Sorteio dos grupos da Libertadores 2016!

libertadores 231215

E os grupos da Libertadores foram sorteados.

Sorte de São Paulo, Corinthians e Atlético-MG, azar de Palmeiras e Grêmio. É lógico que tudo é relativo, existe aquela premissa de que aqueles que já pegam dureza logo de cara, já entram fortalecido na fase de mata mata ou que é melhor pegar um grupo tranquilo para o time ganhar corpo na hora certa.

Contudo diante do peso dos nomes e pensando apenas na facilidade em chegar nas oitavas, fico com essa divisão para sorte ou azar. Vejam os grupos:

Grupo 1 – River Plate (ARG), The Strongest (BOL), Trujilianos (VEN) e São Paulo ou Cesar Vallejo (PER).

Ao que tudo indica, São Paulo passa pelos peruanos e disputa com o atual campeão o posto de primeiro do grupo. Ao meu ver, um grupo perfeito, dois times fracos, mas com o efeito altitude para testar o time e ainda o atual campeão e um dos favoritos para testar o time na fase de grupos. Bauza pode aproveitar muito toda essa primeira fase da competição para encorpar o time.

Grupo 2 – Nacional (URU), Palmeiras (BRA), Rosario Central (ARG) e River Plate (URU) ou La U (CHI)

La U deve completar o grupo e junto com o grupo 6 se tornar o grupo mais incerto dessa fase. As distâncias percorridas serão pequenas, mas a entrega será máxima, todo ponto jogado fora em casa fará toda a diferença. Sem nenhuma previsão dos possíveis classificados. Qualquer palpite será mero e aleatório chute.

Grupo 3 – Boca Juniors (ARG), Bolivar (BOL) Deportivo Cali (COL) e Puebla (MEX) ou Racing (ARG)

Pela fase de pré-libertadores esse é o jogo mais incerto, mas aposto na força do Racing no jogo de volta dentro de seu estádio, sendo assim os dois argentinos tem tudo para avançarem para a próxima fase, somente o Cali poderá causar algum imprevisto, mas fora isso, os hermanos devem avançar nesse grupo.

Grupo 4 – Penarol (URU), Atletico Nacional (COL), Sporting Cristal (PER) e Huracan (ARG) ou Caracas (VEN).

Huracan deve avançar e completar o grupo, consequentemente deverá ser o rival do Penarol pela segunda vaga, pois a primeira ficará com o bom time colombiano. Ainda assim, acho difícil o Penarol não figurar nas oitavas, só uma bobeira mesmo contra os argentinos dentro de casa os tiraria da próxima fase.

Grupo 5 – Atlético-MG (BRA), Colo Colo (CHI), Melgar (CHI) e Ind. del Valle (EQU) ou Guarani (PAR)

O Galo pegou um grupo facílimo, o mais tranquilo, faz tempo que o Colo Colo não assusta ninguém e apenas o Guarani pode apresentar resistência, mas a saida de Jubero ainda não foi testada e tampouco sabe-se o impacto. Se Aguirre souber aproveitar essa fase, emplaca a melhor campanha da fase de grupos.

Grupo 6 – San Lorenzo (ARG), Grêmio (BRA), LDU (EQU) e Toluca (MEX).

Outro grupo equilibradíssimo, três campeões de Libertadores no mesmo grupo, dois campeões com o novo treinador são paulino, além disso a força mexicana que sempre causa dor de cabeça. Outro grupo sem nenhuma previsão, acho que o Grêmio passa, não sei em qual posição, mas passa, de resto, também será um puro palpite.

Grupo 7 – Olimpia (PAR), Emelec (EQU), Tachira (VEN) e Pumas (MEX)

O grupo com menor força, são bons times, mas longe de serem forças dessa edição, poderão aproveitar para beliscar umas oitavas e torcerem por um bom cruzamento para ousarem umas quartas, mas nada mais do que isso para provavelmente Emelec e Olimpia.

