Bola de Prata do Cadê Meu Camisa 10?

622_c9333db0-e932-343c-ae26-c872aa2d790a

E ontem teve a premiação do Bola de Prata. O prêmio que leva em consideração notas que os jogadores obtem durante os jogos, teve a seguinte seleção final:

Jailson (PAL), Jean (PAL), Rever (FLA), Geromel (GRE), Fabio Santos (ATMG), Arão (FLA), Tche Tche (PAL), Moisés (PAL), Dudu (PAL), Jesus (PAL) e Robinho (ATMG). Tec. Cuca (PAL).

E logicamente nesse exercício de montar uma seleção, o Cade Meu Camisa 10 não poderia ficar de fora, meus critérios são um pouco mais simples do que o Bola de Prata, simplesmente é de quem eu gostei na posição.

Vejam os meus eleitos:

Jailson (PAL), Jean (PAL), Mina (PAL), Geromel (GRE), Jorge (FLA), Tche Tche (PAL), Renato (SAN), Moisés (PAL), Diego Souza (SPO), Marinho (VIT) e Robinho (ATMG).

Na defesa, coloquei Mina e Jorge, para mim foram mais importantes para seus times e contribuiram em vários momentos importantes para o time, além de com a bola no pé os dois mostrarem mais futebol do que seus concorrentes.

No meio trouxe Renato e Diego para os lugares de Arão e Dudu, Trouxe o Renato porque todos os jogos do Santos que eu vi, a atuação dele foi impecável, muita classe e capacidade para ser o porto seguro da molecada, já Diego foi o cara do Sport, terminou artilheiro do campeonato e sua atuação individual foi fundamental para a manutenção do Leão na primeira divisão.

No ataque, a polêmica maior do meu time, tirei o menino craque Jesus. Coloquei Marinho. Confesso que vi alguns jogos do Palmeiras uns 15, e apesar de saber de todo o potencial dele, não vi ele sendo tão importante e tão decisivo para o clube nesses jogos, diferentemente do Marinho para mim, que todo jogo do Vitória que ele estava era fundamental para a campanha do time baiano.

Outra ressalva importante, fiz uma escolha muito mais emocional do que técnica. Jailson no gol foi bem demais e carrega a estatística de não ter perdido nenhum jogo, mas para mim, ninguém foi tão exigido (por motivos óbvios) e pegou tanto, quanto o Danilo Fernandes, o goleiro do Inter assim como em 2015 pelo Sport, fez outro campeonato brasileiro gigantesco.

Para técnico, escolho Jair Ventura, os números do Cuca são inquestionáveis, mas no início do campeonato qual era a pretensão do Palmeiras? Sim, jogar pelo titulo. E qual era a do Botafogo, mesmo com G6 ninguém ousava dizer que o time brigaria pela Libertadores, não só brigou, como ficou com a vaga, por isso meu voto vai nele.

E para vocês, qual a sua seleção do campeonato?

Anúncios

Seleção do Brasileirão 2015

cb2015

No processo de escolha parecido com o Bola de Ouro, onde capitães, treinadores, jornalistas e atletas da seleção brasileira votaram nos melhores do campeonato nacional 2015, a seleção ficou da seguinte forma:

Goleiro: Cássio (COR)

Laterais: Marcos Rocha (ATMG) e Douglas Santos (ATMG)

Zagueiros: Jemerson (ATG) e Gil (COR)

Meias: Rafael Carioca (ATMG), Elias (COR), Renato Augusto (COR) e Jadson (COR)

Atacantes: Luan (GRE) e Ricardo Olivera (SAN)

Técnico ; Tite (COR)

Revelação: Gabriel Jesus (PAL)

Estrangeiro: Pratto (ATMG)

Eu faria três mudanças, sairiam Cassio, Marcos Rocha e Luan, entrariam Danilo Fernandes (Sport), Apodi (Chape) e Nenê (Vasco). Não que eu ache que os outros três também mereçam esse destaque, mais se eu tivesse direito a algum voto, assim seria minha seleção.

De qualquer forma, pela seleção, fica claro como Corinthians e Atlético-MG sobraram, entre as 14 posições disponíveis, eles levaram 11. Curioso que todos os “intrusos” são atacantes. Incluindo o que seria a dupla de ataque titular dessa seleção.

Para mim, o craque do campeonato deveria ser dado para Renato Augusto.

Nossa safra de goleiros!

2002-041098-_19700609

Depois da atuação do Fernando Prass contra o Fluminense, seu nome foi levantado como possível goleiro de seleção.

Contudo, gosto de reforçar quando as convocações de seleção surgem, goleiro é confiança, mais do que momento. O treinador precisa se sentir seguro com ele no gol e consequentemente, passar tranquilidade para o grupo.

De qualquer forma, se existe uma posição muito bem servida no Brasil é a de goleiro. Talvez não exista nenhum excepcional atuando no seu auge físico, porém existem vários bons goleiros.

Aliás, dizer que não tem nenhum excepcional é pouco de precipitação, sempre digo que um jogador se mede após o seu encerramento ou a vias de encerrar. No gol, Buffon e Ceni são os grandes nomes que vi jogar, não só a qualidade técnica de defender, mas o que fizeram na posição. Neuer, é outro que ainda no começo, vem aperfeiçoando a função, e tem tudo para entrar nesse altar dos goleiros.

Voltando para o nosso campeonato, na Série A, considero apenas o Avaí detentor de um titular mediano, os demais todos possuem bons goleiros defendendo as metas.

Entre os considerados menores, Weverton, Lomba e Danilo Fernandes são os grandes destaques. Aliás, o último, salvo uma sequência desastrosa nesses 6 jogos finais, é o meu goleiro do Brasileirão.

Danilo pegou muito, várias vezes nesse campeonato.

Escolher quem merece ir para a seleção é sempre muito injusto, porque só um será titular, e no máximo três farão parte do grupo. E hoje nosso país tem pelo menos 11 postulantes a vaga.

A única coisa que questiono em Dunga é a não definição de quem são, até porque já disse, a segurança para o grupo começa em todos saberem quem é goleiro.

E só para não perder o costume, irei listar cinco goleiros, o titular, os dois reservas e mais dois, caso alguém esteja impossibilitado de participar.

Titular: Diego Alves
Reservas: Cavalieri e Jefferson
Eventuais: Victor e Grohe

Abs,
Thiago Campos