A culpa da chatice é da competência…

cruzeiro-2013

Galera do blog, confesso que desde que começou a era dos pontos corridos esse é disparado o campeonato mais chato de todos. E a culpa é toda do Cruzeiro.

Em um mar de incompetência e sonolência de todos os times, o Cruzeiro paga o preço por querer ser o único time com vontade e competência nesse campeonato. Ganha com sobras, tem melhor ataque, segunda melhor defesa, campanha perfeita em casa e com números para ser campeão com a melhor campanha dos pontos corridos.

Outro exemplo da chatice desse campeonato é o Grêmio em segundo. Desde que Renato chegou, o mesmo quis pregar um discurso de time aguerrido que voltaria as origens do time gaúcho, mas o que se vê na verdade é o Grêmio atuando como um Juventude, igual time pequeno, com o time inteiro atrás da linha da bola e contando com um contra ataque mortal quase sempre puxado pelo excelente Alex Telles. Um time que opta por deixar Elano e Zé Roberto no banco não está afim de jogar bola. E antes que alguém diga que a campanha do Grêmio é de respeito, eu digo, graças a incompetência geral.

Basta dizer que Atlético-MG, Corinthians e Inter tem muito mais futebol do que este Grêmio, o Galo parece ter acordado, o Corinthians parece que acordou mas o cobertor ainda está pesado em cima dos jogadores e o Inter é o eterno mistério. O time que nos últimos anos monta elencos formidáveis não consegue dar liga para essa “talentaiada” inteira.

Incompetência vista em Coritiba, Vasco e Botafogo que não conseguem montar um time que dê condições para Seedorf, Juninho e Alex serem poupados e utilizados da melhor forma a favor do time. Os times ficaram dependentes demais e hoje os veteranos sentem o cansaço do nosso calendário desgastante e se arrastam em campo.

Em compensação o Furacão mostra um sopro de competência, além de toda a pré-temporada feita graças a abdicação do estadual, o time foi perfeito na preparação de Paulo Baier. O vovô do Brasileirão não se arrasta em campo e tem ajudado muito o Furacão a se manter lá em cima. O problema do Furacão é que o time individualmente é mediano, se tivessem mais boas peças do meio para trás estaria mais próximo do Cruzeiro.

Além é lógico da incompetência do Sâo Paulo que apesar de receber mais dinheiro que a maioria e ter vendido o Lucas por um valor estratosférico não soube montar um bom elenco e vive o campeonato a sombra do rebaixamento.

Em resumo, se o Cruzeiro fosse menos egoísta esse campeonato seria péssimo, mas continuaria divertido como sempre foi. Agora, a Raposa ficou incomodada com o título do maior rival e resolveu passar o trator em todo mundo nesse Brasileirão.

Espero que todos os clubes acordem para o ano que vem e se equilibrem o campeonato pela competência e não pelo contrário.

Anúncios

A estrela e as estrelas…

146500-futebol_brasileiro1

Ao que tudo indica esse Brasileirão será decidido pela estrela. E não estou dizendo daquele jogador que tem status de diferente, de acima da média, de Seedorf e Alex por exemplo. Estou falando de estrela daquele conceito futebolístico que se mistura muito com sorte ou com aquele algo a mais que um time campeão acaba tendo.

Eu sei que você dirá então, que olhando dessa forma, é lógico que a estrela decidirá o campeão, já que ele “é pré-requisito” para que o clube conquiste o título a diferença é como elas estão se apresentando nos candidatos ao título.

Começamos pelo Cruzeiro, o qual digno que “as estrelas” decidirão pelo clube mineiro. O time celeste que optou por montar um elenco forte sem um destaque principal, vem colhendo frutos por isso. Quando não é a estrela de Everton Ribeiro que brilha, é a de Lucas Silva, é de Borges, é de Julio Baptista, ontem foi a do William, amanhã pode ser Dagoberto, Luan, Nilton, Dedé, Fábio, Ricardo Goulart, ou qualquer outra peça do elenco.

Cruzeiro optou por uma das máximas do futebol, só com o elenco forte é capaz de disputar o título e Marcelo Oliveira tem conseguido dentro de um padrão tático muito bem definido, misturar e revezar essas peças buscando o melhor aproveitamento sempre. O certo é que ultimamente o Cruzeiro ganha e os outros que corram atrás.

