E se o campeonato acabasse na 33ª rodada?

love021115

Se já estamos cantando que o título está fácil, o Corinthians resolveu deixar um pouco mais claro. Ganhou e ganhou muito bem do vice-líder dentro do Independência. Foi a pior derrota do Galo nesse novo estádio. O Corinthians tá sobrando tanto nesse campeonato, que a diferença dele para o 5º colocado é a mesma que a diferença do 6º para o último colocado.

O Galo terminaria vice, assim como o Grêmio que ficaria com o terceiro lugar. Na briga pelo G4, o Santos continuaria em quarto, o São Paulo segue na cola, tricolor esse que fez a primeira boa atuação sob o comando de Doriva. Mas que sempre acha um extracampo para tumultuar, Michel foi a bola da vez.

No meio da tabela, destaque para a ladeira abaixo de Flamengo e Palmeiras, os times seguem perdendo e caindo na tabela, ambos postulantes ao G4, agora parecem fazer figuração no restante do campeonato. Do lado positivo, continuo com o Cruzeiro, para mim, o time que se tivesse recebido Mano duas, três rodadas antes poderiam brigar com mais chances pelo G4, por enquanto, ainda está um pouco distante.

Já na zona da confusão, aquela sensação que nada muda, que ninguém quer sair de verdade. Basta ver que do 15º para baixo, a pontuação obtida nesses últimos cinco jogos foi, 8, 3, 3, 1, 6, 4. Tirando o Figueira, todo mundo não soma ponto, a tendência é que a “nota de corte” esse ano seja baixíssima. É esperar para ver.

A 33ª rodada terminou com 5 vitórias dos mandantes, 2 dos visitantes e 3 empates. Foram 20 gols, poucos, rendendo uma média de 2 gols por jogo, meu destaque vai para Love que começou a fazer o que se espera dele, muitos gols e conseguiu de bom jogar ganhar o status que Obina tinha no Flamengo, virou um talismã. E mostra que as duas torcidas conseguem acolher jogadores quando eles mostram o empenho para honrar a camisa. Love é o destaque da minha rodada 33ª.

E para vocês como acabaria o campeonato na 33ª rodada?

Anúncios

E se o campeonato acabasse na 29ª rodada?

camilobarbio051015
O Corinthians seria o campeão, mas teria sua faixa carimbada pela Ponte, o time do interior de São Paulo tem se especializado em dar trabalho para o time da capital. E Doriva vai se mostrando um grande técnico, em pouco tempo ajeitou a Ponte e o time seguirá mais um ano na elite do futebol nacional, podendo até almejar um lugar entre os 10.

Galo, Grêmio e o encantado Santos completariam o G4. O Galo ainda sonha que poderá chegar na 33ª rodada (confronto direto) com chance de passar o Corinthians, ainda acho muito difícil essa reviravolta, mas ontem vi pela primeira vez Tite nervoso, e nem estou falando da comemoração, mas da preocupação demonstrada antes da virada da Macaca.

A disputa pela quarta vaga que está muito acirrada, hoje o Santos (46) ocupa essa vaga, com o mesmo número de pontos o SP (46) que vive a expectativa de até quando Osório fica. Palmeiras (45) está oscilando demais, basta ver a goleada sofrida diante da Chape ontem e Flamengo e Inter (44), um engrenou, caiu e agora pode ter se reencontrado e o Inter que ainda não engrenou, pode engrenar após a parada e pode chegar lá em cima.

Já na zona da confusão, o Vasco foi prejudicado mas segue na sua corrida para escapar, são 6 pontos para sair da zona, ainda distante, mas muito mais próximo do que a algumas rodadas atrás. Todo mundo está na apreensão que todos os quatro de SC irão cair, garanto que a Chape não cai, quanto aos demais, não sei.

A 29ª rodada teve 5 vitórias dos mandates, 2 dos visitantes e 3 empates, foram 30 gols marcados, o que mantém uma boa média nas últimas rodadas, destaque para Apodi, Camilo e William Barbio, o trio da Chape que infernizou o Palmeiras ontem.

E para vocês, como seria se o campeonato acabasse na 29ª rodada?

