O que você faria?

jo18092017.jpg

E ontem a noite as discussões nos programas de futebol giraram em torno da mãozinha marota de Jô para garantir o gol da vitória sobre o Vasco.

Apenas um adendo, o Corinthians até está permitindo uma disputa no returno, mas a preguiça é enorme por parte dos concorrentes, mas vamos voltar a polêmica.

Além da velha máxima do erro, a questão ganhou proporções maiores pelo personagem, para quem não lembra Jô foi “beneficiado” pelo fair play de Rodrigo Caio ao avisar que não tinha levado um chute do atacante e poupando ele de um cartão e da suspensão para a disputa da próxima partida novamente contra o São Paulo.

Jô foi um bom resumo do que devemos estar questionando em nossas vidas atualmente. Quantas vezes foi fácil elogiar a atitude alheia, mas não conseguimos repetir, ou mesmo exigir a atitude de todo mundo, mas quando ela bate na nossa vez, falhamos.

Não vou dizer que Jô foi hipócrita ontem, ele foi nas declarações que deu sobre o episódio com Rodrigo Caio, sabendo que não faria igual, não precisava sair contando sobre o quão bacana é ser igual a Rodrigo Caio. Ou mesmo evitar assumir a atitude de ontem, deveria e pronto.

Eu sinceramente, não espero que Jô mude amanhã, ou se arrependa disso, eu espero de verdade que as pessoas continuem debatendo sobre, mas ainda me assusta o futebol é assim mesmo, ou que vergonha sobre o que o Jô fez, etc, etc, e bla bla bla.

Não adianta o personificar, esqueçam Jôs e Rodrigos Caios, a questão é porque precisamos ser mocinho ou vilão? Ambos, não podem simplesmente jogar sério e limpo, sem precisar de uma oportunidade para fazer o outro de otário ao invés de si. Para mim, pouco importar condenar ou absolver Jô, agora o que realmente aprendemos com tudo isso, o quanto passamos a fazer diferente.

Já teve Maradona, Jô, Henry e tantos outros, assim como Rodrigo Caio, Klose, Ajax x Cambuur, e por aí vai.

Acho que a chegada do vídeo para auxiliar essas questões deverá resolver inúmeras falhas que hoje o futebol se permite, inclusive fazendo com que os jogadores se policiem mais.

Contudo, a velha máxima volta para que você responda, ao invés de criticar ou defender o Jô, pense o que você faria, realmente, e veja se você está sendo coerente consigo mesmo. Só isso, não precisa mais nada, apenas pense.

E então, o que você faria?

Anúncios

Brincadeira de criança é assistir tudo isso…

Criancas

É pessoal, chega mais um fim de semana e lá vamos nós com a programação do fim de semana. Vocês acharam que por causa das seleções, as opções seriam escassas? Que nada, segue os famosos 6 joguinhos que não ocupam tanto tempo e ainda sobra um pouco para ir no Hopi Hari ou no Parque da Mônica aproveitar o dia das Crianças!!

Sábado – 11/10

09h00 (Amistosos) – Brasil x Argentina: Entitulado como superclássico, o duelo é quase uma reprise da extinta Copa Roca, só que agora resolveram levar para fora do país, além disso, perceberam a oportunidade de incluir os jogadores “estrangeiros” também. Será o primeiro grande desafio de Dunga que terá que achar uma forma de parar Messi e Di Maria. Sinceramente, com o time em reformulação e com a Argentina voando, será bom demais se o Brasil vencer.

15h45 (Eliminatórias Eurocopa) – Polônia x Alemanha: Duelo entre Lewandowski e a seleção campeã do mundo. Além da questão histórica entre os países, existe este fator do atacante polonês ser o melhor atacante do campeonato alemão e jogar no melhor time alemão do momento. Aliás, Klose, o maior artilheiro das Copas, é polonês. Vale pela graça do duelo e por ver a Alemanha jogar que é sempre bom né, Felipão?

15h45 (Amistosos) – França x Portugal: Coloquei o jogo anterior antes para tentar te convencer dos benefícios dessa partida, contudo, o melhor era ter aquelas TV’s que conseguem colocar dois jogos simultâneos, caso contrário, assista esse aqui e de vez em quando pula para o jogo da Alemanha. Grande clássico, além disso, com o jogo não valendo pela Euro e em clima de amistoso, tem tudo para ser amigos do Cristiano x amigos do Pogba, ou seja, boleiragem pura.