O mais perto nessa corrida é o Botafogo. E o Botafogo que recebe a alcunha de estrela solitária conseguiu reverter nesse campeonato uma outra alcunha que o segue. “Tem coisas que só acontecem com o Botafogo”, essa alcunha parece revertida, se antes situações prejudiciais aconteciam ao Botafogo em momentos cruciais, por enquanto o contrário tem sido mais constante. Basta lembrar que as duas últimas partidas, o time venceu com um gol no final do jogo.

E essa estrela que ilumina o time como um todo e não sobre um jogador específico em determinadas partidas que pode levar o Botafogo ao título. Estrela que também tem iluminado a juventude do time, seja com Vitinho, com Hyuri ou até mesmo com o menino Elias. O que seria motivo de preocupação para muito times, no Botafogo a fórmula tem funcionado muito bem.

E por último o Grêmio que apesar de não agradar a todos e praticar um futebol mais pragmático, o time também está por perto. E como carrega a alcunha de imortal, todo gremista acredita que a força da sua estrela está no seu brilho durar mais do que as duas anteriores. Algo como, a sua é mais bonita e mais forte, mas vai acabar mais rápido do que a minha.

O time que resgatou o ídolo Renato Portaluppi para o comando do time, sabia que ele também resgataria o estilo de jogo que tornou o time vencedor na década de 80. Um time aguerrido, com muita força e que vende caro qualquer derrota. Individualmente tem mais peças acima da média do que os rivais. Dida, Elano, Zé Roberto, Kleber, Vargas e Barcos compõe esse esquadrão que espera no final ter mais pilha na estrela do que seus rivais.

Apesar de achar justo e gostar dos três times, minha torcida está para toda aúrea que gira sobre o Botafogo nesse ano.

Rapidinhas do Camisa 10 – 06.02.2013

Imagem

Bons amistosos na TV… Hoje é dia de amistosos, e fazia tempo que não via bons confrontos, como os dessa quarta-feira (06/02). Temos Brasil x Inglaterra, com estréia da nova família Scolari, com Julio Cesar e retorno de Gaucho. Holanda x Itália, no duelo particular de Van Persie com Balotelli. França x Alemanha, acredito que será a melhor partida. Além desses, Espanha x Uruguai e Suécia x Argentina são partidas que valem a atenção.

Falando nisso… Aproveitando que estamos falando sobre as seleções. Me agradou muito o time que Felipão escalou, chegou até a me surpreender pela ofensividade do time. Para um amistoso está ótimo, resta saber se Neymar, Gaúcho e Fabiano irão se dedicar na marcação. O time inicial será Júlio Cesar, Daniel Alves, Dante, David Luiz e Adriano, Ramires, Paulinho, Oscar, Ronaldinho Gaúcho, Neymar e Luis Fabiano.

Um pouco de esperança verde… Tudo bem que ainda são apenas especulações, mas ao que tudo indica estão bem avançadas. Kleber (Porto), Diogo (ex-Lusa e Fla) e Ibson (Fla) são ótimas opções para reforçar o elenco palmeirense, Marcelo Oliveira e Charles são bons nomes para compor o elenco. É sutil, mas Paulo Nobre já mostra mais inteligência para montar o elenco do que as recentes gestões do clube.

O surpreendente será o contrário… Valdívia conseguiu a proeza de tornar suas lesões um fato corriqueiro nos jornais, ninguém mais se impressiona com o estaleiro do chileno, em compensação se o chileno embalar cinco jogos seguidos é capaz de ir parar na capa de um jornal.

Imagina na Copa… Bem que a Brahma tentou, mas o término das obras concluídas para a Copa estão mostrando que essa Copa será danada! Na nova Arena do Grêmio, a primeira avalanche levou não só a torcida ao delírio como a tela de proteção e alguns torcedores para o hospital. No Mineirão, nada caiu, mas faltou quase tudo, água, comida e até grama que saia a qualquer jogada no clássico mineiro. Agora, só imagina como será…

Mudando de idéia… Sempre defendi a permanência de Neymar no futebol brasileiro, mas esse início de Paulista me faz repensar algumas coisas. O craque santista sobra nos gramados sulamericanos e para evitar de ser machucado, simula demais as faltas. Acho que chegou a hora dele desfilar seu futebol na Europa, amadurecer dentro de campo e entender de vez o espírito coletivo e que a individualidade aparece quando todos jogam pelo time.