Grupo 8 – Corinthians (BRA), Cerro Porteno (PAR), Cobresal (CHI) e Oriente Petrolero (BOL) ou Ind. Santa Fé (COL)

O Corinthians caiu naquele grupo que parece que todo mundo tem sua posição bem definida. Os brasileiros ficarão em primeiro, os colombianos que passarão pelo Petrolero em segundo, os paraguaios em terceiro e os chilenos fazendo turismo. De qualquer forma, o Corinthians foi outro brasileiro que pegou o chamado ótimo grupo para começar, pouco transtorno com viagem, o Santa Fé, atual campeão da sulamericana como um bom teste e tempo para encorpar ainda mais, ou entender o time sem, por enquanto, Jadson.

A Libertadores dentro de campo começa só dia 03 de fevereiro, mas aqui no Cadê Meu Camisa 10 vocês já curtem uma prévia dos grupos.

Anúncios

Mais do que #ocupacbf é ocupar e fazer ela cuidar do nosso futebol…

ocupacbf221215

A entidade máxima vai sendo cada vez mais exposta a sujeira em que vivia, consequentemente, algumas confederações que partilhavam dessa prática também. Entre elas, nossa “querida” CBF.

A CBF não sabe mais para onde ir e que rumo seguir, a ordem é dar respostas pomposas para tentar agradar gregos e troianos, mas nitidamente a única vontade deles é que o FBI os considerem peixes pequenos. A mentalidade é tão limítrofe que mesmo nos tempos atuais onde a discussão é onde ainda não é permitido o casamento homossexual, eles escolhem o presidente com a alcunha de CORONEL.

Sim, um coronel, alcunha militar e que nos remete ao nosso coronelismo, a ditadura militar e tantas outras coisas ultrapassadas, e não estou desdenhando da posição hierárquica atingida pelo tal presidente, que com certeza teve seus méritos para alcançá-la, mas o simbolismo do atraso é irônico.

Mais do que o #ocupacbf, é chegada a hora de muita coisa ser questionada e limada dentro dos corredores de mármore da CBF. Assim, como o país passa por uma reformulação, um pensamento coletivo cada vez maior pelo fim da corrupção (aliás, espero que apesar da briga clubística que virou a política, acima de tudo, todos queiram o fim da corrupção, seja de qual clube defendam), dentro do nosso futebol, o processo é similar.

Como já disse várias vezes, inclusive baseada em literaturas sobre o tema, o futebol explica muito nossa história e vice versa.

Por isso, reafirmo, que não só aqueles líderes e ex-jogadores devem se posicionar contra o sistema, líderes atuais, dos grandes clubes devem levantar a bandeira, inclusive aqueles que atuam por ela.

Imagina, Neymar se posicionando contra a corrupção, pedindo que as coisas sejam limpas e que ninguém é proprietário do nosso futebol, que todos estão ali para servir a nossa paixão nacional e não para tornar um turismo de prostutituição, imagina se ele se posiciona assim.

Ninguém iria tirá-lo da seleção, ele é intocável, falaria e faria todos engolirem seco. Fora isso, os demais líderes e ex-jogadores (praticamente a turma do Bom Senso) devem continuar batendo forte e principalmente terem um plano realmente concreto para que possam colocar em prática, inclusive assumindo, caso seja necessário.

Mais do que simplesmente ocupar a CBF, o momento é de mostrar o que realmente pode ser feito da CBF, torná-la realmente a casa que cuida do nosso patrimônio nacional.

Jadson veio ao futebol pelo dinheiro…

jadson211215

Tenho ficado um pouco sem escrever, primeiro pelo trabalho que tem me tomado bastante tempo nesse mês e segundo porque esse final de ano é sempre mais complicado achar algo interessante para escrever, pois 90% é especulação sobre quem vem, ou quem sai.

Porém, nesse vai e vem, uma saída me chamou a atenção, a saída de Jadson para a China.

