Surpresa, surpresas e surpresas…

arbitragem 21082014

Quem nunca ouviu a expressão: o futebol é uma caixinha de surpresas?

E ela serve para exemplificar a vitória do Chapecoense sobre o Fluminense. O inferno astral que Fred está passando, o time carioca vinha bem e continua jogando bem, mas desde a volta do centroavante, o time parou de ganhar.

Ela serve também para explicar a boa fase do Flamengo. São cinco jogos e quatro vitórias com o pofexô Luxa! Será que agora o pojetu, vai?

Ela serve para explicar como pode na mesma rodada, Leandro Damião e Keirrison terem feito gol.

Para explicar, como o Sâo Paulo e Corinthians conseguem ir tão bem contra os grandes e tropeçar nos pequenos. Uma síndrome de Robin Hood, danada nos paulistas.

Mas serve também, para explicar como um lance igualzinho, pode ter duas interpretações diferentes. No domingo, um chute de Felipe Meneses explode no braço de Edson Silva, o juiz marca pênalti para o Palmeiras. Ontem, Pato tenta uma finalização e ela explode no braço de Juan, qual a decisão do árbitro? Como diria Milton Leite: “seeeegue o jogo”.

Confesso que na minha cabeça, não considero nenhum dos lances como pênalti. Contudo, existe uma recomendação da Fifa sobre a questão do braço “muito aberto”, a entidade pede que seja marcada a infração nessas situações. Ou seja, para a Fifa, ambos os lances foram penalidades.

E é essa surpresa que me incomoda, ou seja, além das particularidades que todo jogo de futebol pode propiciar, precisamos ainda descobrir ao longo da partida qual o critério que o juiz irá adotar.

Alguém precisa reunir os árbitros e explicar para eles, que estilo de apitar é uma coisa e isso não envolve escolher critérios que serão adotados. Os critérios são únicos.

Que a próxima surpresa seja o mesmo lance em partidas diferentes com a mesma marcação no final.

Anúncios

Pitacos: Organizado é bem mais fácil… São Paulo 1×2 Corinthians

renatoaugusto_gol2_afp.jpg_95

Galera do blog, ontem foi dia do primeiro jogo da final da Recopa.

Esperava um jogo bem ruim, em virtude da parada das Confederações e pelos próprios times. O Corinthians vinha sem Paulinho, sua principal referência. E o São Paulo continua no mesmo cenário do início do ano, Ney Franco não sabe qual esquema deseja para o tricolor.

Resultado, o começo do jogo foi péssimo, com o jogo sendo parado o tempo inteiro e com poucas chances para os times. Até que lá pelos 20 minutos de jogo, o Corinthians percebeu como os São Paulo possui laterais pífios na marcação e começou a dominar o jogo com as jogadas pelos flancos, ora com Romarinho, ora com Sheik.

E foi com Romarinho para cima de Juan que surgiu o primeiro gol do Corinthians, cruzamento na área, Sheik divide com a zaga e a bola sobra limpa para Guerrero encher o pé e abrir o marcador. Aqui já vale, para mim, a principal diferença hoje do Corinthians entre São Paulo, o aspecto tático. Se você comparar os jogadores individualmente, você fica na dúvida de quem é melhor, contudo, o time alvinegro é muito mais compacto, todo mundo tem bem claro o seu papel.

Osvaldo nunca teve Fabio Santos no mano a mano, já Sheik e Romarinho cansaram de encarar Douglas e Juan sozinhos. Esse problema passa pelo dinamismo de Denilson e Ganso. O primeiro precisa ser mais ágil na compactação para auxiliar os laterais dando cobertura, o mesmo serve para Ganso, o meia precisa colaborar mais na parte defensiva, ou sempre o setor defensivo tricolor estará sobrecarregado.

O time do Sâo Paulo parece um time da década de 90, com muita posse, bons passes, mas falta velocidade, força física para o elenco.

E assim o Corinthians que acumula tudo o que falta no São Paulo sobrou no restante do primeiro tempo.

Com o início da segunda etapa, Ney tentou arrumar o próprio erro e sacou Douglas e Ganso para colocar Wellington e Aloisio, deslocando Rodrigo Caio para a direita. O time ganhou mais mobilidade e ainda contou com um frangaço de Cassio para empatar a partida ainda no começo da etapa complementar.

