Rapidinhas do Camisa 10 – 01.08.2012

Decepção das Américas. O pessoal criticando o Corinthians sobre a possível quebra da Taça Libertadores, mas após uma análise de um médico-legista ficou comprovado que o “bonequinho” que fica no topo da taça cometeu suícidio ao perceber onde tinha ido parar.

Quando a esmola é demais.. Pelo andar da carruagem, o Brasil terá um único rival nessa Olimpíadas, ele mesmo. Com a eliminação da Espanha e o futebolzinho mequetrefe do Uruguay, o Brasil se tornou ainda mais favorito.

Ainda não me agrada. Falando em seleção, Mano convocou a seleção que irá enfrentar a Suécia no amistoso em Agosto. A base é quase toda olímpica, com as inclusões de Dedé, Paulinho, Ramires e Jonas. Gosto dos jogadores, mas não gosto do discurso de Mano que a seleção não pode ter um volante pegador na frente da defesa. Ralf ou Luis Gustavo são os donos dessa posição.

Ah, o reino animal. Ganso novamente sentiu uma lesão e foi poupado do jogo de hoje, o meia do Santos começa ganhar cada vez mais dúvidas sobre ele, contudo, Ganso mostrou inteligência ao buscar apoio sobre como lidar com as lesões. Foi falar com Pato, um especialista em conviver com lesões.

Ajustes na linha de montagem. Por alguns instantes, a Nike ligou o sinal de alerta em sua fábrica. Assim que começou uma avalanche de pedidos dos corintianos, a empresa ficou preocupada em como conseguiria fazer uma camisa tão grande.

Remédio caseiro. Ainda existem algumas boas opções no mercado interno para quem quiser se reforçar, segue aqui uma escalação minha com reforços que ainda não fizeram 07 jogos: Felipe(Fla), Piris (SP), Vicotirno (Cru), Pereira (Ctba), Feltri (Vas); Marcelo Mattos (Bota), Bolatti (Inter), Ramirez (Ctns) e Rafinha (Ctba); Andre (Galo) e Rafael Moura (Flu).

Será que alguém consegue? Agora é a vez do Santos dizer que já tem um contrato pronto e enviado para Riquelme. Depois de recusar Corinthians e Flamengo, qual será a resposta de Riquelme. Em caso de negativa, vou começar a “desconfiar” que o rapaz não tem muita vontade de atuar no Brasil.

Apito fanho… Chega a ser curioso, como nossos árbitros escolhem uma rodada específica para fazer todas as presepadas possíveis, até com 12 em campo um time jogou. Acho que os erros fazem parte, mas que temos que admitir que nossos árbitros são mal preparados, são.

Adriano ou Ronaldo?. Vampeta disse em entrevista que festa boa era as do Ronaldo e do Adriano, os problemas era que na festa do Ronaldo, ele tinha que perguntar toda vez se aquela mulher era mulher mesmo e na do Adriano era conseguir chegar na festa sem tomar uma bala perdida.

Você sabia… que Michael Phelps, maior medalhista da história das Olimpiadas, possui 15 ouros na sua coleção, o mesmo que o Brasil conquistou nos últimos 24 anos de Olimpíadas.

Dúvida da semana. Será que o ouro olímpico salva Mano Menezes?

Pitacos: São Paulo 1×1 Palmeiras

Galera do blog, ontem acompanhei o clássico paulista entre São Paulo e Palmeiras que terminou empatado em 1×1 (gols de Dagoberto para o São Paulo e Henrique para o Palmeiras)

O São Paulo veio a campo com um 3-5-2 treinado apenas no sábado de manhã, enquanto o Palmeiras manteve o seu tradicional 4-4-2 (sim, o Luan é atacante). Apesar do esquema improvisado, o São Paulo foi melhor na primeira etapa, Rivaldo e Dagoberto tentaram se movimentar e Píris foi uma boa opção pela direita. O Palmeiras também soube assustar, principalmente com Luan, mas encontrou Ceni em boa tarde. O jogo ficou mais equilibrado na metade final do primeiro tempo, foi quando Dagoberto resolveu dar o ar da sua graça, em bom lançamento de Rivaldo, o atacante driblou Leandro Amaro e encobriu Marcão, um golaço no Morumbi. E assim terminava o primeiro tempo.