Para não morrer afogado… Ganso precisa ter paciência, assim como torcida. Ele precisará de sequência de jogos para se destacar, mas o que ninguém esperava era o volume de jogo apresentado pelos concorrentes dentro do tricolor. Osvaldo continua em grande fase, Jadson começa a ser tornar intocável, Cañete está voando nessa temporada, Aloísio fez um grande jogo. Ganso precisa de tempo, mas a briga vai ser boa nesse ataque tricolor.

Coisa séria e dessa vez na mão de gente séria… A Europol parece ter um caminhão de informação e provas sobre um velho câncer no nosso querido futebol, a manipulação de resultados. São muitos os jogos investigados e vários jogadores, dirigentes e treinadores estão na alça de mira. Será difícil acabar com esse câncer, mas se conseguirem colocar alguns para verem o sol quadrado, já será um grande passo.

O que o Brasil tem bom e de ruim… Voltando a falar sobre o amistoso, os ingleses soltaram as famosas listas. Dessa vez, dos cinco melhores brasileiros atuando nos campos da Rainha e consequentemente dos cinco piores. Na lista de melhores estão: 1- Juninho Paulista, 2-Gilberto Silva, 3- Ramires, 4- Rafael (lateral) e Elano. Entre os piores: 1-Andre Santos, 2- Afonso Alves, 3- Gomes, 4- Kleberson e 5- Jo

Chelsea melhor que Seleções enquanto o ingresso para qualquer jogo do Chelsea não sai por menos de R$ 300,00, o amistoso entre Brasil x Inglaterra te ingresso sendo vendido a R$ 140,00! Haja prestígio, hein!

Dúvida da semana. A solução para o Pato deslanchar seria jogar em um time diferente por mês?

Rapidinhas do Camisa 10 – 09.01.2013

Imagem

Galera, depois de um mês de recesso, o blog volta com tudo e pronto para ser um pouco mais polêmico e instigar todo mundo ao senso crítico no futebol. E para aquecer os motores, vamos começar com um Rapidinhas. Confiram!

A era Messi… É simplesmente por isso que Lionel é tão superior a grandes jogadores, ele já instituiu uma era. Seus números, seus títulos, mesmo com tão pouca idade, já o credenciam como um dos maiores, feitos conseguido apenas por Frienderich, Di Stefano, Pele, Maradona e agora Messi. Messi é um gênio, mesmo para os mais “azedos”, parem e olhem.

Biquinho sim, mas também craque… Cristiano Ronaldo tem todo o direito de fazer biquinho durante as premiações, eu me sentiria muito mal de ter que passar toda a minha carreira disputando com o Messi. Cristiano é um dos grandes atacantes de todos os tempos, um fazedor de gol nato, terminará sua carreira com muito mais gol marcado que outros grandes artilheiros.

Mercadão – Parte 1… Os times paulistas não estão contratando de “baciada”, mas estão fazendo contratações pontuais. Santos está montando um time para Muricy se deliciar, um monte de gente na defesa e Neymar, Montillo e Nenê para os contra-ataques. O Corinthians trouxe Pato para ter uma estrela, nem que seja apenas nos comerciais. O São Paulo entrega um grande elenco para Ney Franco para testar o treinador. O Palmeiras, ah deixa para lá…

Mercadão – Parte 2… Cruzeiro e Vasco foram para mim, os times que mais se reinventaram, trocaram basicamente o time todo e agora é esperar para ver como as contratações reagiram, se os treinadores derem liga, podem surpreender, seja para o bem como para o mal.

O que fazer? Voltando ao Palmeiras, confesso que agora não sei mais o que faria, mas os casos de Valdivia e Marcos Assunção já fazem o início do ano do Palmeiras turbulento em demasia para o clube, o primeiro basta responder em campo para que se esqueça suas cretinices, quanto ao segundo, basta a diretoria ter uma solução para a ausência de Assunção. É esperar para ver.

Bunga bunga brasileiro… Andrés Sanchez é um tremendo canastrão, o Silvio Berlusconi do futebol brasileiro, sujo até as tampas, mas não deixa de ser uma peça no mínimo importante no futebol, na sua última entrevista, teve a cara de pau de dizer que fez uma proposta oficial por Neymar e ainda deu pitacos na administração do arquirival. Apesar de todas as suas sujeiras, muitos deviam olhar apenas o método de gestão de clube para replicar.

