O CMC10 respira….

CMC10060518

A inspiração para falar do futebol tem faltado ultimamente, arrisquei umas linhas no primeiro semestre, mas nada publicado.

Tenho achado o futebol chato, as discussões de bar giram em torno de média de público , resultado de balanço dos clubes, como vai pagar a divida, quando o patrocinador for embora já era, como pode gastar tanto em fulano e o retorno financeiro dele?

É como abrir um restaurante e se preocupar apenas com o balancete e não olhar que no cardápio não tem nenhuma sobremesa, ou que os garçons não gostam de ficar ou não trabalham direito.

E não podemos esquecer de uma coisa, ainda estamos falando de futebol, a conta não precisa ser exata,é logico que é bom cuidar da saúde financeira do clube, mas tudo só fica bom, se o time jogar bem e ganhar, aí sim, “o resultado vem”.

Portanto, é legal falar de números, eu mesmo gosto de olhar para saber a saúde financeira de um clube e o que ele pode render e como tem que se preparar dentro de campo pelo próximos cinco anos, mas a discussão não pode ser só essa.

Temos que falar do que o Liverpool tem jogado, quase inconsequente as vezes, mas como é bom ver jogar, falar do Napoli, do Manchester City, do Grêmio aqui no Brasil, dos primeiros passos do Atlético-PR com Fernando Diniz, de tudo o que o tático e o técnico evoluiram, mas sem esquecer a beleza que é o futebol.

Falar da história que Cristiano e Messi construem juntos, de como se manter no topo por tanto tempo, são mais de 10 anos que ambos aparecem como os grandes jogadores, não lembro de nada disso na história do futebol.

O clima da Copa está começando, meu album está quase completo, vamos retomar o blog para falar bastante de futebol, tava com saudade de passar aqui e escutar as cornetas de vocês e deixar a minha.

Depois de um periodo sabático (até parece), vamos retomar, vamos falar de futebol, o periodo foi tão longo que até o Wenger deixou o Arsenal.

Enfim, de volta.

 

Anúncios

Jogos de Natal e Ano Novo

papaisnoeis040117

E entre o fim do Brasileirão e o início dos queridos estaduais ficamos apenas com o futebol dos amigos de fulano x amigos de ciclano, ousadia x alegria, entre outros. Mas será que era possível ter algum jogo nesse intervalo valendo algo?

Quando olhamos para as ligas europeias, apenas a inglesa segue com seus jogos nessa semana e até de maneira muito intensa, com os times jogando dois jogos entre os dias 26/12 a 01/01.

A italiana e a alemã tiveram jogos até bem próximo do Natal e só.

Já nos EUA, as ligas de basquete e futebol americano seguem a todo vapor nessa época, acho que o Hóquei também.

Confesso que como telespectador acho ótimo, porque durante o ano todo tem sempre algum esporte para ver, mas olhando pelo conceito total do esporte, acho temerário forçar a barra assim. Ontem mesmo, estava assistindo a Bournemouth 3×3 Arsenal, os Gunners tinha jogado domingo e voltaram a campo na terça, cerca de 48 horas de diferença, era nítido que a qualidade técnica do time caiu muito.

Eu sou a favor de fazer outras competições para atender essa época, por exemplo, torneio sub-20 para que o torcedor assista mais a molecada do time dele, um campeonato curto feminino para criarmos vergonha na cara e começar a transmitir mais nossas meninas.

Para o nosso formato de calendário, onde dezembro é o fim da temporada, os jogos entre Natal e Ano Novo atrapalhariam toda uma pré temporada, diferentemente dos campeonatos europeus, onde esse período é o meio da temporada.

E mesmo a rodada inglesa entre Natal e Ano Novo deveria ser melhor cuidada para não ficar desgastante, poderia ser dois jogos entre Natal e Ano Novo e depois só no final de semana seguinte para ter tempo de descanso, mantém a tradição, mas também adapta-se as realidades de calendário como o de 2016/2017.

