Encerrar a carreira no time que ama: Sonho brasileiro, realidade argentina…

Juninho-Pernambucano-Vasco-Sergio-Moraes_LANIMA20101113_0062_26

Esses dias estava lendo no Blog do Birner uma matéria sobre uma declaração de Di Maria onde o meia argentino comentava que iria jogar no seu time do coração o Rosario Central. Birner aproveitou para explorar o universo de jogadores argentinos que atuavam por outras equipes dentro da própria Argentina, mas assumiam publicamente seus times.

Porque isso no Brasil é tão distante?

Para começar, eu acho que o mais curioso além da distância para isso ocorrer no Brasil, é a particularidade dessa situação na Argentina, talvez a Inglaterra tenha casos similares, além dos casos pontuais pelo mundo afora.

Mas concentrando na análise do Brasil, quero fazer alguns comentários sobre quais os motivos que acredito abafarem a possibilidade dos jogadores assumirem seus clubes do coração.

Primeiro a formação, e nela incluo a mistura de baixa escolaridade com ficar “na mão de empresário”. Esse combo é para mim o pior dos motivos. Pois, um jogador já desde cedo (10/11 anos) tem a presença de algum ser entitulado empresário ao lado dele.

E desde cedo, esse cara deixa muito claro a mercadoria que tal jogador é para ele. E nesse tacanho pensamento somado a baixa escolaridade do menino que não consegue também analisar de maneira mais clara as melhores opções para ele, uma espécie de lavagem cerebral é feita.

E o jogador entende que assumir algum clube pode limitar o seu mercado de atuação. Logo, esse primeiro passo, afasta e muito a possibilidade do cara assumir o clube sem medo algum.

A característica do jogador brasileiro é outro fator que acaba sendo critério complicado para que ele assuma seu time. O argentino é aguerrido por natureza, mesmo jogando por um clube rival ao seu clube de coração, ele irá morrer em campo todo jogo.

O brasileiro não tem essa característica, acredita que o talento é muito mais importante para vencer uma partida (nem digo que está errado, são apenas estilos de jogos diferentes). Logo é mais fácil para uma torcida aceitar alguém que está o tempo todo se matando em campo, do que o contrário.

Além disso, acho que mídia, os próprios torcedores, e todos os demais envolvidos parecem ainda não estarem prontos para isso.

Pensar em um jogador repetir o que Juninho Pernambucano fez com o Vasco, voltar para ganhar um salário irrisório, apenas para ajudar o clube que ama, depois de ter feito sua carreira vencedora, ainda parece contos antigos de futebol.

Quem sabe, aos poucos, mais brasileiros voltem apenas pelo amor do time que torce..

Anúncios

Rapidinhas do Camisa 10 – 05.02.2014

super-bowl

TJD querendo aparecer logo cedo… O pior não é a discussão sobre Valdivia e Ceni no último clássico, o pior é saber que o TJD quer julgar, por achar um absurdo o ocorrido, mas não tem a menor idéia em qual artigo irá enquadrar. Sugestão, enquadra no artigo “coisas de futebol”e param com mimimi.

Insistir no erro é burrice, agora isso … E eis que vejo uma matéria que por alguns instantes quis acreditar que era antiga. O Botafogo volta a cogitar a hipótese de trazer Jobson. Sinceramente, eu não consegui enxergar até agora, alguma demonstração por parte do jogador de que ele tenha melhorado sua índole, portanto trazer, seria apenas repetir o erro.

Faltou sacola, André? E André Santos protagonizou uma cena no mínimo curiosa nessa segunda-feira. Participante do programa Bem Amigos no Sportv, o jogador do Flamengo foi levar vários kits do clube para entregar aos participantes. Até aí, tudo bem, até porque se não levar, Arnaldo reclama. O problema é que André levou os kits do Flamengo, patrocinado pela Adidas, em uma sacola da Nike. Pô Adidas, libera uma sacola aí…

Espanhol obrigatório, inglês desejável… Que apesar de toda essa procura por estrangeiros, entre os times da Série A, o número pouco mudou. Ao final do Brasileirão tinhamos 42 estrangeiros e agora estamos com 41, esse número pode aumentar e a tendência é essa. Além da força da nossa economia sobre os países sulamericanos, Seedorf abriu portas para a chegada de europeus no final de carreira.