O gol foi suficiente para incendiar o time do Morumbi por alguns minutos que tentou na vontade arrancar o segundo tempo, mas Weelington resolveu colaborar sem querer. Em uma entrada duríssima, o volante tricolor tirou Douglas da partida e obrigou Tite a mandar Renato Augusto para o jogo.

O meia trouxe de novo, o domínio ao time do Corinthians que passou a atuar com volume de jogo novamente pelos flancos, enquanto o São Paulo se lançava ao ataque desorganizadamente. Resultado, em belo lançamento, Renato Augusto dominou a bola e encobriu Rogério Ceni, marcando um golaço.

Renato contou que tinha percebido durante o jogo, o quanto o goleiro adversário estava jogando adiantado.

No final, o resultado manteve a chance para o São Paulo, já que o Corinthians poderia ter terminado com um placar mais elástico.

Rapidinhas do Camisa 10 – 26.06.2013

melhorescartazes2

O gigante acordou! aproveitando do lema que toma conta das manifestações pelo país afora, parece que a família Scolari resolveu usá-lo como mantra. O time ainda não convence, oscila muito e apresenta algumas falhas de entrosamento, mas o time passou a vencer. Não teve dificuldades contra Japão, México e Itália. Tudo bem que em dois jogos, o time achou gols logo no início, mas o time parece no caminho certo, principalmente porque Neymar começou a aparecer.

Desmanche na baixada… Falando em Neymar, o Santos pretende fazer uma verdadeira limpa no plantel. Após a saída de Neymar, André e Durval, Felipe Anderson foi vendido ontem para o Lazio. Entre os titulares, Rafael e Arouca também devem sair, não sei quanto do dinheiro será revertido em contratação nessa janela, mas uma coisa é certa, o time terá que se acertar o rapidinho ou o torcedor passará muito sufoco nesse segundo semestre.

Fim de uma era…Pero no mucho.. A geração vencedora da Libertadores e Mundial parecem estar com os dias contados. Jorge Henrique já foi para o Inter, Paulinho parece de malas prontas para o Tottenham, Sheik balança pelo amor ao Bonde do Mengão, sendo assim Tite enfrentará mais uma vez, uma reformulação do elenco corintiano, até agora foi tudo bem, pelas peças de reposição a tendência é que a transição seja tranquila, mas ainda sim é uma transição.

Formula de louco. Diz o ditado, que é impossível obter resultados diferentes realizando as mesmas coisas. Porém Juvenal Scotch Juvêncio parece estar muito ébrio para entender esse ditado, acabou de anunciar Clemente Rodriguez como o novo lateral esquerdo do São Paulo. Vale lembrar que Clemente veio para substituir Juan que havia sido afastado e reintegrado após a lesão de Carleto e o afastamento de Cortez que havia sido contratado para substituir Juan. Mais uma dose para eu entender.

Inspiração no Brasil… E eis que a Espanha mostra que sua inspiração continua vindo do Brasil. Após a vitória sobre a Nigéria, alguns jogadores da Fúria quiseram fazer uma festinha regada por pagode e moças da região. No fim, eles conheceram outra problema que vivemos hoje, o padrão Fifa, os seguranças que estavam nesse padrão proibiram essas amigas dos espanhóis subirem. Shakira agradece.

Só para lembrar… De Juca Kfouri, no ‘Uol’: “Sempre é bom lembrar: a Fifa não pediu para o Brasil receber a Copa. Foi o Brasil que se ofereceu para receber a festa da Fifa. E foram os governadores de todos os partidos, do PT, do PSDB, do PMDB, do PSB que concordaram em erguer as faraônicas arenas que encantam os olhos e irritam as prioridades nacionais.”

Será que vai dar jogo? Ainda sobre as manifestações, existe um clima de tensão a respeito da partida de hoje do Brasil. A Polícia Militar suspeita que mais de 100 mil pessoas estariam prontas para a manifestação próximo ao início do jogo, segundo a própria polícia dependendo do volume, hora de início e por onde ela ocorrer existe o risco dos ônibus das delegações de Brasil e Uruguai não chegarem ao estádio. Se o clima dentro dos estádio está ótimo, a tensão pelo que o que acontece fora assusta aos “organizadores”.

