Um bem vindo para aquele que nem tinha ido.

622_1103d754-0bcc-3c9f-9997-e7db0b428714

E o São Paulo conseguiu confirmar a permanência de Maicon e mais do que isso, fez um ótimo negócio para todos.

O São Paulo aceitou pagar 6 milhões de Euros e mais 50% de Lucão (zagueiro promissor) e Inácio (lateral, tratado como jóia pela diretoria) para o Porto. Restou ao clube paulista, 25% de cada jogador, já que o outro quarto pertence a empresários.

Ou seja, do ponto de vista financeiro, o São Paulo na pior das hipóteses, gastou 6 milhões de euros e viu duas promessas não vingarem, e o Porto no pior cenário recebeu a mesma quantia por um jogador que saiu brigado com torcida e já não era tão promissor para o mercado.

Na melhor das hipóteses, o São Paulo gastou 6 milhões, com potencial de recuperar o mesmo valor nos próximos anos com a venda dos jogadores pelo Porto, um dos melhores negociadores da Europa. Ou seja, pode sair de graça a compra do zagueiro-líder, e para o Porto a quantia que Maicon irá gerar pode superar muito mais do que os 10 milhões de euros que o Porto queria inicialmente.

Assim sendo, uma relação ganha ganha muito bem costurada por Gustavo, que vale a nota, fez valer seu alto salário e concretizou muito bem a transação ao meu ver, não só pela discrição, mas pelo resultado final.

Trazendo apenas para o olhar do tricolor, alguns podem julgar como loucura o que o São Paulo fez. Eu confesso que inicialmente, estava achando um pouco temerário as cifras que seriam envolvidas, agora com o desfecho, achei um custo necessário.

O São Paulo que se reconstroi, inclusive financeiramente, precisa de um time forte em campo e esse time passa por ter Maicon na zaga, ele se tornou peça imprescindível para o clube, inclusive para a competição imediata que se aproxima, a reta final da Libertadores.

Ele pode não ser garantia de título, mas sem ele, a certeza de que tudo seria mais difícil. O tricolor ainda precisa ajustar algumas coisas dentro de campo que passa por evoluções táticas de Bauza e por algumas peças para o elenco, o time precisa sair da Gansodependência, é preciso alguém que algumas vezes possa substituir o maestro, não com a mesma genialidade, mas com o mesmo papel.

Você pode até achar que o São Paulo pagou caro por Maicon, mas a realidade é que seria muito mais caro para o tricolor ficar sem o seu novo capitão.

Um bem vindo para aquele que nem tinha ido.

Anúncios

A personificação da culpa.

Lucao170316

O ser humano é a sua necessidade de achar alguém para assumir a culpa.

A questão de as vezes se prender a apenas um personagem está no problema de ficar somente no superficial, não se trata realmente o problema, apenas quer ver aquele personagem longe.

Sim, estamos falando tanto do São Paulo como da crise política que assola o país.

Vejo muitos tricolores querendo a cabeça de Bauza, do Lucão e do Michel, como se isso fosse resolver o problema, enquanto não se olha para o mais profundo, o sistema de funcionamento do São Paulo está falido, precisa ser revisto, diversos técnicos já passaram, outros muitos jogadores já foram queimados e nada mudou realmente.

Qual a real expectativa que algum tricolor tem de que a saída deles mude realmente o São Paulo?

O mesmo vale para a política, nesse Fla x Flu que virou, quem realmente acredita que basta tirar o PT do comando? A coisa é muito mais séria gente, é necessário tratar a reforma política, sem mexer nisso tanto faz que vai comandar. A única mudança é quem será chamado de corrupto daqui cinco anos. Mais isso é assunto quem quiser, converso em outro fórum.

E tanto para São Paulo e Politica não estou dizendo que defendo a manutenção, só acho que do jeito que está isso pouco importa, não gera mudança. É só trocar para gerar uma satisfação imediata.

O São Paulo e os são paulinos precisam cobrar coisas mais sérias da diretoria, credibilidade, transparência, ouvir os jogadores o que eles sentem falta e de preferência, independente se existem outros melhores, é preciso deixar o treinador trabalhar. E não, não é em dois meses que Bauza muda a proposta de jogo. Em termos de futebol, ele é o oposto de Osório, leva-se tempo.

Mas acima de tudo, precisamos na euforia ou na raiva ter a paciência de no dia seguinte entender realmente o que queremos mudar. Só tirar Lucões e Lulas podem não mudar nada.