Pitacos: Santos 2×1 Corinthians

Galera do blog, ontem acompanhei a final do paulista, que terminou com a vitória de 2×1 para o Santos.

Durante a partida, aliás durante os 180 minutos da final, o Santos dominou todas as ações do jogo, foi superior ao Corintians e construiu o resultado de forma tranquila.

Do lado santista, reforço o que disse em posts passados, a chegada de Muricy mudou o time do Santos em pouco tempo, o treinador parece ter conseguido conciliar a forma compacta que ele gosta de ver o time jogar com o DNA ofensivo do Santos. Resultado disso, que o time do Santos quase não tem levado gols desde a chegada do técnico, aliás o de ontem foi muito mais por relaxamento do que mérito do adversário.

Individualmente, a dupla de zaga santista fez um partidaço ontem, Durval parecia zagueiro de seleção, Arouca foi o craque da partida, Adriano tem jogado muita bola e Neymar foi discreto para o que se espera dele, mas foi decisivo como os grandes craques devem ser nas partidas importantes. Confesso que estou impressionado com a maturidade de Neymar em 2011, o moleque mimado ainda tem suas crises, mas parece mais preparado para o jogo coletivo.

Do lado corintiano, o time até que fez uma boa partida dentro das suas limitações, mas é evidente que o time precisa de reforços para começar na linha de frente, com as saídas de Dentinho e Bruno César, e o “sumiço” de Jorge Henrique, o alvinegro precisa trazer um ataque titular inteiro. A chegada de Alex é ótima, mas o time precisa de mais. Do meio para trás também, o time é esforçado simplesmente, Fábio Santos, Castan e Paulinho são ótimos para compor elenco, não para titulares. Alessandro não tem reserva, e Júlio César é um bom goleiro, mas não o titular da meta corintiana, goleiro de verdade não faz defesas mirabolantes em algumas partidas, faz defesa fundamental em jogo decisivo.

Em resumo, o Corinthians precisa passar por uma reformulação, e toda reformulação precisa de tempo, isso que a torcida precisa entender. O objetivo do Corinthians esse ano será se classificar na Libertadores, enquanto o do Santos é disputar o título do Brasileirão, aliás na quarta-feira faço uma análise dos times na Série A.

Parabéns Santos!!

Pitacos de 28.03.2011

Galera do blog, ontem acompanhei ao jogo da seleção, a final do campeonato paulista de showbol e ao clássico entre São Paulo e Corinthians.

No jogo da seleção, vitória tranquila contra um conhecido rival, Neymar teve boa atuação e foi decisivo ao marcar os dois gols da partida, gostei muito da atuação de Leandro Damião, além dos dois laterais, Dani Alves e Andre Santos. O único ponto negativo é a sombra de Ganso que parece atormentar todos que atuam como meia na seleção, ontem Jadson e Renato Augusto foram burocráticos. Em compensação, Lucas mostrou que será titular dessa seleção em breve. O camisa 07 do São Paulo tem tudo para formar com Ganso e Neymar uma seleção de encher os olhos de todos.

Na final do campeonato paulisa de showbol, o São Paulo venceu o Guarani por 12 x 11. Não vale a pena comentar muito sobre o jogo, a graça do showbol é rever aqueles que passaram pelo clube em algum momento do passado. De destaque, fica Alex Dias pelo São Paulo e principalmente Amoroso pelo Guarani, os dois mostraram que quem sabe jogar futebol não esquece com o tempo.

Chegamos enfim ao clássico de ontem, que jogaço! Nem tanto, pela qualidade técnica, mas pela emoção que um clássico proporciona. O jogo foi igual, qualquer um poderia ter saído vencedor da partida, mas quisera o destino que ele tivesse roteiro de filme, era para ser o jogo de Rogério Ceni.

Após um enorme tabu que já durava pouco mais de 4 anos e 11 jogos, o tricolor encarava seu maior rival paulista com a expectativa de seu maior ídolo chegar ao centésimo gol.

O jogo foi tratado em alta velocidade, com o São Paulo enfernizando a defesa corintiana, e com o Corinthians criando algumas oportunidades com Liedson, Ralf e Dentinho. O São Paulo procurou aproveitar a deficiência técnica dos zagueiros corintianos com atacantes leves. Castan e Chicão estão acostumados a marcar seus adversários dentro da área, mas o São Paulo de Carpegiani não joga com ninguém dentro da área, o time usa a velocidade e tabelas para entrar na área adversária. Dessa forma, o Corinthians teve sérias dificuldades em marcar os atacantes tricolores.