Acredito que o atleta profissional de futebol busca ao longo da sua trajetória ter sucesso em duas frentes, financeira e nas glórias. A carreira é curta, você precisa juntar dinheiro em um tempo muito menor do que os demais profissionais, nem vou entrar no mérito dos valores pagos, estou apenas evidenciando um fato.

Muito dizem que a proposta de Jadson era irrecusável, será mesmo?

Jadson irá ganhar 40 milhões por duas temporadas, pouco mais de 1,5 milhão por mês. Provavelmente o maior contrato financeiro que o atleta já teve, mas com certeza um montante muito inferior ao que ele já acumulou ao longo da carreira.

O meia tem 4 anos de Paraná, 7 de Ucrânia e mais 4 anos em São Paulo. São 15 anos recebendo como um jogador de futebol, vamos desconsiderar os primeiros 4 anos no Atlético-Pr, onde era apenas uma promessa. Vamos aos demais 11 anos, suponhamos que ele recebeu em média 500 mil reais por mês. São cerca de 80 milhões recebidos ao longo da sua trajetória, dinheiro esse que deve ter sido gasto em um monte de coisas e investido em outras tantas.

Aposto que um patrimônio superior a 100 milhões ele tenha.

Para quem nunca ganhou nada dentro do Brasil e que fazia parte do time favorito a Libertadores e para depois da tal sonhada ‘estabilidade financeira” não era a hora de pensar nas glórias, em marcar seu nome por um grande clube no país de origem, ou simplesmente marcar o nome em um grande clube.

Sei o quanto é importante a independência financeira, mas não acho que Jadson não a tenha atingido, ele poderia agora gravar seu nome com um jogador vencedor pelo Corinthians, preferiu garantir ainda mais sua independência. Uma pena.

Como o próprio Osório disse que aprendeu com Fergunson, uns estão pela glória, outros pelo dinheiro. Jadson veio ao futebol pelo dinheiro.

Obrigado M1to!!!

ceni151215

Demorei um pouco para escrever, acho que é porque fico com a certeza de que qualquer coisa que eu escreva, não será suficiente para representar o que Rogério Ceni significa.

Primeiramente é um prazer poder ter acompanhado o maior jogador da história do meu clube ao vivo, eu poderei dizer a todas as minhas gerações que vi Ceni jogar, várias vezes, muitas vezes, mais de 100 com certeza. Não tenho ideia de quantas vezes o vi no Morumbi.

E o mais engraçado é que criei esse blog, logo após a empolgação do tricampeonato brasileiro, o sexto do São Paulo, com o nome por causa de uma relação que tenho com o sumiço do 10 mais clássico.

E de repente, esse dez que sempre procurei era você, sutilmente não percebi a mudança na sua camisa, sai o 1 e entrou o 01, isso, um 10 ao contrário. Alguém que guiou esse clube nos últimos anos, conduziu o São Paulo a um número inimagináveis de títulos, incluindo os maiores. Sendo o protagonista no maior título.

É ou não é uma descrição de um verdadeiro camisa 10?

Sinceramente ainda não caiu a ficha, não consigo pensar que você não estará lá, parece que é só mais uma lesão, das poucas que você teve, mas a sensação é que a qualquer momento, estaremos lá gritando aquela famosa musiquinha que termina dizendo que você é o maior goleiro do Brasil.

Aliás, injustiça essa música, você pode nem ser o melhor da história, mas é o maior. Números individuais que ninguém mais irá superar, títulos de todos os tipos e o pioneiro na revolução da posição. O que muitos falam da participam do goleiro atualmente, você realmente foi o primeiro a ensinar isso, a realmente ser parte integrante do esquema do time.

A imagem é da saida do Morumbi na sexta, na hora achei simbólica, pelas gerações vestindo a camisa, e pelas fases de cada uma delas. A foto não ficou boa, mas o momento valeu o registro.

Obrigado M1to! O futebol agradece e sente a sua falta!

