Repreensão sim, mas cuidado com o nosso craque!

neymar 240615

Neymar pegou 4 jogos de suspensão. E aquela imagem de único poupado do 7×1, parece ter ido por água baixo.

Lógico que muito disso, está na nossa mania de adorar acompanhar o vento. Se o vento resolveu culpar Neymar, todo mundo vai no embalo e condena-o, se o vento sopra dizendo que ele é nosso novo Messias, somos os primeiros a ajudar o menino a abrir o Mar Vermelho.

O menino. Acho válido, não esquecer desse detalhe.

Neymar tem apenas 23 anos. Já ganhou os dois principais títulos de clubes (Libertadores e Champions), caminha a passos largos para ser o maior artilheiro da seleção mais vencedora do mundo e promete ser o sucessor da coroa dividida entre CR7 e Messi. Isso tudo, falamos de um menino de 23 anos.

O mesmo menino que já tirou Renê Simões do sério, que deu uma carretilha em final do Copa do Rei que brigou com o seu treinador no Santos, e outras estripulias de moleque.

Não estou isentando ele de culpa, tampouco compactuando com quem adora o chamar de mimado, eu prefiro apenas utilizar o termo menino.

Neymar não poderia estar sozinho nessa jornada, todos nossos craques tiveram alguém mais experiente nessa jornada. Sempre foi assim, mas resolvemos tratar como safra podre a geração entre Ronaldo e Neymar.

Execramos Julio Cesar, Lucio, Fellipe Mello, Elano, Kaka, Robinho e Luis Fabiano. Nem estou dizendo que alguns não mereciam…rs..

Mesmo sem um craque entre Fenômeno e Ney, acho que deveriámos ter alguém com mais história ali para ser um elo entre o fim da geração anterior e o início da turma de Neymar. Só agora Robinho foi chamado, Kaká estava em lista de espera, Ronaldinho nunca quis esse papel e Adriano está lá na Cruzeiro e nem falo da Raposa, falo da vila do Imperador.

O próprio Dunga é um remanescente de uma geração execrada.

Nossa linha de frente é composta pelos jovens Firmino (23), William (26), Coutinho (23), Neymar (23). Isso sem falar que Neymar só tem menos jogos que Robinho e Daniel Alves.

Portanto, não custa lembrar das besteiras que você já fez com 23 anos, merecem repreensão, e só!

 

 

Anúncios

Só tem os dois mesmo?

1516870_full-lnd

Novamente a bola de ouro ficou para Cristiano Ronaldo.

Sua terceira, segunda consecutiva. As últimas 7 premiações foram para ele ou para Messi. O último a ganhar o prêmio sem ser os dois foi Kaká em 2007. Desde que o prêmio foi criado (1990) é a primeira vez que o prêmio fica tão polarizado.

Será que só existem os dois mesmo?

Será que ninguém faz frente a eles porque eles são gênios da bola, porque a safra é ruim ou porque os eleitores do prêmio são viciados em votar em um dos dois?

Eu acabo achando que é um pouco de tudo, principalmente do último item. É comodo para um jornalista, capitão ou técnico votar em Messi ou Cristiano, por mais que não tenha sido o melhor. Como discordar do voto dado a eles?

Sobre a safra ruim, acho que as opções são mais escassas sim. Nosso futebol passa por uma reformulação física. Os jogadores ainda estão se adaptando em conciliar talento com tanta dedicação física. Por isso, Messi e CR7 dominam o cenário, eles são essa inovação. Robben, Neymar e Muller também estão próximos desse patamar.

Contudo, acho que falta um pouco mais de ousadia nessas votações. Sair do senso comum, olhar quem foi o grande destaque do ano.

Por exemplo, por quê Messi ganhou o melhor da Copa? Robben foi melhor, James foi melhor, até na própria seleção argentina, Pulga ficou atrás de Mascherano e Di Maria. Porém, como um prêmio de consolação pelo vice, deram o título para ele ao invés de premiar, realmente, o melhor em um campeonato.