E foi no final do primeiro tempo, que Dagoberto de fora da área, abriu o marcador. Em belo chute, o camisa 25 colocou o São Paulo em vantagem. Dagoberto vive ótima fase no São Paulo, depois que fechou a boca, o jogador vem recuperando o futebol que o destacou no Atlético-PR e fez o São Paulo comprá-lo. Aliás, “fechar a boca” deveria servir de recado para Dentinho e Marlos, dois jogadores para mim que possuem um potencial técnico imenso, mas se preocupam com outras coisas durante a partida. Dentinho falou o jogo inteiro, catimbou e esqueceu de jogar bola, foi corretamente expulso. Marlos sofre com um excesso de “fome” e porque não abre a boca, o famoso triatleta, corre, pedala e nada. Ambos, podem ir longe, mas precisam rever seus valores dentro do futebol.

Voltando ao jogo, o primeiro tempo terminava com o São Paulo vencendo por 1×0, mas o segundo tempo guardava todas as emoções do jogo.

Primeiro, em um lance pela esquerda, Fabio Santos cruzou e Jorge Henrique deu um toque sutil para empatar, mas a tarde era de Ceni que fez uma defesa fantástica de puro reflexo, quase que no lance seguinte, uma falta na entrada da área, a única oportunidade na partida para Ceni fazer seu centésimo gol. E ele não desperdiçou, em uma cobrança maravilhosa, o camisa 01 tricolor colocou a bola no ângulo sem chances para o goleiro Júlio Cesar.

A partir daí, o jogo perdeu o rumo, Alessandro, Dagoberto e Dentinho foram corretamente expulsos. Antes de ser expulso, Dentinho teve tempo para descontar o marcador. Depois apenas alguns bons lances de Liedson que paravam em Alex Silva ou Ceni e inúmeros contra ataques desperdiçados por Marlos.

No final, vitória tricolor em um jogo que poderia ter qualquer final, mas foi escolhido aquele com cara de filme hollywoodiando.

Pitacos da Rodada – 21 02 2011

Galera do blog, hoje vou fazer meus pitacos sobre dois jogos, São Paulo 4×0 Bragantino e Corinthians 3×1 Santos.

Sobre o meu tricolor, admito que ainda estou com aquela dúvida, acredito que o time pode voar longe em 2011 ou será apenas um futebol vistoso contra os considerados “pequenos”. Confesso que o que vi nos jogos contra Treze-PB e Bragantino me deixaram esperançoso a respeito do time. As contratações que pareciam não vingar nos últimos anos, parecem que foram cirúrgicas neste ano. Sem contar Lucas, o camisa 07 do tricolor voltou voando do sub20.

Carpegiani parece ter se rendido ao esquema 3-5-2 e o time respondeu rapidamente. O time está demasiadamente leve, o que eu particularmente acho excelente. Contudo, o time ainda precisa encontrar equilíbrio quando está sem bola. Os jogadores ainda não entenderam muito bem a parte defensiva do esquema, e às passam a sensação de correrem mais do que deveriam e de forma desordenada.

De qualquer jeito, estamos apenas no início da temporada. Vejo que Carpegiani tem um imenso diamante nas mãos que basta ser bem lapidado.

Bom, se Lucas voltou voando depois do sub20, o mesmo não dá para dizer de Neymar, o postulante a craque parece estar cansado da rotina de jogos e não está rendendo tudo que pode, os últimos dois jogos dele foram, talvez, os piores com a camisa santista. Inclusive o de ontem contra o rival Corinthians.

O clássico não foi emocionante, muito pela vocação defensiva de Tite que esfria qualquer jogo. O que no caso de ontem foi ótimo, já que o time santista é muito superior tecnicamente. Dessa forma, Tite soube anular o time santista e ainda contou com a sorte dos jogadores de frente santista estarem em uma péssima tarde, só sobraram os perigosos chutes de longa distância de Elano.

Do lado corintiano, uma grata surpresa, o time até criava boas jogadas pelas laterais, mas foi em uma falta central que o lateral Fabio Santos resolveu acertar um belo chute e abrir o marcador. O Santos conseguiu empatar com um belo chute de Elano, mas no início do segundo tempo, um lance infantil de Adriano, o Corinthians teve um pênalti que Fabio Santos bateu e colocou o Corinthians novamente na frente.

A partir daí, o Santos se lançou todo para o ataque e não teve sucesso, a tarde era mesmo infeliz. Tanto que Diogo não conseguiu dominar uma bola que Ralf tomou e lançou Liedson cara a cara com Rafael, “Levezinho” só teve o trabalho de decretar a vitória corintiana.