Lugano ganhando o jogo ou pelo menos tentanto a única forma que o Uruguai pode tentar levar a partida contra o Brasil, na catimba. Lugano disse que Neymar continua simulando faltas e que achou muita coincidência o árbitro chileno ser escolhido para apitar a partida, já que O Brasil “cedeu” para o Chile ser o país-sede da Copa América de 2015. Lugano fez a parte dele e criou um clima tenso para o árbitro e para o principal jogador brasileiro, resta agora Neymar ignorar esses comentários.

Longevidade… Rogério Ceni está completando 20 anos desde sua estréia pelo São Paulo, mais uma grande marca obtida pelo goleiro-artilheiro. Parabéns!

Dúvida da semana… O Taiti teria boa atuação na Copa Kaiser de Confederações?

Rapidinhas do Camisa 10 – 05.06.2013

ney-pal

I love Brasil!! Bem que essa mensagem poderia estar estampada na camisa do Shaktar Donetsk. O time que está disposto a gastar mais alguns milhões para adquirir Wellington Nem (Fluminense) e Fernando (Grêmio) adora comprar brasileiros. Em um estudo recente, foi apontado que nas últimas dez temporadas o time ucraniano gastou R$ 311 milhões de reais. O mais caro foi Taison que saiu pela bagatela de R$ 42 milhões. A relação pode ser cara, mas tem trazido bons frutos ao time que a cada ano avança mais na Champions e se mostra a grande força do Leste Europeu.

A ironia da vida… No futebol algumas ações tem suas reações quase que imediatas. Bastou o São Paulo afastar Cortês e reintegrar o questionado Juan para o improvável acontecer, Carleto rompeu o ligamento do joelho ficará 6 meses afastados e apesar de uma tentativa acanhada de convencer JJ a reintegrar Cortês, o mandatário tratou de trazer o desconhecido Reinaldo do Sport e entregar a titularidade absoluta até o final da temporada para Juan. De questionado a titular absoluto, isso que é promoção na carreira!

Drama lusitano… A Portuguesa que passou por grave crise em 2008 contraiu dívidas que podem desfiliá-la da CBF agora. O time está afundado em dívidas com o Banco Banif que se julgadas dentro dos artigos da Lei Pelé garantem totais condições para que o time seja desfiliado. O time que hoje se reergueu e está na primeira divisão nacional, pode sofrer mais um duro golpe.

Os sabichões!! “Tive um único problema com ele. Quando o critiquei de um ponto vista tático, tentando fazê-lo crescer como jogador, ele não respondeu bem, talvez porque ele acha que sabe de tudo, e o treinador não pode ajudá-lo a ser ainda melhor”, declaração dada por José Mourinho sobre Cristiano Ronaldo. Além da evidência do clima dos vestiários merengue, fiquei com uma dúvida, só Ronaldo acha que sabe tudo?

KM de vantagens… Entre os participantes da Copa das Confederações, o Brasil é a seleção que possui o técnico com o menor tempo com o atual elenco, são apenas 6 meses e 7 partidas. Tabarez está no Uruguai a 7 anos, Del Bosque na Espanha a 5 anos e assim segue com os demais treinadores das escretes participantes. E pasmem, até o treinador do Taiti deve sossego para fazer seu trabalho, Eddy Etaeta (é a luz, é o sol…) está no comando da seleção desde 2010. Melhor perguntar no posto Ipiranga.

Expert em “jogo do bicho”… Agora entendi a ausência de Valdivia dos gramados. O chileno tem sido um dos principais líderes do grupo na discussão sobre o bicho pago por partida. É isso mesmo! Valdivia que está quase completando 100 jogos fora desde seu retorno, tem negociado os valores que devem ser pago de bicho por partida. Uma coisa faz todo sentido, ninguém melhor do que ele para valorizar a quão dura missão é dos demais para entrar em campo. O bicho tem que ser muito alto mesmo.

