Rapidinhas do Camisa 10 – 19.02.2014

Rapidinhas 19022014

Gentileza gera.. confeccionar camisas novas.. E o Flamengo do Piauí quis ser gentil e ficou sem camisas. Em amistoso do clube, Edílson e Amaral atuaram pelo clube e ficaram com as camisas 10 e 5 como recordação. O problema é que o clube só tinha elas e desde então, o clube joga o campeonato piauiense sem essas camisas no jogo.

Curitiba na Copa com pé na bunda… “Eles acabaram de chegar. um pouco tarde para a coletiva, mas a tempo para a Copa do Mundo, espero”, esse foi o tom da Fifa para anunciar que Curitiba permanece como sede da Copa do Mundo. Valcke confirmou o estádio, mas deu um belo chute no traseiro da cidade.

Argentina x Argentina.. Para Sabella, a própria Argentina é a maior rival dela mesma. Sim, os Hermanos acreditam que se conseguirem impor o futebol do qual são capazes, o time é favorito ao título. Sinceramente, é por isso que eles ficam no caminho.

Gordinho matador… E para quem achava que só no Goiás que ele marcaria seus gols, cairam do cavalo. Nosso gordinho Walter precisou de apenas 36 minutos para marcar 3 gols pelo Flu, Conca e Michael também anotaram 3 tentos, mas com 714 e 341 minutos respectivamente.

Copa na TV… E o nosso querido Ricardo Teixeira está no Brasil! Mas não ficará para ver a Copa, veio apenas acertar seu divórcio e volta para Miami. Já tava achando que ele tinha vindo pegar um ingresso com Marin, mas pelo jeito vai assistir em Boca Raton com o amigo Sandro Rosell.

Ele já está de volta… Neymar voltou! Fez um golaço no fim de semana, na vitória do Barça e nessa terça entrou no segundo tempo da Champions e com pouco menos de 15 minutos teve tempo de tabelar com Daniel Alves e deixar o lateral livre para marcar o segundo gol da vitória sobre o City.

Pesquisa: Eu já sabia! Saiu o resultado de uma pesquisa e nela foi apontado que 80,2% da população discordaram da utilização de dinheiro público para a construção das arenas. Mas “apenas” 50,7% disseram que votariam contrário a realização da Copa, caso a votação fosse hoje. Sinceramente, eu já sabia sem precisar de pesquisa.

Ibracadabra… Eu ainda não acredito que Ibra não estará na Copa. O sueco faz golaço por bosta, é praticamente um golaço por semana. Ele pode estar abaixo de Messi e Ronaldo, mas ainda assim é monstro do futebol atual. Reforço a campanha #naturalizaibra

Agora mudou tudo.. Foi esse o tom da entrevista coletiva de Pato. Tentando fugir de uma polêmica sobre sua passagem pelo Corinthians, o jogador tentou mostrar que não é esse jogador desinteressado traçado pela imprensa e acredita que mesmo com poucos jogos poderá mostrar seu futebol e sonhar com uma vaguinha na seleção. É esperar para ver!

Dúvida da semana… Até qual rodada, Oswaldinho vai bancar Damião no ataque santista?

Rapidinhas do Camisa 10 – 21.03.2012

Com Pelé, não vale…. Com apenas 24 anos, Messi já é o maior artilheiro do Barcelona com “míseros” 234 gols em 313 jogos (0,75). Dificilmente, você encontrará no seu clube do coração algum com média semelhantes. Com exceção, dos santistas. Com Pelé, não vale…por enquanto..

Nem tanto, nem tão pouco. LAOR, disse que Neymar é muito melhor que Messi. Que a jóia santista sim produz um futebol bonito, enquanto o “rival” é apenas objetivo e eficiente. Depois dizem que maresia só afeta o ferro.

Manda quem pode, obedece… Os pedidos feitos pelo governo brasileiro para a Fifa, parecem ter sido muito bem entendidos. A Lei Geral da Copa será aprovada sem contestação e Jerome Valcke será membro contínuo nesse processo. Um belo chute!!

Só falta assinar contrato Adriano já começou seu treinamento intensivo para retornar ao Flamengo. Foi para Búzios e se acabou entre balada, cerveja, ex-mulher, sinuca e sanduíche. Ronaldinho e Love já não se aguentam de tanta ansiedade pelo retorno do Imperador.

Cidade Maravilhosa. e boazinha demais.. Entre os 6 clubes brasileiros que disputam a Libertadores, Flamengo e Vasco são os que correm os maiores riscos. Um por descontração demais e o outro por descontração de menos.

