Messi e Cristiano juntos, como seria?

messicr7141216

E Cristiano levou a quarta Bola de Ouro ontem.

Até aí, tudo normal, nesse mundo onde só ele ou Messi levam, ninguém poderia esperar nada diferente, contudo uma frase do CR7 quando perguntado sobre como seria atuar ao lado de Messi, trouxe uma provocação para as nossas mentes.

“É uma pergunta difícil. Não sei. Seria interessante ver nós dois no mesmo time. Acho que grandes jogadores devem atuar juntos”, comentou o atacante do Real Madrid.

“Então se estivéssemos no mesmo time, eu teria mais do que ele, mas não por muito”, comentou ele.

Primeiro, sou fã dos dois, por motivos diferentes, não adianta, se fizer essa pergunta para mim, 6 vezes no ano, é possível que eu escolha 3 vezes cada um. Contudo, acho que na cabeça de Cristiano, atuar ao lado do Messi, potencializaria sua capacidade de definição.

E eu concordo com isso, tenho minhas dúvidas se isso aumentaria ou diminuiria as Bolas de Ouro, mas é fato que Messi em sua genialidade, aproveitaria muito a possibilidade de contar com Cristiano ao seu lado.

De primeira, faço muito o paralelo de simplesmente encaixar cada um no time do outro, Messi no Real e CR7 no Barça.

Messi no Real poderia atuar de forma parecida, ocupando a faixa que mais gosta, talvez no lugar de Benzema, com Bale e Cristiano cruzando na frente da área para fazer as tabelas com Lionel.

Já Cristiano poderia ocupar o lugar de Neymar que seria mais natural, ou mesmo ocupar o lugar de Suarez, onde seria municiado demais por Neymar e Messi.

O mais curioso seria olhar se algum dos dois teria uma queda na quantidade de gols marcados, eu entendo que diminuiria de ambos em qualquer situação, porque se os dois continuassem fazendo 50 gols por temporada, seria muito mais fora de série do que eu imaginaria.

A questão que fica para mim, é quem cederia a condição de dono do time, ambos são protagonistas e exercem liderança e influência suficiente sobre o time, nenhum companheiro ou até mesmo técnico é escolhido sem que mesmo uma simples consulta seja feito aos dois.

Alguém teria que abrir mão.

E nesse caso, pelo melhor aproveitamento de ambos, Cristiano precisaria abrir mão, porque se ele bater o pé, quem levaria a bola para ele não levará mais, ou não fará a questão de dar ela tão redonda. Ou um acordo muito grande entre ambos para que eles possam fazer história.

Mas que é sempre interessante imaginar os dois juntos, é.

E vocês, o que acham? Quem faria mais gols? Quem teria mais prêmios individuais?

MSN, BBC e Sampaoli…

FC Barcelona v Club Atletico de Madrid - La Liga

Photo by Miguel Ruiz/FC Barcelona

Sampaoli parece cada vez mais distante da seleção chilena e cada vez mais próximo de assumir algum clube europeu.

E o terceiro melhor treinador de 2015 falou um pouco sobre o que tem visto no futebol atual e seu destaque caiu sobre os dois trios mais famosos do futebol atual, MSN (Messi, Suarez e Neymar) e BBC (Bale, Benzema e Cristiano).

Sampaoli disse que é um absurdo que o trio do Barça tem se tornado tão amigo, porque os talentos deles são em benefício de alavancar o futebol do companheiro, de maneira até descrente da competição dos demais, o treinador afirmou que foi a pior coisa que poderia acontecer ao futebol, foi essa amizade.

E comparou com o trio madrilenho, do qual ele diz que mesmo igualmente forte, a falta de “cumplicidade” faz com que ao invés de potencializar, eles se neutralizam.

Concordo em partes com Jorge Sampaoli.

Primeiro que nunca acharei que a pior coisa do mundo é a amizade entre os integrantes do MSN, sei que ele também falou isso brincando. Mas é fato que essa amizade que eles criaram, tornaram o trio, o mais temido do futebol atual e provavelmente será um dos trios mais temido da história do futebol.

E não sei se chega ao ponto de neutralizar, haja visto que eles seguem marcando muitos gols, inclusive superando em alguns momentos o trio da Catalunha, mas a sensação é que em Madrid, existe uma competição para ver quem é mais importante, ou quem é o maior galáctico do time, enquanto no Barça, parece que eles a competição deles é em melhorar o que eles fizeram juntos no jogo passado.

