E agora PSG?

neymar-estreia-psg-7

Sei que mencionei no texto anterior sobre alguns times que me causam surpresa em suas campanhas pelo Brasil, mas Setembro é longo e portanto posso falar sobre ao longo do mês.

Contudo, após mais uma partida consistente do Paris Saint Germain, surge a dúvida, até onde o time pode ir?

Tenho minhas dúvidas sempre, porque na hora do vamos ver parece que falta camisa para o time, por melhor elenco que o time tenha. Os azuis de Paris vem com bons times desde a temporada 2012-13, ou seja, essa já é a 6ª temporada dos franceses, sendo que talvez em 15-16, tenha sido o time tão forte quanto.

A diferença é que dessa vez, o time investiu pesado em promessas/realidades que possam se tornar os maiores do mundo.

O PSG até então sempre conseguiu investir forte no time, mas falta alguém diferenciado para o protagonismo, o mais perto que chegou foi na passagem de Ibrahimovic, que apesar de todo o protagonismo e a chuva de gols, parece um jogador fadado apenas o sucesso nacional, ganha tudo no país que joga, mas quase nunca um titulo de competição continental.

A chegada de Mbappe e Neymar visa trazer esse peso, tornar o PSG não apenas grande na França, mas fora dela.

Acho que ainda falta um elenco mais completo dessa vez, a sensação de que alguns setores precisam de seus titulares durante o torneio todo. Principalmente na defesa, o time não possui uma referência embaixo do gol e não tem nenhum reserva de peso na eventual ausência de Marquinhos ou Thiago Silva.

Além disso, existe algo para mim que não se mede e que é difícil comparar, mas é o peso da camisa, a sensação que por melhor que o PSG esteja jogando se cruzar com Bayern ou Real em alguma fase de mata mata da Champions irá sucumbir a tradição alheia.

O PSG precisa ganhar casca, precisa de cruzamentos mais favoráveis ou cruzar com time de camisa, mas sem um elenco tão forte atualmente para ganhar moral, ganhar confiança de que realmente é possível.

Neymar conheceu o caminho da glória no Barcelona, cabe agora exercer o protagonismo para levar o PSG.

Porque na hora do vamos ver, para quem está acostumado a chegar, é mais fácil conduzir o caminho para a vitória, agora para quem não sabe nem o caminho, como já diria a sabedoria popular, qualquer caminho serve, e é aí que mora o perigo.

Anúncios

Quem mais merecia a Bola de Ouro?

edmundo-goncalves-540x305

E na quarta-feira no Instagram lancei a pergunta, qual jogador merecia ter recebido uma Bola de Ouro?

A pergunta começou por causa de um vídeo que eu também postei no Insta de Iniesta, vi o vídeo e lembrei que mais do que aquele lance no Insta, Iniesta quase sempre jogou acima da média, quase sempre foi genial e talvez seja um dos grandes nomes que colocaram o Barcelona no estágio atual de super time.

Contudo, ao ver que Iniesta começa a dar indícios que sua carreira caminha para o final, percebi que ele não terá a chance de receber esse prêmio individual máximo, e aí fiquei me questionando quem mais teve carreira brilhante, mas não recebeu tão honraria.

Fiquei pensando se o prêmio não poderia ser dado para mais de um jogador por ano, mas acima de tudo precisaria criar alguns critérios para não virar prêmio de consolação ao invés de realmente um prêmio para quem foi destaque do ano.

Sendo assim, meu intuito aqui é destacar jogadores que foram fora de série, mas por terem disputado com alguém que também foi sensacional no mesmo ano, ficou sem o prêmio. Não irei listar quem ainda tem potencial para ganhar, mas sim quem provavelmente não ira ganhar mais ou quem já se aposentou.

Para saber quem já ganhou, clique aqui, não trouxe a lista, porque é imensa.

Mas irei listar alguns jogadores dos quais vi jogar e que foram sensacionais em alguns momentos/ano/temporada.

Buffon, Maldini, Baresi, Del Piero, Totti, Iniesta, Edmundo, Gamarra, Hagi, Bergkamp, Baggio, Batistuta, Ibrahimovic, Eric Cantona, Henry, Gerrard, Romário, Pirlo, Rijkaard.

Confesso que foi um exercício dificílimo e que provavelmente terei esquecido de alguém, meu único ponto fora da curva foi Edmundo, mas sua temporada em 97 foi absurda e precisei mencionar.

E para vocês, quem mais ficou faltando dessa lista?

 

Nossas previsões e um possível tormento para Messi…

portugal-goal.jpg.size.custom.crop.1086x662

O ser humano tem uma sanha em tentar prever coisas, arriscar palpites, fazer previsões, tudo isso para quando acertar, jogar na cara, fazer o famoso eu falei, eu já sabia e todos os demais jargões.