Sobre a eleição de Cristiano não acho errônea. Ele fez uma ótima temporada, mas ver Messi como vice me fez olhar que o comodismo em escolher os dois ainda existe.

Messi é o melhor jogador do mundo, mas não foi em 2014. Robben, Suarez, Muller, Neuer, Di Maria jogaram mais do que ele.

Acho que Iniesta e Ibrahimovic mereceram bolas de ouro em temporadas passadas mas, principalmente, que seja feita a votação com menos comodismo.

Ou vocês acham que só existem os dois mesmo?

Seleção e o caminho pela frente…

Neymar 14102014

Vocês assistiram ao jogo da seleção?

Antes do palpitando, resolvi escrever sobre a turma de Dunguinha ex-paz e amor.

Dunga nessa nova passagem tem 4 jogos, 4 vitórias, 8 gols pro e nenhum contra. Mesmo sem grandes rivais e sem uma grande atuação, a seleção faz valer o peso da sua camisa.

Gosto de analisar a evolução ao longo dos jogos, o time jogou feio contra Equador e Colômbia, jogou para ganhar contra a Argentina e melhorou contra o Japão.

Ainda está longe de um futebol brasileiro, do resgate, mas não dá para negar a evolução. O time tem mais movimentação no meio e algumas variações de jogadas.

Sobre a dependência de Neymar, acho natural, ele é craque, se Messi vai mal, Argentina vai mal, se Robben vai mal, Holanda vai mal.

Contudo, não vejo mais aquela famosa estourada de bola para Ney, enquanto ele se virava contra 2 – 3 marcadores, vejo o time compacto jogando junto e para ele, dando opção.

Lógico que seria bom, fazer um amistoso sem ele, pois nem todo jogo poderemos contar com nosso craque.

Gostei da defesa titular, acho que as laterais estão fechadas na cabeça de Dunga, sobre a zaga, dúvida boa, Thiago, Gil, Miranda, Marquinhos e David disputam quatro vagas. Eu excluo David.

No meio, Luiz Gustavo me incomoda, mas continua bem, e sabe jogar, Elias foi bem contra a Argentina e irrelevante hoje, mas insistiria neles. Já na criação, Oscar parece que não nasceu para vestir a camisa da seleção, é um ótimo jogador, mas todos que entram ali fazem mais do que ele. Kaká, Everton e Coutinho estão melhores do que Oscar.

Já na frente, eu sei que a idade pode pesar, mas não dá pra ignorar que Tardelli tem feito ótima dupla com Neymar, além disso a movimentação do atacante do Galo, permite a aproximação dos meias. Tardelli pode não aguentar uma Copa do Mundo, mas por enquanto é inquestionável para mim, como parceiro de Neymar.

Acho que para uma seleção que acabou de tomar 7×1 (sim, não dá pra fingir que não houve), o início dessa nova fase está no caminho certo.

Ainda falta muita coisa, falta Dunga não repetir o que fez contra a Argentina, falta a seleção aprimorar suas jogadas e falta mais jogos cascudos.

Contudo, são assuntos que o tempo resolve, se Dunga e turminha acertarem as decisões.

E vocês, o que acharam desses jogos da seleção?

Entre presente do céu, volta da Liga, criador e criatura.

Juvenal

Quem assistiu a entrevista de Juvenal ontem?

Entre várias risadas, comentários sem pé nem cabeça, a sensação de que ele parou em 2010 (insistiu em chamar Lula de presidente do Brasil), e muitas outras galhofas, algumas coisas foram interessantes.

Dividirei em três blocos: Política no São Paulo, Futuro do futebol e Kaká.