Comemoração digna Luizão disse que em 2002 na volta para o Brasil, com menos de três horas de viagens já havia acabado a cerveja. Segundo ele, faltou bebida na viagem. Eu penso que além da bebida, ainda bem que faltou o Adriano também, um avião seria pouco.

Decisão global. A grade de TV para o primeiro turno do Brasileirão já mostra como estão as relações globais/cbfezes, Corinthians e Flamengo continuam os preferidos, São Paulo começa a ganhar audiência, enquanto Vasco e Palmeiras fizeram alguma malcriação porque foram para o fundo da lista.

Edson é Edson e Pelé é Pelé. Ronaldo agora quer a CBF, se essa decisão fosse tomada a 3 anos atrás teria todo apoio do mundo, agora que a máscara começa a cair, ou pior que seus “amigos” começam aparecer, considero lamentável. Ronaldo é o novo Edson Arantes. Ronaldo é uma pessoa, Fenômeno outra. Ronaldo é apenas um político qualquer como a grande maioria deles.

A vida como ela é. Não se surpreenda se na discussão entre Beira Rio e Olímpico, a decisão ficar pela Arena Palestra com ajuda de Felipão, no fim ficaria tudo entre gaúchos.

Força guerreiros. Cabañas inicia sua recuperação e até brinca dizendo que “ainda não consegue cabecear forte”. Acima de tudo, que Cabañas se recupere de todas as sequelas. Outro destaque fica para o ex-piloto Alex Zanardi que depois de ter perdido as duas pernas em um grave acidente de F-Indy se classificou para disputar as paraolimpíadas em 2012. Parabéns para os dois.

Qual a dificuldade de entender? Do pequeno grande Tostão, na ‘Folha’: “Temos o hábito de comparar qualidades e estilos de times e de jogadores, mesmo de épocas diferentes. Apenas os comuns se repetem. Grandes times e grandes craques nunca são idênticos. Cada um faz de seu jeito. Ainda bem.”

Você sabia… Que o pessoal do Parque Antartica conseguiu reunir a quantia total de 700 mil reais na vaquinha por Wesley. Lembrando que o montante deveria ser de 21 milhões. Campanha perfeita.

Rapidinhas do Camisa 10 – 09.11.2011

Campeão de 2º turno. O campeonato brasileiro vem mostrando ao longo dos últimos anos que pouco importa a campanha do 1º turno, que o que vale mesmo é o returno. Diante disso, Fluminense passa a ser o grande favorito ao título. É esperar para ver!

Filme Triste. Já é grande a desconfiança entre os membros da diretoria corintiana no trabalho do treinador, muitos já começam a se preocupar com a famosa síndrome de covardia. Pelos corredores de Parque São Jorge, falam que esse filme é bem conhecido, e atende pelo nome de TITENIC.

A culpa nunca é minha. Felipão declarou que a queda de rendimento é culpa do imbróglio entre Kléber e Flamengo no meio do campeonato. Ainda bem que foi no meio do campeonato então, né?

Política de boa vizinhança. Ficou claro que Mano Menezes ainda não conseguiu fazer média com os clubes europeus. Os cortes de Kaká e Marcelo dos amistosos é uma nítida prova que Mano ainda vai ter que pagar muito cafezinho para Mourinho, Guardiola, Arsene Wenger, etc.

Criança Esperança. Estão dizendo que os flamenguistas estão preocupados com a falta de dinheiro do Ronaldinho. Vão pensar em uma campanha para arrecadar dinheiro para ajudá-lo, afinal, é muito difícil viver com apenas 400 mil reais mensais.

Navegar é preciso. Jerome Valcke foi descobrir só agora que ir do Aeroporto de Guarulhos para qualquer lugar em São Paulo é um pesadelo. Acho que ao invés de meia entrada, a Fifa vai promover a expulsão dos paulistanos durante os jogos, só assim para ter a viagem dos sonhos.

Série A pra quê? Entre os campeonatos nacionais, séries A, B, C e D temos a melhor média de público com o Santa Cruz e o melhor aproveitamento de pontos com o Joinville. Para a série A restou o título de torneio com o maior número de erros de arbitragens.

Mais do mesmo. Em São Paulo, quatro bandidos travestidos de torcedores agrediram um árbitro. Em Goiás, após briga de torcidas, uma jovem de 17 anos morreu. Quem foi punido nesses dois episódios? Esse mesmo, sempre sobra para o Ninguém!

Fala muito! Ibrahimovic promete fazer mais sucesso com sua biografia do que com seu futebol. E olha que para mim, ele é um tremendo jogador. O livro “Eu sou Zlatan Ibrahimovic” promete ser um ótimo entretenimento de Natal!

