Brasil, Argentina e o resto na luta pela América!!

liberta230415

Acabou a fase de grupos da Libertadores!

Sobraram 16 times, 5 brasileiros, 4 argentinos, 2 colombianos, 1 paraguaio, 1 uruguaio, 1 boliviano, 1 mexicano e 1 equatoriano. Ou seja três blocos, os brasileiros, os argentinos e o resto.

Veja o que esperar dos confrontos:

Boca x River

Para começar os cruzamentos apenas o clássico de maior rivalidade argentino, Buenos Aires irá parar nos próximos dias. O time do Boca fez campanha irretocável na primeira fase garantido com 100%  de aproveitamento. A dupla Lodeiro-Osvaldo tem sido importante.

Já pelo River a situação é completamente inexplicável, de time vencedor da sulamericana em 2014 e credenciado para ser o principal time a combater os brasileiros, o River se foi muito mal na fase de grupos, classificou-se na última rodada graças a uma combinação de resultados e com a campanha de pior segundo colocado.

Um clássico pode mudar tudo isso, mas o Boca sai como favorito.

Cruzeiro x São Paulo

Campeão e vice campeão brasileiro se encontram nessa próxima fase. O São Paulo tem um ótimo retrospecto contra o Cruzeiro, menos quando se fala de mata-mata. Vale lembrar a Libertadores de 2009 e a Copa do Brasil de 2000.

Contudo o tricolor paulista parece enfim ter começado o seu ano, se o time entender que precisa entrar em campo com a mesma disposição de ontem, torna-se favorito para o duelo, se entrar como tem feito durante quase todo 2015, o Cruzeiro estará nas quartas.

Já o Cruzeiro ainda está chegando ao nível do time bicampeão brasileiro, como muitas peças foram trocadas o time ainda encontra algumas dificuldades. Sinceramente, não vejo favorito para o duelo.

Corinthians x Guarani (PAR)

O alvinegro não pode pedir nada melhor para a luta pelo segundo título da Libertadores, um dos adversários mais fáceis dessas oitavas o Guarani não promete oferecer resistência ao Corinthians. O time paraguaio se classificou pelo grupo do Racing e mostrou que até consegue alguma coisa em casa, mas é presa fácil fora de casa.

Para o Corinthians melhor do que pegar o adversário teoricamente mais fácil será a oportunidade que esse confronto trará de recuperar seus melhores jogadores e voltar ao mesmo ritmo do começo do ano, já que nos últimos  6 jogos o time caiu muito de produção.

Corinthians é amplamente favorito nesse confronto.

Racing (ARG) x Montevideo Wanderers (URU)

O Racing é outro que não pode reclamar do adversário, o Montevideo se classificou no grupo do Boca por falta de opção entre os demais. Todos os integrantes com exceção do Boca eram fraquíssimos, aí caiu no colo do Montevideo uma passagem para a segunda fase.

Já o Racing começou a Libertadores dando pinta de que eles seriam a melhor campanha da primeira fase, mas depois de três vitórias seguidas, tropeçou duas vezes e só voltou a vencer na última rodada em uma virada histórica. O time é rápido, quase a mesma base mantida com relação ao time ganhador do Argertinão, Bou e Milito (sim, aquele Milito) são os destaques desse time.

A Academia deverá passar sem problemas para a alegria de Mauro Cezar Pereira.

Tigres (MEX) x Universitario Sucre (BOL)

O Tigres é a grande surpresa dessa primeira fase, o time mexicano que conta com Rafael Sóbis no elenco fez uma campanha excelente no grupo que tinha o River Plate, saiu sem nenhuma derrota e com a segunda melhor campanha do campeonato. E também foi premiado nessa fase.

O Sucre é o típico time de altitude, em seu território dá uma canseira, quando desce a ladeira se segura como pode. Mesmo em seus domínios o time conseguiu apenas uma vitória.

Ou seja, o Tigres tem tudo para seguir em frente na competição.

Internacional x Atlético-MG

Outro clássico brasileiro, outro duelo equilibradíssimo, promessa de grandes jogos.

Ambos estão em evolução, Aguirre parece enfim ter conquistado a paz que precisava para fazer seu trabalho no Inter e vem feito um trabalho sólido, ainda com pouca “magia” que se espera do elenco recheado do Colorado, mas firme e vencedor. Nilmar como protagonista.

Já o Galo doido, vai se apegando no seu mantra “Eu Acredito” e passou de fase. Em um grupo equilibradíssimo, o verdadeiro grupo da morte, o Galo passou com uma vitória na última rodada e também chega empolgado para o duelo.