Você sabia que … Ronaldinho Gaúcho está com um ano de Atlético-MG e o saldo parece ter sido “satisfatório”: campeão mineiro, 49 jogos, 24 assistências e 17 gols. Incrível como ele achou um lugar onde tem sido muito feliz, calado os críticos (inclusive eu) e levado ao Galo a um provável título da Libertadores, se isso acontecer o Independência será rebatizado para Ronaldo de Assis.

Baleia pinóquio… Ficou feio para o Santos a confirmação feita pela diretoria do Barcelona de que em 2012, o time catalão fez um “adiantamento” de 10 milhões de euros sobre a transação de Neymar. Luis Álvaro que por tantas vezes bateu no peito sobre a revolução que estava fazendo no mercado do futebol ao segurar a jóia, nem aparece mais para ao menos explicar o que foi esse adiantamento. O menino estava vendido faz tempo, somente foi aproveitado para trazer holofotes para alguns e não para o mais importante que é a instituição Santos.

Estrela solitária e vencedora. O campeão carioca está danado dentro de campo, são 19 jogos de invencibilidade (15 vitórias e quatro empates). É o time que menos perdeu entre os clubes da elite do Brasileirão, com apenas uma derrota na temporada. Reforço o que tenho dito, gosto muito da mobilidade do time e da parte tática, Fogo e Galo são os times que mais gosto de ver atuar hoje no Brasil. Torço para que esse trabalho renda frutos para os dois times. A Libertadores para um e Brasileiro para o outro seria formidável!

A Copa é deles, a conta é nossa… Dyelle Menezes, do ‘Contas Abertas’: “A Copa das Confederações acontecerá em menos de 15 dias. Os turistas que virão ao país encontrarão e utilizarão os aeroportos que ocupam a 122ª posição em termos de qualidade em ranking com 142 países. A Infraero utilizou até abril apenas 18% dos recursos previstos neste ano para melhorias e obras dos aeroportos. Ao todo, R$ 1,6 bilhão está autorizado. No entanto, nos quatro primeiros meses, somente R$ 279,3 milhões foram aplicados. O montante é 22,2% maior do que o utilizado no mesmo período do ano passado, quando R$ 228,5 milhões foram desembolsados pela empresa.”

Dúvida da semana… Podemos dizer que após a saída de Neymar, o melhor jogador em atividade no Brasil é um holandês?

Pitacos: O melhor jogo da semana, com destaque para Muriel, Neymar e Ricci!!

Galera do blog, ontem foi dia de acompanhar o clássico entre Santos e Inter. Os dois últimos campeões da Libertadores entraram em campo para decidirem suas vidas na próxima fase do torneio.

E o jogo começou com a pressão inicial do time da casa, o Inter tentou superar o time santista na empolgação da torcida. Mas o time esbarrava na própria falta de criatividade, com as ausências de Oscar e D’Alessandro, a criação ficava apenas para Dátolo.

Mas, apesar de toda a pressão, o Inter abriu o marcador na bola parada. Em cobrança magistral de Nei, o time colorado abriu o marcador. O gol deu uma maior tranquilidade para o Inter que passou a criar mais chances, contudo essa tranquilidade relaxou um pouco o time que começou a deixar o Santos jogar.

E Neymar começou a aparecer, ainda bem marcado e sem pode contar com a ajuda de Ganso e Borges, ambos muito apagados na partida, a jóia santista viu o primeiro tempo terminar com o placar de 1×0 para o Inter sendo justo por aquilo que os times criaram.

Veio a segunda etapa, e o Santos voltou melhor, em parte pela relaxada do time gaúcho na marcação, e parte por Neymar conseguir mais espaços para criar suas jogadas. Até que Muricy resolveu lançar Kardec em campo e tirar um lateral, uma mudança bem ofensiva e que fez o Santos abrir mais a defesa do Inter e dar espaços para Ganso, Neymar e Juan.

E foi Juan que fazia uma partida burocrática que fez ótimo cruzamento que encontrou Kardec que conseguiu mesmo bem marcado testar a bola e empatar a partida.

O gol abalou a confiança colorada e o Santos passou a dominar as ações, principalmente com o craque. Neymar começou a mostrar todo o seu repertório e dar muito trabalho para o Inter, principalmente para Muriel. O goleiro do Inter terminou como um dos destaques da partida, pelas ótimas defesas que fez no segundo tempo. Muriel defendeu pelo menos três bolas complicadíssimas.

