A vida real imitando a arte

tucuman080217

O futebol tem várias histórias mirabolantes e por muitas vezes quando não vivenciamos, temos dificuldades para acreditar que elas realmente aconteceram como foram descritas.

Mas ontem, foi dia do futebol me lembrar e me proporcionar a possibilidade de não esquecer dessa capacidade dele, aliás, a semana começou assim, mostrando como o esporte é incrível.

De domingo para cá, tivemos a reação espetacular na final do Super Bowl, independente de gostar o não do esporte, a história é épica, a cesta de Lebron na segunda feira empatando um jogo com um movimento de rara destreza, e ontem a Libertadores.

O campeonato mais querido, quase sempre lembrado pela sua luta (as vezes até literal), por cachorros em campo, estádios em lugares exóticos, teve uma história daquelas dignas de contos de Nelson Rodrigues ou do mestre Armando Nogueira.

O Atlético Tucuman da Argentina estreante na Libertadores faria seu primeiro jogo fora e teria a cidade de Quito para começar a aprender o que é andar pela América do Sul e tudo deu errado, seu voo não está com a documentação em dia e o time não conseguiria chegar a tempo do jogo contra o El Nacional no Equador.

O time acionou a Conmebol e se comprometeu a entrar no primeiro voo disponível para Quito, mas com o risco do jogo começar atrasado, foi aceito e o time chegou com uma hora de atraso para a partida, não suficiente e na pressa de estar presente em campo logo, o time não possuía uniforme para a partida.

E naquelas coincidências (??) que essas histórias permitem, a seleção argentina sub20 estava próximo e pode fornecer o uniforme deles para que o time argentino pudesse entrar em campo.

Então a história teve seu complemente triunfal, o time que passou por uma situação complicada chegou com o aquecimento prejudicado e todo o processo para ir para a partida afetado, jogou com a camisa da seleção Argentina e conseguiu arrancar uma vitória heroica pela vantagem mínima, classificando o time para a fase seguinte.

O Tucuman tinha ficado no empate em seus domínios e precisou construir essa história quase folclórica para se classificar para a próxima fase.

O time argentino pode nem chegar na fase de grupos, seu próximo rival será o complicado Junior Barranquilla, mas pelo menos, eles fizeram história para inspirar qualquer um nessa semana a entender o poder do esporte. E mostrar que as vezes, a vida é quem se inspira em contos que parecem que nunca iriam acontecer.

 

Anúncios

Os grupos da Libertadores 2017

libertadores221216

E ontem foram definidos os grupos da Libertadores 2017.

Vamos comentar um pouco sobre o grupo, mas particularmente achei os grupos de 1 a 4 mais equilibrados do que os de 5 a 8.

No grupo 1, o atual campeão, o Atletico Nacional, além de Estudiantes, Barcelona (EQU) e Ganhador 2 (Botafogo, Colo-Colo, Olimpia, D. Municipal ou I. del Valle). Possivelmente, o ganhador 2 será uma força no grupo que se juntará a três times tradicionais, o time campeão não terá vida fácil para avançar de grupo, junto com o grupo 4, é o grupo mais equilibrado.

Grupo 2 terá Santos, Santa Fé, Sporting Cristal e Ganhador 3 (U. de Sucre, M. Wanderers, Atlético Cerro, Unión Española ou The Strongest). Acredito que o The Strongest será o classificado para o grupo, sendo assim, o maior adversário do Santos serão as longas viagens. Logicamente não dá para ignorar o grupo, pois serão jogos bem complicados, o Santos deve avançar, mas não pode tropeçar.

Pelo Grupo 3 teremos River Plate, Emelec, Ind. de Medellin e Melgar. Acredito que a ordem do grupo será a mesma que foi sorteado, minha única dúvida fica pelos duelos entre Emelec e Medellin quem ficará com a segunda vaga.

No grupo 4 temos San Lorenzo, Univ. Catolica, Flamengo e Ganhador 1 (Atlético-PR, Millionarios, Tachirá, Capiatá ou Universitario). Ganhador 1 deve ficar entre o Furacão e o Millionarios, que se juntarão a times tradicionais, o clube de Almagro vem muito bem com Diego Aguirre (sim, ele mesmo), acho que pelo time do Flamengo é obrigação passar, mas a tarefa será mais complicada do que se imaginava.

Já no grupo 5 ficamos com Penarol, Palmeiras, Jorge Wilstermann e Ganhador 4 (Carabobo, Junior Barranquila, A. Tucuman e El Nacional). Aposto no Junior para a última vaga, mas que eu gostaria muito de ver Carabobo, gostaria, é piada pronta. 2016 anda tão bom com o Palmeiras que até no sorteio dá tudo certo, grupo tranquilo.

O grupo 6 tem Atlético-MG, Libertad, Godoy Cruz e Sport Boys. Outro daqueles grupos que o sorteio indica a provável ordem ao final da fase de grupos, grupo muito tranquilo para o Galo, ótimo para Roger fazer testes e colocar sua forma de pensar o jogo.

No grupo 7, Nacional, Chapecoense, Lanus e Zulia. Grupo sem nenhum favorito, mas com o Zulia de saco de pancada, ele poderá ser o diferencial para avançar ou não de fase, dependendo do grupo que a Chape conseguir formar para 2017, pode alcançar o feito espetacular de avançar de fase, torcida não faltará.

Para fechar, o grupo 8 tem Grêmio, Guarani (PAR), Zamora e Iquique. Assim como o Palmeiras, a sorte do Grêmio continua intacta em 2016, o grupo mais fácil disparadamente, o time brasileiro tem quase obrigação de terminar com a melhor campanha da Libertadores.

E vocês o que acharam?