Galo forte, vingador e exorcista!!

Galo

“Diziam que o Galo era azarado, que eu era azarado, pronto, acabou! Azar, p…a nenhuma!” foi assim que Cuca desabafou ontem após Gimenez errar o quinto pênalti do Olimpia garantindo a vitória por 4×3 para o time mineiro.

Na sequência, Ronaldinho completou, “falavam que eramos renegados, que o Ronaldinho acabou, que o Jô acabaou, que o Gilberto Silva acabou, que esse time não tinha vontade, tá aí, vão falar o que agora?”

Foi assim que começou a trajetória desse time mineiro que ganhou um capítulo extraordinário ontem, com a conqusita da Taça Libertadores da América. Um time que começou na fase de grupos atropelando todo mundo. Só perdeu para o São Paulo na última partida, derrota essa que fez com o que o Galo encontrasse novamente o time brasileiro nas oitavas e aí o fantasma da “zica” que assombrava Atlético e Cuca começava a ser exorcizado.

O São Paulo começou fulminante o primeiro jogo no Morumbi, abriu o marcador e sufocava o Galo na busca pelo segundo gol. Eis que os caras lá de cima, resolveram ajudar e fizeram Lúcio ter uma atitude totalmente destemperada e ser expulso ainda no primeiro tempo. A partir dali, o Galo fez valer a superioridade numérica, virou o jogo e depois venceu com sobras no Horto.

O próximo adversário seria o Tijuana, time sem tradição e que tinha como diferencial apenas o campo de grama sintética, ou seja uma presa fácil para o time de Kalil. Para melhorar a história, o Galo conseguiu segurar o empate no México por 1×1 e veio tranquilo para cumprir seu papel dentro do Horto. Mas , só foi começar o jogo para o fantasma voltar a assombrar. O time jogou muito mal (provavelmente a pior atuação do time dentro de casa) não criava nada e o Tijuana ainda arriscava contra ataques perigosos. E quando tudo caminhava para uma classificação por 0x0 de forma preocupante, um pênalti aos 47 do segundo tempo para o Tijuana mostrava que o fantasma precisava ser exorcizado mesmo. E mais uma parte dele foi exorcizada, pois Victor resolveu pegar com os pés a cobrança e manter o Atlético vivo na competição.

Chegava a vez de enfrentar, o time mais forte da competição, o Newells Old Boys. Para mim, o time argentino foi tão bem quanto o Galo na competição, mas alguém precisa seguir em frente. Aí foi a vez do Galo fazer uma péssima partida na Argentina, o time foi engolido pelo Newells e saiu com um 2×0 perigoso na conta. No jogo de volta, um gol logo no começo e só. Depois, o Newells começou a controlar a partida mesmo sem a bola, especialidade argentina. Parecia que o time poderia jogar dias e dias que nunca seria assustado pelo Galo. Apenas uma luz salvaria o Galo.

E a luz veio, mas veio indo embora. Um apagão no estádio da Independência paralisou o jogo por cerca de 15 minutos e foi o tempo suficiente para Cuca reorganizar o time mineiro para jogar uns 15 minutos finais em cima do time argentino. E a luz (ou falta dela) foi fundamental para o resultado, o time continuou abafando, mas agora de forma mais concreta e foi achar o gol com Guilherme. Sim, aquele que os atleticanos chamavam de “Maria” (referência ao histórico do jogador no maior rival) e que havia entrado no lugar de ninguém menos do que Tardelli.

Com o gol, a decisão foi para os pênaltis e o exorcismo continuava, o time conseguiu uma virada nas cobranças de pênaltis, aumentou ainda mais a idolatria dos torcedores por Victor e o time carimbava o passaporte para final contra o apenas tradicional Olimpia do Paraguai.

O primeiro jogo foi feio, com o Galo errando muito e o Olimpia mostrando que era apenas um time esforçado, porém achou dois gols, sendo um no final da partida que deram uma vantagem significativa para uma final. 2×0. E ontem o fantasma foi exorcizado de vez.

Exorcizado pelo volume de jogo criado, exorcizado, porque conseguiu devolver o placar e vencer nos pênaltis, exorcizado porque apesar de ter um jogador a mais, não pode aproveitar porque Bernard se lesionou, exorcizado porque quando Ferreyra correu em contra ataque e deixou Victor para trás, os deuses do futebol trataram de lhe darem uma rasteira que fez com que o atacante não silenciasse o Mineirão. Exorcizado porque Cuca montou o São Paulo campeão dessa competição em 2005 e no Cruzeiro montou times impecáveis que cairam pelo imponderável, portanto já era merecido a tempos.

Venceu o melhor, e venceu aquele que venceu 8 adversários. O Galo venceu Arsenal-ARG, São Paulo 2x, The Strongest, Tijuana, Newells, Olimpia e principalmente, ele mesmo!

Parabéns Clube Atlético Mineiro, Galo forte e vingador!!

