Faz de conta que foi o Pelé…

Entre tudo que escutei e inclusive o que eu escrevi sobre o tema, esse discurso de Emicida deveria servir para toda pessoa (inclusive este blogueiro) entender o que se passa quando falamos de racismo.

Faz de conta que foi o Pelé que falou… Aliás, o vídeo seria bom para todo mundo entender.

Racismo não é estado de espírito, é uma atitude tomada em qualquer circunstância, é um crime, previsto por lei e passível de punição.

Não existe essa de falar sem a intenção de ofender, ofende e ofende muito.

Ah, finge que foi o Pelé que falou…

Por Aranha, Tinga, Marcio e todo mundo.

Aranha 20142

Eu me recuso a entender porque não é possível punir as pessoas da imagem acima, é tão difícil identificar assim?

As pessoas da foto acima, mais uma menina estão claramente ofendendo Aranha na derrota do Grêmio para o Santos. O vídeo está disponível para quem quiser no site da ESPN.

Tenho certeza que 80% das pessoas que gritaram macaco não são racistas, ou até mais de 80%, o que é mais grave e imbecil. As pessoas fazem isso no intuito de provocar, de tentar desestabilizar o rival.

O futebol é espetacular, mas cria as vezes condições fora do normal para que pessoas se manifestem dessa forma. Acredito de verdade que essas pessoas não são racistas, porém em bando se tornam idiotas e estúpidas e consequentemente merecem punição.

Que me desculpe o Grêmio, mas alguém tem que pagar o pato e ser o exemplo. A cada 6 meses acontece na primeira divisão, imagina pelo país afora. Está na hora de parar com essa babaquice.

Aranha 2014

Se o campeonato acabasse na 2ª rodada…. (Pitacos)

84747

Galera do blog, ontem mais uma rodada do Brasileirão terminou. Sei que os velhos chavões de “Se o campeonato acabasse hoje…” irão surgir, mas dois times surpreendem pela mudança abrupta no time em um intervalo tão curto de tempo.

Santos e Fluminense.

O Fluminense parece ter despertado de um sono profundo. De um time sem movimentação, apático e sem criatividade nenhuma para esse time envolvente com uma postura ofensiva e recheada de bons jogadores na frente. Cristovão conseguiu rapidamente acertar a casa e aproveitar ao máximo o talento de Wagner, Conca, Sóbis e Fred juntos.

O time venceu tranquilo o Figueirense e também não passou sustos contra o Palmeiras. O time que corria risco de não estar na Série A e que começou o campeonato sob a desconfiança de sua torcida, agora mostra um futebol convincente e estará no alto da tabela.

Já o Santos que mostrou um futebol moleque mais uma vez nesse Paulista. Um time recheado de moleques e que chegou até a final do Paulista, parece ter sentido o baque da derrota para o Ituano. A molecada parece ter experimentado pela primeira vez a decepção como profissional e a falta de bagagem parece ter feito o time sentir mais golpe.

Oswaldo terá muito trabalho para resgatar a confiança da molecada, enquanto isso o time vai contando com a fase de Aranha, Cícero e demais veteranos para segurarem a barra. O time que enfrentou Sport e Coritiba se mostrou apático e presa fácil para os rivais. Foram dois empates e a certeza de que o time precisará melhorar.

Além dos dois mencionados, outros dois grandes que já não inspiravam confiança deram sinais que o campeonato será complciado. Flamengo e Palmeiras precisam reforçar urgentemente os times, o Palmeiras com a eminente perda de Kardec precisa ir as compras, assim como o rubro-negro.

E vocês o que destacam “se o Brasileirão acabasse hoje..”?

Pitacos: E o monstro criado vai fazendo suas travessuras.

Galera do blog, ontem acompanhei aos dois jogos pelo Paulistão.

Primeiro a vitória do Santos sobre o São Paulo pelo placar de 3×1.

O jogo foi bom e movimentado. Com o São Paulo tentando dominar as ações, e o Santos buscando contra golpear principalmente com sua principal estrela.