No fim das contas, o Corinthians começa bem sua nova fase, mas ainda precisa de muitos ajustes, da mesma forma o Santos deve entender que teve apenas uma tarde infeliz

Nada tão inesperado assim, não é Tite?!

Galera do blog, ontem foi mais um dia cheio de futebol, acabei vendo uma boa parte do jogo entre Santos e São Caetano e depois vi na íntegra Corinthians e Tolima.

Pelo jogo do Santos, o time santista continua agressivo no ataque, contudo encontrou um Azulão inspirado que resolveu fazer um jogo de igual para igual. Pelo Peixe, Maikon Leite, Elano e Jonathan foram os melhores, mas Keirrison também merece destaque. Possebon que vinha fazendo boas partidas errou muitos passes e parecia cansado ontem. Aliás o sistema defensivo do Peixe como um todo esteve em noite infeliz. COntudo, o time segue na ponta e é o meu favorito para tudo esse ano.

No Pacaembu, os mesmos erros deste começo de ano, a mesma covardia do treinador e uma apatia no meio de campo ireeconhecível, esse foi o Corinthians diante do Tolima. Já tinha comentado anteriormente que diferente dos duelos anteriores nessa entitulada “pré Libertadores” o Tolima é o famoso time “encardido”, possui toque rápido e muita velocidade, mas ainda sim um time fraco. Porém o Corinthians resolveu jogar com o freio de mão puxado, Dentinho, Bruno César, Jucilei não foram nem sombra do que poderiam render.

Soma-se a isso a regularidade incrível de Alessandro e Roberto Carlos em deixarem buracos nas costas deles, são excelentes jogadores, aliás qualquer time no Brasil gostaria de ter os dois como laterais, porém ou o Corinthians adota um 3-5-2 para acertar a cobertura dos laterais, ou joga com dois volantes de contenção para cobrir as subidas, ficou claro ontem que qualquer time mas forte que possua atacantes leves irá dar muita dor de cabeça para o time alvinegro.

Para piorar, na minha opinião, o Corinthians não merece um técnico tão pequeno, tão retranqueiro, covarde. De qualquer forma, nada está decidido, o jogo na Colômbia é na semana que vem, e Tite poderá jogar do jeito que gosta no contra-ataque e terá novamente todas as chances de vencer o confronto. Mas, se eu fosse o Andrés já corria atrás de alguém para ganhar a Libertadores, com Tite o time não ira longe.

Teve dança e pescaria no Pacaembu

Galera do blog, ontem acompanhei ao jogo do Corinthians contra o Santos. Até pensei em ver o jogo do meu time, mas algo me dizia que o jogo não teria a menor graça em Campinas, diferente do que aconteceria no Pacaembu. Sem sombra de dúvida estava certo, a única coisa é que meus amigos leitores santistas passarão a ter certeza de que eu sou o pé frio do time.

O Corinthians veio a campo sem um homem de referência no ataque, Dentinho e Jorge Henrique faziam a dupla de ataque, confesso que no momento que vi a escalação comentei com um amigo que acompanhava o jogo comigo, que a idéia do Mano foi muito inteligente, pois esse ataque mais leve daria movimentação necessária para enfraquecer o já fraco sistema defensivo do time santista.

E esse esquema tático começou a dar resultado logo no início da partida, o time corintiano dominava as ações no meio de campo e anulava muito bem Neymar e Ganso. Bruno Cesar e Danilo tinham liberdade e espaço livre para chutar, devido a movimentação de Jorge e Dentinho. E foi assim que surgiu o primeiro gol, Danilo mandou uma bomba, Felipe soltou e Jorge Henrique só teve o trabalho de empurrar a bola para o fundo das redes. Na comemoração, como não podia deixar de ser, dancinha!

O Corinthians continuou soberano no meio de campo, Ganso até procurava se movimentar para dar maior liberdade para Marquinhos conseguir armar, em compensação Neymar foi presa fácil durante todo o jogo, o jovem atacante santista teve um duro teste nesta tarde de domingo e mostrou que ainda precisa ser mais testado. Como Marquinhos era o único a criar algo pelo time santista, ele buscava jogar com André na tentativa de empatar a partida. E foi o próprio André que conseguiu empatar a partida, no curto período onde o Santos foi levemente superior ao time corintiano.