E se o campeonato acabasse na 28ª rodada?

PR - BRASILEIRÃO/ATLÉTICO-PR X PONTE PRETA - ESPORTES - Comemoração do gol de Biro-Biro, da Ponte Preta, em partida contra o Atlético-PR, válida pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro 2015, na Arena da Baixada, em Curitiba (PR), neste domingo. 27/09/2015 - Foto: PAULO LISBOA/BRAZIL PHOTO PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

 Foto: PAULO LISBOA/BRAZIL PHOTO PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO

O Corinthians seria o campeão, aliás, o time que não oscilava, mas também não convencia, como a jogar com atitude de campeão, o time foi eficiente quando estava mal e agora que parece atingir o ápice dificilmente será parado, além disso que vem debaixo nunca parece firme o suficiente para fazer frente.

O Corinthians 2015 é o Cruzeiro 13/14.

E o vice seria o Galo doido que empatou com o Joinville em um jogo complicado, o Galo foi favorecido em lances isolados, porém prejudicado na permissividade da arbitragem com lances violentíssimos dos catarinenses.

Completando o G4 estaria o Grêmio e o Palmeiras. O alviverde conseguiria se manter no G4 no último lance do clássico contra o São Paulo em uma lambança repetida de Ceni nesses momentos finais de carreira. O maior jogador do Sâo Paulo vai se despedindo de forma melancólica, fazendo grandes atuações em meio a lambanças pontuais e sem a mesma influência no grupo de jogadores.

No meio da tabela destaque para o Santos, o único time atualmente que faz frente ao líder, o Grêmio um pouco também. O time do litoral paulista engrenou tarde, porém vem jogando o fino e sua usina de moleques segue a todo vapor. Dorival Junior para técnico das seleções de base para ontem.

Destaque também para Ponte, o time embalou 4 vitórias, se reinventou no campeonato após a saída de Caja e mudança de treinador. Doriva vai se mostrando um promissor treinador e vai montando bom trabalho na Ponte. Terá uma prova de fogo na próxima rodada ao enfrentar o líder.

Na zona da confusão, o Vasco parece almejar o impossível. De condenado a 5 rodadas atrás, o time dobrou os pontos nesse período (tinha feito 13pts em 23j, fez 13 nos últimos 5.) e começa a ver mais atingível a saída da degola. Do ponto de vista matemático, o time precisa de 20 dos 30 restantes. Ainda tá longe, mas está mais possível.

A 28ª rodada terminou com 31 gols, o futebol agradece, foram 5 vitórias dos mandantes, 3 dos visitantes e 2 empates. Pensei em por Gil e Renato Augusto, mas vou ficar com Biro Biro, pelos dois gols e responsável por essa arrancada da Ponte e pela demissão de mais um treinador, com a derrota, o bom Milton Mendes caiu.

E para vocês, como seria se o campeonato acabasse na 28ª rodada?

Nossos homens do boné!

image

Imagina que hoje no Brasil Muricy, Abel Braga e Felipão estão sem clubes.
Lógico que Muricy está fora do mercado muito mais por opção própria (saúde) do que por estar disponível.

Fica evidente a passagem de bastão, Tite, Cuca e Marcelo Oliveira são os pioneiros desse grupo, mas Doriva, Leonardo Condé, Ricardinho, Eduardo Baptista, Fernando Diniz, Argel, Cristóvão Borges são a “próxima linhagem”

Outros se renovaram e possuem espaço, casos de Oswaldinho, Levir e Luxemburgo.

Contudo, diante dessa renovação, a desconfiança aparece e aí surgem as oportunidades para os treinadores estrangeiros.

Aguirre depois de sofrer bastante para implantar sua filosofia, colhe os bons frutos agora, seu Inter é um time consistente com elenco e com chances de disputar tudo esse ano.

Seguindo essa onda, o São Paulo mostra que tem tudo para colocar um técnico estrangeiro no clube, atualmente Osório do Atlético Nacional da Colômbia é o grande cotado, mas vale lembrar que desde a saída de Muricy, os nomes especulados foram Luxemburgo, Sabella, Sampaoli, André Villas Boas e agora Osório, ou seja, 80% dos nomes são de treinadores estrangeiros.