A mão de um treinador… Nunca acreditei tanto na capacidade de um técnico ser o principal responsável por um título, mas vira e mexe alguém aparece para colocar essa minha certeza em dúvida. Mourinho transformou o bom Chelsea em um fortíssimo Chelsea. O time vai disputar tudo esse ano e com grandes chances.

Mais choro e menos beijinho… Hernanes chorou na saída do estacionamento da Lazio dias antes de se transferir para a Inter de Milão. A questão não foi financeira, mas sim, uma boa oportunidade para todos os envolvidos. Mas o choro de Hernanes mostrou que alguns jogadores podem aprender a respeitar uma camisa e sua história sem precisar torcer para o time. Parabéns pelo choro de Hernanes e ao fim dos beijos desinteressados nos símbolos dos clubes.

Reizinho da Colina. Falando de jogadores que respeitam a camisa, eis que um grande exemplo dessa linhagem decidiu se aposentar. Juninho Pernambucano optou por pendurar as chuteiras agora no início do ano. O Reizinho da Colina deixa orfão fãs no Vasco, em Lyon, na Ilha do Retiro e principalmente pelo mundo afora que aprendeu a respeitar esse craque do futebol.

Mãe dos clássicos… Essa alcunha bem que poderia caber ao São Paulo atualmente. O clube que passou 2013 inteiro sem vencer um clássico, começa 2014 do mesmo jeito. A última vitória foi em Dezembro de 2012 contra o Corinthians, de lá para cá, são 11 jogos, três empates (todos em 0x0) e oito derrotas, 16 gols tomados e 3 tomados. A bronca de 40 minutos de Muricy foi bem pequena no final.

Terra da garoa em crise… O futebol paulista dá mais sinais que está por baixo atualmente, além de não ter nenhum representante na Libertadores nesse ano e ver seus clubes ainda procurando o rumo, são grandes as chances de nenhum jogador que atua em São Paulo representar a seleção canarinha na Copa. Algo que não acontece desde 1934, ou seja a 80 anos atrás.

Dúvida da semana… Dos 12 presos em Oruro, quantos estavam no CT querendo quebrar a perna de Pato e Sheik?

A culpa da chatice é da competência…

cruzeiro-2013

Galera do blog, confesso que desde que começou a era dos pontos corridos esse é disparado o campeonato mais chato de todos. E a culpa é toda do Cruzeiro.

Em um mar de incompetência e sonolência de todos os times, o Cruzeiro paga o preço por querer ser o único time com vontade e competência nesse campeonato. Ganha com sobras, tem melhor ataque, segunda melhor defesa, campanha perfeita em casa e com números para ser campeão com a melhor campanha dos pontos corridos.

Outro exemplo da chatice desse campeonato é o Grêmio em segundo. Desde que Renato chegou, o mesmo quis pregar um discurso de time aguerrido que voltaria as origens do time gaúcho, mas o que se vê na verdade é o Grêmio atuando como um Juventude, igual time pequeno, com o time inteiro atrás da linha da bola e contando com um contra ataque mortal quase sempre puxado pelo excelente Alex Telles. Um time que opta por deixar Elano e Zé Roberto no banco não está afim de jogar bola. E antes que alguém diga que a campanha do Grêmio é de respeito, eu digo, graças a incompetência geral.

Basta dizer que Atlético-MG, Corinthians e Inter tem muito mais futebol do que este Grêmio, o Galo parece ter acordado, o Corinthians parece que acordou mas o cobertor ainda está pesado em cima dos jogadores e o Inter é o eterno mistério. O time que nos últimos anos monta elencos formidáveis não consegue dar liga para essa “talentaiada” inteira.

Incompetência vista em Coritiba, Vasco e Botafogo que não conseguem montar um time que dê condições para Seedorf, Juninho e Alex serem poupados e utilizados da melhor forma a favor do time. Os times ficaram dependentes demais e hoje os veteranos sentem o cansaço do nosso calendário desgastante e se arrastam em campo.

