A promissora geração belga…

belgica050716

E de repente, questionar a promissora geração belga virou o novo coxinha x mortadela, pt x psdb da internet. Principalmente e de forma óbvia entre a crônica esportiva brasileira que parece divida entre o vira latismo brasileiro ou a sindrome de que tudo se resolve aqui..

Eu vi alguém escrevendo isso, e acho que resumiu bem o que tratarei nas próximas linhas, o maior problema é o endeusamento. Até porque a geração belga, nada mais é do que a alcunha que ela já recebeu, promissora. Nem ao céu, nem ao inferno, não são a geração mais promissora da história e tampouco um monte de coitados que tentamos incentivar.

São várias peças individualmente talentosas, com potencial para apresentar um jogo coletivo formidável, porém tem ficado apenas nessa ordem de promessa, eu mesmo levantei a possibilidade deles surpreenderem na Copa de 2014, agora já não crio mais essa expectativa.

Seja por uma dificuldade do treinador, Marc Wilmots, em fazer essas peças darem liga, seja por uma mística de que se trata de uma camisa que não pesa, seja por incompatibilidade entre os atletas, seja lá qual for o motivo, é uma geração que já deixou uma Copa no Brasil e agora a Euro na França ainda devendo, ainda com aquele sentimento de que pode apresentar mais.

A geração ainda é jovem, Benteke, De Bruyne, Hazard e Lukaku, Batshuayi, Ferreira-Carrasco, Origi e Courtois, todos tem menos de 25 anos, ou seja ainda tem muita lenha para queimar, ainda precisam ganhar casca, precisam sofrer com essas derrotas, além de aumentarem seus protagonismos em seus clubes.

Agora, o que ninguém pode reclamar é quando se diz que é uma seleção que vive de um status que nunca mereceu, ela não é vencedora, tampouco genial, ela é promissora, e até que o tempo passe e a torne ou vencedora, ou apenas boa no papel, ela continuará sendo apenas promissora.

A ironia tão constante em nossa vida, logicamente escolheu o time belga como alvo, e como todos que foram colocados a prova, ela terá o tempo e as próximas competições para realmente mostrar aonde ela se enquadra e se no final, será fácil para os extremistas dizerem “eu avisei”, seja ela se tornando vencedora, seja o contrário.

Talvez no Qatar, talvez na Euro seguinte, talvez na Rússia, talvez na Euro subsequente, talvez em competição nenhuma.

Mas por enquanto, a seleção belga seja para o bem ou mal continua apenas, promissora, e tão somente isso.

Anúncios