Por fim, agradeço a Premier League que me permitirá nos últimos 10 dias assistir a 5 jogos (Leicester 0x2 Everton; Liverpool 4×1 Stoke; Liverpool 1×0 Manchester City; Bournemouth 3×3 Arsenal e hoje Tottenham x Chelsea), mas aqui em terras tupiniquins vamos deixar do jeito que está, ainda precisamos arrumar o nosso calendário antes de fazer um jogo com o Papai Noel.

E vocês o que acham? Alguma ideia?

Me sigam nas redes, Instagram, Twitter, Facebook

Cadê Meu Camisa 10?

O que esperar do City de Guardiola?

yaya-toure-man-city-

Acho que ler o livro do Guardiola me faz achar que posso pensar como Pep reforçaria o time inglês que ele irá assumir. Contudo, sei que passa apenas de um exercício baseado em algumas premissas dele.

E para quem fica nessa especulação maluca sobre os homens de frente, eu sinceramente, acho que Pep pouco mudará, Sterling, Bruyne, Aguero, Navas, Nasri, Iheanacho e Silva compõe boas peças para o estilo de jogo, se estiver dentro do fair play financeiro, talvez venha um com maior protagonismo. Se for um medalhão, eu não sei porque, mas chuto um Bale.

Mas, o olhar do Pep e a busca maior será pelo setor que começa o jogo, sua defesa e seu primeiro homem de meio de campo, aquele que fará a mesma função que ele aprendeu tão bem escutando Cruyff. E aí, que vejo a maior reformulação do City.

Sinceramente, a sensação que fica é que se o Pep pudesse mudaria a defesa inteira, exceto Hart. Talvez o menino Delph tem mais chances com ele, talvez o Mangala ou Kompany sejam o seu Pique ou Boateng, mas depois, acredito que muita coisa irá mudar.

Pep, só levou Thiago do Barça quando foi para o Bayern, talvez uma opção irá tirar Alaba dos alemães e investir firme para tentar trazer Verrati. O italiano seria perfeito para fazer o que Guardiola espera do camisa 4 dele, lembrando que 4 na Espanha era a camisa que ele jogava, camisa do que aqui chamamos de primeiro volante.

Não dá para ter idéia do que Pep fará na janela agora de imediato. Pep tem por costume olhar o grupo, antes de fazer mexidas, mas acho que seu olhar sobre o time, já traz a agonia dos ajustes que terá que fazer na origem da sua proposta de jogo, seus defensores.

Portanto, se vocês andam preocupados com quem de frente Pep levará do seu time, acho bom olhar para quem da defesa do seu time pode sair a qualquer instante. Desconfio que o foco de Pep está lá. Um zagueiro, um lateral e um camisa 4 (principal peça do esquema) são aqueles que devem chegar com toda certeza.

 

Sorteio da Champions e Liga Europa…

sorteio180316

E agora a pouco sairam os confrontos da Champions League e da Europa League.

Pela maior competição do planeta, o único confronto equilibrado fica por conta de PSG x City.

Franceses e ingleses que são os postulantes a novas potências se enfrentam pela chance de chegar a uma semifinal. Duelo parelho, contudo vejo a turma de Ibrahimovic com mais peças individuais capaz de decidir um jogo. Aposto no PSG.

Também teremos Wolfsburg x Real Madrid, Bayern x Benfica e Barcelona x Atlético de Madrid. Os dois primeiros confrontos possuem dois favoritaços, Real e Bayern, dificilmente os times não estarão nas semifinais, ambos são muito superiores aos rivais.

Já pelo duelo espanhol, mesmo sendo um clássico duríssimo, a sensação é que está difícil para alguém parar o Barça. Portanto, apesar da força do time de Simeone, duvido que pare o Barça.

Agora pela Liga Europa, a final antecipada será nas quartas, Dortmund x Liverpool já se enfrentarão nas quartas. Duelo dificilimo, para mim o mais parelho das duas competições, sem previsão nenhuma de quem passa. Vou apostar no Dortmund por parecer um time mais estável.

Outro bom duelo é entre Bilbao x Sevilla, dois tradicionais times nessa competição, o duelo espanhol também será bem parelho, mas acho que o fator casa no jogo da volta pode fazer a diferença, aposto no Sevilla.