Em compensação o Furacão mostra um sopro de competência, além de toda a pré-temporada feita graças a abdicação do estadual, o time foi perfeito na preparação de Paulo Baier. O vovô do Brasileirão não se arrasta em campo e tem ajudado muito o Furacão a se manter lá em cima. O problema do Furacão é que o time individualmente é mediano, se tivessem mais boas peças do meio para trás estaria mais próximo do Cruzeiro.

Além é lógico da incompetência do Sâo Paulo que apesar de receber mais dinheiro que a maioria e ter vendido o Lucas por um valor estratosférico não soube montar um bom elenco e vive o campeonato a sombra do rebaixamento.

Em resumo, se o Cruzeiro fosse menos egoísta esse campeonato seria péssimo, mas continuaria divertido como sempre foi. Agora, a Raposa ficou incomodada com o título do maior rival e resolveu passar o trator em todo mundo nesse Brasileirão.

Espero que todos os clubes acordem para o ano que vem e se equilibrem o campeonato pela competência e não pelo contrário.

Brasileirão experiente!!

Alex-Coritiba

Galera do blog, acho que enfim consegui criar uma dinâmica mais adequada para conciliar meu trabalho com o meu amado e querido blog, essa semana, teremos posts todos os dias!! Viva!!

Hoje, vamos dar uma comentada geral sobre o Brasileirão.

Primeiramente, os “veteranos” estão dando um verdadeiro show dentro das quatro linhas. Seedorf, Forlan e Alex desde o começo e ontem Juninho Pernambucano mostrou que irá se juntar a esse seleto grupo. Que ainda pode ter Zé Roberto que ainda não fez muito nesse Brasileirão.

Aliás, Seedorf, Forlan e Alex são responsáveis por colocarem Botafogo,Inter e Coritiba no topo da tabela. O Botafogo tem aquela velha estigma de cavalo paraguaio, começa muito bem, mas não aguenta o longo campeonato, ainda afirmo que é o time que tem o futebol mais vistoso para mim neste campeonato. O Inter está montando um elenco fortíssimo que poderá aguentar muito bem o campeonato e além disso, Forlan parece enfim recuperado das lesões e em condições físicas diferenciadas. O uruguaio está sobrando!

Para fechar o grupo de “Masters”, o meia Alex. Cabeção, como é conhecido por todos, mostra que o seu talento parece não sentir nenhum efeito da idade. Sem exagero, algum, ainda dá tempo de Felipão se redimir de 2002 e levar Alex para fazer o papel central na seleção, O meia joga demais e toda sua experiência pode ser importante para esse jovem grupo. No momento, ele é o meu eleito para Craque do Brasileirão, seguido por Forlan e Seedorf.

Na parte de cima da tabela ainda, o Cruzeiro tem feito ótima campanha, Marcelo Olivera vem fazendo grande trabalho e ainda existe a possibilidade da chegada de reforços, além do retorno de lesão de alguns atletas. Aliás, os atuais quatro primeiros juntam-se a Corinthians e Galo pela disputa do título, acho pouco provável que surja outro integrante.

Surpreendente também é a atuação dos times baianos, principalmente do Bahia. O Vitória possuia uma base mais estruturada e que está aproveitando este início de Brasileirão para fazer uma gordura para a reta final. Em compensação, o Bahia começou o campeonato completamente devastado, com várias trocas de treinadores e o time sendo goleado por duas vezes pelo maior rival. Cristovão Borges conseguiu acertar a casa em um espaço muito curto.

Já na parte “ruim” da tabela, Naútico e Portuguesa dão grandes indícios que dificilmente sairão de lá. Vasco parecia pronto para fazer companhia a eles, mas a chegada de Juninho parece ter mudado os ares de São Januário. O Furacão parece devastar somente a si mesmo e o Soberano Tricolor paulista começa a namorar a zona graças a draga que o time vive.

Sobre o São Paulo, escreverei um post na sexta independente do resultado contra o Inter no meio da semana, e por que na quinta é dia de comemorar o título do Galo!!