E eu como todo ser humano, brinco das minhas previsões e logicamente irei trazer apenas os meus acertos. Como dizem por aí, cada um conta a história que convém.

Acertei a final da Euro em duas etapas.

A primeira foi afirmar que a França era a favorita, não só pelo fator casa, mas porque tem um elenco que considero o mais forte atualmente e agora ainda acrescento que possui o jogador com capacidade para bater a hegemonia da dupla CR7 e Messi, Griezmann tem essa chance.

Depois, para fechar a dupla finalista, minha previsão foi ao formar o chaveamento das oitavas da Euro, quando vi o lado que Portugal estava, com todo respeito as demais seleções, apesar de boa parte ser superior a de Portugal, eu me apeguei ao chavão da camisa.

E olha, não que Portugal tenha uma camisa pesada como seleção, mas entre as agrupadas nesse lado do chaveamento, talvez a de Portugal seja a mais pesada, além de mais um chavão, em terra de cego, que tem CR7 pode ser rei. Guardada as adaptações, dentro de um lado com poucas seleções expressivas e sem tradição, que tem um dos melhores do mundo pode se sobressair.

Eis então que antes da oitavas iniciarem eu cravei, a final será Portugal x França.

Sinceramente, é inegável que a França é favorita, assim como meu palpite inicial era que ela seria a campeã, porém é um ótimo jogo para Portugal. jogará como franco atirador, da forma como prefere e poderá ter Cristiano com mais espaço para contra golpear a forte seleção francesa.

Minha torcida recaiu agora para Portugal, principalmente para acalorar a, para mim sadia, competição incrível entre Cristiano e Messi. Se Cristiano conseguir levar Portugal a um título da Euro, a pressão sobre Messi será imensa.

E antes que alguém diga que a pressão sobre resultado na seleção é muito maior sobre Messi do que Cristiano, eu concordo, e digo que é óbvio. Messi tem uma seleção que sempre estará competindo e possui companheiros de alto nível, sua chance é maior, portanto, tem que ser cobrado sim.

Já Cristiano tem poucas opções para fazer Portugal ter chance, algo um pouco melhor do que Ibra com sua Suécia. A cobrança de resultado na seleção é proporcional a capacidade de título que a seleção de cada um tem. Cristiano tem uma chance de potencializar essa cobrança sobre o argentino.

E o melhor, se não conseguir, tudo bem também.

Posso errar dessa vez, mas acho que teremos zebra no domingo e comemoração característica.

Américas x Europa

ronaldomessi

Enquanto a Copa América caminha, amanhã começa a Eurocopa!

E aí não tem jeito, vem aquele exercício de como seria um duelo entre os melhores da América x os melhores da Europa. Portanto, o CMC10 resolveu fazer suas duas seleções, confira:

Américas

Howard, Dani Alves, Thiago Silva, Godin e Marcelo, James Rodriguez, Mascherano e Di Maria, Messi, Suarez e Neymar.

Um 4-3-3 clássico, com Masc de volante de contenção e lá na frente o caos que esse quinteto poderia causar.

Europa

Buffon, Lahm, Hummels, Varane, Alba, Verratti, Iniesta, Muller, Robben, Cristiano Ronaldo, Griezmann

Outro clássico 4-3-3 com a mesma ideia.

Engraçado que no processo de armar o time você percebe algumas coisas, a Europa teria um elenco muito mais recheado, Ibrahimovic, Pogba, Bale, Lewandowski são só alguns que ficaram de fora.

Muito dessa diferença de “elenco” se explica pela quantidade de forças em cada seleção, enquanto na América, basicamente o time é composto pelos times da Bacia da Prata, na Europa, só no time titular são 7 seleções, e ainda restam 3 diferentes na relação que passei de eventuais reservas, isso sem falar na Inglaterra e Bélgica (De Bruyne) que não listei ninguém.

E aí, o que vocês acharam?

Qual seria a seleção de vocês?

A Lista de 59 jogadores do Ballon D’or!

f1bcf

E saiu uma lista de 59 jogadores indicados para o prêmio Balon D’or da Fifa!

São 59 atletas distribuidos por 25 países. 13 da Europa (28), 6 da América do Sul (22), 2 Ásia (2), 2 da África (4), 1 da América do Norte (2) e 1 da Oceania (1).

Argentina com 6 jogadores lidera as indicações, seguido de Chile e Espanha com 5 cada.

Logicamente, todo mundo sabe que a disputa será entre CR7, Messi e mais um. Porém é interessante ver como evolui a lista, que passará a ter 23 nomes, para depois dez e por fim os três finalistas.

Fica claro também algumas questões políticas como a indicação de Luongo do QPR para ter alguém da Oceania, assim como os dois asiáticos.

Nosso país está mandando 3 jogadores nessa lista, Coutinho, Neymar e William. Para mim, incluindo Marcelo, formam as melhores peças de uma seleção brasileira.