O que mais me impressiona entre os técnicos gringos é a formação acadêmica deles. Todos grandes teóricos e formados para atuarem como treinadores.

Por aqui, o que se vê é um monte de treinadores formados no terrão, como eles gostam de bater no peito.

Uma formação apenas prática, sem entendimento teórico sobre o que observar em uma partida.

Aliás, característica essa que tange toda nossa cadeia, imprensa, torcedores, jogadores e logicamente os treinadores, todo mundo é muito bom para falar do time de maneira geral, raríssimos os casos onde se olha uma particularidade, um pedaço daquele todo que pode ser a solução para vencer uma partida.

Nossas derrotas, sempre justificadas por uma infelicidade, um azar em um lance ou um apagão.

Eu vejo com bons olhos a possível chegada de alguns treinadores estrangeiros, garantindo a troca e ampliando o horizonte dos nossos homens do boné.

Ver dois gringos em dois grandes clubes do Brasil pode ser muito bom para todos.

E se o campeonato acabasse na 1° rodada?

image

E se o campeonato acabasse na 1° rodada?

O gigante da Ilha do Retiro seria o campeão, com uma atuação firme em seus domínios venceu bem o Figueira.

Eduardo Baptista vai se mostrando um ótimo treinador, aliás ele e Doriva do Vasco despontam nessa nova geração.
Grêmio 3×3 Ponte Preta e Palmeiras 2×2 Atlético MG foram os jogos mais divertidos, não só pela quantidade de gols, mas pelas variações que as partidas permitiram.

A única vitória fora foi do Corinthians e que vitória, pois ganhou em duelo de times mistos do atual bicampeão brasileiro, o Cruzeiro.

Derrota essa que rebaixaria inclusive o Cruzeiro, aliás ele mais Joinville, Figueira e o lanterna Internacional que tomou uma contundente goleada do Furacão, com show de Waltinho.

Por fim, foi uma rodada com 5 vitórias dos mandantes, 4 empates e 1 vitória do visitante. 28 gols marcados.

E vocês o que destacam ao final dessa primeira rodada?

Muito além de “respeito voltado”

image

E os estaduais vão chegando ao seu fim, todos os clubes da Série A viram a definição dos campeões em seus estados. 

América-RN (RN), Atlético-MG (MG), Bahia (BA), Comercial (MS), Fortaleza (CE), Gama (DF), Goiás (GO), Imperatriz (MA), Internacional (RS), Joinville (SC), Operário (PR), Remo (PA), Santa Cruz (PE), Santos (SP) e Vasco (RJ)  são os 15 campeões estaduais já definidos.

Porém, entre a virada espetacular do Bahia que reverteu um 3×0 do primeiro jogo, a alegria de ver o Santinha e o Remo campeão ou a vitória do Galo e do Santos, me atentarei ao título do Vasco.

Sim, porque apesar de achar muito estranho a vitória do time que o dirigente mais “apoiou” a Federação, teve muitas outras coisas dentro das quatro linhas que valem destacar.

Primeiro, o treinador, Doriva é bicampeão estadual. Venceu com o Ituano no ano passado e venceu novamente. Dá sinais de que uma nova safra de treinadores está saindo.

Bernardo, que entre uma lágrima e outra vai renascendo no “seu Vaxxxcao”.

Gilberto que depois de aparecer de maneira incrível no Santa Cruz foi disputado a tapa por Inter e Corinthians, mas não vingou e de repente acha seu futebol novamente dentro da Cruz de Malta.

Além disso, os incansáveis Rodrigo, Guinazu e Dagoberto (esse incansável na capacidade de colecionar títulos, muito mais do que o que corre em campo).

Acima de tudo, não tem essa de respeito voltou, o Vasco tem seu tamanho muito maior do que qualquer pessoa em uma cadeira dentro do clube, por maior que essa pessoa possa estar.

Foi como eu disse, o Vasco foi campeão estadual, e merece ser enaltecido o que fez dentro de campo, muito melhor e merecedor de título do que o feito fora.