Pitacos da 01ª rodada do BR-2011

Galera do blog, o Brasileirão começou e nesse fim de semana, consegui acompanhar três jogos da primeira rodada. Vamos aos pitacos de cada um deles e aguardando as cornetadas de vocês.

Ceará 1×3 Vasco, o jogo, como todos que acompanhei, só teve “graça” no segundo tempo quando o Ceará abriu o marcador com o zagueiro Cléber e depois Bernardo resolveu vencer a partida pelo Vasco ao anotar dois gols e dar o passe para Jefférson fazer o terceiro.

Fica complicado fazer uma análise muito aprofundada dos dois times já que eles estão com a cabeça voltada para a Copa do Brasil, mas esse time do Vasco mostrou ser um time bem montado, Bernardo é um excelente jogador, Elton fez muito bem o trabalho de pivo e tirando o lance do gol, a defesa tomou poucos sustos. Pelo time cearense, ficou nítido que falta elenco para Vágner Mancini, o time precisará se reforçar com algumas peças para sobreviver ao Brasileirão.

Grêmio 1×2 Corinthians, outro jogo que teve o primeiro tempo apático e se não fosse o juizão aparecer, o jogo parecia condenado ao 0x0. Para mim, os dois pênaltis só são marcados aqui no Brasil, e o que mais incomoda é o teatro dos jogadores, no caso do Liédson ele foi tão bom ator que fez Lúcio acreditar que fez pênalti mesmo. Para mim, nada em nenhum dos lances, e do Liedson foi o mais “bem interpretado pelo ator”.

Pelo alvinegro, continua o problema crônico de criatividade, talvez Alex seja a solução mesmo, na minha opinião falta um zagueiro e um lateral esquerdo titular para fechar o time. De resto, o time precisará se entrosar rápido, já que o campeonato já começou. Pelo tricolor gaúcho, uma certa depedência excessiva de Douglas, o bom meia é o responsável por tudo que acontece com o Grêmio, se está bem marcado, o Grêmio não joga. O time precisa aproveitar mais as laterais e conseguir alguém para atuar ao lado de Douglas.

Fluminense 0x2 São Paulo, novamente um jogo com primeiro tempo pífio, contudo o São Paulo conseguiu abrir o marcado em ótima jogada de Dagoberto e foi só no primeiro tempo. No começo do segundo tempo, o time ampliou o marcador e a partir desse lance, foi jogo de um time só, o Fluminense ficou atordoado e o tricolor paulista não ampliou o marcador por uma “pitada de azar”. Dagoberto, Casemiro e Lucas foram nessa ordem os melhores da partida, do lado do Fluminense, não se assustem, Edinho foi o melhor em campo.

O São Paulo mostrou que parece ter superado o vendaval, mas pelas declarações, fica nítido que o grupo de jogadores está fechado pela vitória, mas não com o treinador. Não vejo o São Paulo precisando de reforços, o time é esse e o maior problema é a instabilidade do time, se jogar como o segundo tempo de ontem é favorito ao título se jogar como no primeiro tempo não pega nem Sulamericana. Nas laranjeiras, Abelão precisa chegar logo e fazer um tratamento de choque no time, os jogadores estão apáticos, Conca não veio a campo em 2011 ainda. Daqui a pouco, os matemáticos irão fazer novas previsões, e um dia eles acertam, hein.

Olhando os resultados, Atlético-GO e Figueirense foram as surpresas para mim, obtiveram vitórias inesperadas.

E vocês o que acharam da primeira rodada?

Aborrescente do futebol!

Às vezes me pergunto, se alguns dirigentes são totalmente alienados ou cretinos por profissão. Vai ano e passa ano e é sempre a mesma coisa, os dirigentes sempre tentam dar um jeitinho.

Trago esse assunto a tona por alguns motivos, como por exemplo o caso Miranda – São Paulo – Atlético de Madri, Ronaldinho Gaúcho e o seu leilão, Guiñazu – Inter – São Paulo, Palmeiras – Fluminense – Edinho. Em todos esses casos, a hipocrisia foi o tom mais alto da conversa.

Não me conformo com o leilão propagado pelo empresário-assessor-irmão de Ronaldinho, uma coisa é discutir as propostas, outra é publicá-la para ganhar poder de barganha, na contra partida, não me conformo com Flamengo e Palmeiras, dois clubes falidos querendo trazer um jogador desse quilate, achando que a conta marketing se paga e pronto, eu acho que a torcida iria preferir ver um time competitivo do que um “marketeam”. Clube permanece vivo com títulos, não com propaganda.

Seguindo, sou são paulino, mas quem o Leco pensa que é para reclamar do assédio do time espanhol ao seu zagueiro sem procurar o clube. O São Paulo é um time declaradamente conhecido por persuadir jogadores em término de contrato para não ter custo nenhum, veja o caso Guiñazu, portanto o ditado já dizia “pimenta nos olhos dos outros, é refresco!”. Mas isso não torna o Sâo Paulo o vilão da história não, ou o Inter levou o menino Oscar na “boa-fé”? Ou mesmo a forçada de barra do Edinho para ir jogar no Fluminense é a forma mais honesta do mundo.