Se fosse do outro lado… as “histéricas” já estariam falando de absurdo e de jogo sujo. Estou falando da liberação para Elano jogar a Libertadores. O jogador cometeu uma agressão na Sulamericana, deveria ser punido e muito, mas não, Marin e seus favores a Conmebol liberaram Elano de cumprir suspensão. Queria ver se fosse do outro lado, o clima de histeria.

Força a Negueba… Negueba sofreu uma forte lesão no início da temporada pelo São Paulo e deverá ficar 6 meses afastados. Espero de verdade que ele volte logo e que tenha muito sucesso, Negueba é o típico jogador carismático, além de resgatar o futebol antigo, ele não precisa chamar Felipe Anderson, Bruno Uvini ou William José, ele é Negueba, o apelido é uma característica do brasileiro e deveria ser resgatado no futebol.

Reconhecimento do ninho.. A seleção da FIFA eleita foi Casillas (Real), Daniel Alves (Barça), Piqué (Barça), Sergio Ramos (Real) e Marcelo (Real); Xabi Alonso (Real), Xavi (Barça) e Iniesta (Barça); Messi (Barça), Falcao García (Atlético de Madrid) e Cristiano Ronaldo (Real), uma seleção feita apenas com quem atua na Espanha, vamos montar uma adversária. Cech (Chelsea), Lahm (Bayern), Thiago Silva (PSG), Terry (Chelsea), Evra (Man Utd), Pirlo (Juventus), Ramires (Chelsea), William (Shaktar), Rooney (Man Utd), Van Persie (Man Utd) e Ibrahimovic (PSG). Ia ser um bom jogo ou não?

Ahh, as especulações… Começou a Copinha, a primeira fase ainda é um pouco maçante, mas já podemos ver bons times dento de campo, São Paulo, América-SP, Audax-SP, Atlético-PR foram os que mais me agradaram até agora, o que nem sempre significa muita coisa, Fluminense, Atlético-MG e Santos são times menos vistosos, mas com um futebol muito eficiente também.

Dúvida da semana. Aloisio Chulapa, Amaral, Ronaldo Angelim, Dimba, Val Baiano e Fernando Baiano já estão prontos para estreiar em 2013. E o Imperador estréia quando?

 

Pitacos: Altitude atrapalha futebol, e o jogo do Santos foi bom para diminuir a adrenalina do jogo da tarde.

Vamos ao jogo do Santos, confesso que esperava mais do time boliviano, vi um único jogo do time que parecia ter um pouco mais de habilidade do que o normal para times bolivianos e contava com a altitude, mas o que vi foi bem longe disso.

Ainda bem para o Santos. O time da Vila parecia cansado e sentindo de imediato o efeito da altitude. Se contra o The Strongest, o time conseguiu equiparar forças contra a altitude, ontem o time pareceu se render aos efeitos da altitude.

Para piorar, o time tomou um gol logo no começo. Um pouco de sorte, mas mérito do bom atacante Campos. Aliás, o único com talento no time. O jogo era de uma ponta a outra, pelo Bolivar sempre Campos criava as melhores chances, pelo Santos sempre ele, Neymar era quem tentava as jogadas santistas.

Porém o jogo se arrastou durante os 90 minutos. O Santos ainda conseguiu o empate com Maranhão após falta muito bem cobrada por Elano. A única boa ação feita pelo meia. E o Bolivar na metade final da segunda etapa, achou outro gol de falta com Campos e uma bobeada de Rafael, que apostou que a falta seria novamente cobrada em cima dele e quando viu que era no outro canto era tarde demais.

Pelo Santos ficou a sensação que o time não veio a campo. Borges, Ganso e Elano não jogaram absolutamente nada. Juan e Adriano estavam desesperados para recuperar a bola e permitiam faltas estúpidas para o Bolivar aproveitar a altitude.

Ficou bom o resultado para o Santos que tem tudo para passar fácil pelo time aqui na Vila Belmiro, precisará de paciência e um juiz mais rigoroso, mas passará pelo time boliviano.

Falando em arbitragem, parece chover no molhado, mas novamente Neymar foi caçado em campo. Concordo que em alguns lances, o menino exagerou no teatro, mas é inconcebível o que aconteceu com ele no segundo tempo e apenas dois cartões mostrados para os adversários. O rodízio de falta é algo tão sujo quanto uma falta dura, mas se o juiz não coibir não adianta culpar o adversário.

Sobre o episódio da banana, prefiro não estender, não é o meu comentário que mudará algo, mas sim uma punição séria da Conmebol.