E logo no começo o Santos abriu o placar com um pênalti convertido por Neymar. Confesso que de imediato, achei que o pênalti não existiu, mas depois no replay com a camera atrás do gol, percebe-se claramente que Paulo Miranda acerta somente Alan Kardec e como foi um auxiliar que marcou a falta, a visão dele foi perfeita sobre o lance.

O gol permitiu ao Santos usar ainda mais o contra golpe como arma, o São Paulo esbarrava na falta de criação de reais oportunidades. Lucas foi engolido pela marcação santista, Cícero fazia sua pior partida no ano pelo São Paulo, apenas Jádson e Casemiro tentavam alguma coisa. O meia parece ainda assustado em algumas oportunidades, sem falar que todas as reclamações de Leão caiam nas costas do meia. Já Casemiro esbanja qualidade, às vezes exagerada, mas mostra que possui muita qualidade.

E se o São Paulo era ineficiente no ataque, o mesmo não podia se dizer do Santos, em outro bom contra golpe, Ganso lançou Neymar que passou como quis por Paulo Miranda e só teve o trabalho de escolher o canto. Confesso que quando o São Paulo trouxe, tinha boas lembranças de Paulo Miranda por causa de sua atuação contra o Corinthians, onde marcou muito bem Liédson, mas o menino está muito afoito na defesa tricolor. Parte por culpa do sistema defensivo, parte por culpa do próprio jogador, percebe-se que ele sabe jogar, mas precisa ser menos afoito nos lances.

Assim seguiu o primeiro tempo, Santos povoava a frente da sua defesa, às vezes até de maneira desorganizada, mas visando congestionar o meio de campo e o São Paulo insistia no meio de campo ao invés de buscar as laterais.

Veio o segundo tempo, e a mudança “anunciada” aconteceu, Fernandinho e Rodrigo Caio entraram, Jadson e Piris sairam. Cicero assumiu a armação e o time melhorou em relação ao primeiro tempo, conseguiu criar lances mas agudos, principalmente pelas investidas de Fernandinho e pela melhora de Lucas no segundo tempo.

Contudo, o Santos continuava letal nos contra ataques, em dois deles poderia ter matado o jogo, mas ora o imponderável, ora a arbitragem atrapalharam. No primeiro lance, Neymar conseguiu perder gol incrivel, embaixo do gol ao mandar a bola na trave, no segundo lance em bola cruzada na área Kardec empurrou para o fundo das redes, mas o árbitro marcou falta de Dracena em Paulo Miranda. Ninguém viu essa falta, somente o juíz. Lógico que no início da jogada Dracena e Miranda estão enroscados, mas para mim, lance normal. O que seria 3×0 para o Santos.

Não suficiente, a arbitragem resolveu ajudar mais um pouco o São Paulo e validou um gol irregular do time. William José recebeu em impedimento e fuzilou Aranha para diminuir para o São Paulo, como a arbitragem deixou seguir, só restou ao são paulino comemorar.

Porém, Neymar estava em campo e a cada dia ele parece melhorar mais seu futebol e como sempre a sorte acompanha os craques, em chute forte mas no meio do gol, Neymar viu Dênis engolir um frango que fez Julio Cesar e Deola ficarem com inveja. Era 3×1 e fim de papo.

Apenas um nota extra, achei a arbitragem confusa e principalmente fraca na parte disciplinar o que fez o jogo sair um pouco do controle. Outro ponto importante, Neymar precisa tomar cuidado com o exagero, no lance que Piris tomou amarelo, ele não precisava exagerar tanto no drible. E digo isso, apenas para preservar o craque, em um jogo qualquer ele pode enfrentar algum adversário mais maldoso que pode quebrar sua perna. O adversário será apenas expulso, enquanto ele pode ficar meses afastados. Eu não gostaria de ficar meses, sem ver Neymar jogar.

No fim, o Santos mostrou porque é o favorito para tudo que disputar, porque segundo Renê Simões “eles estão criando um monstro”

Pitacos: Paulistão pode ser o melhor estadual, mas ainda sim é fraquíssimo!!

Faltam apenas 20 gols para o "Pirata".. fonte: Edson Silva / folhapress

Galera do blog, nesse fim de semana tive uma tarde bem paulistana, meuu..

