É mais fácil lidar com o time do comentarista, né?


maurocezar111016

E a foto acima gerou um frisson nas redes sociais ontem.

Nela, Mauro Cezar Pereira, comentarista da ESPN aparece em meio a torcida do Flamengo no jogo do Pacaembu, vestindo camisa do West Ham e agasalho do Milan.

Foi o suficiente para uma onda de ataques ao comentarista começar sobre a preferência clubística dele, primeiro porque Mauro sempre foi ácido (no bom sentido) e seus comentários mais duros, despertam a ira de todo mundo, segundo porque se criou uma obsessão estúpida sobre descobrir o time de cada comentarista.

Como o próprio Mauro disse, é engraçado como o torcedor se preocupa mais com a torcida de um comentarista do que de um presidente, técnico ou jogador do clube.

Além disso, sinceramente, não fui muito atrás da torcida dele, se é mesmo ou não para o Flamengo, porque eu mesmo já frequentei arquibancadas para assistir jogos de todos os demais grandes de São Paulo sem que o meu tricolor jogasse, assim como já assisti outros jogos de times quaisquer.

A grande questão é, porque importa tanto o clube do comentarista?

Para mim, é irrelevante o cara assumir ou não, muitos assumiram, assim como muitos preferem não relevar, é um direito deles e o saber deve ficar restrito apenas a questão da curiosidade. Do tipo, legal saber que fulano torce para tal time, mas e daí?

O importante é se ele realiza seu trabalho de maneira correta, informa, busca noticiar as informações sobre o tema proposto, tenta sempre dentro do razoável ser imparcial, ou seja, ser jornalista acima de tudo.

E Mauro, gostem ou não, é um ótimo jornalista, você pode não gostar da linha dele, mas não pode dizer que executa mal o seu trabalho.

E uma coisa que ele disse é bem interessante de se pensar, já parou para pensar que você (torcedor) se preocupa tanto com o que o comentarista que torce para o rival fala, porém pode ter um atacante resolvendo as partidas para o seu time que torce para o arquirrival? Ou que as decisões do seu clube passam pela mão de alguém que sempre torceu pelo outro time? Ou mesmo que um treinador pode enfrentar o time do coração e ser sensível a isso?

Pois é, pense bem, talvez saber por qual time o comentarista torce é mais fácil de lidar né, por isso a obsessão absurda, porque se começar a olhar dentro do próprio time, pode se assustar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s