Os grupos da Libertadores 2017

libertadores221216

E ontem foram definidos os grupos da Libertadores 2017.

Vamos comentar um pouco sobre o grupo, mas particularmente achei os grupos de 1 a 4 mais equilibrados do que os de 5 a 8.

No grupo 1, o atual campeão, o Atletico Nacional, além de Estudiantes, Barcelona (EQU) e Ganhador 2 (Botafogo, Colo-Colo, Olimpia, D. Municipal ou I. del Valle). Possivelmente, o ganhador 2 será uma força no grupo que se juntará a três times tradicionais, o time campeão não terá vida fácil para avançar de grupo, junto com o grupo 4, é o grupo mais equilibrado.

Grupo 2 terá Santos, Santa Fé, Sporting Cristal e Ganhador 3 (U. de Sucre, M. Wanderers, Atlético Cerro, Unión Española ou The Strongest). Acredito que o The Strongest será o classificado para o grupo, sendo assim, o maior adversário do Santos serão as longas viagens. Logicamente não dá para ignorar o grupo, pois serão jogos bem complicados, o Santos deve avançar, mas não pode tropeçar.

Pelo Grupo 3 teremos River Plate, Emelec, Ind. de Medellin e Melgar. Acredito que a ordem do grupo será a mesma que foi sorteado, minha única dúvida fica pelos duelos entre Emelec e Medellin quem ficará com a segunda vaga.

No grupo 4 temos San Lorenzo, Univ. Catolica, Flamengo e Ganhador 1 (Atlético-PR, Millionarios, Tachirá, Capiatá ou Universitario). Ganhador 1 deve ficar entre o Furacão e o Millionarios, que se juntarão a times tradicionais, o clube de Almagro vem muito bem com Diego Aguirre (sim, ele mesmo), acho que pelo time do Flamengo é obrigação passar, mas a tarefa será mais complicada do que se imaginava.

Já no grupo 5 ficamos com Penarol, Palmeiras, Jorge Wilstermann e Ganhador 4 (Carabobo, Junior Barranquila, A. Tucuman e El Nacional). Aposto no Junior para a última vaga, mas que eu gostaria muito de ver Carabobo, gostaria, é piada pronta. 2016 anda tão bom com o Palmeiras que até no sorteio dá tudo certo, grupo tranquilo.

O grupo 6 tem Atlético-MG, Libertad, Godoy Cruz e Sport Boys. Outro daqueles grupos que o sorteio indica a provável ordem ao final da fase de grupos, grupo muito tranquilo para o Galo, ótimo para Roger fazer testes e colocar sua forma de pensar o jogo.

No grupo 7, Nacional, Chapecoense, Lanus e Zulia. Grupo sem nenhum favorito, mas com o Zulia de saco de pancada, ele poderá ser o diferencial para avançar ou não de fase, dependendo do grupo que a Chape conseguir formar para 2017, pode alcançar o feito espetacular de avançar de fase, torcida não faltará.

Para fechar, o grupo 8 tem Grêmio, Guarani (PAR), Zamora e Iquique. Assim como o Palmeiras, a sorte do Grêmio continua intacta em 2016, o grupo mais fácil disparadamente, o time brasileiro tem quase obrigação de terminar com a melhor campanha da Libertadores.

E vocês o que acharam?

Anúncios

Sorteio dos grupos da Libertadores 2016!

libertadores 231215

E os grupos da Libertadores foram sorteados.

Sorte de São Paulo, Corinthians e Atlético-MG, azar de Palmeiras e Grêmio. É lógico que tudo é relativo, existe aquela premissa de que aqueles que já pegam dureza logo de cara, já entram fortalecido na fase de mata mata ou que é melhor pegar um grupo tranquilo para o time ganhar corpo na hora certa.

Contudo diante do peso dos nomes e pensando apenas na facilidade em chegar nas oitavas, fico com essa divisão para sorte ou azar. Vejam os grupos:

Grupo 1 – River Plate (ARG), The Strongest (BOL), Trujilianos (VEN) e São Paulo ou Cesar Vallejo (PER).

Ao que tudo indica, São Paulo passa pelos peruanos e disputa com o atual campeão o posto de primeiro do grupo. Ao meu ver, um grupo perfeito, dois times fracos, mas com o efeito altitude para testar o time e ainda o atual campeão e um dos favoritos para testar o time na fase de grupos. Bauza pode aproveitar muito toda essa primeira fase da competição para encorpar o time.