Acompanhei os jogos dos quatro grandes e faremos uma breve análise de cada um deles, de acordo com suas partidas.

Mogi Mirim 3×1 Santos: O Santos levou o time B para enfrentar o Mogi e foi o responsável pela primeira derrota de um dos grandes para os considerados “pequenos”. A coisa foi tão feia para o Santos que Aranha foi o melhor em campo, evitando o que poderia ser uma tragédia maior.

O que fica de certeza é que o time santista precisa urgentemente contratar um zagueiro de qualidade, não só para ter opção em um eventual desfalque da titular como até mesmo para assumir a titularidade. Os titulares são medianos e os reservas são medonhos. Mas, nem tudo foi tragédia, de boa notícia foi a volta de Adriano, o volante reencontrou os gramados e em forma é uma ótima peça para o time.

Corinthians 1×1 Guarani: Nenhuma novidade no resultado do jogo. É lógico que o normal era o Corinthians ganhar, mas como sempre o time fez um gol e não teve ímpeto ofensivo para definir a partida e foi castigado com um pênalti no final. Pênalti bem marcado, já que o zagueiro alvinegro foi no mínimo atrapalhado no lance.

Se o Santos tem problemas quando olha para o banco, o contrário acontece com o Corinthians. Tite conseguiu “doutrinar” todos os jogadores ao seu esquema, então a diferença é apenas de qualidade na mudança, mas o time mantém o padrão tático firme. Uma grata surpresa é Edenílson na lateral direita, na minha opinião, já pode assumir a lateral. O que faria o time precisar ter boas opções na reserva de Ralf e Paulinho. Além disso, Douglas é titular absoluto, ele é cracaço, acha espaço onde ninguém vê. Problema do Tite, sobre quem sai, mas Douglas tem que ser titular.

Botafogo-SP 2×6 Palmeiras: Quem diria que o Palmeiras terminaria a 13ª rodada do Paulistão com o melhor ataque. Além do que o terceiro gol do Palmeiras foi uma obra prima pela coletividade e a comemoração mostra que toda a turbulência do time passou, pelo jeito somente uma pessoa não gostava do Felipão.

O time está super arrumado e já não depende mais tanto de Marcos Assunção. Barcos tem se mostrado uma ótima contratação. Aliás, em 2012 Felipão foi extremamente feliz na escolha do seus “camarões”. Barcos, Juninho, Daniel Carvalho e Artur cairam muito bem nesse time. Apenas Roman que ainda não teve sua chance. O Palmeiras talvez sofra mais no Brasileirão, mas tanto no Paulista como na Copa do Brasil sai como favorito. Aliás, na Copa do Brasil é para mim o favorito neste momento.

São Paulo 2×1 Portuguesa: Mais uma vez, o grande mais instável de São Paulo teve uma atuação digna do seu ano. Um primeiro tempo bizonho e um bom segundo tempo. No primeiro, a falta de qualidade da Portuguesa evitou uma derrota logo de cara, mas não evitou que o time saisse vaiado para o vestiário. No segundo tempo, Jadson cresceu e o time “milagrosamente” resolveu jogar coletivamente e buscar Luis Fabiano, o time venceu com propriedade a Lusa no final.

O time parece não evoluir a dois meses, não se entrosa e continua um amontoado de jogadores, muito em culpa das lesões iniciais e outra parcela sim deve ser creditada a Leão. Contudo, o segundo tempo foi a primeira demonstração no ano de um futebol mais coletivo, que todos os jogadores revejam o taipe do segundo tempo e levem como regra. Alem disso, dois jogadores fundamentais tiveram atuação destacada e que precisavam, Jadson e Luis Fabiano. O time é bom, mas hoje está atrás de seus rivais paulistas.

Quem ainda não curtiu a página do Camisa 10? no Facebook?

Acesse agora!! 

Pitacos da rodada!!

Galera do blog mais querido, ontem alguns jogos consegui assistir, ou ao vivo ou por vt.