Brasileirão só ano que vem agora…

vip1ff.jpg (1)

E o campeonato brasileiro chegou ao fim.

Acho que como muito das vagas já estavam definidas, essa última rodada foi melancólica, já por saber, que agora vem um monte de especulação e depois só os estaduais. A única emoção será o sorteio da Libertadores no dia 22 e os jogos na Europa até o início da Liberta.

E o campeonato acabou com o Corinthians sobrando em primeiro. O time mais regular, que apresentou um futebol “apenas” consistente no primeiro turno e um grande futebol no segundo turno. O Apenas foi entre aspas, porque ser consistente no futebol tupiniquim já é muita coisa.

Completando os representantes da Libertadores, estão Atlético-MG, Grêmio, São Paulo e Palmeiras. Ou seja, o trio de ferro que estava em baixa ao final do campeonato passado, voltou com tudo. Entre os classificados, só o São Paulo jogará a Pré-Libertadores.

Na turma, logo após o São Paulo, a sensação é de que um pouquinho de planejamento adequado, tinha sido tranquilo o quarto lugar, a vaga caiu no colo do São Paulo, a camisa pesou e levou, Santos abriu mão por causa da Copa do Brasil, Inter demorou a achar Argel e demitiu Aguirre desnecessariamente, Cruzeiro demorou para mudar o pojetu e por aí vai.

Milton Mendes que saiu cedo, Roger Machado que levou o Grêmio ao terceiro lugar, Guto Ferreira com as vezes surpreendente Chape e Eduardo Baptista que iniciou um bom trabalho no Sport são os treinadores que merecem um olhar atento em 2016 sobre quais próximos bons trabalhos farão.

Chegamos a degola. Joinville já estava lá, Goiás praticamente certo e se confirmou e os escolhidos finais foram Avai e Vasco. Sinceramente, Goias e Vasco são os que talvez, todavia, porém, se, não seria fora de cogitação escaparem. O time esmeraldino possui bons valores individuais. Renan, Fred, Rodrigo, Patrick, Bruno Henrique, Erik Lima são alguns.

E o Vasco demorou para arrumar a casa, o Vasco que terminou o campeonato é muito superior a vários times, porém como o chavão diz, Brasileirão é campeonato longo.

E assim, vai mais um Brasileirão, e eu já estou na agonia de esperar todas essas especulações durante um mês.

Mais que um clube!

CampNou

E o Barcelona inovou novamente.

Ontem ao jogar contra o Villanovense pela Copa do Rei, o time goleou o modesto adversário por 6×1 com os reservas. Os gols foram marcados por Daniel Alves, Sandro (3x) e Munir (2x).

Até aí nenhuma novidade. Contudo entre 25 e 30 do primeiro tempo, o zagueiro Mathieu sentiu uma lesão e precisou sair. O que Luis Henrique fez? Nada, absolutamente nada.

O zagueiro francês foi retirado de maca e mesmo com ainda 2 possibilidades de substituição, Luis nada fez, optou por seguir em campo com apenas 10 jogadores, já que o placar a essa altura já era 6×1.

No banco disponíveis, apenas Iniesta, Neymar, Suarez e o goleiro Bravo. Dentro de campo, Adriano jogava avançado e poderia ser recuado para lateral esquerda que era onde Mathieu improvisado jogava. E aí poderia escolher qualquer uma das opções.

Luis. disse que não mexeu porque o tempo frio dificultaria o aquecimento do atleta e ele temia por uma lesão. E disse que não achou nenhum desrespeito.

Eu considero sim, o grande desrespeito, era melhor ter colocado qualquer um dos craques, agradar a modesta torcida do rival e continuar fazendo gols aos montes, manter o espirito de competição no jogo.

Ao abdicar de jogar com aquilo que lhe era direito, Luis foi arrogante sim, pensou apenas no seu clube e abriu do esporte como um todo.

E como o próprio Barça disse ele não é só um clube é mais que um clube.