21h00 (Brasileirão) – Palmeiras x Grêmio: Duelo dos times que mais dependem de seus centroavantes. No Grêmio, 48% dos gols são de Barcos, no Palmeiras quando sai gol, as chances são de 50% da autoria ser de Henrique. Além disso, é o retorno do Felipão contra o Palmeiras, fica a expectativa de como será a reação da torcida com o treinador. Sem falar logicamente na disputa dentro do Brasileirão, os gaúchos para se consolidarem no G4, os paulistas para ganharem fôlego na fuga do rebaixamento.

Domingo – 12/10

16h00 (Brasileirão) – Internacional x Fluminense: O duelo do potencial. Dois times que possuem grandes máquinas do meio para frente, mas com defesas pouco confiáveis. E para piorar, dois times que não estão convencendo ninguém. Os donos da casas chegam para o duelo após uma goleada histórica e completamente desconcertante para a Chapecoense, o Inter mantém a campanha de ser o time que mais decepciona nos pontos corridos. Já o tricolor carioca, busca aproveitar a chance para de repente achar outra vitória para dar novo ânimo ao time.

21h30 (Argentinão) – Newells Old Boys x River Plate: Confesso que gostaria de colocar alguns jogos do Mujicão para vocês, mas como ninguém tem os direitos de transmissão fica complicado assitir, portanto, vamos de Kirchnerzão que é parecido. Jogo brigado, em alta velocidade, dois times de tradição, a sensação é que você está na Libertadores, serve até para dar uma animada no fim do domingo. River é o líder invicto, enquanto o Newells segue na caça.

Uma questão de conceito!

cinco-de-bastc3b5es-futebol-pelada

Acho engraçado nossos conceitos sobre futebol moderno.

O querido leitor André Russo comentou no post “Pelo fim do futebol moderno” sobre os conceitos que chamamos de moderno e que eles já estiveram presentes em seleções e clubes do passado.

Por exemplo, guardadas as devidas proporções podemos comparar Alemanha e Cruzeiro como exemplos a seguir. Alemanha, como exemplo do queremos para a nossa seleção e o Cruzeiro como o melhor time do Brasil. Ambos carregam características idênticas. De novo, guardadas as devidas proporções.

Os dois abriram mão do tradicional camisa 09. Alemanha tem em Muller o seu centroavante, quando muito Klose faz essa função também. No Cruzeiro, Ricardo Goulart é o Thomas Muller brasileiro e Moreno faz às vezes de Klose. No fim, ambos jogam com centroavantes, que buscam o jogo, saem para a tabela, se movimentam e abrem espaços para as chegadas dos meias.

Os dois possuem dupla de volantes que sabem jogar mais do que desarmar. Nos dois selecionados, não existe o volante brucutu, os Galeanos (com todo respeito ao grande Galeano), os Amarais (nosso querido coveiro) cada vez mais não existem. O futebol começa por eles, são os volantes que constroem o jogo, que ditam o ritmo e que controlam o jogo. O nome não é à toa, sem eles ou com eles ruins, o carro-clube fica desgovernado.

Além disso, todo mundo entende a importância coletiva do time. Todo mundo sabe que correr atrás do adversário para marcar é um saco, é muito mais legal jogar com a bola no pé, construir jogada e fazer o adversário correr, mas para isso é preciso ter a bola e por muitas vezes, todo mundo tem que ajudar a recuperar a bola do rival. Everton Ribeiro, é um meia que aparece dentro da área e acompanha lateral, talvez esses vídeos ajudem Pato a entender do que se trata.

Respeitar o coletivo e saber que ele é fundamental para as conquistas, foi o maior legado dessa Alemanha. Você nunca irá falar que essa foi a Alemanha de fulano, assim como não falará desse Cruzeiro.

No fim, queremos apenas que um time jogue bola. Que todos entendam o seu papel dentro do grupo, para que possam também resolver com suas individualidades. Não digo que o futebol seja o mesmo de 100 anos atrás, só digo que a essência para o sucesso é a mesma. Hoje com mais importância e disciplina na parte tática, mas ainda assim, um time que goste de jogar futebol.

