As mudanças na Libertadores!!

liberta031016

E a Conmebol resolveu mexer nas estruturas da Libertadores e consequentemente me tirou da inércia para voltar a escrever no blog.

Em tempo, estive parado, devido a um breve furacão que passou pela empresa junto a falta de assuntos no mês de Setembro para escrever, mas vamos lá, de volta.

Voltando ao tema principal, irei escrever um pouco sobre o que eu achei das mudanças promovidas pela Conmebol para a Libertadores.

Sobre a quantidade de clubes, para mim é indiferente, porque no fim, a fase final será com 32 clubes, o que aconteceu é que a pré ficou bem mais complicada.

A segunda mudança que irei comentar é sobre a final ser em partida única. Sinceramente, acho legal a ideia, porém a América não é a Europa, não temos uma malha ferroviária decente, além de possuirmos distâncias muito maiores de um país para outro. Acho que precisa ser melhor explorada a ideia para que o jogo não vire apenas um evento comercial.

E por fim, vamos falar da duração dela, que agora será durante o ano todo, achei ótima, impressionante e surpreendente, não acreditava que a confederação faria essa alteração, nada melhor do que você ter a principal competição continental durando o ano todo, obriga os clubes a olharem o planejamento do ano inteiro e não fica completamente desgastante o torneio durante um tiro curto.

Porém, o que eu faria diferente, começaria apenas em 2018, mas colocaria no mesmo período do calendário europeu, porque por melhor que seja o seu planejamento, o europeu vai querer seu jogador em julho e a Libertadores estará no meio do caminho. Além disso, o time teria mais tempo para se preparar para a viagem do Mundial, diferente do formato proposto onde poderia acontecer do clube ter apenas dez dias para resolver tudo.

De qualquer forma, acho que o mais importante nesse processo todo é a Conmebol buscar dar mais valor ao seu principal campeonato, talvez fosse necessário uma maior discussão e um processo mais democrático para as decisões, para que todas essas possibilidades fossem estressadas e buscasse uma solução com menos chances de erros.

Contudo, o mais interessante é que a Conmebol obriga a CBF a pensar no seu calendário daqui para frente, quem sabe fazendo Brasileirão e Copa do Brasil durante o ano todo e estaduais no final com o uso de menos datas, sem querer a Conmebol obriga a CBF a começar a quebrar a cabeça em como será o seu calendário.

Por fim, achei válidas as mudanças, mas ainda precisam de ajustes finos, o ideal é que valesse para 2018.

E vocês, o que acharam?

Anúncios

Atrapalhando os planos infalíveis

image

Sobre os aúdios da Conmebol, nenhuma novidade.

Nasci e aprendi no futebol que campeonatos se ganham dentro e fora de campo.

Sabe aquele velho jargão contra tudo e contra todos, então ele se aplica em nosso futebol. As escutas revelaram que a Conmebol tem uma tendência a ajudar aos afiliados que possuem o espanhol como língua-mãe.

Todo mundo lembra de um joguinho ou outro que seu time foi amplamente prejudicado contra um argentino ou uruguaio.

Só que para mim, essa clientela preferencial se estende para dentro de qualquer outro campeonato.

Futebol é paixão e um pouco de interesse também, cada um define o percentual que cabe.

Mas quantas vezes, não escutamos que Barça ou Real foram favorecidos na Espanha, ou os escandâlos na Itália. E por aí, segue.

Acredito que até no Brasileirão, exista essa tendência ou critério de favorabilidade. Tudo irá depender de quem está no comando, quem está mais próximo ou com favor a cobrar, ou de repente, qual o time do coração desse presidente.

Verifique a montagem da tabela, veja o clube que já pega muito clássico no começo, que tem mais jogos em casa primeiro para ter chance de entrosar melhor o time e ganhar confiança, e outras muitas possibilidades que às vezes nos passam despercebidas.

Por fim, tem muita gente arquitetando planos infalíveis de favorecimento no futebol. Não à toa, são os nossos vilões.

Ainda bem que o futebol, sempre permite alguns acasos para “atrapalhar”.

No Brasil, não são dos Garecas que eles gostam mais…

Gareca 21052014

E o Palmeiras está atrás de Ricardo Gareca.

Gareca tem no seu currículo como treinador, um surpreendente título de Conmebol com o modesto Talleres da Argentina e boas campanhas com o Veléz como treinador.

