O despreparo com a carreira de um jogador


JeanChera20102018

Eu já desisti que falar que agora vai, agora voltei, ou qualquer coisa do gênero, mas seguimos, sem desistir.

Confesso que é difícil escrever neste momento, porque a cabeça fervilha perante a disputa eleitoral que se aproxima para o nosso país. Mas algumas coisas no paralelo andam me chamando a atenção no futebol nesse ínterim.

A possível volta do Neymar ao Barcelona é uma delas, as outras, juro que tentarei escrever logo, para que elas continuem frescas em nossas memórias. Mas o Neymar voltar ao Barcelona me chamou atenção.

Confesso que já concordei e discordei com a decisão em vários momentos, mas sinceramente, acho que tem mais erros no retorno do que acerto.

Neymar desde sempre sabia que estava indo para Paris, portanto deveria ter ideia de como seria morar lá, como seria o campeonato de lá e as expectativas sobre isso. A Ligue 1 é inferior a La Liga, qualquer pessoa com pouca noção de futebol sabe, ele que adora um videogame, com certeza sabe. Além disso, no próprio videogame que ele tanto joga com os parças, ele sabe que ele saiu de um clube com muito mais tradição e consequentemente com mais chances na Champions League do que o atual clube.

Portanto, quando eu vejo a decisão do Neymar, cada vez mais eu tenho certeza, são pouquíssimos os jogadores que possuem alguma capacidade real de debater sobre sua carreira ou olhar e entender como devem conduzi-la e o pior que normalmente quem está ao lado do jogador para orientar só consegue pensar na próxima transação e quanto ele vai ganhar com isso.

A figura do empresário deveria ser melhor pensada, principalmente pelas pessoas que cercam o jogador, família, amigos, etc (sei que aqui, isso não se aplica ao Neymar). Deve haver a consciência do passo que cada jogador faz ao aceitar uma transação, ir para Islândia, EUA, China ou Casaquistão não pode ser analisado apenas pelo fator financeiro, da mesma forma que ir para Espanha, Inglaterra, Italia ou Alemanha, não vale ir a todo custo pela exposição somente.

Por exemplo, um jogador que reconhecidamente é um grande potencial no Brasil, vale ir muito novo para um Shakthar Donetsk? O time é notoriamente conhecido por fazer jogo duro na hora de vender, ou seja, chances grandes de ficar por muito tempo lá, e aí nem todo mundo é William (Chelsea), alguns podem mofar lá pela Ucrânia e depois não conseguirem nem voltar para um grande clube por aqui.

Jogador de futebol precisaria ter mais cuidado com sua carreira, enxergar melhor as oportunidades para não correr o risco de jogar fora sua carreira que poderia ser tão brilhante.

Como diria Arsene Wenger, alguns jogadores estão aqui pelo dinheiro, outros pela glória. Complementando isso, digo, todo empresário, todo mesmo, inclusive se ele for seu pai, está pelo dinheiro, cabe ao jogador decidir se quer a glória, se gostaria de quando pendurar as chuteiras ser reconhecido por alguma torcida como ídolo, aposto que isso não tem dinheiro que compre.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s