Ou seja, nada de novo, apenas conceitos de quem gosta de futebol.

Eu quero ver gol!!

20100105-chuteira_ouro

A disputa pela artilharia da Copa reserva bem mais do que apenas “a artilharia dessa Copa”. Principalmente para dois jogadores.

Neymar e Thomas Muller.

Ambos atingem marcas que os credenciam a disputar o lugar que Klose hoje tenta tirar de Ronaldo Fenômeno. O de maior artilheiro de todas as Copas.

Muller já tem 9 e apenas 24 anos. Pode jogar mais duas copas tranquilamente e até uma terceira, ou seja, tem os jogos que restam para Alemanha nessa Copa + a quantidade de jogos que a Alemanha poderá disputar nas próximas.

Pensando que a Alemanha é uma potência e sempre estará entre os favoritos. Não é difícil imaginar Muller superando os 15 gols de Klose e Ronaldo atualmente.

Já Neymar tem 22, consegue jogar 3 copas e tem a mesma condição de Muller. Atua em uma seleção que sempre está entre as favoritas.

Klose pode até superar Ronaldo nessa Copa, mas está vendo de perto dois candidatos a tirarem dele essa coroa já já.

Confira a lista de quem mais marcou gols em Copas:

15 gols: Ronaldo (Brasil) e Klose* (Alemanha)

14 gols: Gerd Müller (Alemanha)

13 gols: Just Fontaine (França)

12 gols: Pelé (Brasil)

11 gols: Klinsmann (Alemanha) e Kocsis (Hungria)

10 gols: Batistuta (Argentina), Cubillas (Peru), Liniker (Inglaterra), Lato (Polônia) e Rahn (Alemanha Ocidental)

9 gols: Ademir de Menezes, Jairzinho e Vavá (Brasi), Roberto Baggio, Paolo Rossi e Vieri (Itália), Eusébio (Portugal), Rummenigge, Uwe Seeler e Thomas Müller* (Alemanha) e David Villa (Espanha)

8 gols: Leônidas da Silva e Rivaldo (Brasil), Maradona e Stábile (Argentina), Miguez (Uruguai) e Völler (Alemanha)

Fred é um dos melhores centroavantes da Copa?

E ontem o Cadê Meu Camisa 10 apareceu por um breve período no Linha de Passe da ESPN.

Os participantes falavam sobre Fred. Arnaldo Ribeiro comentou que o Brasil se acostumou a ter um camisa 09 que os adversários temiam e que por isso Fred sofria tanto com os questionamentos por parte da grande maioria.

Resolvi então escutar deles a resposta para a seguinte pergunta: Fred pode não ser temido, mas quantos centroavantes (só centroavantes) são melhores que ele na Copa?

Fiz a pergunta porque acreditava naquele momento que Fred estaria entre os 5 melhores centroavantes do mundo. E após todos os rápidos comentários deles, mas o que alguns vieram conversar comigo no Twitter, vejam o que eu acho.

Centroavantes temidos: Na minha opinião, somente Eto’o e Drogba entram nessa categoria. Pensei da seguinte forma, se eu fosse um zagueiro, quem seria o adversário que quando eu soubesse, já ia pro jogo sabendo que ia terminar cansado pacas no final. Só Camarões e Costa do Marfim dariam esse trabalho todo.

Bons centroavantes: Dzeko, Cavani, Mandzukic, Fred, Balotelli, Benzema, Diego Costa nessa ordem, são os bons centroavantes dessa Copa. São atacantes que jogam o fino, mas não chegam a causar calafrios em nenhum zagueiro.

Escutei muita gente falar de Higuain, Klose e Lukaku. Particularmente, acho os três medianos. Higuain oscila demais para mim e nunca foi um grande fazedor de gols, característica importante para um 9. Já Klose que tem grandes chances de superar Ronaldo como o maior artilheiro de todas as copas, é para mim um centroavante com selo de qualidade Luizão, mesma categoria que entram Vieri, Inzaghi, Serginho Chulapa e todos os famosos centroavantes trombadores.

E Lukaku, eu acho uma piada. Ainda não saiu da fralda, apenas está em um grande time.

Outros chegaram a falar de Suarez, Van Persie entre outros. Para mim, eles não são centroavantes, no caso dos exemplos acima, jogadores melhores que Fred, se bobear melhores que Neymar atualmente, mas atacantes de lado, que por algumas vezes, podem jogar como centroavante.