Grupo 2 – Nacional (URU), Palmeiras (BRA), Rosario Central (ARG) e River Plate (URU) ou La U (CHI)

La U deve completar o grupo e junto com o grupo 6 se tornar o grupo mais incerto dessa fase. As distâncias percorridas serão pequenas, mas a entrega será máxima, todo ponto jogado fora em casa fará toda a diferença. Sem nenhuma previsão dos possíveis classificados. Qualquer palpite será mero e aleatório chute.

Grupo 3 – Boca Juniors (ARG), Bolivar (BOL) Deportivo Cali (COL) e Puebla (MEX) ou Racing (ARG)

Pela fase de pré-libertadores esse é o jogo mais incerto, mas aposto na força do Racing no jogo de volta dentro de seu estádio, sendo assim os dois argentinos tem tudo para avançarem para a próxima fase, somente o Cali poderá causar algum imprevisto, mas fora isso, os hermanos devem avançar nesse grupo.

Grupo 4 – Penarol (URU), Atletico Nacional (COL), Sporting Cristal (PER) e Huracan (ARG) ou Caracas (VEN).

Huracan deve avançar e completar o grupo, consequentemente deverá ser o rival do Penarol pela segunda vaga, pois a primeira ficará com o bom time colombiano. Ainda assim, acho difícil o Penarol não figurar nas oitavas, só uma bobeira mesmo contra os argentinos dentro de casa os tiraria da próxima fase.

Grupo 5 – Atlético-MG (BRA), Colo Colo (CHI), Melgar (CHI) e Ind. del Valle (EQU) ou Guarani (PAR)

O Galo pegou um grupo facílimo, o mais tranquilo, faz tempo que o Colo Colo não assusta ninguém e apenas o Guarani pode apresentar resistência, mas a saida de Jubero ainda não foi testada e tampouco sabe-se o impacto. Se Aguirre souber aproveitar essa fase, emplaca a melhor campanha da fase de grupos.

Grupo 6 – San Lorenzo (ARG), Grêmio (BRA), LDU (EQU) e Toluca (MEX).

Outro grupo equilibradíssimo, três campeões de Libertadores no mesmo grupo, dois campeões com o novo treinador são paulino, além disso a força mexicana que sempre causa dor de cabeça. Outro grupo sem nenhuma previsão, acho que o Grêmio passa, não sei em qual posição, mas passa, de resto, também será um puro palpite.

Grupo 7 – Olimpia (PAR), Emelec (EQU), Tachira (VEN) e Pumas (MEX)

O grupo com menor força, são bons times, mas longe de serem forças dessa edição, poderão aproveitar para beliscar umas oitavas e torcerem por um bom cruzamento para ousarem umas quartas, mas nada mais do que isso para provavelmente Emelec e Olimpia.

Grupo 8 – Corinthians (BRA), Cerro Porteno (PAR), Cobresal (CHI) e Oriente Petrolero (BOL) ou Ind. Santa Fé (COL)

O Corinthians caiu naquele grupo que parece que todo mundo tem sua posição bem definida. Os brasileiros ficarão em primeiro, os colombianos que passarão pelo Petrolero em segundo, os paraguaios em terceiro e os chilenos fazendo turismo. De qualquer forma, o Corinthians foi outro brasileiro que pegou o chamado ótimo grupo para começar, pouco transtorno com viagem, o Santa Fé, atual campeão da sulamericana como um bom teste e tempo para encorpar ainda mais, ou entender o time sem, por enquanto, Jadson.

A Libertadores dentro de campo começa só dia 03 de fevereiro, mas aqui no Cadê Meu Camisa 10 vocês já curtem uma prévia dos grupos.

Todos os títulos são especiais, mas alguns…

image

O que dizer do título do River?

Apesar de pouco badalado aqui no Brasil devido a ausência dos clubes do eixo Rio-SP e consequentemente esquecido pela nossa querida plin-plin o título do River é digno de filme, curta metragem, livro, documentário para quando o pai quiser mostrar a emoção de ser River Plate.

O time começou a Libertadores como um dos favoritos ao título, credenciados pela boa campanha na Sulamericana 2014 e com o time disputando o título com o Racing do Argentinão, a expectativa era enorme.