O único problema do Galo é não poder jogar com o mantra no último jogo, já que o mando será do Inter. Confronto apertado, sem favorito.

Independiente Santa Fé (COL) x Estudiantes (ARG)

O confronto de dois times que já foram melhores, já assustaram mais em passados recentes, hoje são apenas uma sombra do que foram, o Santa Fé se classificou no confuso grupo do Galo em primeiro, enquanto o Estudiantes fez campanha modesta no grupo 7.

Confronto duro onde não vejo favorito.

Atlético Nacional (COL) x Emelec (EQU)

Confesso que esperava mais do vice campeão da sulamericana no ano passado, mas o Atletico perdeu algumas peças importantes do elenco e parece que ainda não se reencontrou. O time fez uma campanha firme, mas sem um futebol de encher os olhos. É um time que joga melhor fora do que em casa, ou seja, gosta de esperar o adversário atacar.

E terá o Emelec pela frente, um time com o DNA equatoriano de futebol, quase disciplicente, mas ofensivo por natureza. O time ficou em segundo no grupo do Inter deixando para trás a altitude do Strongest e a famosa La U.

Será um bom duelo, mas esse DNA equatoriano cobrará caro na fase de mata-mata, aposto que o Atlético avança.

E vocês o que acharam dos confrontos?

Anúncios

E aí, seu time é grande?

Lodeiro 25022015

E aí, galera o que torna um time grande?

Aproveitando a polêmica (pero no mucho) frase de Lodeiro ao jornal argentino Clárin sobre o tamanho do Boca em relação a Corinthians, fiquei pensando o que torna um time grande.

Acredito que os principais balizadores sejam esses títulos, tamanho da torcida, história, relevância no cenário nacional e internacional.

Só que a análise dos números sempre merece alguns olhares mais detalhados. Por exemplo títulos, o Boca pode ganhar dois títulos nacionais por ano, enquanto o Corinthians pode beliscar um estadual. Para o Boca a concorrência é menor na Argentina, enquanto no Brasil é maior. Contudo, quando olhamos os títulos internacionais, fica mais fácil comparar.

Vale olhar a história desses títulos, por exemplo o Boca ao longo de toda a sua história tem títulos, o Corinthians começou a crescer na década de 90.

Outro aspecto, o Corinthians possui 30 milhões de torcedores contra 17 do Boca, contudo, a torcida do time paulista representa 15% da população do seu país, enquanto o Boca tem pouco mais de 40% da população argentina.

Sobre a relevância nacional, ninguém discute a importância do Corinthians dentro do Brasil, é um dos maiores, sendo por muitas vezes o maior em alguns anos. O mesmo se pode dizer do Boca, já no cenário internacional, apesar das conquistas recentes do Corinthians (libertadores e mundial), o Boca, talvez seja o time sulamericano com maior representatividade para os europeus.

Assim como o Santos ofereceu Pelé ao mundo, o Boca ofereceu Maradona. O Santos por muito tempo ficou longe do cenário de destaque e quando apareceu foi engolido pelo Barcelona, já o Boca chegou em 2000, 2003 e 2007 a final do Mundial, venceu duas.

Por tudo isso, entendo a frase de Lodeiro. Mas, acho que é questão de tempo para o pessoal da Bombonera.

Mas e o seu time, é grande?

Se o campeonato acabasse na 9ª rodada…. (Pitacos)

cruzeiro-lider-web

E dessa vez o campeonato acabou, pelo menos durante o período da Copa.

Podemos dizer que esses 09 jogos foram uma primeira fase, uma prévia, ou apenas 09 jogos do Brasileirão.

Sim, foram apenas 09 jogos, faltam 29 para acabar e acho que pouca coisa na tabela irá mudar. Acho que os candidatos a título e parte de cima da tabela já estão lá. Duvido que outro time figure entre os cinco primeiros, a ordem entre eles pode mudar, mas serão eles no final que estarão no topo da tabela.

Na parte debaixo, o Flamengo terá que fazer muita força para conseguir seu primeiro rebaixamento, tem muito time ruim querendo voltar para a Série B.

O Cruzeiro é o grande favorito, e é bom Fluminense, São Paulo, Corinthians e Inter se reforçarem para que o campeonato tenha graça, se não, Cruzeiro campeão com 29 rodadas de antecedência.

