do time corintiano, isso já não parece um time se arrumando para o ano do centenário, parece na verdade um time esperando o ano acabar para tirar férias. O Sport que não tem nada a ver com isso, aproveitou um buraco que o time corintiano tem na lateral esquerda e foi de lá que dois ex-corintianos marcaram. Gols da partida: Arce, Wilson.

Fluminense(20º) 2 x 2 Internacional(3º): Uma ótima partida, talvez a mais empolgante da rodada, os dois times lutaram por seus objetivos distintos e novamente o Fluminense muito mais no coração do que no talento empatou a partida. O Flu conseguiu seus gols no final de cada etapa, e o Inter mostra que o time pode até não estar conseguindo embalar de vez, mas que seu futuro está garantido, Marquinhos é outro grande jogador. Gols da partida: Flu – Gum(2); Int – Alecsandro e Marquinhos.

Grêmio(8º) 2 x 0 Coritiba(15º): Essa foi uma daquelas partidas que lá na frente, ninguém imaginará o que aconteceu de fato, mas para quem viu o jogo, pode dizer que foi uma tremenda sacanagem o que aconteceu com o Coxa, como sempre o time paranaense não tem a chamada “sorte” para vencer, dessa vez o culpado foi o Victor, o goleirão do tricolor blindou o seu gol na tarde de domingo e impediu que o Grêmio saísse com a derrota no Olímpico. Pelo lado, do Coxa, apesar de se aproximar perigosamente da zona da degola, fica a certeza que o time merecia uma posição muito melhor na tabela. Gols da partida: Perea, Souza.

Vitória(9º) 3 x 1 Náutico(18º): O Vitória mostrou hoje que o time possui um elenco, Mancini às vezes questionado pela torcida fez duas substituições que deram resultado, Jackson e Leandrão entraram no segundo tempo e decidiram o jogo. O time do Vitória segue seu sonho de tentar incomodar e conseguir uma vaga no G4, enquanto ao Náutico a esperança de fugir do rebaixamento. Gols da partida: Vit – Leandrão (2), Jackson; Nau – Bruno Mineiro

Atlético-PR(14º) 3 x 0 Santo André(17º): Vitória tranquila para o Furacão, cada vez mais tranquilo na fuga do rebaixamento e mais próximo de uma vaga na Sulamericana. Pelo Ramalhão, a certeza de que o time virou o saco de pancada nessa reta final, com certeza o Santo André é na minha opinião o único time 100% rebaixado. Gols da partida: Paulo Baier, Marcel (contra), Marcinho.

Cruzeiro(7º) 1 x 0 Botafogo(16º): Em um jogo onde a maior emoção, foi a preocupação com Soares que sofreu uma lesão séria durante o jogo, chegando a ser levado de ambulância. O Cruzeiro venceu o Botafogo com um único gol, gol este que serviu para Adilson ter um dia de Maradona, após sofrer com a própria torcida no seu pé, Adilson extravasou no gol cruzeirense. O Cruzeiro segue com a melhor campanha do segundo turno, enquanto o Bota segue perigosamente próximo do rebaixamento, mas pela atitude do time, boto fé que será o time que escapará do rebaixamento. Gol da partida: Thiago Ribeiro.

Tá todo mundo escalado!

Vamos pitacar que isso é o mais legal !!

Resolvi montar a seleção do Brasileirão, visto que chegamos no primeiro terço do campeonato. Bom segue quem hoje ocuparia lugar na minha seleção do Brasileirão.

fonte: uolesporte.com.br

fonte: uolesporte.com.br

1 – Victor (Grêmio)
2 – Apodi (Vitória)
3 – Marcel (Santo André) *podem me xingar mas eu gosto do futebol desse zagueirão
4 – Welton Felipe (Atlético-MG)
6 – Júnior (Atlético-MG)
5 – Pierre (Palmeiras)
8 – Guinazu (Internacional)
7 – Diego Souza (Palmeiras)
10 – ? Cadê Meu Camisa 10 ?, me recuso a colocar alguém nessa posição.
9 – Val Baiano (Barueri) – Artilheiro tem que jogar com a Nove.
11 – Diego Tardelli (Atlético-MG)

Olha, ficou faltando muita gente, mas acho que fui justo com os times que estão melhor colocados na tabela…

E para vocês, qual seria a sua seleção?

Os habilidosos do interior paulista, ah e o resumo da rodada também.

Após quase o término deste campeonato paulista, ficou evidente uma características em vários times do interior paulista. A presença de uma meia habilidoso, o famoso “encardido”, mas sem nenhuma disciplina tática ou senso coletivo em jogo.

Dentre os meus destaques ficam Fabiano Gadelha do Marília, Branquinho do Botafogo-SP, Junior Maranhão do Mirassol, Joãozinho do Noroeste. Lembro que tinha marcado mais nomes, mas me fugiram agora na cabeça.

Fabiano Gadelha golaço contra o Corinthians.

Fabiano Gadelha golaço contra o Corinthians.

Sobre a rodada ele traz à tona, o resumo do que foi esse paulista:

Palmeiras = o líder do campeonato se resume da seguinte forma, a capacidade que Luxemburgo tem em trazer bons atacantes para seus elencos ele consegue trazer topeiras para a zaga. Os palmeirenses gritam vivas para Keirrison, Lenny, Ortigoza e Willians, os adversários se esbaldam com Jeci, Marcão, Danilo e Edmilson.

Corinthians = parece que não engrenou ainda esse ano, o time possui muito potencial, mas falta dar liga e esse ingrediente tem nome: Douglas.

São Paulo = o time do Morumbi aparece em alguns jogos do Paulista em outros manda a sua filial do Paraná, o Toledo. A cabeça do time não está nessa competição que só serve para Washington fazer seus gols e para os são-paulinos ficarem com raiva do André Lima.

Empatar com o Mirassol é em casa é não querer se classificar.

Empatar com o Mirassol é em casa é não querer se classificar.

Santos = do mesmo jeito que o São Paulo, tem dia que é Santos e tem dia que é Jabaquara.

Portuguesa = aí, lusinha, só os Mamonas explicam vocês “Já me passaram a mão na bunda e ainda não comi ninguém”

Branquinho golaço contra o São Paulo.

Branquinho golaço contra o São Paulo.

Bom, o importante é que esse Paulista está longe de ter dono certo, pois todos os times estão igualmente em fase de ajsutes ainda. Por isso é mais legal, listar os jogadores do interior que me chamaram a atenção, portanto segue minha lista da seleção dos jogadores sem  o G4 e a Lusa:

Aranha (Ponte preta)

Ivo (Guaratingueta)

Marcel (Santo André)

Gum (Ponte Preta)

Marcio Careca (Barueri)

Careca (Guaratingueta)

Patric (São Caetano)

Fabiano Gadelha (Marília)

Branquinho (Botafogo-SP)

Ze Carlos (Paulista)

Pedrão (Barueri)