Contudo, uma estréia desastrosa contra o San José em Oruro começou a tornar a classificação tarefa complicada. Na sequência, jogo duro contra o ótimo Tigres (sim, o destino colocou os finalistas no mesmo grupo) e um empate.

A esperança surgiu para os dois duelos contra o modesto Juan Aurich do Peru, contudo mais dois empates colocaram o River em situação complicada, pois eram apenas 3 pontos, nenhuma vitória.

Eis que veio o jogo de volta contra o Tigres, agora no México, e a história épica começava a ser escrita. O jogo estava 2×0 Tigres até os 40 do segundo tempo, o que praticamente colocaria o River fora do campeonato, porém com gols aos 41 e 44 o River conquistou um empate heroico e manteve viva a chance de classificação.

Na última rodada a situação era a seguinte, River tinha apenas 4 pontos, enquanto Aurich tinha 6 e o adversário San Jose os mesmos 4, o saldo do River era -2 enquanto dos peruanos era -1.

O River resolveu logo o seu jogo, e viu Aurich e Tigres fazerem um jogo emocionante que terminou com 5×4 para os mexicanos e a classificação como o pior segundo para os argentinos.

Uma história só é épica se tiver duelo com o grande rival e quem seria o adversário das oitavas? Nada menos que Boca Juniors. O time amarelo e azul fez a melhor campanha na fase de grupos e estava em ótima fase seguindo como favorito para o duelo, resultado, confusão segundo jogo anulado e a vitória no primeiro jogo credenciou o River para as quartas de finais.

Na próxima fase o Cruzeiro, bicampeão brasileiro e ainda com Marcelo Oliveira, e o treinador armou o time que jogou com grande eficiência e buscou uma vitória dentro do Monumental de Nunez, o Cruzeiro ganhava do River na Argentina e voltava com ótima vantagem para Minas Gerais. Mas o Cruzeiro se especializou e perder a oportunidade nessas condições favoráveis, fez péssimo jogo de volta, foi goleado por 3×0, mandou Marcelo para o Palmeiras (que agradece!) e viu o River avançar para as semis para enfrentar a surpresa do campeonato.

O River iria enfrentar o Guarani que já havia deixado Corinthians e Racing pelo caminho. Mas toda boa história envolve vencer inclusive a surpresa do campeonato e assim o River fez. E partiu para a final e o mais surpreendente ainda sabendo que já estaria no Mundial, pois era o Tigres do México que seria o seu rival.

Sim, aquele mesmo time da fase de grupos, que por duas vezes teve a chance de deixar o River pelo caminho, tanto quando deixou os argentinos empatarem um jogo perdido, quando resolveram vencer os peruanos do Aurich. Se ao invés de Ferreti, Bernardinho fosse o treinador dos mexicanos, o River estaria em casa vendo o jogo ontem.

Quando Sanchez sofreu pênalti e converteu o mesmo aos 30 do segundo tempo, toda essa história veio à tona, todo mundo percebeu que história incrível o River escreveu nessa Libertadores.

Confesso que quase não assisti ao jogo ontem, mas acabei ligando a TV momento antes e não consegui tirar os olhos da partida. Ainda bem.

Todos os títulos são especiais, mas alguns vem acompanhados de histórias formidáveis

Obrigado River! Obrigado Tigres!

Palpitando 07.07.2015

Imagem

Na América do Sul, os nacionais começam a voltar, nosso Brasileirão segue firme e forte, além do destaque para o início dos jogos panamericanos. Clique aqui para conferir os resultados da rodada anterior.

Veja como ficou a pontuação apenas da rodada passada:
1 – Wagner – 60 pontos
2 – Cadê Meu Camisa 10? – 35 pontos

Julho começa lamentável, primeiro pela quantidade de participantes e segundo pela pontuação de quem está. Vejam os rankings:

rm070715

rb070715

rg070715

Quarta, 08 de Julho de 2015
19h30 Chapecoense 1×0 Grêmio – Brasileirão
22h00 Vasco 0x4 São Paulo – Brasileirão

Sábado, 11 de Julho de 2015
12h00 Southampton (ING) 0x1 Valencia (ESP) – Amistosos
16h30 Naútico 2×1 Santa Cruz – Série B
16h30 Paraná 0x1 Vitória – Série B
21h00 Ponte Preta 0x2 Atlético-MG – Brasileirão
21h45 Independiente Medellin 0x0 Once Caldas – Shakirão