Fiz o exercício de montar minha seleção do mundo com os indicados, confira:
Neuer, Sergio Ramos, Chiellini, Otamenti, Alaba, Kroos, Rakitic , Neymar, Messi, Hazard, Crisitano Ronaldo.

Nesse exercício, constatei que a defesa é uma piada, improvisei Sergio na direita, já que ele começou lá, mas tive a certeza de que não indicaria nunca Otamendi e Chiellini.
Percebi que faltou Godin, Varane, Hummels, enquanto sobraram Otamendi, Ospina, Medel, Morata, Luongo.

Confira a lista
ALEMANHA: Kroos (Real Madrid), Müller (Bayern), Neuer (Bayern).
ARGENTINA: Agüero (City), Mascherano (Barcelona), Messi (Barcelona), Otamendi (Valencia-City), Pastore (PSG), Tévez (Juventus-Boca).
AUSTRALIA: Luongo (QPR).
AUSTRIA: Alaba (Bayern).
BÉLGICA: Courtois (Chelsea), De Bruyne (Wolfsburg-Manchester City), Hazard (Chelsea).
BRASIL: Coutinho (Liverpool), Neymar (Barcelona), Willian (Chelsea).
CHILE: Bravo (Barcelona), Medel (Inter), Alexis Sánchez (Arsenal), Vargas (QPR-Hoffenheim), Vidal (Juventus-Bayern).
COLOMBIA: Bacca (Sevilla-Milan), Jackson Martínez (Porto-Atlético Madrid), Ospina (Arsenal), James Rodríguez (Real Madrid).
COREIA DO SUL: Son (Leverkusen-Tottenham).
COSTA DO MARFIM: Bony (Swansea-Manchester City), Touré Yaya (Manchester City).
CROACIA: Modric (Real Madrid), Rakitic (Barcelona).
ESPANHA: Diego Costa (Chelsea), De Gea (Manchester United), Iniesta(Barcelona), Morata (Juventus), Sergio Ramos (Real Madrid).
FRANCÊS: Benzema (Real Madrid), Griezmann (Atlético Madrid), Lacazette (Lyon), Pogba (Juventus).
GALES: Bale (Real Madrid).
GANA: Atsu (Everton-Bournemouth), Ayew (Marseile-Swansea).
HOLANDA: Depay (PSV-Manchester United), Robben (Bayern).
INGLATERRA: Kane (Tottenham), Rooney (Manchester United).
ITALIA: Chiellini (Juventus), Pirlo (Juventus-New York City).
JAPÃO: Ozakazi (Leicester City).
MÉXICO: Giovani dos Santos (Villarreal-LA Galaxy), Guardado (PSV).
PERÚ: Guerrero (Corinthians-Flamengo).
POLONIA: Lewandowski (Bayern).
PORTUGAL: Cristiano Ronaldo (Real Madrid).
SUECIA: Ibrahimovic (PSG).
URUGUAI: Cavani (PSG), Sánchez (River Plate), Luis Suárez (Barcelona).

E aí, gostaram?

Papa Pep…

image

Não acompanhei o jogo entre Barcelona e Bayern ontem, mas vi o VT e pensei escrever o texto sobre várias óticas, seja Pep, seja Messi e até mesmo Neymar.

Desde que o sorteio foi realizado fiquei pensando na relação criador x criatura existente entre Pep e Messi.

Mas desisti de escrever sobre essa relação e então me lembrei da Igreja Católica e sua eleição sobre o Papa.

O “processo seletivo” ou conclave só é concluído quando o eleito possuir 2/3 mais um dos eleitores (cardeais com menos de 80 anos). Ou seja uma grande maioria.

Isso tudo porque ele não pode simplesmente ter somente a maioria, ele precisa de maioria absoluta, precisa que todos concordem com sua posição.

E aí lembrei de Pep, ele não tem a maioria do lado dele, ele tem maioria absoluta. Mourinho é respeitado por muitos, mas Pep talvez só tenha Ibrahimovic como seu principal crítico.

Pep tem seguidores, fãs incondicionais da sua filosofia, sua ideia é simples, porém rarissíma de ser seguida, jogar futebol de forma a deixar a platéia encantada e ainda assim sempre buscar a vitória.

Pep é descendente da seleção húngara de 54, da brasileira de 70, da holandesa de 74, novamente da brasileira de 82. Pep é da linhagem que entende que futebol não é apenas um esporte fadado a vencer ou perder, tem muito mais. Sua obsessão por jogar bonito vencendo, deveria formar mais treinadores assim, acostumados a querer no curto prazo, ganhar na retranca e no 1×0.

Mas é compreensível, entender essa outra linhagem menos nobre, ser adepto de Pep, não é para qualquer um.

Enquanto isso, fumaça branca no futebol, Pep Pope.