Rapidinhas do Camisa 10 – 11.07.2012

Olho na base. No Rapidinhas anterior, disse que o São Paulo poderia casar com uma piriguete, mas Juvenal Dorothy surpreendeu e fez uma excelente aquisição, trouxe Ney Franco junto com Renê Simões, o clube parece querer recuperar o centro de excelência na formação de jogadores.

Operação desmanche. No ano passado, nessa mesma janela o efeito da sondagem européia tinha sido mais suave, este ano porém, são vários os times que estão trocando boa parte do elenco. Até agora, apenas os finalistas da Copa do Brasil não se mexeram, mas apenas por enquanto.

Pelo menos um lado bom. Em compensação, todo esse vai e vem tem permitido aos clubes brasileiros trazerem grandes nomes para o Brasil, ainda que em fim de carreira, mas ter Seedorf e Forlan no Brasileirão é incrível. E pelo jeito, tem mais gente vindo por aí.

O mesmo erro inexplicável. Jóbson já pediu para sair do Barueri. O jogador disse não ter se adaptado a cidade, que o time é muito tranqüilo, segundo ele, “não tem torcida”. Pela conversa, Jóbson disse que sente falta da torcida gritando nome dele, mas por enquanto pela carreira construída por ele, apenas nas baladas é que as pessoas estão gritando seu nome.

Marrecos me mordam. Falando em jogador problema, Ganso está tornando sua história no Santos um tanto quanto confusa. Diretoria, empresários e jogador não conseguem chegar a um acordo. Empresários que querem ganhar mais do que ele já mostrou valer, o clube quer pagar menos do que o potencial dele mostra e o jogador não sabe se joga bola ou se pede aumento. Péssimo apenas para Paulo Henrique.

Um pouco de tecnologia. Surpreendentemente, foi aprovado o uso do chip na bola para auxiliar os árbitros a determinar se a bola passou ou não a linha do gol. Ótima iniciativa para minimizar os erros de arbitragem, além da possibilidade de dividir a culpa, agora além do apito amigo, terá o chip amigo.

O que eu também não entendo. Assim como a música do Jota Quest, o Flamengo toma decisões curiosas. O time está todo apertado de grana e resolve oferecer 500 mil reais para Riquelme desfilar seu talento no ninho do urubu.

Baixinho, mas com a língua grande. Romário soltou o verbo no seu twitter após Mano divulgar a lista de jogadores que irão atrás do ouro olímpico. Sobrou para Hulk e Marcelo, jogadores que Romário acredita que são tão inexperientes quantos os abaixo de 23, por isso foi jogado fora a convocação. Para resumir ele disse: “Que seleção de m&#%* essa!”.

Homem de palavra. Borges com 31 anos disse que quer jogar até os 36 no Cruzeiro. Pela “capivara” do jogador, é difícil ele ficar mais de um ano no clube, com exceção do São Paulo. Ou seja, ano que vem, ano novo, clube novo para Borges e bye bye Raposa.

Prato preferido. Após várias tentativas dos advogados liberarem o ex-goleiro Bruno da cadeia, a única coisa que ficou provado é que seu prato predileto é macarrão ao molho madeira.

Dúvida da semana. Brasileirinho, torneio de inverno, Copa Kaiser profissional ou podemos chamar de Brasileirão, nosso querido campeonato nacional?

Anúncios

As janelas da nossa casa.

Galera do blog, mais uma vez fomos criativos, ao invés de termos uma janela de transferência, criamos duas, uma de entrada e outra de saída.

Com a solicitação dos clubes para que a janela fosse antecipada, novamente nosso calendário ficou descolado do resto do mundo. Confesso que quando surgiu a idéia no final do mês de Maio fui favorável, mas agora vejo que criamos uma adaptação que piorou ainda mais nosso cenário.

Vou usar o exemplo de Carlitos Tevez, caso nossa janela de transferência fosse igual a européia, o Corinthians conseguiria barganhar melhor as propostas para conseguir trazer o argentino, como nossa janela acaba muito antes das especulações européias, o Manchester City prefere esperar outra proposta mais próxima do ideal para conseguir vendê-lo.

Ou seja, mais uma vez estamos adaptando nosso calendário ao invés de corrigi-lo. Bom, vamos falar um pouquinho das contratações até aqui, já que a janela de entrada encerra hoje e não acredito e muitas novidades.

Primeiramente, vou comentar das transferências realizadas no período da janela, portanto não adianta falar de contratações feitas antes do dia 20 de junho.

Palmeiras e Flamengo fizeram contratações cirúrgicas, trouxeram bons jogadores exatamente onde eram carentes, Henrique e Alex Silva são ótimos zagueiros, juntos fariam uma dupla formidável, Jael atacante que o Flamengo trouxe, possui talento, mas às vezes faltam neurônios, se entrar na linha é uma ótima aposta do Flamengo.

Santos, São Paulo e Botafogo contrataram no atacado. O primeiro procurou se reforçar sabendo que o assédio aos jogadores do time será grande, mas fiquei surpreso com a qualidade dos jogadores que o Santos trouxe, se der liga é o elenco mais forte do campeonato. Botafogo e São Paulo trouxeram boas peças para o meio de campo e deixaram seus elencos fortalecidos.

Vasco, Cruzeiro, Grêmio, Internacional, Atlético-MG e Fluminense trouxeram pouquíssimos jogadores destaque para Juninho Pernambucano e para o meia Lanzini, promessa do River Plate que o Flu sonha ser o novo Conca.

E o Corinthians? O Corinthians trouxe seus jogadores antes de abrir a janela, portanto analisando a janela em si, o time não precisou trazer ninguém até porque líder do campeonato com folga e jogando o melhor futebol atualmente tem que se preocupar mais em manter o time do que em reforçar.

Aliás, hoje é o dia do seu time trazer que quer que seja, até o Felipe Melo, depois é rezar para que os craques não saiam, mesmo que ele seja o Paulinho.