Domingo, 12 de Julho de 2015
10h00 Borussia Moenchengladbach 0x0 Hamburgo – Copa Telekom
12h00 Zenit 1×1 Lokomotiv Moscou – Supercopa Russa
16h00 Flamengo 0x3 Corinthians – Brasileirão
17h00 Newells Old Boys 3×0 Racing – Argentinão
18h30 Avaí 2×1 Chapecoense – Brasileirão
18h30 Sport Recife 2×2 Palmeiras – Brasileirão
19h00 Portuguesa 1×0 Guarani – Série C
21h30 Canadá 1×4 Brasil – Jogos Panamericanos

Palpitando 19.05.2015

Imagem

Penúltima rodada do mês de Maio, lá fora começa a parar tudo, enquanto aqui nas terras que Colombo e Vespúcio descobriram a coisa começa a pegar fogo. Clique aqui para conferir os resultados da rodada anterior.

Veja como ficou a pontuação apenas da rodada passada:
1 – Ramon – 140 pontos
2 – Cadê Meu Camisa 10? – 115 pontos
3 – Andre Russo – 110 pontos
4 – Rodrigo – 95 pontos
5 – Wagner – 95 pontos

André Russo segue controlando a vantagem e vai sobrando no mês de Maio. Vejam os rankings:

rm190515

rb190515

rg190515

Vamos aos palpites da rodada:
Quarta, 20 de Maio de 2015
22h00 Ceará 3×0 América-MG – Copa do Brasil
22h00 Santa Fé (COL) 1×0 Internacional (BRA) – Libertadores

Quinta, 21 de Maio de 2015
22h00 River Plate (ARG) 0x1 Cruzeiro (BRA) – Libertadores

Sábado, 23 de Maio de 2015
10h30 Hamburgo 2×0 Schalke 04 – Alemaozão
16h30 Paysandu 2×1 Ceará – Série B
18h30 Vasco 1×1 Internacional – Brasileirão
21h00 CRB 0x3 Bahia – Série B

Domingo, 24 de Maio de 2015
07h00 Guarani (PAR) 2×1 Arsenal (ING) – Copa Amsterdã (Sub19)
11h00 Everton 0x1 Tottenham – Inglesão
14h00 Galatasaray 2×0 Besiktas – Turcão
16h00 Atlético-PR 1×0 Atlético-MG – Brasileirão
16h00 Fluminense 0x0 Corinthians – Brasileirão
16h00 Chapecoense 0x1 Santos – Brasileirão
16h00 Avaí 2×1 Flamengo – Brasileirão
18h00 Racing 1×0 Independiente – Argentinão

A diferente noite dos goleiros

image

E ontem a Libertadores voltou para os brasileiros!

Todos os cinco clubes entraram em campo ontem para o início das oitavas de final da competição.

E podemos olhar a participação de todos pela ótica dos goleiros, quase todos tiveram papel fundamental no placar do seu time.

Cassio foi o primeiro a entrar em campo, foi o único a jogar fora do Brasil, talvez por isso tenha se sentido abandonado, logo no começo do jogo uma saída errada em um cruzamento quase rendeu o primeiro gol do Guarani.

Porém, ele guardou o melhor (pior na verdade) para o final, melhor nem tanto final assim, eram 15 do segundo tempo quando uma falta de longa distância passou por ele de forma constrangedora.

Tudo bem que o time não ajudou nada no restante do tempo, mas Cassio foi peça chave para o Guarani sair do Paraguai com uma boa vantagem.

Depois os outros quatro goleiros entraram em campo, dois no Morumbi e dois no Independência.

E aí, os dois que jogavam fora de casa como Cassio havia acabado de atuar, foram os destaques, mas por garantir ao seu time que o resultado não fosse pior.

Alisson pegou bem demais para o Inter, retardou o máximo possível o empate do Galo e quando não deu mais para evitar, o Galo também não tinha mais tempo para tal.

O mesmo fez Fábio diante de um Morumbi lotado (recorde de público pós Copa), evitou a qualquer custo a vitória tricolor, foram três grandes defesas, no final o ovacionado Centurion ainda conseguiu vencer a barreira Fábio para garantir a vitória são paulina, mas ficou de bom tamanho para a Raposa.

Ceni e Victor não chegaram a ser meros espectadores, mas nem de longe tiveram um dia tão agitado.