Política no São Paulo

A sensação clara que ficou é que tanto Aidar como Juvenal são egocêntricos, não tem espaço para dois pavões no clube. Ou Aidar, ou Juvenal. Aidar decidiu mexer em toda a estrutura de Juvenal, logicamente exagerou nos discursos e expôs o clube desnecessariamente, quase como um ato de defesa caso fracasse. Já Juvenal prometeu infernizar a vida de Aidar até o final de seu mandado.

Acredito que o fato de Muricy ser o treinador atualmente ajudará para que nada atinja o time, já que o treinador conhece os corredores do Morumbi como poucos, saberá a quem procurar e como blindar o elenco.

A história de criador e criatura se confunde um pouco, já que Juvenal teve espaço no São Paulo, graças a Aidar em sua primeira passagem. A sensação é que o criador pela primeira vez, conseguiu voltar para derrubar a criatura.

Futuro do futebol

Juvenal deixou muito claro e foi o que mais me preocupou que se ninguém fizer o futebol está condenado mesmo. Que os clubes precisam se unir, voltar a ter uma liga que pense no interesse de todos, pois assim, o futebol segue forte, hoje o modelo é igual ao da Espanha, e tudo mundo viu qual o resultado disso. Dois clubes muito fortes e só.

O que mais me impressionou foi a consciência de que qualquer dirigente hoje sabe disso, mas aceita, se corrompe e nada faz. Os dirigentes de clubes pensam em um planejamento referente ao tempo de mandado e não em fazer algo de benéfico para o clube.

Segundo Juvenal, a solução mais simples (e a qual eu já defendia) é a intervenção do Ministério Público, onde seria escolhido pelo governo um representante dentro da CBF ou em uma liga independente, pois apesar da CBF se uma entidade privada ela trata de um tesouro nacional, o nosso futebol.

Kaká

Juvenal decretou que Kaká caiu do céu, foi um presente de Deus. Foi a amálgama que faltava para o time. E mostrou como ele fez com o que o time todo crescesse.

E ele está correto, Juvenal mostrou que gosta de assistir e inclusive assumiu que escalou Edcarlos na final do mundial de 2005. Kaká ajudou Ganso a se soltar, Pato começou a ter um irmão mais velho para arrumar a chuteira, Denilson e Souza subiram de mais de produção e a zaga não tem falhado mais tanto. E principalmente, Kaká corre muito pelo time, se dedica demais ao seu papel tático no time, como alguém teria coragem de não fazer o mesmo. A chegada de Kaká, garantiu a Muricy o elenco na mão dele.

Quanto ao cair do céu, acho que é simplesmente para não dar o braço a torcer para Aidar.

No fim, Juvenal falou muito e por algumas vezes, foram coisas boas. Considero que Aidar está no caminho certo, assim como Juvenal já teve seu nome guardado na história do São Paulo. Quem puder, reveja a participação dele no programa da Fox Sports.

Se fosse no videogame era tudo mais fácil…

galaticos13082014

Quem aqui já jogou Football Manager? Ou mesmo jogou carreira no Fifa?

Quantas vezes, você parou para analisar os dados de cada jogador, escolher os melhores para o seu time e dentro do orçamento que você tinha, montar um time que pudesse ser bem competitivo para os campeonatos?

No videogame, a primeira coisa que você faz é escolher um bom goleiro e uma tremenda dupla de ataque, se ainda houver boas oportunidades compra uns meias, monta o time e vai para o jogo.

Os zagueiros? Ah, deixa para lá, depois que ganhar alguma coisa, troca eles, mas por enquanto, os que estão aí, resolvem.

Aidar, tem quase 68 anos completos (completa dia 25 próximo), mas parece um garoto de 15 anos viciado em videogames e que escolhe suas peças pelo número que representa no jogo. Eu imagino Aidar argumentando com o conselho: “mas o Rodrigo Caio tem 92 de cabeceio”, ou qualquer outra bobagem do gênero.

Michel Bastos, Kaká, Ganso, Kardec, Pato, Luis Fabiano compõe dentro do futebol brasileiro um elenco galáctico. O time sobra em qualidade perante aos rivais, porém é completamente desequilibrado, faltam peças defensivas.