E o segundo tempo foi caminhando dessa forma, o Santos muito superior criando oportunidades e o Inter tentando acertar um contra ataque. No fim, 1×1 que de certa forma, ficou bom para todos.

No Inter, destaque individual, além de Muriel, para Dátolo e Tinga que fizeram uma bela partida. Em compensação, Damião e Dagoberto foram peças nulas na partida. No Santos, Neymar e Arouca foram bem, enquanto Borges vive uma péssima fase.

Outro ponto muito positivo, foi a atuação de Sandro Ricci. Diferente do que seus amigos europeus fizeram ontem e terça, o árbitro não quis ser protagonista mesmo em meio a toda a polêmica. O árbitro foi muito bem e controlou uma partida que podia ser complicada. Parabéns para Ricci.

Pitacos: São Paulo 1×0 Libertad

fonte: EFE/ Keiny Andrade

E ele desencantou! Em um jogo truncado e feio, Luis Fabiano aproveitou a única real oportunidade para marcar seu primeiro gol em seu retorno, manter o 100% de aproveitamento de Milton Cruz e afastar um pouco da crise que rondava o Morumbi.

O Libertad que possui alguns jogadores da seleção paraguaia resolveu encarar o São Paulo com proposta parecida com a da sua seleção nacional, ou seja, a proposta era não sofrer gols. Restava ao São Paulo trabalhar a bola e furar a retranca paraguaia.

O São Paulo pouco criou, algumas infiltrações de Lucas, alguns avanços de Dagoberto e uma tabela entre Luis Fabiano e Cícero foram as únicas oportunidades, mesmo assim, nada de perigoso. Na verdade, Rhodolfo proporcionou o lance mais perigoso ao errar um passe na entrada da área e permitir uma jogada mais aguda do Libertad. Assim terminanva o primeiro tempo, em um sonolento 0x0.

Veio a segunda etapa e nenhuma melhora, o Libertad continuava completamente fechado e parecia que o 0x0 era questão de tempo. O São Paulo continuava a ter posse, mas não conseguia criar nada. Até que Juan resolveu lançar Dagoberto que ajeitou de cabeça para Luis Fabiano que dominou, tirou do seu marcador e fuzilou o gol adversário. Era o gol da vitória tricolor.

Ficou nítido que o São Paulo carece de alguém criativo no meio de campo, contudo, acredito que muito disso será resolvido se o time ganhar padrão tático, hoje o time parece um “catado” que entra em campo e acaba jogando de forma desorganizada. Basta ver como o time tem falhado defensivamente e como o time não consegue superar alguns ferrolhos.

O São Paulo tem qualidade para faturar a Sulamericana e para se recuperar no Brasileirão, mas será muito mais na vontade do que no futebol apresentado, pois não acredito que haverá tempo hábil para dar padrão tático ao time.

FICHA TÉCNICA:
SÃO PAULO 1 X 0 LIBERTAD (PAR)

Estádio: Morumbi, São Paulo (SP)
Data/hora: 19/10/2011 – 21h50
Árbitro: Jorge Larrionda (URU)
Auxiliares: Maurício Espinosa (URU) e Carlos Pastorino (URU)
Renda/público: R$ 166.516,00 e 7.910 pagantes
Cartões amarelos: Juan e Wellington (SPA);
Cartões vermelhos:-
GOLS: Luis Fabiano, 31’/2ºT (1-0);

SÃO PAULO: Rogério Ceni, Piris, João Filipe, Rhodolfo e Juan; Wellington, Denilson (Casemiro, 16’/2ºT), Cícero (Marlos, 16’/2ºT) e Lucas (Rivaldo, 35’/2ºT); Dagoberto e Luis Fabiano. Técnico: Milton Cruz

LIBERTAD (PAR): Medina, Bonet, Benegas, Canuto, e Samudio; Ayala, Pouso (Cáceres, 36’/2ºT), Aquino e Civelli; Ramirez (Menendez, 36’/2ºT) e Nuñez (Maciel, 30’/2ºT). Técnico: Jorge Burruchaga