Fluminense e Corinthians já sairam as compras. Elias e Lodeiro chegam no alvinegro e Wellington Nem, Henrique (príncipe do Shrek) e Cícero nas Laranjeiras. Para o Corinthians só falta Mano dar liga para o time, apesar de achar que o time poderia buscar alguém para o ataque, se Mano fizer esse time jogar, dá para ir longe sem precisar desse cara. O time está forte, precisa parar de perder pontos bobos.

Já o Fluminense, contratou um belo trio. O time é forte, Cristovão parece ter conseguido o apoio do elenco e o time mostra uma proposta de jogo interessantíssima. O time tem tudo para ser o principal rival do Cruzeiro na luta pelo título, o que será uma grande ironia, devido a situação que o time poderia estar esse ano.

Já São Paulo e Inter precisam se movimentar. No Colorado, o nome de alguns estrangeiros são ventilados, mas o time precisa de força ofensiva, o time que quer ser campeão, não pode depender dos gols de Rafael Moura e Wellington Paulista. Já Muricy que sempre ganhou título no São Paulo graças aos ferrolhos que montava, encontrou outra realidade no São Paulo e está me surpreendendo pela adaptação.

O São Paulo não tem nenhum jogador de qualidade defensiva. Os zagueiros são medianos e/ou inexperientes. Falta um bom zagueiro ao time e mais um volante para jogar ao lado de Souza, Maicon é bom para compor elenco, não para ser titular. Se arrumar a defesa nesse intervalo, o time chega forte, pois do meio para frente, tem muita gente para resolver.

E vocês, o que acharam dessa prévia-primeirafase-só9jogos do Brasileirão?

Rapidinhas do Camisa 10 – 17.04.2013

Vasco17042013

Daqui para frente é outra coisa. O dia do grande jogo chegou. Hoje o São Paulo decide o que será do seu 2013. Independente de classificar ou não, e tampouco vencer a Libertadores, o que vale no jogo de hoje é ter a certeza de que esses jogadores conseguem vestir a camisa de um grande clube, se não houver dedicação na partida, cabeças vão rolar.

Será o fim da carreira? Carlos Alberto foi pego no exame antidoping. Ainda falta a contraprova e o próprio departamento médico do Vasco acredita em contaminação devido ao tratamento ortomolecular pelo qual o atleta passa. O problema é que a suspensão pode chegar a dois anos. Carlos Alberto ainda é novo (28 anos), mas seu histórico pode acelerar o fim da sua carreira com essa suspensão. Uma pena, sempre gostei muito do futebol do meia.

Ataque da Raposa… Devagar e aos poucos, mas precisa como uma raposa, o Cruzeiro vai montando um time forte novamente. Conseguiu convencer Dedé a não ir para o todo poderoso Corinthians e acertou com a Celeste, Ricardo Goulart é um atacante desconhecido, mas que teve ótima temporada no Goiás, esse Brasileirão de 2013 promete e muito.

Zoropeada Rápida… Pela Champions, nada de clássicos regionais, Barça pega o Bayern e Real pega o Dortmund, com os espanhóis fazendo o segundo jogo em casa. Apesar de Messi como Saci ainda ser genial, aposto em Bayern e Real na final. Na Liga Europa, Fener x Benfica e Chelsea x Basel, aposto em Chelsea e Fener na final.

A propaganda é a alma do negócio: O instituto Hello Research apurou que 47% dos brasileiros desconhecem os patrocinadores da Copa-14. O índice sobe para 67% entre as pessoas com mais de 60 anos. O aspecto mais curioso da pesquisa foi a constatação de que o brasileiro confunde patrocinador da Copa, com patrocinador da seleção canarinha. Só para exemplificar, a Brahma patrocina a seleção, mas a Budweiser é quem patrocina a Copa.

Fazia tempo… que Luxemburgo não abria a boca para falar uma bobagenzinha. Dessa vez, ele desdenhou da classificação palmeirense alegando que o grupo era fraco. Concordo com Luxa, o grupo do Palmeiras é provavelmente o mais fraco dessa Libertadores. Contudo, vencer de Huachipato e Caracas não é nenhum desafio também.

Ainda nos pampas… O Colorado volta a dar sorrisos no Beira-Rio. Damião parece ter reencontrado o caminho do gol e sua atuação no primeiro tempo da seleção, parece ter garantido o menino na Copa das Confederações. Além disso, Forlan tem compensado o investimento feito. Como disse em um tópico atrás, esse Brasileirão começa prometendo ainda mais.