Veja também: Em jogo fantástico, Bayern elimina Real, com Neuer parando Ronaldo e Kaká.

Pitacos: Sansão de arrancar os cabelos!!

Galera, ontem foi dia de acompanhar ao clássico San-São.

Que clássico formidável, 3×2 para o São Paulo em um show de Lucas e a mostra que às vezes um futebol desequilibrado e que só pensa em atacar pode funcionar.

Os primeiros 30 minutos foram todos do São Paulo. Foram 10 chutes contra nenhum. No segundo chute dessa sequência, Casemiro contou com o desvio de Dracena para enganar Rafael e abrir o marcador. Os oito chutes seguintes, oscilaram entre chutes perigosos e outros nem tanto. Mas, o São Paulo jogou fora a chance de tentar ampliar o marcador e ir para o chuveiro um pouco mais confartável.

Nos 15 minutos seguintes da primeira etapa, o Santos conseguiu equilibrar um pouco mais as ações, principalmente com Arouca. Ganso e Neymar foram muito bem marcados. Denilson contou com a pouca inspiração de Ganso e Rodrigo Caio foi um marcador implacável de Neymar, o craque praticamente não jogou no segundo tempo. Porém, Caio recebeu um amarelo que iria complicar ele mais tarde.

Veio o segundo tempo, e Muricy promoveu a entrada de Elano no lugar de Ibson. O time santista melhorou e passou a dominar as ações no meio de campo, principalmente com Elano. E em um escanteio cobrado por ele, Dênis saiu mal e a bola sobrou para Dracena empatar a partida. Quase que no lance seguinte, Caio chegou pesado de novo em Neymar, mas se a falta podia ser discutível o conjunto da obra não, Caio levou o segundo amarelo e foi expulso.

Com a expulsão, Muricy resolveu por o time mais pra cima, enquanto Leão tirou Jadson e promoveu a entrada de Piris para repor o setor. Piris podia mais uma vez enfrentar Neymar, assim como na época de Cerro Porteno. A partir daí, O Santos passou a manter mais a bola em seu ataque, e o São Paulo buscava acertar um bom contra ataque e aí surgiu o talento de Lucas.

Em rápido contra ataque puxado pela jóia são paulina, ele lançou Luis Fabiano que tentou driblar Rafael e foi impedido, pênalti marcado para o São Paulo. Lógico que não houve o contato entre Rafael e Fabiano, mas só porque Fabiano pulou, caso contrário seria atropelado pelo goleiro. Se não fosse pela tentativa de Rafael, Fabiano teria marcado o gol, como Fabiano teve que pular para evitar o contato, entendo o pênalti como correto. Luis Fabiano foi para a bola e botou novamente o São Paulo na frente.

E nesse clássico maluco, o São Paulo com um a menos conseguiu pressionar o time santista e jogava melhor quando em um lance isolado, Kardec achou Neymar com espaço. E o craque santista precisou de um único espaço para anotar o seu gol. Essa para mim, é a diferença de um craque, Neymar foi muito bem marcado o jogo inteiro, mas uma bola que ele teve limpa decidiu a partida. Toque de craque!

Mas, o jogo não podia terminar por aí, tinha que ainda reserva uma polêmica. Já nos apagar das luzes, Lucas partiu em outra rápida arrancada e deixou Cortez na cara do gol, o lateral desequilibrado mandou a bola na trave que caprichosamente caiu no pé de Lucas que só teve o trabalho de empurrar a bola para o fundo das redes e premiar sua atuação. O único problema é que Lucas marcou o gol em posição de impedimento.

Individualmente, o São Paulo deve comemorar a recuperação de Lucas e Casemiro, as duas promessas foram os melhores em campo. Outro destaque, foi a dupla de zaga, o time jogou mais próximo uns dos outros, consequentemente, os zagueiros puderam jogar menos pressionados e aí Rhodolfo e Paulo Miranda mostraram suas qualidades. Menção honrosa para Dênis também, quando o idolo aposentar, o time estará em boas mãos.

No Santos, Ganso teve atuação apagada. Arouca foi bem. Elano ganhou pontos dessa vez, em compensação Adriano precisa recuperar tempo de bola, para mim o volante cometeu dois pênaltis e quase não conseguiu desarmar sem fazer falta ontem. Borges está em má fase, e Kardec começa a merecer uma “chancezinha”

De qualquer forma, o São Paulo (mesmo com um gol irregular) foi merecedor da vitória, jogou melhor que o Santos.