Contudo, acho que resolvemos pegar um pouco no pé do Fred. Com a razão do passado recente, mas sem motivos pelo que o presente nos mostra, Fred é um dos melhores sim. O que ainda assim não exime o meu erro, Fred não era o 5º melhor, na minha lista, ele ficou em 6º.

E vocês o que acham?

P.S.: Estou tentando o contato com  ESPN para conseguir o trecho que o blog aparece!!

Rapidinhas do Camisa 10 – 03.10.2012

Chega de luto… O Flamengo resolveu dar mais uma chance para Adriano logo após uma entrevista onde eles perguntaram quem são seus exemplos. O Imperador disse que era a Hebe, Bob Marley, Garrincha, seu pai e Niemeyer. Como mais nenhum deles irá morrer, Adriano não terá mais nenhuma crise que justifique sua falta.

Qual o limite? Faixa com protesto no Aflitos, confusão no Couto Pereira e uma tremenda falta de bom senso na TV. O problema não está na manifestação individual, mas sim na falta de educação de um povo. O povo brasileiro é mal educado e acha que se esconder na paixão de um time, é desculpa para qualquer barbaridade.

Um problema social.. Fred resolveu usar o twitter para desabafar sobre os problemas com sua BMW X6 e lançou a hashtag #bmwnuncamais. Logicamente, o desabafo virou piada. Incluindo a sugestão para Fred trocar por uma Mercedes de 38 assentos, um motorista e um cobrador que é muito melhor.

Presente de turco… O treinador do Fenerbahce decidiu tornar a vida do craque Alex Cabeção um inferno. Primeiro começou a exigir um posicionamento diferente e depois começou a colocá-lo no banco. Resultado, Alex reincidiu o contrato e deixou o treinador mais tranquilo. O treinador é o maior artilheiro da história do Fener, com o afastamento acabou a preocupação dele. Palmeiras e Coritiba agradecem.

Era só uma brincadeira… Acho que Tite levou a sério a brincadeira de Sheik com o VJ da MTV. Após o atacante deixar a entender que seria melhor o descanso para o mundial, o treinador deu um recado bem claro para Sheik: “Agora é pau dentro!”. O VJ que se cuide.

Pequenos gestos que engrandecem o futebol… Klose mostrou uma atitude que sem querer ser pessimista, mas acho que não verei outro jogador fazer. Era um clássico italiano entre Napoli e Lazio, logo aos 03 minutos Klose instintivamente usou a mão para colocar a bola no fundo das redes, ninguém viu, o juiz validou, porém o atacante prontamente se acusou para o árbitro e o lance foi anulado. Sabe o que mais seu time perdeu 3×0 e essa foi a segunda vez na carreira que ele fez isso.

Vovôs x Garotos. Entre nossas famosas seleções, neste campeonato esse duelo seria bem interessante. Seedorf, Deco, Marcos Assunção, Juninho Pernambucano, Rogério Ceni, Dida, Zé Roberto, Zidanilo, estão gastando a bola e mostrando que Sérgio Reis sempre esteve certo.

Um passo importante para a calmaria… O Palmeiras deu um passo importante para a melhoria no “ambiente interno”. Foi aprovado o direito a todos os associados do clube o direito a voto, dessa forma o conchavo entre os conselheiros perde força e a chance de um candidato que deixe o Palmeiras livre de problemas internos aumenta.

Acabou a maldição!! E não é que os Meninos da Vila chutaram para longe a maldição dos Centenários. Conseguiram faturar a inestimada Recopa Sulamericana após bater a Universidad do Chile por 2×0 na Vila Belmiro, o primeiro jogo tinha sido 0x0. Pronto, os próximos times já podem ficar mais tranquilos.

Está ficando difícil para o Galo.. O cenário das últimas rodadas indica que o Flu vencerá com algumas rodadas de antecedência. O tricolor carioca parece não se abalar durante o campeonato, enquanto todo mundo oscila, inclusive o Galo nesse momento, o time de Fred e cia segue firme sem encantar, mas vencendo quase sempre.

Dúvida da semana. Com Ganso e Luis Fabiano no time, o São Paulo deveria cobrar ingresso para visitar o Reffis?