Anúncios

Não aguento mais estaduais…

Galo 08042013

Galera, confesso que o blog anda meio devagar nesse começo de ano. Muito disso está no fato dos estaduais não trazerem nenhuma motivação para comentar ou mesmo porque a Libertadores ainda está na fase de grupos, onde os jogos ainda são fracos.

Porém São Paulo e Galo chamam a atenção por sentimentos opostos.

O tricolor está pedindo para não se classificar na fase de grupos, em cinco partidas somou apenas quatro pontos e precisa vencer o praticamente imbatível Galo para passar para a próxima fase.

Em momentos de crise até o inquestionável é questionado. Ceni teve duas partidas ruins e novamente começaram as lamentações sobre sua aposentadoria, sobre o fácil acesso a diretoria que ele possui e que ele é um mala. Acho engraçado, porque já é o quarto ano consecutivo que os corneteiros de plantão aproveitam a oportunidade para descarregar sua “inveja” e tentar diminuir Rogério Ceni.

O problema do São Paulo está um pouco maior do que a história de um goleiro. O problema do São Paulo passa exatamente pelo sucesso do Galo. O SP abriu mão da comissão técnica que ganhou tudo entre 2005 e 2008, por motivos que nunca foram devidamente esclarecidos. E sabe qual é o mais curioso? Boa parte dessa comissão foi para o Atlético-MG.

Isso mesmo, a comissão técnica vencedora está lá, construindo um time que tem potencial para ser tão vencedor quanto foi o São Paulo. Sem falar que o técnico que iniciou o projeto vencedor em 2004 foi Cuca que montou a espinha André Dias, Josué, Mineiro, Danilo e Grafite.

Como sempre irônica, a história do futebol decidiu colocar frente a frente esses dois clubes para decidir se o São Paulo segue ou não na Libertadores. Para o Galo qualquer resultado pouco mudará sua história. Já que irá lutar pelo primeiro lugar com o Vélez. E caso o SP se supere e vença o Galo, existe a possibilidade de eles voltarem a se enfrentarem pelas oitavas da Libertadores.

Para o Galo resta continuar esse trabalho e continuar sendo o time sensação do ano. Que Ronaldinho e cia acabem com a sina de Cuca e façam bonito na fase de mata-mata.

Para o São Paulo, esse jogo pode ser um novo início, qualidade o elenco tem, falta espírito de campeão, uma partida dessa pode despertar esse sentimento.

Quanto aos jogos dos estaduais que faltam? Deixem para lá!!!

Bom mesmo é ver o Ba-Vi lotado, com torcida sem proteção e conseguindo torcer como gente civilizada! Foi de arrepiar a partida.

Fonte Nova 08042013

De quem foi a culpa?

Meus caros amigos e leitores, o blog volta a ativa, depois de quase uma semana parado, estamos de volta.

Peço desculpas a todos, mas a semana foi complicada no trabalho, a única alegria foi a eliminação da escrete dunguiana como previa diante da Holanda.

Alegria? Sim, alegria, nunca discute os critérios de Dunga, ele foi fiel a seus princípios, mas eu me recusava a aceitar uma seleção brasileira ganhar a Copa jogando de forma européia. Contudo, odeio essa história de encontrar culpado para a eliminação, todos tem culpa, desde o técnico até os torcedores.

Prefiro nessa hora,identificar quem jogou bem nessa Copa, quem decepcionou e quem ficou na mesma.

No grupo dos que jogaram bem, relaciono, Maicon, Lúcio, Gilberto Silva, Ramires e Nilmar.

Aqueles que ficaram na mesma foram, Júlio Cesar, Juan, Michel Bastos, Felipe Mello (Eu não esperava mais do que ele fez), Elano, Josué, Grafite, Julio Baptista, Gilberto.

As decepções, Daniel Alves, Kaká, Robinho e Luis Fabiano.

Doni, Gomes, Thiago Silva, Luisão, Kleberson foram premiados pela não participação, aliás vou pesquisar, mas acho que está Copa foi aquela onde tivemos o maior número de jogadores sem atuar um minuto sequer.

E para vocês quem jogou bem, quem jogou mal e quem ficou na mesma?

Durante a semana, vou falar mais de seleção, mostrar quantos títulos, cada jogador possui, vocês irão se surpreender, e qual o diagnóstico para 2014. Amanhã, trago os resultados do Palpitando que ficou pendente.

Dunga e suas dúvidas

Faltam poucos meses para que o Brasil estreie na Copa do Mundo e Dunga já tem na sua cabeça a lista praticamente fechada, eu disse praticamente e onde andam as dúvidas de Dunga, vamos lá:

No gol, parece que não existe dúvida quanto a titularidade de Julio Cesar, assim como não resta dúvida que Victor também estará na reserva, mas e o terceiro goleiro quem será, na última convocação Doni ressurgiu, eu não entendo a presença dele, até porque o goleiro é reserva de outro brasileiro na Roma, então o mais certo seria trazer Julio Sergio e não Doni. Mas acho que J.Cesar, Victor e Doni serão os goleiros.

