Bola de Prata do Cadê Meu Camisa 10?

622_c9333db0-e932-343c-ae26-c872aa2d790a

E ontem teve a premiação do Bola de Prata. O prêmio que leva em consideração notas que os jogadores obtem durante os jogos, teve a seguinte seleção final:

Jailson (PAL), Jean (PAL), Rever (FLA), Geromel (GRE), Fabio Santos (ATMG), Arão (FLA), Tche Tche (PAL), Moisés (PAL), Dudu (PAL), Jesus (PAL) e Robinho (ATMG). Tec. Cuca (PAL).

E logicamente nesse exercício de montar uma seleção, o Cade Meu Camisa 10 não poderia ficar de fora, meus critérios são um pouco mais simples do que o Bola de Prata, simplesmente é de quem eu gostei na posição.

Vejam os meus eleitos:

Jailson (PAL), Jean (PAL), Mina (PAL), Geromel (GRE), Jorge (FLA), Tche Tche (PAL), Renato (SAN), Moisés (PAL), Diego Souza (SPO), Marinho (VIT) e Robinho (ATMG).

Na defesa, coloquei Mina e Jorge, para mim foram mais importantes para seus times e contribuiram em vários momentos importantes para o time, além de com a bola no pé os dois mostrarem mais futebol do que seus concorrentes.

No meio trouxe Renato e Diego para os lugares de Arão e Dudu, Trouxe o Renato porque todos os jogos do Santos que eu vi, a atuação dele foi impecável, muita classe e capacidade para ser o porto seguro da molecada, já Diego foi o cara do Sport, terminou artilheiro do campeonato e sua atuação individual foi fundamental para a manutenção do Leão na primeira divisão.

No ataque, a polêmica maior do meu time, tirei o menino craque Jesus. Coloquei Marinho. Confesso que vi alguns jogos do Palmeiras uns 15, e apesar de saber de todo o potencial dele, não vi ele sendo tão importante e tão decisivo para o clube nesses jogos, diferentemente do Marinho para mim, que todo jogo do Vitória que ele estava era fundamental para a campanha do time baiano.

Outra ressalva importante, fiz uma escolha muito mais emocional do que técnica. Jailson no gol foi bem demais e carrega a estatística de não ter perdido nenhum jogo, mas para mim, ninguém foi tão exigido (por motivos óbvios) e pegou tanto, quanto o Danilo Fernandes, o goleiro do Inter assim como em 2015 pelo Sport, fez outro campeonato brasileiro gigantesco.

Para técnico, escolho Jair Ventura, os números do Cuca são inquestionáveis, mas no início do campeonato qual era a pretensão do Palmeiras? Sim, jogar pelo titulo. E qual era a do Botafogo, mesmo com G6 ninguém ousava dizer que o time brigaria pela Libertadores, não só brigou, como ficou com a vaga, por isso meu voto vai nele.

E para vocês, qual a sua seleção do campeonato?

E se o campeonato acabasse na 28ª rodada?

moises-041016

Ah, o Palmeiras seria o campeão.

O alviverde que ainda não perdeu no segundo turno e acumula 11 jogos sem perder, fez uma partida emocionante e divertida contra o Santinha e venceu por 3×2. O Cucabol segue excelente agora com o melhor ataque, melhor saldo, terceira melhor defesa e melhor visitante e pelo jeito está querendo lançar um desodorante que elimina qualquer cheirinho.

Completando o G4 vem o Flamengo, Atlético-MG e Santos. Apesar que agora virou G6, mas particularmente, acho que esse G4 não muda, assim como o Fluminense será o 5º, a questão é que a briga ficou boa pelo sexto lugar. Tinha gente que achava que ia jogar na turma do marasmo e de repente abriu uma possibilidade. Hoje a última vaga seria do Furacão, o que seria um prêmio ao bom trabalho de Autuori e companhia.

No meio da tabela, destaque positivo para Botafogo, Coritiba e Vitória. O primeiro se afastou de vez de qualquer sombra do Z4 e agora pode inclusive almejar uma vaga para a Libertadores tem mostrado consistência para isso, já Coxa e Vitória respiraram bem nessa rodada tornando o Z4 uma sombra real para os grandes.