Aliás, no Veléz, Gareca assumiu a condição nos últimos anos de dirigir o time que mais assustava os brasileiros já que River e Boca já não preocupavam tanto.

De qualquer forma Gareca é apenas uma boa aposta, chega já com algum currículo, melhor do que Mathaus e Portugal que eram apostas totais do Furacão.

Contudo, o que mais aparece em nossas queridas mesas redondas futebolísticas é o preconceito com a possibilidade de um treinador estrangeiro vingar em nosso país.

Preconceito que se unido ao medo dos seus colegas de trabalho tupiniquins torna a vida de qualquer treinador estrangeiro muito mais árdua.

Eu gostaria muito de ver um treinador com mais bagagem que o Gareca no Brasil, ou que pelo menos tivesse alguma história com o clube, como por exemplo, Arce no Palmeiras ou no Grêmio.

Já disse isso aqui pelo blog, algumas vezes, nossos treinadores são horríveis, são apenas motivadores, no máximo fazem o jogador guardar posição dentro de um desenho na prancheta.

Minha única dúvida é se eles são ruins porque a realidade brasileira de mandar um técnico por qualquer coisa é real, veja Jayme e Kleina que não me deixam mentir, portanto, eles não evoluem a questão tática, apenas aprendem a berrar mais alto, ou se eles não conseguem mesmo subir um degrau na formação de técnicos.

Criamos um nivelamento por baixo no Brasil e pronto. Nossas seleções vão longe, porque nossos treinadores tem boa mão de obra e a condição é similar a do seu dia-a-dia, juntar vários jogadores em curto período para renderem durante poucos jogos.

Hoje, só vejo Marcelo Oliveira, Cuca e Tite próximos ou até com esse degrau conquistado, e olha que não gosto do Tite, Muricy me surpreende esse ano, mas calma.

Eu não sei o que Gareca espera encontrar aqui no Brasil, se ele vem para ser o desbravador por aqui e pagar esse alto preço, venha logo, agora se for apenas mais um bom treinador querendo mostrar seu trabalho, desculpa Gareca, mas é melhor o senhor ir para o Racing ou arriscar o Celta de Vigo mesmo.

Aqui, todo erro seu será maior perante a imprensa e seus colegas de trabalho não te ajudarão (mas relaxa, porque entre eles, já rola umas boas puxadas de tapete), sem falar que se o presidente não fechar mesmo com você, os jogadores aqui no Brasil não te respeitarão tão cedo.

Gareca, no Brasil, apesar da música, não são dos Garecas que eles gostam mais.

O discurso é grandioso, como de todo estadista…

andres-sanches-bobo-da-corte

Andrés Sanchez estava quieto nos últimos meses, desde o duro golpe de ter visto um de seus padrinhos, Ricardo Teixeira, se afastar do comando da CBF. De lá para cá, viu o treinador que havia indicado sair da seleção, ficou sob as ordens de Marco Polo Del Nero, antigo desafeto, o que culminou com a sua saída da CBF.

Contudo, Andrés não se trata de alguém que se acomoda quando enxerga uma oportunidade grandiosa, foi assim no seu envolvimento com uma das grandes torcidas organizadas do Corinthians, que o levaram a um cargo dentro do Corinthians, que lá dentro o levaram a conhecer Kia Joorabichian e virar presidente do clube que tanto ama.

Foi com esse mesmo ímpeto que Andrés implodiu o clube dos 13, permitindo a todo clube negociar suas quotas de tv individualmente.

Andres sempre teve seu nome envolvido em vários escandâlos dentro do Corinthians, sendo o principal deles, a passagem da MSI pelo clube. E sabe-se que a implosão do clube dos 13, não foi feita pensando no bem dos clubes exclusivamente, haviam muito mais coisas envolvidas nessas desições. Que as próprias TV’s tiveram interesse.

Eis que agora, ele parte para mais uma tentativa ousada e dessa vez de tamanho continental. Andrés reuniu ontem a tarde dentro do Parque São Jorge, representantes de 20 clubes sulamericanos, alguns ex-jogadores e presidentes de sindicatos de atletas, o mote do encontro era discutir as melhorias que poderiam ser feitas, principalmente na arrecadação com as TV’s para que os clubes sulamericanos, voltem a ter força.