Muricy arrumou um pepino bom, mas indigesto. Terá que se desdobrar para montar o time e conter o ego de todos no grupo. Porque com esse grupo de jogadores, precisará apresentar resultados imediatos.

Acredito que treinando o posicionamento de todo mundo, o time deverá ser: Ceni, Douglas, Toloi, Tonhão, Alvaro, Souza, Michel, Ganso, Kaka, Pato e Kardec. É um time muito forte, mas com espaço curtíssimo para dar liga.

Sobre os zagueiros, quando o time ganhar algo, Aidar pensa. Foi assim que seu neto ensinou no videogame. Bem simples, né, Aidar?

Rapidinhas do Camisa 10 – 12.03.2014

Guedex_20140306A

Já que não pode contra, una-se… A Portuguesa irá receber o patrocínio da empresa Tabacow. A empresa entre seus produtos, possui tapetes. Acho que a Lusinha decidiu garantir para o ano que vem alguns tapetes se precisar, já que o ano passado faltou um tapetinho para eles.

Crimeia ajudando Ibra e Bale… A situação na Criméia pode impactar a Copa do Mundo no Brasil. Como? Rússia e EUA resolveram mandar uma carta para a Fifa solicitando a exclusão das duas seleções. Sinceramente, acho que não vai dar em nada, mas se o pedido de exclusão for aceito, apoio a inclusão de Suécia e Gales, assim Bale e Ibrahimovic estariam no Brasil.

Calendário com Bom Senso… E o Bom Senso fez o primeiro esboço do calendário que espera oficializar em 2015. Serão 5 divisões do nacional, sendo a última com 430 clubes e estaduais em formato de Copa com apenas 7 ou 8 datas para a disputa. A princípio muito interessante a proposta deles, mantém mais clubes o ano todo e cria uma forma interessante para os inesgotáveis estaduais.

Um elefante “branco” incomoda muita gente… “Esse problema é nosso, não é de vocês. Não é da imprensa do Sul”. Foi dessa forma que o governador do Amazonas se referiu a questão do que eles farão com o estádio após a Copa. Pelo jeito, ele não tem a menor idéia do que vai fazer, ou a “imprensa do Norte” já ajudou ele.

As dúvidas de Felipão… Scolari, deixou um recado animador para Luis Fabiano, Coutinho, Walter e qualquer outro especulado pela imprensa, sem não houver lesões ou algum fenômeno o grupo está mais do que fechado. Bom, todo mundo dando duro para a copa no Qatar!

Pato vai estrear… Muricy deve estar quebrando a cabeça sobre como montar o São Paulo com Pato. Qualquer um dos quatro jogadores ofensivos (Luis Fabiano, Pabon, Osvaldo e Ganso) podem dar lugar ao atacante, a questão é que o time parece estar se entendendo e precisa ver como o elenco reagirá a entrada do atacante..

Liomar ou Neyssi? de Tutty Vasques, no ‘Estadão’ “Lionel Messi vomitou em campo no amistoso da Argentina com a Romênia. Corre nas redes sociais o boato de que a hipótese de gravidez teria sido determinante no fim do namoro entre Neymar e Bruna Marquezine! Será?” O filho vai jogar pela Espanha, Brasil ou Argentina?

Sidão deve estar com saudades de entrar em campo… A eliminação do Milan só evidenciou como é fraco o elenco do time rossonero. Seedorf, em 10 jogos tem quatro vitórias, um empate e cinco derrotas, com 9 gols marcados e 11 sofridos. Olhando a qualidade do time, ainda não dá pra colocar na conta do Sidão.

Você sabia que… apesar da eliminação do Milan para o Atlético de Madrid ontem, o meia Kaká foi o primeiro brasileiro a atingir a marca de 30 gols na principal competição de clubes do mundo.

Dúvida da semana… Mano aguenta até a Copa?