Variedade da mesma coisa. O presidente do Barcelona, Sandro Rossell, declarou que a prioridade do Barcelona em 2011 é derrotar o Santos no Mundial. Fiquei na dúvida se existiria alguma outra coisa relevante nesse resto de ano para o time catalão?

Questão do momento? O que é mais fácil acontecer em 2011: O São Paulo classificar para a Libertadores, o Palmeiras cair ou Ricardo Teixeira abandonar a CBF?

Respondam a última pergunta!!

A Copa no Morumbi!

Projeto para a Copa 2014

Projeto para a Copa 2014

Escutei e li muita bobagem a respeito do estádio do Morumbi. Os corintianos criaram uma campanha ridícula, chamada Morumbi não! Com o intuito político de que o governo construa um estádio novo e depois doe ao Corinthians. Alguns torcedores com pouca massa encefálica, acreditam nisso e apoiam. Portanto, abaixo segue um relato do excelente PVC (Paulo Vinicius Coelho) que toca no assunto da maneira mais coerente até então.

“Para entender o caso do estádio, é preciso conhecer
o jogo político de governadores e do presidente da CBF

O MORUMBI está na Copa do Mundo de 2014.

Por mais que tenha existido pressão pela construção de uma nova arena, em São Paulo, e que as declarações do secretário-geral da Fifa, Jérôme Valcke, levem a pensar o inverso, o risco do Morumbi, hoje, não é ficar fora do Mundial. É perder o jogo de abertura.

Isso está claro há meses e tem a ver, sim, com questões políticas. Se os governadores mais próximos de Ricardo Teixeira, José Roberto Arruda (DF) e Aécio Neves (MG), esforçam-se para viabilizar obras em seus estádios públicos, e se o governador José Serra (SP) não admite usar dinheiro do contribuinte para reformar ou construir estádio, evidentemente há um viés político.

Diga-se, o mais correto dos governadores é Serra, embora este possa se dar ao luxo de não mexer nos cofres públicos, porque o estádio paulista é particular, diferentemente do Mineirão e do Mané Garrincha.
O jogo de governadores é vital para entender o imbróglio do Morumbi. Não foi por acaso que Ricardo Teixeira também disse que sua maior preocupação é com os aeroportos, não com estádios. Digamos que tenha razão quem afirma que São Paulo não tem estádio para abrigar a partida inaugural. Brasília e Belo Horizonte não têm aeroportos.

Para entender o jogo da Copa-14, é fundamental saber qual a função do dinheiro enviado pela Fifa. São US$ 470 milhões, como disse Ricardo Teixeira ao “Arena Sportv”, na quarta-feira. Quantia dedicada a obras que não deixarão legado.

Um estádio novo ficará para o futebol brasileiro, seja público ou particular. Um aeroporto reformado permanecerá para uso da população. Um centro de imprensa, não.

Se for preciso, por exemplo, comprar aparelho de raio-X para inspecionar quem entra e sai do centro de imprensa, esse investimento deve ser feito com dinheiro da Fifa. Se um governador apresentar esse tipo de gasto ao Tribunal de Contas, que devolva o dinheiro e cobre de quem administrou os US$ 470 milhões.
“José Serra não põe dinheiro público nem sob tortura”, diz um dos membros da candidatura paulista. Isso aumenta a vocação de São Paulo para fazer uma das semifinais, como aconteceu na Alemanha com Dortmund, de estádio que lembra o Morumbi e que abrigou Itália x Alemanha, em 2006. Já pensou Brasil x Argentina numa semifinal, no Morumbi? É melhor essa perspectiva ou o jogo de abertura?

Na quarta, Ricardo Teixeira assinou mais uma vez seu atestado de incompetência ao admitir que, em 20 anos de mandato, não fez o país ter um único estádio capaz de abrigar uma Copa. Seu risco, agora, é deixar como legado estádios que não serão usados pelo futebol brasileiro, depois do apito final de 2014.

No Brasileirão-2015, vale mais um Morumbi digno do que uma Allianz Arena em Cuiabá. Em São Paulo, a Copa parece ser, mais do que em outros lugares, um meio de se atingir um fim, o de ter uma arena de alto nível, para jogos e shows, em 2014, 2015, 2016… Em Brasília, é mais provável ter um estádio para a abertura da Copa. Quando ela acabar, sem times de alto nível, o estádio será usado por equipes que lutam no bloco intermediário da Série B.

Se isso se confirmar, será o fim.”

Por: Paulo Vinicius Coelho (PVC) pvc@uol.com.br

Fonte: Coluna publicada no jornal Folha de São Paulo (13/09/2009)