Contudo, quase que imediatamente, o time de Parque São Jorge respondeu de imediato com Bruno César, aliás, ao que tudo indica o “Tevez Caipira” foi a melhor contratação do Corinthans em 2010, o jovem meia parece não ter sentido o peso da camisa e tem jogado com muita autoridade, é titular absoluto nesse meio campo.

A movimentação do ataque corintiano continuava a atormentar a defesa santista. Arouca não conseguia segurar “a bronca” sozinho na frente da defesa, e novamente em outra trama do ataque corintiano, foi a vez de Ralf aparecer sozinho e de fora da área fuzilar o gol santista, era o terceiro gol com direito na comemoração, a pescaria.

Ainda houve tempo para mais um gol de cada lado, mas durante o jogo ficou a certeza de que o Corinthians voltou a ser muito forte, com um estilo parecido com o campeão da Copa do Brasil em 2009, e aí cabe a dúvida, existe espaço para Ronaldo nesse time? Pela proposta de jogo que Mano gosta de implantar, Ronaldo pode “atrapalhar” isso. Cabe ao Mano buscar a combinação entre esse estilo de jogo com a presença de Ronaldo.

Para o Santos, falta buscar o equilíbrio entre defesa e ataque, acima de tudo não adianta desmoronar tudo por causa de um jogo, o alvinegro praiano precisa de peças a altura para a defesa. Durval é um zagueiro razoável, porém é o melhor do elenco. Peças precisam chegar para o sistema defensivo.

Quem classificou, classificou, quem não classificou, agora só no ano que vem…

Bom, ontem foram definidos os classificados para a fase final do Paulistão. Santos, Santo André, São Paulo e Grêmio Prudente irão fazer as semifinais neste fim de semana. O Santos fará o clássico contra o São Paulo, enquanto o Santo André enfrentará o Prudente. Confiram como foram os jogos decisivos:

Santo André 1 x 3 São Paulo: Ricardo Gomes fez poucas mudanças em relação ao time que goleou o Botafogo, apenas Washington voltou ao time e Fernandinho foi para o banco. O time voltou a jogar bem e venceu o Santo André de maneira tranquila, o time vem mostrando que recuperou o “tesão” em jogar bola, a vontade do time ontem deixou os torcedores um pouco mais animados para este ano.

Durante o jogo, o principal destaque foi Marlos, o menino garantiu seu lugar no time, tem que ser o titular no meio campo, o camisa 16 tem feito muito bem a ligação entre meio e ataque. Outros que merecem destaque, são Dagoberto e Washington, o ataque tricolor funcionou muito bem ontem.

Corinthians 5 x 1 Rio Claro: Não acompanhei o jogo por inteiro, estava assistindo ao do São Paulo e devez em quando espiava o jogo do Corinthians, de qualquer forma o alvinegro despertou tarde demais para o campeonato paulista, mas o torcedor pode ficar tranquilo, pois viu a melhor atuação do time no ano. Assim como o São Paulo, o time vem ganhando maior entrosamento e Mano está encontrando o time ideal.

Pelo jogo, como não acompanhei apenas posso destacar os melhores lances, vale destacar que mesmo criticado Ronaldo vem marcando um gol por jogo nas últimas três partidas, Dentinho mostra que é fundamental ao time, ontem o atacante marcou duas vezes e Roberto Carlos que vem apresentando a velha boa forma e ontem fez mais um gol “A la Roberto Carlos”.

Bom, dessa maneira as semi ficaram montadas.
Santos x São Paulo: O clássico que para muitos será a “final antecipada”, devemos tomar cuidado e respeitar os outros dois times que fizeram excelente campanha e foram muito consitente, o que teremos será um semifinal incrível, onde o vencedor sairá favorito ao título. Se fosse a uma semana atrás, diria que o Santos se classificaria sem maiores dificuldades, mesmo sendo um clássico, mas o São Paulo deu um salto enorme de qualidade ao time, portanto tornou-se um pouco mais imprevisível bater o martelo, o jogo no Morumbi será fundamental para definir quem passa.

Santo André x Grêmio Prudente: A semifinal de dois time que tiraram os grandes do G4, tradicionalmente sempre algum time do interior entra no meio dos classificados dessa vez foi o Prudente e o Santo André. O Santo André fez uma campanha tranquila e conquistou a vaga antecipada, sem maiores problemas. O Prudente teve duas paradas duríssimas nas últimas duas partidas e saiu vencedor. Vejo o Santo André sem evolução nos últimos jogos, enquanto o Prudente subiu muito de produção. Apesar de todos não acreditarem, fico com o Prudente, acho que ele será o time que São Paulo ou Santos enfrentarão na final.