Pitacos: Só me restou levantar, olhar para minha TV e aplaudi-lo. Um show!

Galera do blog, a 28ª rodada se foi e com ela duas goleadas, Ronaldinho em noite iluminada, Fred decisivo e o São Paulo enfim ganhou uma partida decisiva. A rodada teve 26 gols, 7 vitórias dos mandantes, 2 empates e apenas 1 vitória dos visitantes.

A rodada que começou na quinta em virtude das eleições, começou muito mal. A primeira partida foi o insosso 0x0 entre Flamengo e Bahia. O time carioca está oscilando muito nesse segundo turno, se alguns times embalarem na parte debaixo, o rebaixamento pode ficar bem próximo. Para o Bahia que começou o segundo turno avassalador, esse empate é importante para somar pontos.

O Coritiba venceu a Ponte Preta pelo placar mínino anotado por Deivid. O time paranaense começa a escapar do rebaixamento, como já disse anteriormente, o time é muito melhor do que a posição que ocupa. Já a Ponte parece ter sentido a saída de seu treinador e tem grandes chances de trocar de posição com o Palmeiras.

Para fechar a quinta, a Barcelusa voltou a dar o ar da graça. Com três gols de Bruno Mineiro, a Portuguesa atropelou o Sport por 5×1. O Sport parece pronto para fazer companhia para Figueirense e Atlético-GO na Série B em 2013. Já a Lusa, precisa se preocupar em como conseguir manter o elenco para 2013, existem ótimas peças e os grandes times já estão de olho.

O sábado começou com o clássico paulista. O São Paulo dominou completamente a partida e venceu por 3×0 o Palmeiras. Foi nítido que após o terceiro gol, o time tirou o pé, a escalação de Denilson e Wellington juntos foi fundamental para o resultado, permitiu um equilíbrio para o time que não há com Maicon. Já o Palmeiras, resta juntar os cacos pois durante a semana tem mais decisões.

Santos e Inter empataram em 1×1 dentro da Vila Belmiro. Foi a melhor partida do Santos sem Neymar no time, foi longe de ser uma boa atuação, mas o time esteve mais equilibrado e Bernardo conseguiu produzir alguma coisa. Já o Colorado melhorou na segunda etapa, até poderia sair com a vitória, mas o time que mais empata não poderia pensar em resultado diferente.

O Naútico continua a conquistar seus pontos dentro do Aflitos, o time tem 32 dos 37 conquistados em seus domínios. Anteontem, a vítima foi o Corinthians que perdeu por 2×1. Fabio Santos e Paulinho sairão de lá com duas lembranças, o primeiro voltou com uma boa dor nas costas e o segundo pelo reencontro com seu pai antes de começar a partida.

O Vasco foi a Goiânia e conseguiu um ótimo resultado ao vencer por 1×0, gol de Juninho Pernambucano. O gol saiu apenas aos 41 do segundo tempo, mas o time carioca dominou a partida, mas tinha dificuldades para furar a barreira goiana. O Vasco parece que acertou na hora certa, enquanto o Dragão já se contentou em jogar as próximas partida e quando der aprontar alguma.

Parece replay, Fluminense vencendo um clássico por 1×0, gol de Fred. A única diferença é que dessa vez, o adversário foi o Botafogo. O Fluminense não tem brilhado em campo, mas tem sido muito eficiente e conta com Fred em ótima fase, o Botafogo até fez um jogo parelho, principalmente com Seedorf e Elkeson, mas não foi suficiente.

O Grêmio venceu o Cruzeiro por 2×1. O jogo poderia ter sido mais fácil para os tricolores, porém Fabio estava em noite inspirada e evitou uma goleada gremista, além disso, o Grêmio foi surpreendido e terminou a primeira etapa perdendo por 1×0 em falha de Marcelo Grohe. Na segunda etapa, os reservas viraram o placar e Fabio evitou uma tragédia para a Raposa.