Braga x Shakthar também promete ser disputado, o time português tem sido presença constante nas fases finais da competição e o time ucraniano/brasileiro tem sua força, acho que a turma do leste europeu tem um leve favoritismo.

Para fechar o Villarreal ficou com a zebra tcheca do Sparta Praga, o time que eliminou a Lazio dentro da Itália, tenta aprontar outra zebra, mas acho difícil que se repita. Acredito que o submarino amarelo avance.

E vocês o que acharam dos confrontos?

Guardiola fora da Champions?

pep150316

E o campeonato inglês pode protagonizar uma outra curiosa situação.

Além de todos os indícios de que teremos um campeão fora do comum, Leicester ou Tottenham, começo a desconfiar que existe uma chance de Pep ficar fora da Champions no ano que vem.

Em tempo, antes de entrar nessa possibilidade, não coloquei o Arsenal porque realmente acho que o time não chega, o time teve chance de realmente encostar algumas vezes e nunca chega de vez, vai morrer na praia.

Voltando a possibilidade que eu vejo, O City encontra-se atualmente em 4º na última vaga para a Champions pela Premier League. O time de Pellegrini está 4 pontos a frente do United e 7 do Liverpool que tem um jogo a menos. Os Citizens nesses 08 jogos finais ainda enfrentam United, Chelsea e Arsenal e o time tem ido muito mal nos clássicos.

Lógico que o United também balança, enquanto o Liverpool parece a vias de engrenar. Não se apresenta ainda como uma possibilidade gigante, por enquanto é apenas uma possibilidade, mas que o City pode protagonizar o maior “vexame” da história de Pep, deixar o espanhol fora da maior competição do mundo.

A meu ver, um tropeço no domingo no clássico de Manchester pode aumentar consideravelmente essa possibilidade.

E aí, vocês acreditam em Guardiola fora da Champions?

Augsburg mais importante que o Santos…

augusburg

Navegando em um ou outro blog, me deparei no blog do Rafael Reis com a informação sobre a quantidade de vezes que algum time teve o seu jogo transmitido na TV no mês de Fevereiro no Estado de São Paulo. Tanto TV fechada quanto aberta. Adivinha? Sim, nenhum brasileiro aparece entre os 10 primeiros.

1º – Liverpool
Paris Saint-Germain – 7 partidas
3º – Barcelona
Bayern de Munique
Borussia Dortmund
Chelsea
Juventus
Manchester City
Manchester United
Tottenham – 6 partidas

Além dessa expressiva marca da ausência de brasileiros entre os 10+, alguns dados são mais impressionantes, o Santos teve menos jogos exibidos do que Augsburg, Independiente Santa Fé, Sunderland e Huracan.

Isso me remeteu a um texto que fiz o ano passado sobre a real possibilidade de grandes clubes europeus começarem a possuirem uma representativa torcida aqui no Brasil. Esse números de transmissões explica muito esse processo, para uma criança é mais criar identidade com PSG, do que com Santos, é mais fácil para ele acompanhar. Uma criança que nasce em São José do Rio Preto (cidade a 450km da capital paulista) tem grandes chances de achar o Santos um time qualquer, já que aparece muito menos que o Tottenham por exemplo. Um time com história menor do que o Santos.

E tudo isso, passa pela qualidade do espetáculo, sim é chover no molhado, mas sem estádios decentes, não falo de beleza, falo de qualidade de gramado para a prática, por exemplo, o estádio de Cariacica (que tem abrigado alguns jogos do Flamengo) é ótimo, foi reformado para a Copa (a seleção de Camarões ficou lá) e está excelente para jogo.

A melhoria dos estaduais ou do calendário, não dá para enfiar os modorrentos estaduais goela abaixo, fazendo um paralelo com a Europa, eles são os similares as disputas regionais que levam os clubes para as divisões principais. O formato de calendário nosso é péssimo, não só Brasil, mas Conmebol. Libertadores e Brasileirão tinha que ser o ano todo, com uma Copa nacional.

A sensação é que o time que você torce será torcida de bairro daqui a pouco.