Precisa de Copa?

Foto: Bao Tailaing / AP Photo

Foto: Bao Tailaing / AP Photo

Hoje saiu o prêmio World Press Photo 2014, na categoria esporte a vencedora foi a imagem acima.

Foto tirada por Bao Tailiang pela AP Photo.

A foto é realmente sensacional, mostra o maior jogador da atualidade contemplando a taça da Copa do Mundo. E aí me veio aquela velha pergunta, realmente para atingir o Olimpo do futebol, o lugar dos deuses, é necessário levar uma Copa?

Messi parece um predestinado a competir com Pelé, Di Stefano, Maradona e Garrincha. Contudo, com exceção de Stefano, todos tem como o maior diferencial, a conquista de uma Copa. Outros jogadores também tiveram atuações glamourosas em Copas, Zidane em 1998, Romário em 1994, essas aquelas que vi.

Assim como também existem os grandes jogadores que não tiveram uma Copa no currículo e ficaram um degrau abaixo dos monstros sagrados do futebol. Zico, Sócrates, Puskas, Platini, Eusébio e Cruyff.

Acho sinceramente que a Copa do Mundo é a cereja do bolo na carreira de um jogador. Contudo, é necessário que o jogador precise jogar em uma seleção de ponta para ter essa chance. Por exemplo, atualmente, Cristiano e Ibrahimovic nunca irão ter essa cereja, então deve ser relevado na hora de qualificar sua trajetória.

Já no caso de Messi, sua seleção é fortíssima. A Argentina sempre tem chance em Copa do Mundo. Portanto, essa obsessão de Lionel é plaúsivel. E ele tem total condição de ir buscar sua cereja do bolo.

Mas e aí, para Messi ser um dos gigantes, chegar ao Olimpo do futebol, ele precisa da cereja?

Sobrenatural de Almeida passou por aqui… ou pelo RJ..

Nelson Rodrigues, em 1965 (J

Depois de ontem como não lembrar de Sobrenatural de Almeida?

Nelson Rodrigues adoraria acordar esta manhã e sentar para escrever. Escreveria com gosto sobre a aparição desse fantasma sobre os clubes cariocas.

Falaria de como ele apareceu para provocar Douglas e expulsá-lo no jogo contra o ABC, tornar mais difícil a tarefa do Vasco, dar ares de que seria possível, mas no fim mostrar que o único objetivo do Vasco esse ano será voltar a elite.

Contaria como ele tirou seu querido Flu da Sulamericana. Descreveria que após a inexplicável eliminação para o América-RN, o time carioca entrou na competição achando que outra eliminação o levaria para a Libertadores agora, como se toda eliminação fosse uma benção divina.

Explicaria o que Sobrenatural foi fazer no Ceará. Diria que ele confundiu os tempos, e que achava obrigação Mané e Pelé se enfrentarem, então tratou de calibrar o pé de André Bahia e até dar uma sobrevida para a torcida botafoguense que anda considerando aceitável o time ir ficando pelo caminho.

Nelson riria muito antes de escrever sobre o Flamengo, porque o que dizer de um time que ganhou a Copa do Brasil passada como ganhou, mas já perdeu para Santo André dentro do antigo Maracanã. Como dizer que o time que estava eliminado rodadas antes na Libertadores desse ano, achou um resultado improvável, mas conseguiu por tudo a perder de novo no Maracanã. Coisas de Flamengo, pensaria.

Nelson riria, acenderia outro cigarro e por fim decidiria não escrever nada de ninguém, apenas que o Sobrenatural de Almeida emergiu da Guanabara ontem para brincar com os torcedores cariocas.

Converse com o seu pai… (ou com alguém com mais de 50 anos)

Allejo 29052014

Ontem, travei uma discussão sobre Messi. Resumidamente, alguém defendia que ele já era o segundo do mundo. Não, ele não estava dizendo que ele só ficava atrás de Cristiano Ronaldo, ele estava dizendo que Messi estava acima de Zico, Cruyff, Maradona, Di Stefano, Garrincha, Ronaldo, Romário, Puskas e qualquer outro jogador da história do futebol.

Eu confesso que em determinado momento, minha vontade era de botar essa criança tratada a vídeos da ESPN e leite com pêra para conversar com o pai dele, ou com o avô, ou com qualquer apaixonado pelo futebol com pelo menos 20 anos a mais do que ele.

Não tenho nada contra o Messi, e acredito que ele tenha potencial para figurar na lista dos melhores do mundo, quando encerrar a carreira, seus feitos até agora o credenciam para aparecer nessa lista, mas ainda não.

Acho abominável cravar qualquer jogador que ainda atue em qualquer lista com os melhores do mundo. Essa mania dos especialista em anteciparem os gênios do futebol, já nos renderam Robinho, Michael Owen, Ariel Ortega, Riquelme, Ronaldinho Gaúcho e tantos outros que já foram chamados de gênios e que não vingaram por completo.

Messi já está na história do futebol, assim como o seu principal rival atualmente, Cristiano Ronaldo, agora credenciá-lo ao Olimpo do futebol, ainda acho precipitado.

Na minha opinião, nem dentro da Argentina ele é o segundo. Di Stefano e Maradona estão a frente, e sem forçar a barra, Messi precisa fazer mais pelo seu país como Kempes já fez. Não acho que precise ganhar uma Copa, mas mostrar que contribui também pelo seu país.

Por enquanto, Messi disputa com o Cristiano Ronaldo o melhor da atualidade, com o Allejo o melhor do videogame e com Ronaldinho Gaúcho o melhor do Youtube. Fora isso, falta muita cavadinha para ele.

Não acredita em mim? Conversa com seu pai, com seu tio, ou com alguém que tenha assistido futebol na década de 70. Quem sabe, ele tem algo melhor para dizer do que nossos amiguinhos especialistas na TV.