No segundo tempo, Felipão colocou Maikon Leite e tirou Marcio Araújo, o Palmeiras começou a pressionar o São Paulo e sempre com Marcos Assunção nas bolas paradas, e tanto tentar o Palmeiras chegou ao gol aos 18 minutos, em cobrança de falta, Henrique desviou de cabeça, sem chance para Ceni, era o empate do visitante. A partir daí, o jogo ficou mais equilibrado, mas com poucas chances para os dois lados. No fim, os times se acomodaram e aceitaram o empate como um bom resultado.

Pelo São Paulo, fica claro a falta de um homem de referência para o time, além disso algumas peças individuais são apenas esforçadas, caso de Xandão, Paraíba e Fernandinho. O retorno da garotada do sub20 pode ser o que faltava para o time ser o ideal. Henrique, Casemiro e Bruno Uvini devem ser os titulares na vaga dos mencionados.

No Palmeiras, não há muito o que mudar, o esquema do Felipão está muito sólido, algumas peças chegaram essa semana, e podem dar liga, Ricardo Bueno é um bom atacante, sobre os outros dois não conheço muito.

E vocês, o que destacam nessa 18ª rodada?

Pitacos: São Paulo 3×0 Bahia

Galera do blog, ontem foi dia de assistir ao jogo do São Paulo contra o Bahia.

O São Paulo veio a campo com Rodrigo Caio improvisado na defesa (lamentável, um time do tamanho do São Paulo ter apenas um zagueiro disponível no elenco.), fora isso, Adilson colocou o que tinha de melhor em campo.

O tricolor fez valer o fator casa e pressionou, principalmente com Juan, o lateral esquerdo fez boa partida e foi a válvula de escape do tricolor, já que o Bahia optou por apenas defender na primeira etapa. E foi com Juan que nasceu o lance do primeiro gol, o lateral sofreu falta na entrada da área, Ceni cobrou a bola bateu na mão do zagueiro baiano e o árbitro assinalou pênalti. O próprio Ceni foi para a cobrança e marcou 1×0 para o São Paulo.

Quase cinco minutos depois, ocorreu um lance similar na área são paulina, mas o juiz preferiu não marcar pênalti. Li em diversos blogs e todo mundo defendeu o juiz alegando que não foi intencional o toque, eu considero pênalti. Independente de intenção ou não, a bola teve sua rota interferida pelo toque de Rodrigo Caio, eu marcaria pênalti, para sorte do meu tricolor eu não era o árbitro.

Independente deste lance, o São Paulo dominou as ações no primeiro tempo e podia ter feito mais, e fez somente no final do primeiro tempo com Dagoberto em um golaço, o atacante roubou a bola no meio de campo e avançou livre até o gol baiano, deu um belo toque e fez um lindo gol para encerrar o primeiro tempo.

Veio o segundo tempo e como de costume a falta de perna para o time da casa, é impressionante como o São Paulo parece mal preparado fisicamente, basta dizer que dos 17 gols sofridos pelo São Paulo no Brasileirão 15 foram no segundo tempo. Espero que a troca do preparador físico corrija esse problema no São Paulo.

Portanto, o Bahia cresceu no jogo e começou a dominar as ações, contudo o chamado “balde de água fria” veio logo aos cinco minutos com Lucas, em falha defensiva, o garoto ficou na cara do goleiro Marcelo Lomba e só teve o trabalho de acertar um chute cruzado no fundo das redes.

A partir daí, o jogo ficou morno, pois o Bahia esbarrava na própria limitação e o São Paulo com um jogador a menos (Piris foi expulso aos 10 do segundo tempo) tocaram o jogo tediosamente.

No fim, o São Paulo mostra que possui um bom time com dois graves problemas, o primeiro é a falta de peças para a zaga, o segundo é o preparo físico do time que nitidamente cai de produção no segundo tempo.

Pelo Bahia, não gostei da postura excessivamente defensiva do time, ele possui talento para ser um time atrevido, para jogar como ontem o time pode assinar o atestado da segunda divisão.