É por essas e outras, que escutamos o jargão imbecilmente dito: “futebol agora é negócio!”. Negócio? Eu aprendi que para todo negócio que preste, existe um contrato, e mais, por incrível que pareça ele deve ser cumprido. Curioso, não? Hoje, 98% das pessoas envolvidas no futebol brasileiro, não tem a menor idéia do que é um negócio. Tanto é verdade que a represália dos mercados consumidores já começou, o time hoje que percebe qualquer movimento do seu jogador brasileiro, já aciona a Fifa para evitar barulho. Foi assim com Adriano, Ricardo Oliveira, será assim com Cristian (Fenerbahce) e seria assim com Gaúcho, ou alguém acha que foi boa índole dos três clubes envolvidos resolver pagar uma quantia ao Milan.

É triste, mas o Brasil como em todas as suas áreas ainda é um adolescente metido a besta, precisa ainda aprender muita coisa com os mais velhos.

Fim de semana ruim para os tricolores…

Galera do blog mais querido, ontem aconteceram vários clássicos e alguns jogos complementares. Assisti a vários deles, dois ao vivo e mais um pelo VT e outro pelos melhores momentos, seguem meus comentários:

Corinthians 1 x 0 Palmeiras: O Corinthians venceu a partida jogando com um menos o jogo inteiro, encerrou um jejum que durava mais de 03 anos e virou o líder do campeonato. Tudo isso com um gol de cabeça do “baixinho” Jorge Henrique, que junto com Felipe foram os melhores em campo.

Durante a partida ficou claro uma coisa, o Muricy nunca consegue ganhar uma partida com um a menos, o Palmeiras teve 65% de posse de bola, mas as poucas chances criadas encontraram Felipe inspiradíssimo. Ainda pelo lado alviverde, me assustou o nervosismo de Armero, da mesma forma que Edinho surpreendeu fazendo uma boa partida. Pelo lado alvinegro, como já disse Jorge Henrique foi o melhor em campo para mim, aliás eu o considero o jogador mais importante do time, enquanto Roberto Carlos fez papelão, e nos poucos 08 minutos que jogou, errou passe, falhou na marcação e ainda foi expulso justamente.

Sertãozinho 2 x 2 São Paulo: O tricolor continua jogando mal e contando com a sorte, ontem o time empatou com um gol no final da partida. Pelo Sertãozinho, Thiago Silvy e Mendes marcaram, enquanto Léo Lima e Wagner (contra) marcaram pelo São Paulo.

O São Paulo foi para Ribeirão Preto com um time misto, mas que no papel poderia dar bom resultado, porém o que se viu foi um time apático. Essa apatia em muito se deve a Hernanes que estava adormecido ontem e Léo Lima que vive dormindo em campo. Aliado a isso, a defesa tinha Andrè Luis e Renato Silva, só isso já bastava para o Sertãozinho sair vencedor. Gostei muito do Carlinhos Paraíba joga parecido ao Richarlyson, porém com disciplina tática e as entradas de Sergio Motta e Jorge Wagner melhoraram o time.

Internacional 1 x 0 Grêmio: Grande jogo, aguerrido como deve ser um Gre-Nal e como sempre decidido no detalhe, com um gol do sempre contestado Alecsandro, o Inter venceu o primeiro Gre-Nal do ano. Fica a certeza que o Rio Grande do Sul possui 02 dos 06 melhores times do Brasil.

Durante a partida, grande destaque para os laterais de ambos os times, Nei e Kléber do lado colorado e Lúcio e Joílson pelo lado tricolor. Foi pelas pontas que o jogo pegou fogo, os dois times abusavam das jogadas pelos flancos fazendo seus laterais correrem muito. Os dois times criaram muito, talvez o Grêmio um pouco mais, mas pecava muito nas finalizações, enquanto do lado vermelho, as chances eram sempre perigosas e exigiram mais esforço do Victor para defender. No final, resta ao Inter segue firme no projeto com a certeza de estar no caminho certo e para o Grêmio o mesmo recado, o tricolor não pode deixar essa derrota desestabilizar a casa.

Fluminense 3 x 5 Flamengo: O clássico carioca acompanhei apenas os melhores momentos, do lado tricolor Alan, Conca e Cássio anotaram seus gols, enquanto Adriano (3), Vagner Love e Kleberson marcaram na vitória rubro-negra.

Pelo que deu para entender, foram dois jogos, no primeiro tempo um passeio tricolor que acabou saindo barato para o Flamengo sair para o intervalo perdendo por “apenas” 3×1. Veio o segundo tempo e aí foi a vez do Flamengo passear em campo e marcar quatro gols e virar o jogo que parecia certo para o Fluminense. De resumo, fica a sensação de dois bons times do meio para frente, mas que são fracos na defesa. Nota negativa da partida foi a desavença entre Petkovic e o vice presidente Marcos Braz no intervalo e pode ter determinado o fim do ciclo Petkovic no Flamengo.