Em resumo, a linha é a mesma aplicada por ele na implosão dos Clube dos 13. Sabemos que Conmebol e demais federações não são flor que se cheirem, mas Andrés não está fazendo isso por um propósito coletivo, é nítido que suas pretensões são bem maiores, ele quer ser o “alto comandante” do futebol sulamericano. Seria a forma mais glorificante dele dar o troco em Del Nero e Marin.

Sinceramente, não sei o que esperar dessa próxima guerra, sei que Andrés foi esperto e colocou dois aliados de respeito. Romário e Maradona estavam na reunião. Se Andrés tiver boas intenções, os dois continuarão com o ex-dirigente e serão uma ótima plataforma para a “revolução” que Andrés deseja, mas se ambos perceberem que existe algo “nas pequenas linhas”, também serão os primeiros a entregar Andrés aos leões.

Andrés comprou outra briga grande, do qual sinceramente, só espero que o futebol saia ganhando.

Rapidinhas do Camisa 10 – 24.04.2013

Post24042013

Será o fim? Após a vitória acachapante do Bayern sobre o Barça ontem, muito se disse sobre o fim do Barça. Confesso que para um time que tem Messi com apenas 25 anos o time está longe de estar decadente, pode ser que a era Barcelona sofra um processo forte com a forte presença do fim da carreira de Xavi, mas é inegável que outra era inicia-se. O projeto do Bayern iniciado em 2010, começa a render todos os frutos agora, o time que é a base da seleção alemã, é o melhor time atualmente, alia talento, força física e disciplina tática e trata-se de um time jovem. Bayern e Alemanha prometem assombrar os próximos anos.

Transferência precipitada. Ainda falando de Bayern, o time bávaro trouxe a reveleção Mario Gotze do arqui-rival Dortmund. Acredito que a transferência tenha sido ótima para ambos e ainda por cima deixa mais um selecionável atuando no Bayern, praticamente 70% da seleção alemã atua em Munique, contudo a informação dada às vésperas dos duelos decisivos pela Champions tem tudo para atrapalhar o clima em Dortmund contra o Real. O clima no Signal Iduna Arena promete ser incandescente hoje.

Galeano e Amaral na seleção… É com esse pensamento que Felipão quer conduzir o Brasil. O treinador disse que “volante goleador é bom para a torcida, para o treinador é um desespero”. Que pena, que Scolari ainda pense assim, ainda sobre o jogo de ontem, quem viu Javi Martinez e Schweinsteiger marcando e jogando entende o quanto o futebol moderno exige isso, tentar ter o máximo de jogadores que saibam jogar e saibam marcar no time. Não basta marcar bem, tem que saber jogar futebol. Acorda Felipão.

Chupa Neto… Falando em polêmica, Carleto fez “diriamos” um favor ao corneteiros, boleiros de plantão no futebol. Depois de Neto dizer que o São Paulo iria tomar uma surra do Galo, o jogador aproveitou que foi ao programa e autografou a camisa e na dedicatória mandou um sonoro Chupa Neto! Acho válido, pela brincadeira sadia e principalmente porque vários ex-jogadores aproveitam que conheciam bastidores para expor jogadores excessivamente para se promover.

Díscipulo de Telê… Exatamente na semana que completa 7 anos da morte de Telê Santana, Muricy deu uma declaração de que pretende pendurar a prancheta logo, devido a problemas de saúde. O treinador que assim como Tele entra na categoria dos “estressados” vem sofrendo nos últimos meses com alguns incômodos que acabam prejudicando sua atuação como treinador. Lembrando do seu principal professor, Muricy disse que pretende parar logo, para não ter consequências piores depois.

Vergonhoso… A Conmebol simplesmente ignorou toda a confusão no jogo entre Grêmio e Huachipato. Mais uma vez a confederação que cuida da Libertadores fez vistas grossas para a estupidez que acomete o futebol sulamericano. Entra ano e sai ano e as brigas após as partidas se tornam frequentes. Portanto, resta agora saber em qual jogo ela ocorrerá.

Abandonar o navio… Adotando a mesma tática de seu companheiro de fé Ricardo Teixeira, Nicolas Leoz alegou problemas de saúde e entregou a presidência da Conmebol. Entre os possíveis candidatos aposto que Julio Grondona assuma, assim como na CBF nada muda. Continuará um da patota jogando sujeira para debaixo do tapete e ganhando dinheiro com amistosos sem sentido.