O destaque negativo fica para Grêmio e São Paulo, os tricolores patinam na tabela, enquanto para os gaúchos isso faz com que o time apenas fique cada vez mais distante de qualquer pretensão no Brasileirão (ainda que reste o G6), para os paulistas o sinal de alerta toca alto no Morumbi, o time tem uma sequência duríssima de onde precisa somar pontos para o desespero não bater de vez nas últimas rodadas.

Na parte debaixo, América-Mg e Santa ficam aguardando quem serão os outros dois companheiros, a sensação é que o Figueirense que resolveu trocar de novo de treinador corre sérios riscos de ser um candidato, depois disso, Inter que precisa ver como atuará no próximo jogo é o principal candidato.

Por fim, a 28ª rodada terminou com 25 gols, uma média razoável, onde tivemos 6 vitórias dos mandantes, 1 empate e 3 vitórias dos visitantes. Meu destaque da rodada, apesar da grande atuação do Vitória em Chapecó, vai para um cara que tem sido fundamental para o sucesso alviverde, o meia Moisés, ele é o verdadeiro motor desse time e responsável pelas partidas boas ou ruins do alviverde favorito ao título, portanto, agora que faltam apenas dez jogos para acabar, achei por bem dar o mérito.

Aliás, Moisés, Robinho e Diego (quem diria que depois de 14 anos a dupla voltaria a ser destaque em uma mesma edição de Brasileirão), são para mim os candidatos a melhor do campeonato.

E para vocês, como seria se o campeonato acabasse na 28ª rodada?

E se o campeonato acabasse na 6ª rodada?

edmilson060616

O Corinthians seria o campeão pela disciplina, o time paulista terminaria com números idênticos ao Grêmio, porém o critério de desempate de cartões seria fundamental para definir o campeão.

Completando o G4 estariam Internacional e Palmeiras, destaque para o time de Cuca que vai apresentando um futebol bacana de se ver, apesar das oscilações normais de um time ainda em construção.

No meio da tabela, destaque positivo para a Chapecoense, que segue como a única invicta do campeonato, são duas vitórias e quatro empates. Do lado negativo, o Galo que ainda não venceu com Marcelo Oliveira e fica patinando na 14ª posição.

Na parte debaixo da tabela, América-MG, Cruzeiro, Coritiba e Botafogo. Raposa e Fogão estão montando o elenco durante o campeonato, o que pode se tornar um grande problema, América e Coritiba parecem que terão grandes dificuldades para sair dessa situação.

Por fim, a 6ª rodada teve 22 gols, com destaque para o 4×4 entre Galo e Sport. Foram 6 vitórias dos mandantes, 2 empates e 2 vitórias dos visitantes. Meu destaque individual vai para o Edmilson do Sport, que chegou como desconfiado e agora virou o Edmito da Ilha do Retiro.

E para vocês, como seria se o campeonato acabasse na 6ª rodada?

E se o campeonato acabasse na 1ª rodada?

Grafite-2x

Eu particularmente adoro escrever esse post, me surpreendo com o pessoal que fica na TV debatendo de verdade sobre a minha pergunta título, então, coloco a ironia a prova, porque a sensação é que ninguém percebe que são 38 rodadas e que nosso campeonato é muito afetado pela janela de transferência, pela dança de cadeiras de treinadores e até pela evolução de alguns times ao longo do campeonato.

Mas fica divertido falar dessa forma.

Portanto, se o campeonato acabasse ontem, o Palmeiras seria o campeão, com uma goleada sobre o Furacão, os comandados de Cuca terminariam com o maior saldo. Apesar da euforia, o Palmeiras ainda precisa responder duas perguntas, o quão regular Jesus será nessa temporada e o quanto poderá contar com Cleiton Xavier?

O vice seria o Santinha querido, com ótima atuação no primeiro tempo, o time venceu bem o Vitória e mostrou que a empolgação pelos dois títulos no início da temporada + fator casa + um treinador moderno = farão do Santinha, um osso duro de roer na temporada.

Fechando os classificados para a Libertadores, temos 5 times que venceram por 1×0, com destaque para a vitórias dos times reservas de Atlético-MG e São Paulo, sendo que o tricolor jogou fora e a vitória do Fluminense também fora.