Santos 2 x 1 Corinthians: Ótimo clássico, os dois times fizeram um bom jogo, onde o time alvinegro praiano soube aproveitar melhor as chances que teve. Neymar e André marcaram pelo Santos enquanto Dentinho descontou pelo Corinthians.

Durante o jogo, o que se viu foi um jogo movimentado com chances para os dois lados, no primeiro tempo uma ligeira vantagem para o Santos, que com boa atuação de Marquinhos, criavam boas chances. Neymar chegou a jogar um pênalti fora, grande defesa de Felipe, mas se redimiu fazendo um gol de atacante, recebendo a bola e virando com rapidez para abrir o marcador.

No segundo tempo, Dentinho resolveu mostrar seu bom futebol, se no primeiro tempo ele quase fez um golaço, no segundo ele resolveu para o alvinegro da capital e empatou a partida. Foi ai que o arbitro resolveu aparecer e perder o controle da partida, na minha opinião expulsou erroneamente Moacir, que já no primeiro lance não merecia cartão, na sequência grande jogada do ataque santista e o gol da virada.

Depois disso, o árbitro ao meu modo de ver poupou cartões ao elenco santista, e expulsou corretamente Roberto Carlos. Acho complicado dizer que um árbitro influenciou no resultado. Simplesmente, digo que ele errou.

Monte Azul 1 x 5 São Paulo: Novamente o São Paulo jogou dois tempos distintos, mas dessa vez ao contrário, jogou um primeiro tempo horrível e um bom segundo tempo. Pelo tricolor, o jogo valeu pelas estréias de Alex Silva, Rodrigo Souto e Fernandinho. Aliás o último fez os torcedores acreditarem que agora vai.

No primeiro tempo, o time do Morumbi fez um jogo burocrático, porém em um chute despretensioso de Léo Lima abriu o marcador em Ribeirão Preto, porém o que se viu dali pra frente foi um jogo mediocre, com o time do Monte Azul tomando as ações do jogo.

Em compensação no segundo tempo, a estrela de Fernandinho brilhou, o jogador entrou no segundo tempo e marcou 04 gols, alguns mostrando grande habilidade e em outros muito oportunismo. Fernandinho criou uma dúvida na cabeça do treinador, ele é titular, mas para isso quem sai? Além disso, Alex Silva e R. Souto fizeram boas partidas, e dessa forma o elenco tricolor começa a ficar pronto para as competições, resta saber quem é a equipe titular.

Uberlânida 2 x 5 Atlético-MG: O que dizer de um atacante que em dois jogos marca 08 gols, por mais fracos que tenham sido os adversários são números respeitáveis, é por essas e outras que Obina segue vivendo entre a cruz e a espada. Ele pode não ser um craque, mas joga com uma vontade e com um amor a camisa que todo o torcedor sente orgulho dele.

Durante o jogo, o Galo até se complicou no começo, demorou para dominar as ações em campo, precisou que a estrela de Obina surgisse para o time abrir o placar, dali em diante parecia que era só jogar bola para o baiano que ele resolveria. Foram mais dois gols dessa forma. Nota negativa para o Galo, foi a certeza de que Aranha não se adaptou a responsabilidade de vestir o manto atleticano, o goleiro sempre que tem chance vem errando bizonhamente.

Rio Claro 1 x 0 Palmeiras: O campo estava impraticável para o futebol, o jogo foi complicado de assistir, chegando às vezes dar vontade de ver um filme ou o Fantástico, mas uma coisa ficou claro, o Palmeiras é um com o Pierre e outro sem ele.

Durante o jogo, o time palmeirense tentou jogar bola no pasto que virou o gramado, porém faltava inspiração na parte ofensiva. Enquanto isso, o Rio Claro arriscava moderadamente subir ao ataque, com o passar do tempo o time do interior percebeu o quão frágil o time da capital estava ao não contar com Pierre a frente da zaga.

Diante disso, o time do Rio Claro começou arriscar um pouco mais, e ainda no primeiro tempo chegou a gol que daria a vitória no final dele. Aliás o gol foi um lance isolado na partida, pois fora ele, quase mais nada poderia ser aproveitado como lance de jogo.