Para acabar, a iluminada noite de Ronaldinho Gaúcho. Todo mundo sabe, o quanto considero ele questionável, mas quem viu o primeiro tempo no Independência lembrou daquele mesmo Ronaldinho que fez um Santiago Bernabeu se levantar para aplaudi-lo, eu fiz o mesmo em casa. O jogo terminou 6×0 para o Galo, Ronaldinho fez 3 e deu duas assistências, só não participou do último, provavelmente porque não quis.

Rapidinhas do Camisa 10 – 03.10.2012

Chega de luto… O Flamengo resolveu dar mais uma chance para Adriano logo após uma entrevista onde eles perguntaram quem são seus exemplos. O Imperador disse que era a Hebe, Bob Marley, Garrincha, seu pai e Niemeyer. Como mais nenhum deles irá morrer, Adriano não terá mais nenhuma crise que justifique sua falta.

Qual o limite? Faixa com protesto no Aflitos, confusão no Couto Pereira e uma tremenda falta de bom senso na TV. O problema não está na manifestação individual, mas sim na falta de educação de um povo. O povo brasileiro é mal educado e acha que se esconder na paixão de um time, é desculpa para qualquer barbaridade.

Um problema social.. Fred resolveu usar o twitter para desabafar sobre os problemas com sua BMW X6 e lançou a hashtag #bmwnuncamais. Logicamente, o desabafo virou piada. Incluindo a sugestão para Fred trocar por uma Mercedes de 38 assentos, um motorista e um cobrador que é muito melhor.

Presente de turco… O treinador do Fenerbahce decidiu tornar a vida do craque Alex Cabeção um inferno. Primeiro começou a exigir um posicionamento diferente e depois começou a colocá-lo no banco. Resultado, Alex reincidiu o contrato e deixou o treinador mais tranquilo. O treinador é o maior artilheiro da história do Fener, com o afastamento acabou a preocupação dele. Palmeiras e Coritiba agradecem.

Era só uma brincadeira… Acho que Tite levou a sério a brincadeira de Sheik com o VJ da MTV. Após o atacante deixar a entender que seria melhor o descanso para o mundial, o treinador deu um recado bem claro para Sheik: “Agora é pau dentro!”. O VJ que se cuide.

Pequenos gestos que engrandecem o futebol… Klose mostrou uma atitude que sem querer ser pessimista, mas acho que não verei outro jogador fazer. Era um clássico italiano entre Napoli e Lazio, logo aos 03 minutos Klose instintivamente usou a mão para colocar a bola no fundo das redes, ninguém viu, o juiz validou, porém o atacante prontamente se acusou para o árbitro e o lance foi anulado. Sabe o que mais seu time perdeu 3×0 e essa foi a segunda vez na carreira que ele fez isso.

Vovôs x Garotos. Entre nossas famosas seleções, neste campeonato esse duelo seria bem interessante. Seedorf, Deco, Marcos Assunção, Juninho Pernambucano, Rogério Ceni, Dida, Zé Roberto, Zidanilo, estão gastando a bola e mostrando que Sérgio Reis sempre esteve certo.

Um passo importante para a calmaria… O Palmeiras deu um passo importante para a melhoria no “ambiente interno”. Foi aprovado o direito a todos os associados do clube o direito a voto, dessa forma o conchavo entre os conselheiros perde força e a chance de um candidato que deixe o Palmeiras livre de problemas internos aumenta.

Acabou a maldição!! E não é que os Meninos da Vila chutaram para longe a maldição dos Centenários. Conseguiram faturar a inestimada Recopa Sulamericana após bater a Universidad do Chile por 2×0 na Vila Belmiro, o primeiro jogo tinha sido 0x0. Pronto, os próximos times já podem ficar mais tranquilos.

Está ficando difícil para o Galo.. O cenário das últimas rodadas indica que o Flu vencerá com algumas rodadas de antecedência. O tricolor carioca parece não se abalar durante o campeonato, enquanto todo mundo oscila, inclusive o Galo nesse momento, o time de Fred e cia segue firme sem encantar, mas vencendo quase sempre.

Dúvida da semana. Com Ganso e Luis Fabiano no time, o São Paulo deveria cobrar ingresso para visitar o Reffis?