No meio da tabela, destaque positivo para a Chapecoense que segue sem perder no Brasileirão para os times gaúchos, ontem segurou heroicamente o Inter em pleno Beira Rio. O destaque negativo fica para o Corinthians, o time está a um mês sem vencer e a torcida resolveu cobrar os jogadores, acho precipitado, mas o clima começa a esquentar.

Na parte debaixo, Vitória e Furacão estariam na Série B, enquanto outros 5 disputariam as vagas finais. Meu ponto de atenção ficou para o time do Botafogo, apesar do vice no Carioca, ficou claro que o time precisa qualificar o elenco, caso o contrário será um martírio a campanha.

Por fim, a primeira rodada acabou com número pífio de gols, foram apenas 14 em 10 jogos, baixíssima marca de 1,4 gols por jogo, basta lembrar que Palmeiras e Santa Cruz sozinhos fizeram mais da metade dos gols da rodada. Tivemos 5 vitórias do mandante, 3 empates e 2 vitórias dos visitantes.

Destaque da primeira rodada fica para Grafite, o artilheiro da cobra coral marcou dois gols, sendo um deles um golaço! Grande Grafite!!

E para vocês, como seria se o campeonato acabasse na 1ª rodada?

O verdadeiro fato novo…

tite21

Acho engraçado como somos reféns dos nossos repetidos erros.

Reclamos da atuação da nossa seleção, esquecemos de olhar como o mundo faz e sentamos no ignorante isolamento de que resolveremos tudo aqui dentro. Precisamos assumir a primeira verdade, somos ultrapassados.

Nossa seleção sobrevive pelo talento, que é gigantesco, mas sempre teremos algumas seleções a frente coletivamente, enquanto continuarmos com esse pensamento bairrista.

Enquanto, uma filosofia, um esquema, um trabalho de formação real dos jogadores para que eles assumam a seleção não for feito, nossos times serão sempre catados, por muitas vezes ou sempre, ótimos catados, com a chances até de títulos, mas ainda sim, catados.

Outro questão importante fugindo da seleção, mas um mantra dentro do nosso território é a falta de paciência com o pofexo. Estamos insistindo na burrice de avaliar trabalho de treinador com apenas um mês, tanto para elogiar, quanto para massacrar.

De verdade, é possível alguma análise sobre o produto entregue por Aguirre, Bauza, Cuca, Deivid, Levir e Muricy? Cada um a sua forma, estão implantando sua filosofia, seu esquema tático, enquanto os jogadores estão ainda entendendo, consequentemente, errando muito para aprender.

É completamente absurdo julgar um trabalho antes de pelo menos um semestre. Qualquer outra decisão pela glória ou inferno de qualquer um desses é fruto de subjetividades nossas, é se apegar em misticismo, ou na velha máxima, era preciso um fato novo.

Fato novo hoje em dia em nosso futebol, é deixar um treinador trabalhar, isso sim um tremendo fato.

Esquentando a cuca…

622_8c3686ab-4a2d-3f14-bb57-253cfa271842

E o Palmeiras começa o ano em uma turbulência completamente esquisita.

O clube conseguiu cifras expressivas em 2015, a Allianz Arena é um sucesso, o time conseguiu enfim um presidente que deixa a crise de bastidores para lá e o time inclusive foi campeão da Copa do Brasil.

Porém, tudo virou do avesso em 2016, parece que nada que foi feito prestou. Marcelo Oliveira caiu, uma baciada de jogadores foi contratada e mais uma xícara de jogadores esse ano. O elenco é taxado como o melhor do Brasil, porém corre risco de ficar de fora do Paulistão e da Libertadores.

Do primeiro ainda acho exagero, do segundo acho difícil o time avançar.

Cuca chega e já é questionado, e aí resolve jogar para imprensa e pedir jogador. De duas uma, ou Cuca está assumindo que não sabe trabalhar com o que tem ou quem contratou todos esses, contratou muito mal.

Paulo Nobre e Alexandre Mattos precisam agir de maneira mais firme. Se tem certeza do que contrataram, precisam ver o que está acontecendo dentro do vestiário, inclusive se precisar medidas mais drásticas. Agora, se eles têm dúvidas do que contrataram, precisam ser cobrados pelos erros.

Está na hora de comanda o clube esquentar a cuca e da maneira correta se possível.