Acho que números são importantes sim, e não podem ser ignorados, mas enquanto o BBC parece apenas atropelar os rivais de menor expressão, o MSN parece brincar com todo e qualquer rival.

Vai ser muito difícil para alguém tirar os títulos do Barça e concordo que na cabeça do Sampaoli, para qualquer treinador diferente de Luis Henrique a amizade do trio é uma dor de cabeça em tanto, mas para quem quer ver um grande jogo, olhar esse trio com essa sintonia é impressionante.

O tal Gestor de Vestiário!

Tite-Vestiario-Corinthians-Arena-640x480-Daniel-Augusto-Jr-Agencia-Corinthians

Nesse final de semana, vi muitos jogos, entre Premier League, La Liga e a nossa querida Copinha. Mas meu destaque fica pelo Real Madrid.

Os merengues voltaram a jogar bem, com alegria, com vontade de fazer bonito e muito mais do que o efeito Zidane, o efeito Benitez longe é o que impera pela capital espanhola.

O que acontece no maior clube da Europa escancara como a profissão de treinador não é apenas ser um excelente estrategista, ou conhecer um monte de jogada ensaiada, ou mesmo saber contratar bem, ou ter filosofia, etc, etc e etc.

Antes de mais nada, o fator mais importante para o sucesso de um treinador é cuidar de gente, saber lidar com as pessoas, com seus egos e vaidades, parafraseando Tite, treinador acima de tudo, precisa ser Gestor de Vestiário.

Eu vou dizer que alguns clubes essa questão é mais importante que a tática. No caso do Real Madrid, pode elevar essa questão ao cubo. O time que tem por costume contratar as principais estrelas e  nomear o elenco como “Galáctico algum número” tem no vestiário egos que são maiores dos que as expedições da colonização das Américas.

Só que ao mesmo tempo é um elenco recheado de talento, de maneira bem simplória, se você chegar em ganhar o elenco, tanto faz a tática, eles vão entrar lá e atropelar a maioria dos rivais, pois eles são fortes o suficiente.

E Zidane ainda está começando, por enquanto, tudo é festa, ele precisará demonstrar seu valor nas eventuais derrotas, nas necessidades de troca ao longo de jogos complicados, e ali que ele mostrará para todos o porque de suas escolhas e testará o quão habilidoso é para conduzir o vestiário.

James, Bale, Cristiano, Kroos e Benzema foram contratados a peso de ouro, tratados como cracaços e sabem quem poderiam ter destaques isolados em outras equipes.

Por enquanto, vale aproveitar o momento e também desfrutar do time do Real que voltou a jogar bem e torcer logo para que Real, Barça e Bayern se enfrentem logo e nos propiciem grandes jogos.

Para Zidane, mais do que aprimorar a parte tática, seu primeiro desafio irá lhe preparar para a tarefa mais árdua de um treinador, cuidar das pessoas, cuidar de gente, administrar egos, ser o tal Gestor de Vestiário.

Pogba ou Neymar?

maxresdefault

Quem acabará com a hegemonia Cristiano Ronaldo e Messi?

Nos últimos sete anos a bola de ouro foi exclusividade da dupla. Kaka ganhou em 2007 e de lá pra cá, Messi (4) e Cristiano (3).

Quem são os possíveis candidatos a interromper essa política “café com leite” do título?

Ao meu ver, a chance fica com os mais novos. James, Hazard, Bale, Muller, Gotze, Reus, Pogba e Neymar.

Entre esses dois saem como os meus favoritos. Neymar e Pogba.

Neymar vem dando show, e Pogba vem dando show também.

A cada temporada européia fica a certeza de eles estão buscando o mesmo patamar de CR7 e Leo.

O francês que tem apenas 21 anos só falta fazer chover na velha bota. É o principal jogador da hegemonia da Vecchia Signora no Calcio.

Atuações de encher os olhos que já despertaram a atenção do megalomaníaco Real Madrid.

Neymar, com 22 anos, precisou apenas de uma temporada para se adaptar, nessa segunda tem feito com Messi uma dupla formidável. Já são 23 gols em 27 jogos e partidas onde todos os rivais parecem o Mogi Marim.

Neymar e Pogba são o futuro do futebol, jogadores com capacidade física incrível aliada a agilidade, habilidade e o velho e bom drible desconcertante.

Eles pedem licença e prometem interromper com a polarização do título de melhor do mundo.