Mais um bom time neste início de temporada… Outro time que sempre me encanta e fico sempre esperando mais é o Botafogo. O time está sobrando no campeonato carioca, seria uma injustiça o time não ganhar. Lodeiro, Seedorf, o jovem Vitinho estão voando. Pensando bem, vai ser bem difícil ficar entre os cinco primeiros esse ano no Brasileirão.

Bola quadrada ou redonda? Carlos Villagran, o Kiko do seriado Chaves, foi escolhido como embaixador da cidade de Porto Alegre para a Copa 2014. Eu, apoio a decisão de um personagem midiático de ótima aceitação no Brasil, não acho que precise ser necessariamente uma figura brasileira.

Programa obrigatório… Para quem viu, reveja, para quem não viu, vá logo atrás de um VT, a entrevista de Alexandre Kalil para o Bate bola da ESPN foi espetacular. Entre várias histórias, algumas revelações, inclusive a de como Sanchez foi instruído a implodir o Clube dos 13 em troca de um estádio.

Dúvida da semana… Caso se concretize a compra do Maracanã pelo empresário Eike Batista, o estádio passará a se chamar Maracanax?

Pitacos: Redenção de Forlan e um bom jogo no Pacaembu…

Galera do blog, uma rodada insossa que serviu apenas para a redenção de Forlan e para acompanhar o ótimo clássico entre Corinthians e Atlético-MG. Foram 25 gols, e um domínio dos mandantes, 08 vitórias dos donos da casa e mais 02 empates.

Esses dois empates aconteceram já no sábado, primeiro o Fluminense chegou a abrir 2×0 no placar, mas viu o Figueirense mostrar brio e buscar o empate. Como tradição, no nosso campeonato, a arbitragem foi protagonista ao anular um gol legítimo do Figueirense.

O outro empate da rodada foi protagonizado pelo Palmeiras, o time de Felipão contou com a ajuda do palmeirense Kléber que resolveu ser expulso com 15 minutos da primeira etapa, deixando o Grêmio com um a menos. Mesmo assim, o Palmeiras não conseguiu abrir o marcador e ficou no 0x0 que o deixa na incômoda zona de rebaixamento.

Para fechar o sábado, o clássico português entre Vasco e a Lusinha. O Vasco venceu por 2×0, o mais importante foram os autores dos tentos. Alecsandro se reencontrou com as redes e Tenorio parece recuperado de vez, o atacante equatoriano é o maior reforço do time vascaíno nesse segundo semestre. Ótimo jogador, vale a pena observar.

O Santos mostrou como é dependente de Neymar e foi derrotado pelo Sport por 2×1. O time dá claros sinais de sem ele, é um time comum, possui boas peças, mas com pouca organização tática. Ou Muricy se acomodou, ou ficou refém de montar um esquema “toca para o Neymar que ele resolve”.

No Beira Rio Forlan desencantou, espantou a possível crise que rondava o lado vermelho de Porto Alegre e afundou ainda mais o time do Flamengo. O resultado de 4×1 foi pouco perto do que o Inter produziu, a goleada poderia ser bem pior. Dorival tem um abacaxi imenso para descascar, apenas Vagner Love se salva.

O São Paulo foi para Salvador e depois de três vitórias sobre o Bahia, entre Sulamerica e Brasileirão, parou na falta de qualidade do seu ataque e perdeu por 1×0 após uma falha grotesca de Rhodolfo. O jogo foi aberto, merecia ter saído mais gols, mas com Cícero e Souza no ataque dos times fica difícil a tarefa de acertar o gol.

O Botafogo jogou sem Seedorf, mas viu outro gringo comandar o time, Lodeiro fez um gol e deu uma assistência para o Glorioso vencer por 2×0 o Coritiba. O Coritiba parece ainda desorientado após o vice da Copa do Brasil, oscila boas partidas com atuações pífias, o resultado é que o time tem um dos melhores ataques do campeonato e a pior defesa.

O Cruzeiro venceu o Naútico por 3×0. Pela atuação do time mineiro o placar foi justo, contudo o primeiro gol saiu apenas aos 30 do segundo tempo. O time do Cruzeiro está arrumadinho, é um time bem limitado, mas que tem se superado, o mesmo serve para o Naútico. Bons trabalhos de Roth e Gallo.

Para fechar a Ponte venceu em seus domínios o Atlético-GO por 3×1. O time goiano começou surpreendendo e abrindo o marcador, teve até a oportunidade de ampliar, mas Patrick perdeu um gol feito, já a Ponte foi se acertando durante a partida e na bola aérea foi construindo o seu placar.