Allianz Palestra? O Palmeiras oficializou a parceria com a Allianz. A empresa pagará R$ 300 milhões pelos naming rights do estádio pelo período de 20 anos. Algumas discussões prometem ser um pouco mais extensas, a começar pelo nome do estádio, a idéia inicial era que seja Allianz Arena, o que seria um homônimo do estádio do Bayern de Munique, outra opção era Allianz Palestra. De toda forma, o Palmeiras fechou um bom negócio para a conclusão do seu novo estádio.

Pronto para guerra ou apenas um falastrão? José Maria Marin, Juca Kfouri, Ivo Herzog e Romário, a guerra está declarada com promessas de revelações de um lado e de uma militância cada vez mais forte para o “impeachment” do chefe da CBF. Sinceramente, duvido um pouco que Marin tenha como desmoralizar Kfouri e Herzog, quanto a Romário, buscar o passado dele é certo de encontrar algumas “aprontadas” do baixinho, mas nos últimos anos sua conduta parece estar acima de qualquer suspeita.

Seleção Libertadores… Saiu a seleção da fase de grupo da Liberta: Rogério Ceni (São Paulo), Sebastián Ariosa (Olimpia-PAR), Lúcio (São Paulo), Heinze (Newell’s Old Boys-ARG) e Lucas Orban (Tigre-ARG); Rúben (Tigre-ARG), Zé Roberto (Grêmio), Riquelme (Boca Juniors) e Ronaldinho Gaúcho (Atlético-MG); Scocco (Newell’s Old Boys-ARG) e Guerrero (Corinthians). O técnico escolhido foi Hugo Almeida, do Olimpia. Ter dois jogadores do Tigre é lamentável…

Dúvida da semana… Com a abertura da venda de ingressos para a Copa, você vai de arquibancada, camarote ou de tv por assinatura mesmo?

Rapidinhas do Camisa 10 – 22.02.2012

Essa história eu conheço. E o Grêmio segue a piada de mal gosto. Contratou o pôfexor pelos serviços NÃO prestados a Palmeiras, Santos, Atlético-MG e Flamengo. Agora vai… até a eliminação da Copa do Brasil.

Paixão clubística. Mancha terminou em 4º, Gaviões e Dragões em 7º. Será que os jogadores tem direito de invadir a quadra e protestar? Se fosse ao contrário, hoje os CT’s estariam invadidos pelo pessoal organizador do Carnaval.

Recepção Calorosa. Está tudo preparado para a recepção de Oscar pelo São Paulo. Seu quartinho, terá água, banho de sol e direito a ver todos os jogos do Inter pela televisão. Treino só quando o São Paulo estiver em campo.
Política Café com leite. Com a possível renúncia de Ricardo Teixeira, começa o barulho nos bastidores. E a história brasileira começa a se repetir, para evitar a perpetuação dos paulistas, várias confederações já se articulam para evitar que Del Nero assuma a cadeira.

Itaquerão será sempre Itaquerão. A frase que é quase proibida dentro do Parque São Jorge, se torna cada vez mais inevitável com o passar do tempo. O insucesso de Sanchez em vender os naming rights do estádio, vão tornando a cada dia o Itaquerão como o único nome possível do estádio.

A fantástica lista de Mano. Mais uma vez, os critérios são o maior mistério da lista. Como Mano, deixou Kaká de fora e trouxe Ronaldinho. Será que Sandro, Elias e Fernandinho são os melhores volante do futebol atualmente? Ralf é tão abaixo deles? Ainda bem que o adversário é a Bósnia.

Ainda ele… Em uma coisa o Grêmio acertou. Luxemburgo e o clube possuem um “amor único” por Ronaldinho Gaúcho.

Mais uma derrota para o Tolima. A Conmebol atualizou a lista dos clubes sulamericanos e suas posições perante a instituição. Entre os brasileiros, o Inter lidera (2º), seguido por Santos (7º), Cruzeiro (9º) e São Paulo (10º). A curiosidade foi que o Corinthians ficou em 40º enquanto o Tolima está em 36º.

Um ponto a menos no IBOPE. Estava demorando, mais cedo ou mais tarde ia acontecer. A brincadeira infeliz da Globo com Barcos teve o resultado inesperado. Barcos não entrou na brincadeira e ainda deixou toda a reportagem da Globo sem graça. Nessa brincadeira toda, alguns pontos parecem cair na audiência e não é só na Argentina.

Dúvida da semana… Quem é o próximo a ferver na panela da pressão do futebol? Cuca, Mancini ou Cristovão Borges? Eu aposto no “destemido” Mancini.