Nas laterais, se na direita não há dúvida, Maicon e Dani Alves já estão na África, na esquerda é uma interrogação enorme, nem o titular está definido, Michel Bastos está com uma cabeça de vantagem nessa corrida e agora foi dado a chance para Gilberto.

Na defesa, resta uma vaga, Lúcio e Juan são os titulares e Luisão será um dos reservas, a briga fica entre Miranda e Thiago Silva, o rossonero tinha dado um passo na frente da disputa, mas uma lesão o tirou desta convocação e deu de bandeja a chance para Miranda.

No meio campo, também resta apenas uma vaga, Gilberto Silva será o primeiro volante e terá Josué como reserva. Felipe Mello o segundo volante e aí resta a dúvida, Lucas, Anderson e Hernanes dsiputam essa vaga, com chances maiores pela ordem descrita. Elano e Ramires serão os meio campistas, sendo o primeiro o titular. Na ligação será o Kaká com Julio Baptista de reserva.

Agora no ataque, na gíria do futebolês, o grupo está fechado. Robinho e Luis Fabiano serão os titulares, enquanto Nilmar e Imperador os reservas.

Na minha opinião, na grande maioria eu aceito as decisões do Dunga, concorda nunca, pois cada um sempre terá a sua seleção, mas aceito. Para mim o único problema, é a reserva do Kaká, nada contra o Julio, mas ele não me parece um jogador decisivo se o Kaká não estiver bem. Na minha opinião, Dunga levaria apenas um lateral esquerdo, já que na pior das hipóteses o Daniel Alves já fez essa função e levaria um meia para caso o Kaká não esteja em um bom dia, se lesione ou até mesmo fique suspenso. Apostaria em jogadores como Alex Cabeção (Fenerbahce), Alex (Ex- Internacional), Diego Souza (Palmeiras) ou até mesmo o Ganso (Santos) até mesmo para o menino já ganhar experiência no grupo da seleção.

Como diria Zagallo, vocês vão ter que me engolir!!

O mais incrível de tudo é que acertei o resultado de ontem em cheio, 4 x 2 para o Brasil.

Como já havia dito, não procuro enaltecer muito a seleção porque entendo que ela perdeu o sentido principal dela, a seleção hoje é ferramenta para alavancar carreira de jogadores que possuem rabo preso com o esquema da CBF, mas diante dessa corja, Dunga se destaca.

Dunga 100909

O treinador assumiu o comando da seleção sob forte desconfiança e aos poucos foi conquistando seu espaço. Hoje a nossa seleção é temida, em parte pela incompetência dos outros e em parte pela dedicação de Dunga. O treinador conseguiu dar uma cara européia para a seleção sem perder a principal característica brasileira que a habilidade dos nossos jogadores.

O maior diferencial da nossa seleção hoje é a forte marcação com saida rápida e vertical, o nosso ataque é praticamente mortal, veja o exemplo do jogo contra a Argentina, o time não tinha a posse da bola mas não era agredido pelos hermanos, mas na primeira oportunidade não perdoou. Gol.

Dunga, descobriu algo óbvio, já que não tenho tempo para entrosar o time, vou treinar muitas bolas paradas. Desde de que me entendo por gente no futebol, nunca vi uma seleção nacional tão eficiente e treinada nas bolas paradas. Mérito total de Dunga.

Brasil 100909

Dunga, pode não ser o técnico que todos queriam ver no comando da seleção, mas seu estilo simples e planejado aliado a uma seleção que é eternamente um celeiro de grandes jogadores fazem hoje do Brasil, o grande favorito a Copa do Mundo. Esses últimos jogos da Eliminatórias servirão para ver como esse time se comportará agora com toda essa pompa de favorito.

Apenas para complementar a informação, a lista para mim está quase fechada, sobram 03 vagas:

Goleiros: Júlio Cesar, Victor e Doni
Laterais: Maicon, Dani Alves, André Santos e ????
Zagueiros: Lúcio, Juan, Miranda, Luisão
Volantes: Gilberto Silva, Felipe Mello, Josué e ????
Meio Campo: Kaká, Elano, Julio Baptista e Ramires
Atacantes: Luis Fabiano, Nilmar, ???? e ????

Robinho 100909

Na minha opinião, para a vaga na lateral esquerda, Kléber volta a ser o favorito para abraçar a vaga. No meio, os ex-gremistas Lucas e Anderson saem na frente da preferência de Dunga, mas se Diego continuar jogando o que está jogando, os gremistas vão ver a Copa nos bares da Inglaterra. Agora na frente é que a disputa está fantástica, eu vou dizer se Pato, Robinho, Tardelli, Imperador e Love continuarem “vacilando”, o Fenômeno chega e rouba a vaga deles. Acho que no fim, as duas vagas da frente ficarão para Robinho e Adriano. Levar o Fenômeno implica em ele ser titular e hoje é impossível pensar em colocar o Fabuloso no banco. Toda sorte e serenidade ao Dunga.