Dois gols no fim definem as partidas..

Ontem, tive a disposição duas Tv’s e consegui assistir tanto a Goiás x São Paulo quanto Palmeiras x Flamengo. Acompanhei mais atentamente a Goiás x São Paulo. Vamos aos comentários:

Goiás 2 x 1 São Paulo: O jogo não foi bom, apenas Bernardo pelo Goiás e Marcelinho pelo São Paulo procuravam criar alguma coisa. O São Paulo saiu na frente e tinha tudo para levar o jogo, mas Richarlyson para variar estava em campo. E a bomba-relógio tricolor resolveu explodir nessa partida, em uma lambança absurda se atrapalhou todo para rifar uma bola da defesa e permitiu a interpretação duvidosa do árbitro.

O jogo começou com o visitante pressionando o adversário, logo no início o tricolor quase abriu o placar em boa jogada de Cicinho. E aos 15 em bola parada, Marcelinho cobrou bem a falta e ainda contou com a demora na reação do goleiro, resultado, bola no fundo da rede e 1×0 para o São Paulo.

Nessas horas, eu realmente não entendo futebol, o São Paulo estava pressionando o time esmeraldino e decidiu com a vantagem recuar, a partir daí, o jogo ficou chato, nenhuma criatividade, apenas lances isolados do Marcelinho Paraíba, e do Bernardo do Goiás.

Aí resolveu aparecer Richarlyson aos 37 para mudar o panorama da partida e dar sobrevida ao time goiano, em um lance bizonho já comentado, o “polivalente” jogador abriu o lance para interpretação do árbitro, e eu também daria ainda mais vendo que o Richarlyson no lance. O próprio Bernardo cobrou e empatou a partida. Até o final do primeiro tempo, nada de novo aconteceu.

No segundo tempo, Gomes trocou Fernandinho por Dagoberto, logo no começo parecia que a substituição daria certo, Fernandinho fez boa jogada pela ponta esquerda, mas Jean não soube aproveitar. Dessa forma, o São Paulo voltou com Fernandinho e Marcelinho abertos pelas pontas e Hernanes no meio, mas a ineficiência que às vezes assombra o camisa 10 tricolor não permitia nada de criação, assim como o Goiás que não produzia nada.

Mas já aos 44, Jonílson, em um chute despretensioso deu a vitória para o Goiás.

Palmeiras 0 x 1 Flamengo: Como disse anteriormente, acompanhei meio que de canto de olho o jogo no Pacaembu, e pelo que vi foi um jogo tão ruim quanto o do Serra Dourada, pouca criatividade do meio de campo, poucas chances e a vitória no final em um lance individual.

Não poderia e nem seria justo analisar a partida pelos tempos de jogo, mas do que pude observar, o time palmeirense, encontrou uma formação tática que não desguarnece tanto sua defesa, Edinho, Pierre e Marcio Araújo na frente da zaga tão proteção suficiente para a mediana defesa palmeirense, mas o preço pago por isso e as restritas opções ofensivas. Cleiton Xavier, é um ótimo armador, mas não é muito de fazer gols, Lincoln parece ainda perdido no time, apenas alguns momentos de clareza, e Ewerthon nunca foi um centroavante, o famoso 09, sempre foi atacante de jogar pelas pontas. Dessa forma, o Palmeiras quase não agride, se efetivar a chegada de Kléber Gladiador e a reintegração de Diego Souza, o Palmeiras volta a ser um time forte.

Do lado flamenguista, o time também soube nessa partida criar um sistema defensivo cauteloso demais até diante de um ataque de pouco volume, Rogério Lourenço escalou o Flamengo com três zagueiro e dois volantes para se proteger, e praticamente anulou qualquer ataque alviverde, porém sua diferença maior foram nas laterais, o Falmengo possui laterais que sabem jogar e saem para o jogo e recompõe a defesa com mesma eficiência, isso permitiu maior liberdade para os meias.

Contudo, o gol saiu só aos 42, em jogada individual de Love, o ex-atacante palmeirense foi decisivo para o Flamengo.

Ela está solta pela estaduais…

Galera do blog, a Zebra andou aprontando nessa quarta-feira, fazia tempo que não via tantos jogos com resultados atípicos. Que a zebra acontecem sabemos, mas ontem em quatro jogos ela apareceu.

Ela começou fazendo arte em Araraquara, onde jogaram Rio Branco e Palmeiras, o time do interior que luta desesperadamente para sair do rebaixamento, conseguiu um bom resultado ao empatar com o Palmeiras por 2×2. Gols de Diego Souza e Ewerthon para o Palmeiras e Alex Terra e Romarinho para o Rio Branco. O resultado não ajudou em nada o Rio Branco na luta contra o rebaixamento e praticamente decretou a não classificação alviverde.

Saindo de Araraquara, a Zebra resolveu aparecer em Bragança, o Bragantino que estava ameaçado de entrar na zona do rebaixamento conseguiu frear a série invicta do tricolor, dando uma apimentada maior ao clássico de domingo. O jogo foi aberto com boas chances para os dois lados, porém o Braga aproveitou melhor uma das chances, enquanto Gilvan fez excelente defesas do lado do time do interior. Resultado final, 1×0 Bragantino, Gol de Maurício.

A Zebra conseguiu atuar em outros lugares simultaneamente, em Barueri por exemplo sua atuação foi tanta contundente que até Ronaldo foi vaiado, o alvinegro não jogou mal, mas Ronaldo perdeu chances a vontade, abusou do direito de não fazer gol e o time saiu ironicamente derrotado por um jogador do São Paulo (adversário do próximo domingo), Mazzola que foi emprestado pelo time de Jundiaí, anotou o único gol da partida. O Gol melhorou um pouco a situação do Paulista para sair do rebaixamento e fez o Corinthians começar a se preocupar com a sua vaga para a próxima fase do Paulista.

Em Porto Alegre, a zebra aprontou uma daquelas um pouco mais pesada, lá ela tratou de colocar a cabeça de Fossati totalmente a prêmio para delírio de Muricy que fica praticamente dentro do Beira-Rio neste momento. O Colorado foi goleado pelo excelente São José da capital gaúcha por 3×0, gols de Dadá, Jeférson e Guilherme. Com este resultado o time do Inter segue sem vencer a 05 partidas, algo inaceitável para um time como o Inter. É esperar os próximos capítulos.

Agora, foi em São Januário que a zebra mais ficou dando risada, Dinamite já tinha avisado para Mancini: “Futebol é resultado!”, Mancini que tinha dúvidas com relação a essa frase, teve uma ajudinha substancial do Americano que soube aproveitar as duas chances que criou com Leandro Melina e até as que não criou no gol contra de Nilton. Foi assim que o time da cruz de malta caiu por 3×2 para o Americano, aliás falando em cair, Mancini que não conseguiu o “resultado” foi demitido por Dinamite.

Santos e Grêmio tomem cuidado, ela está solta por aí…